Ir para conteúdo

pedroquintellarj

Membros
  • Total de itens

    44
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre pedroquintellarj

  • Data de Nascimento 04-11-1984

Bio

  • Ocupação
    Advogado
  1. Alguém foi, recentemente, para Cayo Bolivar e tem algum contato que possa passar? Apesar de dizerem q está fechado, verifiquei q algumas pessoas estão indo p/ lá com pescadores.
  2. pedroquintellarj

    Amsterdam

    Pessoal, Alguma dica para ver campos de flores nos arredores de Amsterdam no fim da primavera (junho)? Sei que o Keukenhof, em 2015, fecha no dia 18/05 e que a temporada de flores tem força no início da primavera, mas ainda é possível ver campos de flores no fim da primavera (junho)? Ainda há algo na rota das flores (Bloemen Route) na época ? Vale a pena? Gostaria de resposta/dicas nesse sentido. Obrigado!
  3. AdrianoLB, Tem uma ideia do valor do táxi??? Estou avaliando mesmo a possibilidade do táxi, pq tenho mais gente para dividir. Eu até sei q tem a possibilidade do ônibus (KTEL) a partir dos arredores da estação Viktoria do metrô. Parece que o primeiro ônibus é às 5h45, mas tô achando muito desgastante, considerando que vou chegar bem tarde em Atenas no dia anterior. Aí, estou tentando descobrir todas as opções que tenho para ver o melhor custo-benefício. Obrigado!
  4. Pessoal, Alguém sabe como chegar no porto de Rafina às 7hs da manhã, partindo do centro de Atenas (praça Syntagma e arredores)??? Obrigado!
  5. Pessoal, Se alguém puder me ajudar, estarei em Amsterdam de 17/06 a 20/06 e gostaria de tentar ver campos de flores. Sei que o Keukenhof, em 2015, fecha no dia 18/05 e que a temporada de flores tem força no início da primavera, mas ainda é possível ver campos de flores no fim da primavera (junho)? Ainda há algo na rota das flores (Bloemen Route) na época ? Vale a pena? Gostaria de resposta/dicas nesse sentido. Obrigado!
  6. pedroquintellarj

    Lima

    Muito boa a dica do passeio da Islas Palomino q NÓS FIZEMOS, né, Junior?! hehehehe Mas é mesmo o melhor passeio até agora! Então, p/ complementar: a empresa MAR ADENTRO (http://maradentroexcursiones.com/) tem o preço mais barato (S/100) p/ as Islas Palomino. Entretanto, pelo q parece, dura somente 3hs, enquanto, na ECO CRUCEROS, dura 4hs. Logo, acho q vale mais a pena a ECO CRUCEROS mesmo, por pagar apenas 5 soles a mais e ganhar uma hora. Aproveitando, mais um aviso: Huaca Pucllana não está aceitando a carteirinha da ISIC. O deconto de estudante está sendo só p/ Peruanos... Abs
  7. Obrigado pelos acréscimos! É sempre bom q alguém passe suas impressões e novas dicas, principalmente, para esses locais q têm menos dicas aqui no fórum! A viagem é maravilhosa mesmo!!! Abração!
  8. pedroquintellarj

    Machu Picchu

    Realmente, eu estava errado. Como já viram aí nos últimos comentários. A reserva só vale por 6 horas. Diante disso, fiz a tentativa de comprar com o cartão de crédito mesmo, p/ o dia 17/08, e deu certo. Diferentemente, do site da Perurail, parece q o site do http://www.machupicchu.gob.pe/ está aceitando nossos cartões. Então, sugiro q aqueles q tem cartão de crédito internacional tentem fazer a compra. Quanto ao fato de acabarem ou não as entradas, eu aconselho a comprar com antecedência. Entretanto, dá p/ ficar controlando pelo site quantos ingressos ainda estão disponíveis. Como exemplo, hj, dia 23/07, só existe ingresso p/ Machu Picchu a partir do dia 28. Já com direito ao acesso a Huayna Picchu, tem uma entrada p/ o dia 29/07 e mais entradas no dia 30. Então, no momento, basta comprar com uma semana de antecedência... mas não sabemos como vai ficar daqui p/ frente, pq todo mundo está tendo conhecimento da mudança agora... Ah, e tive q comprar inteira mesmo. Como já foi falado tb, não tem como comprar com a carteirinha da ISIC pelo site. Abs
  9. pedroquintellarj

    Machu Picchu

    Pessoal, Visitarei Machu Picchu em 17/08/2011. Reservarei meu ingresso na semana q vem, mas acho q sei a solução para questão, apesar de ainda não ter testado: basta fazer a reserva pelo site e optar pela forma de pagamento na Dirección Regional de Cultura Cusco ou nas oficinas del Centro Cultura de Aguas Calientes. Pelo q eu entendi, através do meu "Portunhol" básico, na "CLAUSULA SEPTIMA: FORMAS DE PAGO" dos termos e condições do boleto, existe essa opção. Logo, vou fazer minha reserva (inclusive com subida a Huayna Picchu) e pagarei quando estiver por lá. A única coisa q ainda não descobri é como fazer o pagamento de estudante da ISIC dessa forma, pq, em nenhum momento, tem essa opção. A minha esperança é, na hora do pagamento, apresentar a carteirinha e pagar a meia. Contudo, não sei se vai dar, pq a reserva vai ter sido feita em outro valor né... De qualquer forma, se alguém tiver alguma dica sobre essa compra com a carteirinha da ISIC atualmente, por favor, coloque aqui. Acredito q, a partir de agora, as compras de ingresso p/ Machu Picchu migrarão cada vez mais para a internet. Abaixo, transcrevo a cláusula das formas de pagamento para que tirem suas conclusões e decidam como pagar. Se tudo der certo p/ mim, voltarei aqui p/ contar. Abs "CLAUSULA SEPTIMA: FORMAS DE PAGO LA DRC-C pone al servicio de sus clientes las siguientes formas de pago: •La Reserva y el pago podrá ser por Internet con tarjetas multired del Banco de la Nación: El CLIENTE podrá realizar su reserva en http://www.machupicchu.gob.pe y si cuenta con una tarjeta MULTIRED realizará el pago por Internet las 24 horas del día e imprimirá sus boletos para poder acceder directamente al Parque Arqueológico de Machupicchu. •La Reserva y el pago podrá ser en efectivo en las ventanillas de las agencias del Banco de la Nación: El CLIENTE realizará su reserva en http://www.machupicchu.gob.pe, si NO cuenta con una tarjeta MULTIRED deberá realizar el pago en efectivo y/o cheque de gerencia certificado en todas las ventanillas del Banco de la Nación a nivel nacional, en horario de oficina, sin recargo alguno, presentando únicamente el código de reserva generado por el sistema y acceder directamente al Parque Arqueológico de Machupicchu. •La Reserva y el pago podrá ser en efectivo en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco: EL CLIENTE puede realizar su reserva en http://www.machupicchu.gob.pe y pagar en efectivo y/o cheque de gerencia certificado en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco en horario de oficina de Lunes a Viernes de 8:00 a 16:00 horas, ubicados en la Av. de la Cultura 238 (Frente al estadio Universitario) y en las oficinas del Centro Cultura de Aguas calientes de Lunes a Domingo de 5:20 a.m. a 9:00 p.m. horas, para lo cual deberá presentar su código de reserva generado por el sistema •La Reserva y el pago podrá ser en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco: El CLIENTE, puede realizar su reserva en http://www.machupicchu.gob.pe y pagar con tarjetas bancarias asociadas a medios electrónicos de pago (SIN SOBRE COSTOS) en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco en horario de oficina de Lunes a Viernes de 8:00 a 16:00 horas, ubicados en la Av. de la Cultura 238 (Frente al estadio Universitario), Librería del Ministerio de Cultura (Casa Garcilaso) y en las oficinas de Aguas calientes de Lunes a Domingo de 5:20 a.m. a 9:00 p.m. horas,, para lo cual deberá presentar su código de reserva generado por el sistema. •EL CLIENTE podrá adquirir sus ingresos en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco: EL CLIENTE, puede realizar todas sus transacciones: reservas, pagos e impresiones en las ventanillas de la Dirección Regional de Cultura Cusco en horario de oficina de Lunes a Viernes de 8:00 a 16:00 horas, ubicados en la Av. de la Cultura 238 (Frente al estadio Universitario) y en las oficinas del Centro Cultura de Aguas calientes de Aguas calientes (Sólo en casos de urgencia). •EL CLIENTE podrá adquirir sus ingresos en las dependencias y horarios de los Agentes Autorizados y otros a los que competa la venta de los boletos electrónicos. "
  10. ATENÇÃO!!! Realmente, há um aviso no site http://www.machupicchu.gob.pe de que não está mais havendo venda de ingressos p/ Machu Picchu na porta. Neste mesmo comunicado, está escrito q, agora, há uma cobrança extra p/ entrada Huayna Picchu! Isso é uma novidade recentíssima!!! Além disso, a compra da entrada p/ Huayna Picchu, agora, pode ser feita pelo site tb! Logo, essas entradas devem acabar rapidadamente. Então, acho q vai ser melhor passar a comprar pelo site tb. Ainda não localizei como comprar a entrada p/ estudante, mas ainda vou averiguar melhor, pq a mudança, salvo engano, ocorreu hoje! Os preço, com direito a Huayna Picchu p/ adulto está S/150,00 e p/ estudante S/75,00. Segue o comunicado abaixo (http://www.machupicchu.gob.pe/items/Huaynapicchu.html):
  11. Vivi_couto, A viagem foi perfeita! E ver o Rio São Francisco, com todo seu tamanho e beleza, foi maravilhoso mesmo! Só uma coisa: Maragogi tb vale a pena se vc ficar só com o snorkel! Não é só o mergulho com cilindro não... P/ falar a verdade, nem sei se vale tanto a pena assim o mergulho com cilindro nas galés, pq seria bem rápido... o passeio das galés iria ficar tão corrido q não sei se daria p/ aproveitar direito... Mas não deu p/ confirmar esse pensamento, pq o mau tempo me impediu né...rs Obrigado pelos parabéns! Bjs
  12. É... já tinha visto q eu estava falando besteira, depois de pesquisar melhor... mas sabe dizer se é verdade que existem algumas agências q reservam vagas p/ a trilha, antecipadamente, sem nomes e vendem colocando os nomes depois??? Ou seja, poderiam existir vagas disponíveis em algumas agências p/ agosto ainda??? Abs
  13. Junior, eu sei q vc está torcendo p/ não ir na trilha, mas tenha calma... hehehe Leocaetano, por favor, sabe dizer se esse site de reserva q vc passou serve só p/ a Trilha Inca tradicional (4 dias) ou vale tb p/ aquela trilha menor, de dois dias só???? Pareceu-me ser só p/ a trilha tradicional... Essa trilha de dois dias tb tem q ser reservada com bastante antecedência??? Abs
  14. 14º e 15º dia (30/04 e 01/05 – sábado e domingo – Maragogi/Maceió/Aracaju/RJ): . Manhã → O planejamento era fazer o Passeio às Galés, porque era o dia com a melhor maré em que estaríamos em Maragogi, de acordo com a tábua (0,5, contra 0,6 no dia anterior), e, ainda com saída um pouco mais tarde (7:30, contra 6:45 no dia anterior), não perdendo o café do hotel, além da esperança de um tempo melhor. O passeio foi marcado na própria pousada, q tem convênio com o restaurante Corais de Maragogi, custando R$10,00 mais barato que o normal, ou seja, R$40,00. É necessário ficar atento se o passeio vai mesmo p/ as Galés principais, pois várias pessoas comentaram pela cidade q existem empresas q levam p/ Galés alternativas q não são tão boas. Entretanto, p/ nossa grande tristeza e surpresa, não foi possível fazer o passeio. Houve um grande temporal durante toda a noite e madrugada. Junto com a falta de vento na manhã, as piscinas ficaram turvas e não era possível ver nada. O tempo ainda estava horrível. Então, o pessoal do receptivo do restaurante veio nos avisar sobre isso, p/ deixar claro q não daria p/ ver nada (porque haviam acabado de ir lá de lancha) e q todos já haviam cancelado. Não havia oq fazer. Infelizmente, perdemos a principal atração de Maragogi... Devido ao tempo ruim e à tristeza pela falta das Galés, resolvemos absorver o prejuízo e relaxar o resto do dia. Cortamos, também, o passeio q faríamos após as Galés, pelo tempo ruim. Iríamos dar uma passadinha em Japaratinga e seguir p/ passar toda a tarde na Praia de Carneiros. Esse passeio iria custar R$90,00 (R$45,00 p/ cada um) com o Gilson (Paulista) de carro, com o qual já havíamos feito passeio p/ as praias do Sul, mas cancelamos. Fomos descansar. . Tarde → Almoçamos no restaurante Corais de Maragogi um frango recheado e com molho branco + 2 sucos (R$26,40 p/ cada um). Após o almoço, ficamos um pouco nas espreguiçadeiras do restaurante na beira da praia e, depois, fomos tomar um sorvete (R$1,00 p/ cada um – duas bolas – não lembro o nome da sorveteria, mas é bem no centro, próximo à igreja). Depois, o Gilson fez o favor de nos levar em uns lugares de carro p/ comprar uns doces q estávamos interessados, mas não encontramos oq queríamos. Então, compramos sequilhos, q são tradicionais de Maragogi (R$1,50 cada saquinho de 100g – comprei 4 R$6,00). . Noite -> Após análise de nossas possibilidades, durante nossa estada em Aracaju e após pesquisas, avaliamos q era melhor ficar mais meia diária em Maragogi e comprar um vôo de Maceió-Aracaju, p/ não se desgastar com mais 5/6hs de ônibus e não chegar tão cansado no fim de férias. Afinal, a diferença não era tão grande assim (um ônibus Maceió-Aracaju pela Bonfim estava R$60,00 e nosso vôo com taxas custou R$90,00 p/ cada um). Além disso, os horários de ônibus não eram muito favoráveis e ficaríamos muito tempo no aeroporto p/ pegar nosso vôo p/ o RJ em Aracaju, q seria às 5hs da manhã (o último ônibus da Bonfim Maceió-Aracaju era às 18hs). No mesmo sentido, por horários desfavoráveis no trecho Maragogi-Maceió (todos os ônibus eram de manhã/início da tarde) e buscando relaxar depois das economias durante a viagem, negociamos um transfer com o Gilson (Paulista) nosso motorista em outras oportunidades. O preço, q entendi ser justo, foi de R$150,00 (R$75,00 p/ cada um). E assim pudemos sair às 22hs da noite de Maragogi como queríamos, chegando meia-noite e pouco em Maceió, p/ nosso vôo p/ Aracaju pela Azul q era 2hs e pouco. Antes de sair de Maragogi, comprei mais dois chaveiros (R$2,00 – R$1,00 cada) e comemos no Vila Sushi mais uma vez, porque é bem gostoso e p/ nos despedirmos do casal q trabalha lá sozinho e cuida de sua bebezinha linda. Gastei lá R$33,37 (um koni filadelphia, metade de uma porçao de hot filadelphia, metade de porção de filadelphia e um refri). Voltamos p/ o quarto e aguardamos o Gilson, saindo por volta de 22hs (horário escolhido também devido ao medo das condições das estradas após os temporais). CUSTOS: 27,25 – meia-diária hotel Maragogi 26,40 – almoço 1,00 – sorvete 33,37 – Vila Sushi 75,00 – transfer Maragogi-Maceió 89,00 – vôo Maceió-Aracaju TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 252,02 TOTAL DA VIAGEM P/ PESSOA (sem vôo): R$2.285,07 VÔO P/ PESSOA: R$275,30 TOTAL DA VIAGEM P/ PESSOA COM VÔO: R$2.560,37 CONCLUSÃO: A viagem foi ótima, apesar de ter perdido a principal atração de Maragogi. Pelo menos aprendi a lição: nunca mais um passeio principal ficará p/ o último dia. Isso ocorreu, também, porque, uma vez por mês (acho é uma vez por mês, mas não tenho certeza, talvez sejam duas), existem dois dias seguidos nos quais não há passeios p/ as Galés, pela maré ruim. Esses dois dias foram justamente, no dia de nossa chegada em Maragogi e no dia seguinte. Logo, sobraram dois dias p/ fazer o passeio e eu resolvi pegar o que tinha a maré melhor. Acabei me dando mal... Então, atenção na tábua das marés! Todos os lugares da viagem são lindos. A cor do mar é única. Vale muito a pena, ainda mais p/ viajar com a namorada, como eu fui. Vale um destaque especial p/ as pessoas conhecidas durante a viagem. Em todos os lugares, fomos tratados bem demais! Pessoas humildes e muito simpáticas! Em cada lugar, uma pessoa diferente e marcante. A viagem saiu um pouquinho mais caro do que eu imaginava. Contudo, há que se destacar que todos os hotéis (exceto o de Canindé) foram de muito bom nível. Tivemos um pouco de problema com o mau tempo no fim da viagem. Então, se puderem, optem por viajar p/ esses lugares antes de abril, apesar de o período normal de chuvas mais fortes ser a partir de maio. É isso... espero ter ajudado com meu relato! Qualquer dúvida, estou à disposição. Abs
  15. 13º dia (29/04 – 6ª – Maragogi): . Manhã → Tempo nublado novamente, infelizmente. Hora de conhecer as praias de Maragogi. Resolvemos seguir a pé p/ o Norte de Maragogi, em busca de piscinas naturais que estariam próximas da orla. Fomos andando, pela praia do Centro até passar pelo Rio dos Paus com água nas canelas (só dá p passar com a maré baixa) e, assim, chegamos à praia do Bugalhau. Andamos mais até Barra Grande, passando, ainda, por mais um riozinho. Todas essas praias são bem bonitas, com águas muito claras e pouco movimento, tirando alguns hotéis q existem na orla. Pelo menos, quando passamos, estava assim... Paramos algumas vezes p/ banhos. Fomos até o fim de Barra Grande, mas a maré já estava enchendo. Nos falaram q havia algumas piscinas por ali, mas não avistamos. Já era quase 13hs e resolvemos almoçar no restaurante Sabor D´Maragogi, q fica na beira da estrada AL-101. Comemos um salmão à moda do cheff, com uma jarra de suco e uma bola de sorvete (R$26,00 p cada um). . Tarde → Saindo do almoço, pegamos uma van (R$1,50 p cada um) até a Praia da Ponta de Mangue, p/ conhecê-la, mas com a maré alta, não tinha nem faixa de areia, muito menos piscina natural, q eu havia lido no fórum dos Mochileiros. Pegamos nova van de volta p o Centro (R$2,50 p cada um). Tomei um picolé de brigadeiro (R$2,25). Após rápida passada no hotel, andamos, então, p/ o lado sul da praia de Maragogi, com a maré já descendo no fim de tarde, a faixa de areia crescendo, gente jogando futebol na beira do mar... estava bonito. Fomos só até a frente do Salinas de Maragogi. Ficamos um pouco por lá até anoitecer. Na volta passamos por um mercadinho, no qual comprei biscoitos e água (R$7,00) e, depois, nas lojas de artesanato (comprei um ima R$2,00, dois chaveiros R$2,00 cada e uma camiseta R$22,00). Passamos pela Tapioca da Martha, indicada pelo Guia 4 rodas, q é na orla mesmo, próxima ao nosso hotel. Dividimos uma de queijo com presunto, porque é bem grande (R$8,00 – R$4 p cada um). Realmente, é gostosa e bem servida. . Noite → Iríamos sair p/ jantar, mas, novamente, desabou um temporal e ficamos no quarto mesmo, dormindo cedo e comemos apenas biscoitos. CUSTOS: 54,50 – hotel em Maragogi - http://www.pousadaolhodagua.com/ 26,00 – almoço 4,00 – vans 2,25 – picolé 7,00 – mercado TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 93,75 Praia do Bugalhau Por do Sol em Maragogi
×
×
  • Criar Novo...