Ir para conteúdo

S§§§§§§§§§

Membros
  • Total de itens

    2.517
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    36

Tudo que S§§§§§§§§§ postou

  1. Complementando, alem da situação complicada na Síria, já pesquisou se está tranquilo cruzar a Líbia? Não sei como está agora, mas até pouco tempo atrás, depois que depuseram o Muammar al-Gaddafi , era uma terra sem lei...
  2. Uma sugestão, passe uns 2 ou 3 dias em Manaus, tem algumas coisas legais para ver lá, depois se quiser aventura, pegue um barco para Belém, pode ser direto ou parando em algum lugar pelo caminho, passe alguns dias em Belém e/ou alguma cidade do Pará de onde você volta a Curitiba.
  3. Você tem que voltar a Manaus e lá há barco para Tabatinga / Letícia na Colômbia, mas é uma viagem de quase uma semana até lá. Mas Letícia não tem ligação com o resto da Colômbia via terra ou água, somente por avião. Ou seja, para quem só tem 12 dias sobrando, e ainda perder metade disto voltando a Manaus e no barco para Tabatinga, mais o dia perdido no voo até Bogotá, mais 1 ou 2 dias perdidos voltando a Curitiba, acaba sobrando quase nada de tempo livre para o monte de dinheiro que você vai gastar. Com a atual situação que a Venezuela vive, não é um destino recomendável. Guiana, Suriname e Guiana Francesa ficam todos muito longe e com acesso muito complicado e demorado para se ir por terra e com somente 12 dias sobrando, e também não tem ligação aérea por avião, você teria que ir a Belém, e lá pegar um voo para Caiena... Como tudo é muito longe, complicado e demorado por aqueles lados, e você tem pouco tempo disponível, a minha sugestão seria ficar no Brasil mesmo. Uma sugestão, passe uns 2 ou 3 dias em Manaus, tem algumas coisas legais para ver lá, depois se quiser aventura, pegue um barco para Belém, pode ser direto ou parando em algum lugar pelo caminho, passe alguns dias em Belém e/ou alguma cidade do Pará de onde você volta a Curitiba.
  4. Não uso ele, mas dando uma olhada no site, é um buscador igual a centenas de outros que existem na internet, que não vende nenhuma passagem, mas sim faz buscas em outros sites e lhe redireciona para o site que está vendendo a passagem, ou seja, exatamente o mesmo serviço que vários outros sites fazem.
  5. O maior risco é você estar de carro ou a pé e querer fazer tudo por conta própriacom base no gps sem conhecer muito bem a cidade, ai sim você corre o risco se meter numa favela e ser confundido e levar um tiro. Estivemos no Rio em maio com um casal de amigos, enquanto estivemos lá, houve arrastão no Centro e Copacabana, tiroteio no morro da Providência, bala-perdida na Ilha do Governador, etc, ou seja, tudo aquilo que sempre vemos na TV, mas não chegou a nos afetar e atrapalhar a visitação. Como estávamos em 4 pessoas, nós fomos a todos os locais de táxi ou uber, pois era mais barato que metrô e ônibus, o que dá uma segurança adicional para quem não conhece a cidade, pois os taxistas e ubers geralmente conhecem bem a cidade e sabem quais cominhos a evitar. E claro, fomos bem discretos, nada de chamar muita atenção com celular e câmera caros, levar pouco dinheiro, só o necessário para o dia, etc...
  6. Uma passagem de Amsterdam para Gouda custa 11.30 Euros, uma passagem de Gouda para Den Haag (Haia) custa 5.70 Euros, e uma passagem de Den Haag para Rotterdam custa 4.80 Euros, todas compradas lá na hora. Comprando as 3 passagens lá na hora, ficaria por 21.80 Euros, menos da metade de um Holland Travel Ticket de um único dia. Mesmo acrescentando uma passagem de ida e volta de Amsterdam para Utrechet (15 Euros) uma de ida e volta de Amsterdam para Haarlen (8.40 Euros), ainda ficaria mais barato que um Holland Travel Ticket de um único dia. Nestes trens locais/regionais lá dentro da Holanda não é necessário comprar antecipado, diferente dos trens internacionais ou de longa distância. Se você achar um hotel bom e não muito caro em Rotterdam, é até melhor ficar hospedado só em Rotterdam ao invés de ficar pulando de cidade em cidade a cada dia, e visitar Gouda e Den Haag como bate-voltas saindo de Rotterdam. Você vai gastar só 5 euros a mais, mas não vai perder tempo e nem se estressar fazendo e desfazendo mala, procurar hotel carregando mala pesada, perdendo tempo fazendo check-in e check-out dos hotéis... Na minha opinião só de evitar todo este estresse e correria de ficar trocando de hotel todo dia já compensa estes 5 euros a mais que gastariam fazendo os bate-voltas.. Preços consultados em: https://www.ns.nl/en
  7. 1 - quarto privativo em hostel geralmente é caro, pois não é esta a intenção da maioria dos hosteis, então costuma ser mais barato pegar um quarto coletivo num hotel comum simples do que num hostel. Utilize www.booking.com para buscar algo que lhe agrade e caiba no orçamento. 2 - Não utilizo airbnb, é contra os meus princípios fazer negócios com eles, então não posso responder. 3 - Isto é questão de preferência pessoal de cada pessoa, cada pessoa vai ter duzias de argumentos contra e a favor de cada opção. 4 - Depende das suas escolhas. Passagens para Budapeste são caras, para uma conta inicial, eu estimaria uns R$ 3.500 de passagens Brasil x Budapeste x Brasil, mais uns 140 a 160 Euros por dia para um casal bem econômico gastar com hospedagem, passeios, alimentação, metrô dentro da cidade, etc... Multiplicando por 8 dias e convertendo pela cotação de R$ 4.30 de hoje e somando tudo, numa conta bem grosseira, daria em torno de R$ 13.000 para um casal ficar 8 dias lá. 5 - Depende do que você escolher lá na hora, mas na média uns 140 a 160 Euros por dia para um casal bem econômico gastar com hospedagem, passeios, alimentação, metrô dentro da cidade, etc. Hospedagem você sabe o preço de antemão, e pode descontar deste valor para ver quanto que sobra para o resto. 6 - Varia muito, varia desde zero nas atrações gratuitas até 15 ou 20 nas mais caras, eu faço uma média, e reservo uns 10 ou 15 euros por dia e pessoa para ingressos. 1 - quarto privativo em hostel geralmente é caro, pois não é esta a intenção da maioria dos hosteis, então costuma ser mais barato pegar um quarto coletivo num hotel comum simples do que num hostel. Utilize www.booking.com para buscar algo que lhe agrade e caiba no orçamento. 2 - Não utilizo airbnb, é contra os meus princípios fazer negócios com eles, então não posso responder. 3 - Isto é questão de preferência pessoal de cada pessoa, cada pessoa vai ter duzias de argumentos contra e a favor de cada opção. 4 - Depende das suas escolhas. Passagens para Budapeste são caras, para uma conta inicial, eu estimaria uns R$ 3.500 de passagens Brasil x Budapeste x Brasil, mais uns 140 a 160 Euros por dia para um casal bem econômico gastar com hospedagem, passeios, alimentação, metrô dentro da cidade, etc... Multiplicando por 8 dias e convertendo pela cotação de R$ 4.30 de hoje e somando tudo, numa conta bem grosseira, daria em torno de R$ 13.000 para um casal ficar 8 dias lá. 5 - Depende do que você escolher lá na hora, mas na média uns 140 a 160 Euros por dia para um casal bem econômico gastar com hospedagem, passeios, alimentação, metrô dentro da cidade, etc. Hospedagem você sabe o preço de antemão, e pode descontar deste valor para ver quanto que sobra para o resto. 6 - Varia muito, varia desde zero nas atrações gratuitas até 15 ou 20 nas mais caras, eu faço uma média, e reservo uns 10 ou 15 euros por dia e pessoa para ingressos.
  8. Malta não é uma base muito boa para ficar fazendo um monte de viagens de final de semana, pois fica numa ilha longe de tudo, a único forma de sair de lá sem perder metade do final de semana é indo de avião. Mas como é uma cidade e ilha relativamente pequena, não existe uma grande oferta de voos baratos para muitos destinos, você até acha alguns voos custando menos de 60 Euros ida e volta para alguns locais se comprar com antecedência de 2 ou 3 meses, mas são poucos locais, o resto quase tudo custará mais de 100 Euros (R$ 430) para ir e voltar. Grécia e Egito, para onde não há voo diretos, dificilmente você vai conseguir ir e voltar gastando menos de 300 Euros (R$ 1300) saindo de Malta.
  9. Na minha opinião pessoal, está um roteiro ruim, com muita correria, vocês só irão gastar um monte de dinheiro, mas não vão ter tempo de aproveitar nada direito em nenhum local. Por exemplo, vocês vão a Split, mas não vão ter tempo de ir a Hvar, que é muito mais bonito e interessante do que Split. De Split até Dubrovnik são umas 3h30 de estrada, isto se não tiver um congestionamento enorme na passagem da fronteira em Neum que faça você perder bastante tempo. As locadoras também não abrem cedo, as locadoras do centro abrem só depois das 08:00, ou 09:00 da manhã, até você ir na locadora, cuidar de toda a papelada e finalmente pegar o carro, facilmente já serão 10:00, ai mais ums 4h de estrada até Dubrovnik. Lá em Dubrovnik não tem onde estacionar, você terão que pagar caro para deixar o carro num estacionamento público, você perde mais entre 1h e 2h entre estacionar o carro, achar a sua hospedagem, fazer check-in, etc.. Ou seja, quando você finalmente se ver livre de tudo para curtir a cidade, já vai ser 16:00 e o dia praticamente perdido.. se a ideia é só ir de Split até Dubrovnik, um carro não vai lhe servir de nada, só vai atrapalhar e deixar a viagem mais cara, vá de ônibus, ou então se ficar hospedada em Hvar ao invés de Split, veja se em maio o barco direto de Hvar para Dubrovnik já está operando. Eu tiraria no mínimo uma ou duas cidades e redistribuiria este tempo nas demais para ficar um roteiro minimante viável. Agora o que tirar, é escolha pessoal, mas pessoalmente eu começaria tirando Zurich, de todas as cidades, é a mais cara, e a mais sem graça. A parte interessante e bonita da Suíça são os lagos, montanhas e vilas de montanha, mas eles não ficam em Zurich, eles ficam na região de Lucerna, Interlaken, Zermatt, Berna, Montreux, e com tão pouco tempo, não dá para ir até lá, isto sem falar que é tudo absurdamente caro, o que você gasta em 3 dias na Suíça, dá para custear uma semana inteira na Croácia.
  10. Que outras cidades você vai visitar na Holanda? 59 Euros por dia para pegar um único trem de uma cidade holandesa para a outra, pessoalmente eu acho isto absurdamente caro. Dentro de Amsterdam você praticamente não usa transporte público, se chegar a usar, vai ser 1 ou 2 vezes por dia, com cada ticket custando 2 Euros. As demais cidades da Holanda são menores e mais compactas que Amsterdam, então se em Amsterdam você quase já não usa transporte público, nas demais cidades provavelmente vai usar menos ainda.
  11. Cara, acho que não tem jeito não, acho que você vai gastar pelo menos umas £50 para chegar no centro neste dia, se não mais... Londres é um inferno no dia 25/12 sem transporte público, e até as opções alternativas para ir a Heathrow que funcionavam nos anos anteriores(Heathrow Connect) não estarão funcionando este ano. Eu já separaria umas £50 ou £100 para um uber até o centro, pois até os táxis estarão em quantidade reduzida, e os uber da vida, provavelmente estarão literalmente metendo a faca em todo mundo... Existem alguns ônibus de longa distância que fazem uma "escala" na estação rodoviária do aeroporto antes de seguir até a estação Victória, mas são poucos ônibus, um a cada 45 ou 60 minutos, e no dia 25 a fila vai estar enorme, e eles cobram £30 do aeroporto até Victoria, e uma vez lá na estação Victoria, você ainda tem que chegar no seu hotel... Uma outra opção, seria ver com a sua hospedagem, se eles não tem algum esquema de transfer do aeroporto até o hotel neste dia, se eles tiverem acho que pode ser mais barato do que um taxi/uber.
  12. Se tiver dinheiro e tempo suficiente, tudo fica simples, como geralmente nos falta um deles, ou os dois, a coisa realmente complica um pouquinho... rss Mas nada que seja impossível de resolver, por exemplo, veja o que é prioridade para você, por exemplo Athenas fica meio longe e fora de mão, talvez só eliminando Athenas da história já melhore bastante... As vezes invertendo algumas partes do roteiro também pode ajudar, como por exemplo evitando chegar por Athenas onde as passagens são caras, e voltar por Londres, onde as passagens também são mais caras, dá para "livrar" uns R$ 500...
  13. Sim, a sua multa fica registrada nos computadores, e mesmo com um passaporte novo, eles podem levantar o seu histórico em 1 minutos se quiserem. Eu recomendaria a você entrar em contato com o consulado português ou com a SEF lá de Portugal e tentar se informar melhor a respeito, pois tudo o que falarmos aqui será sem certeza. http://www.sef.pt/portal/v10/PT/aspx/contacto/faleConnosco.aspx#0
  14. Algum interesse específico em Bologna? Parece meio exagerado pelo tamanho da cidade, e quantidade de coisas para fazer por lá no inverno... Não há ônibus direto entre Bologna e Munich todos os dias, e nos dias que há, o horário é horrível, sai de Bologna as 1:30 da madrugada, isto se não atrasar, e você fica lá na rua, no frio e chuva esperando o busão. Trem noturno já é uma opção mais viável, mas um couchete ou sleeper não é baratinho, e viajar 14 horas durante a noite num assento normal de trem é horrível. É perto demais para trem ou ônibus noturno, você mal vai ter tempo de pegar no sono e o trem/ônibus já estará chegando em Berlin. E você passará o dia todo morrendo de sono. Faça uma boa ação para você mesma, e pegue um trem diurno, pode ser no final da tarde, e vá de trem para Berlin sem pernoitar em ônibus/trem, é uma economia de dinheiro ridícula para uma noite horrível num busão.
  15. Os trens de alta-velocidade (Freccia e Italo) atrasam menos, mas os trens regionais, acho que não peguei um sequer que não tivesse um atraso de pelo menos 15 minutos... O pior deles é o trem da Cirnvesuviana de Nápoles para Pompeia, este ai atrasou 25 minutos na ida e 45 minutos na volta, e isto que a rota do trem é curta, só de 2 h... No inverno os trens atrasam devido a neve, mas como na Itália geralmente não tem muita neve, neva de verdade só bem no norte italiano, dificilmente a neve atrapalha e causa atrasos. Os trens atrasam na Itália por que o pessoal por lá é desorganizado mesmo e planeja mal as coisas, bem parecido com certo país que conhecemos bem... No inverno há mais voos atrasados ou cancelados por que há bem mais dias com chuva forte ou neblina forte. Então, sim, se possível, é melhor priorizar trens e ônibus quando possível, que estão menos sujeitos a atrasos e cancelamentos do que os voos durante o inverno. Mas você tem que usar o seu bom senso, também não vale a pena você desperdiçar um monte de tempo em um trem ou ônibus que vai levar 12 ou 14 horas para cumprir o trecho se houver opções de voos diretos viáveis e com custo aceitável.
  16. É temporada de chuvas, o que você tem que fazer, é torcer muito para não chover demais, pois muitas muitas vezes o excesso de chuvas desta época do ano causa deslizamentos de terra e deixa o acesso a Machu Picchu fechado por vários dias. https://www.accuweather.com/pt/pe/cusco/257812/january-weather/257812?monyr=1/1/2018
  17. Fazer uma "pequena tour DE CARRO"? De pequeno, este tour não tem nada! Na verdade é um tour enorme e gigantesco! Sair da Croácia, passar na Itália, Paris, Bélgica, Alemanha e retornar para a Croácia dá pelo menos uns 4.000 Km ou 50 horas de estrada. Se vocês dirigirem umas 8 horas por dia, já seriam uns 6 dias de viagem gastos só na estrada, sem fazer nada de interessante a não ser ficar entediado e todo dolorido dentro do carro. E sem falar no custo desta história, vai fácil uns 500 Euros de gasolina e pedágio para fazer tudo isto de carro, sem contar os 15 Euros de diária nos estacionamentos que vocês terão que pagar para deixar o carro estacionado enquanto exploram as cidades... Sendo realista, se você comprarem as passagens de avião antecipadamente, é capaz de custar menos bem menos que isto, e você ainda não perderia um quinto do seu roteiro entediada dentro do carro...
  18. Só corrigindo uma informação do colega acima: Croácia não faz parte do espaço Schengen. Você terá que passar na imigração para entrar na Croácia tanto na chegada via avião, como quando você voltar de carro, e ao chegar na fronteira com a Eslovênia, terá que passar na imigração do Espaço Schengen. Os comprovantes que você precisa tanto na Croácia como no Espaço Schengen são os mesmos: passagens compradas e marcadas indo embora da Europa, reserva de hospedagem ou carta-convite ao menos para os primeiros dias, seguro-saúde e dinheiro suficiente. Ao chegar lá na fronteira da Eslovênia antes de o agente autorizar a sua entrada no Espaço Schengen ele vai querer quando que você vai embora do Espaço Schengen, como vocês estarão de carro, você não tem absolutamente nada para provar que aquilo que você falar é verdade, vai ser a sua palavra contra a do agente caso ele questione algo. Então a sua passagem de volta ao Brasil, mesmo ela sendo saindo da Croácia também servem para você provar na imigração do Espaço Schengen que você tem intenções de ir embora e que já tem datas marcadas para isto. Ou seja, leve este comprovante junto quanto forem para o Espaço Schengen. A imigração da Croácia foi uma das mais chatas que eu já peguei, fizerem um monte de perguntas, bem mais que no Espaço Schengen, então eu recomendaria estar bem preparada para entrar na Croácia, com todos os comprovantes. Se o seu namorado está legalmente lá na Croácia, eu pediria para ele fazer uma carta-convite e enviar o original para você via correio. Ao entrar no Espaço Schengen, seria recomendável ter reservas de hospedagens ao menos nas primeiras uma ou duas cidades que planejam visitar. Não precisa ter reservas para tudo, mas ao menos para as primeiras seria bem importante. Mas lembre-se que procurar hotel lá na hora invariavelmente é mais caro, e você perde um tempão enorme rodando completamente perdido por uma cidade enorme atras de um hotel, e no final geralmente ainda acaba escolhendo um local ruim ou caro demais... Então quando se está viajando de carro, geralmente você tem que chegar em um meio termo entre economia e flexibilidade. Se reservar tudo antecipado, você perde a flexibilidade que o carro oferece, mas se deixar para reservar tudo na hora, vai gastar bem mais dinheiro.
  19. Se levar em conta a localização geográfica, estes países estão situados na Europa Central, pois geograficamente a Europa se estende de Portugal até o Azerbaijão, Cazaquistão e montes Urais na metade da Russia. Se levar em conta os fatores culturais, estes países também fazem parte da Europa central, pois compartilham uma história e cultura muito próxima da Alemanha e Austria, que são o centro da Europa Central. Algumas pessoas se confundem e chamam estes países de leste europeu por que confundem "Leste Europeu" com a "Cortina de Ferro" da época da "Guerra Fria", mas são coisas totalmente diferentes.. Mas tecnicidades e nomenclaturas a parte, a diferença de preços entre comprar antecipado ou na hora as passagens de ônibus é menor do que nos trens, mas em alguns trechos vai ser sim um pouco mais caro na hora. No inverno, não deve ter tanto problema em encontrar ônibus lotados se deixar para comprar lá, mas você tem um deslocamento potencialmente problemático, que é ir de Viena para Praga na sexta-feira, as vésperas do reveilon. Se fosse outra data, até daria para deixar para comprar lá em Viena 1 ou 2 dias antes, mas nesta data com alta demanda, pessoalmente em hipótese nenhuma eu deixaria para comprar lá na hora, pois o risco de ficar sem passagem ou ela estar absurdamente cara é bem grande. Não sei que dia você pretende ir de Praga a Budapeste, mas você corre o mesmo risco neste trecho caso você esteja planejando ir logo depois do feriadão...
  20. Aquela que estiver com as passagens mais baratas no dia que você for viajar. Dê uma olhada na previsão do tempo para Janeiro: Munich: https://www.accuweather.com/pt/de/munich/80331/january-weather/178086?monyr=1/1/2018&lang=pt-pt Zurich: https://www.accuweather.com/pt/ch/zurich/316622/month/316622?monyr=1/01/2018 Roma: https://www.accuweather.com/pt/it/rome/213490/month/213490?monyr=1/01/2018 Lisboa: https://www.accuweather.com/pt/pt/lisbon/274087/month/274087?monyr=1/01/2018 Cracóvia: https://www.accuweather.com/pt/pl/krakow/274455/month/274455?monyr=1/01/2018 O grande problema do inverno é você pegar 3 ou 4 dias seguidos de mau tempo, com chuva e neve, e ai qualquer atividade ao ar livre fica bem prejudicada. Então viajando no inverno, é recomendável focar o roteiro em cidades maiores, e com com bastante opões de atividades indor para você fazer, para que você não tenha que passar literalmente 3 dias sem colocar a cara para fora do hostel, pois é muito frio para fazer qualquer atividade e as opções de atividades indoor são fraquinhas. Dos locais que você escolheu no seu roteiro, os mais complicados neste sentindo são Innsbruck e Zurich, pois a maioria das atividades lá são ao ar livre, se pegar uma sequência de dias de chuva e neve, não tem muito o que fazer, nem mesmo os esportes de inverno dá para praticar nestes dias... Então é com você decidir se arrisca ir para estes locais onde o clima pode atrapalhar um monte, ou se prefere repetir alguma cidade, ou ainda "chutar o balde", e fazer algo por Lisboa, Madri, Barcelona, onde também vai ser frio, mas não tanto assim quanto nos locais originais do seu roteiro.
  21. Eu ia sugerir você ir até o Terminal Sud e lá pegar o trem Orlyval, mas acho que ele funciona somente depois das 06:00. Então acho que sobra a opção de pegar o "Inter-terminal shuttle", ônibus que liga os terminais e estacionamentos do aeroportos, este funciona a partir das 03:30 da manhã. http://www.parisaeroport.fr/en/passengers/access/paris-orly/inter-terminal-shuttles Para confirmar, pergunte na recepção do hotel no dia anterior onde que você pega o ônibus/shuttle para o terminal West, pela descrição do site, é para ter uma parada na frente do Ibis. Este é um dos motivos de eu sempre recomendar evitar a todo custo estes voos antes das 08:00 ou 07:00 da manhã, sempre são furada e sempre adicionam um monte de dor de cabeça adicional no seu roteiro, por uma economia de dinheiro e tempo que geralmente não compensa toda a complicação e dor de cabeça adicional que causaram... Mas em fim, agora já está comprado, resta tentar fazer uma limonada dos limões.... rss
  22. Olá, seja bem vindo. Não tem nada de leste Europeu neste roteiro, só tem Europa Central, na verdade se você chamar estes países de "Leste Europeu" enquanto estiver lá, vai ver um monte de caras feias e respostas pouco educadas, é como chamar um brasileiro de argentino. rssss Não tem muito segredo em viajar de trem entre estas cidades, é só entrar no site da companhia de trem, comprar as passagens, pois se deixar para comprar lá na hora vai pagar 2 ou 3 vezes mais caro. Depois de compradas as passagens, basta imprimir o e-ticket e levar ele junto com você no momento do embarque. Em alguns casos eles pedem para você retirar o ticket em alguma máquina de autoatendimento lá na estação, neste caso leve o comprovante impresso com o código da sua compra, e o cartão de crédito utilizada na compra, e vá um dia antes da estação imprimir o seu ticket, não deixe para fazer isto na última hora, pouco antes do embarque, por que ai se você tiver algum problema com a máquina que resolve não funcionar ou ficar sem papel, ferrou e você perde o trem e o dinheiro. Depois é só chegar uns 30 minutos antes na estação, esperar o seu trem chegar, achar o seu vagão e assento, e ter o e-ticket, passaporte e cartão de crédito em mão para a conferencia. Sites para compra das passagens: http://www.oebb.at/en/ https://www.cd.cz/eshop/ https://www.mavcsoport.hu/en Se não der certo em um site, tente no outro, as vezes até o mesmo o preço do mesmo trem e horário varia um pouco entre os sites de cada país. Ou seja, não tem segredo nenhum, se você tiver alguma dúvida mais específica, você teria que ser um pouco mais específico e perguntar, pois sendo genérico demais, não tem muito o que ajudar sem também ser bem genérico..
  23. S§§§§§§§§§

    Florença

    Tudo depende de qual horário você acordar e sair de Florença. O trem até Pisa leva 1h ou 1h20 dependendo do horário, da estação até a Torre são uns 30 minutos de caminhada, então se pegar o trem das 08:30, você consegue chegar lá na torre lá por 10:00 ou 10:30. Supondo que pegue o trem de volta lá pelas 14:00, em teoria dá sim para chegar de volta a Florença as 15:00, ou até antes se você estiver disposto a acordar um pouco mais cedo, ou se não se demorar muito em Pisa.
  24. Provavelmente isto seja devido ao algum app defeituoso que você tenha instalado. Tente ir desinstalando os apps um por um, até você descobrir qual está causando o crash. E se não resolver, a última solução seria ressetar ele, voltando ele as configurações originais de fábrica.
  25. Quando fui a Viena e Cracóvia não fiquei hospedado em hostel, mas sim um hotel normal. Lembro que em Viena eu paguei uns 45 Euros por noite, e em Cracóvia paguei o equivalente a uns 35 Euros por noite em hotéis similares. Nos hostéis, a dinâmica de preços provavelmente seja parecida, com Viena sendo em média uns 5 a 10 Euros mais cara por noite do que Cracóvia.
×
×
  • Criar Novo...