Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Rachel Duarte

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Rachel Duarte

    Ilhas Maurício

    Saímos de Hoedspruit (aeroporto da parte central da região do Kruger) ás 13:50h chegando em Joburg ás 14:55h. Mais conexão de voos para coleção! Depois de horas mofando no aeroporto, nosso voo teria saída ás 23:50h, só saímos ás 1h chegando em Mauritius ás 7:00h. Não preciso nem dizer que estávamos no bagaço, mortos, cansados e exautos! No aeroporto de Mauritius fomos recepcionados por uma representante da Concorde que nos levou até o hotel. Todos os motoristas (eu também perguntei ao que nos levou de volta ao aeroporto) dizem que até a área dos hotéis demora uns 25 minutos pra chegar. Mentira, demora 1 hora!!! No caminho vê-se várias plantações de cana-de-açucar - que é destinada à produção de açúcar (que também é exportado para Europa), energia e rhum, além de frutas e vegetais e formações rochosas. São três línguas faladas: inglês, francês e crioulo. A maior parte da população é indiana e a religião predominante é o hinduísmo. Continuar lendo no link https://www.janelaparaomundo.com/2014/01/27/mauritius/
  2. Rachel Duarte

    Safári | Kruger Area

    Ir à África e não ir à um safári pode ser considerado um pecado mortal, afinal não é todo dia que se faz uma viagem dessas!! Sendo assim, vamos à região do Kruger - o maior parque nacional da África do Sul com área de 2 milhões de hectares. A melhor época para ir é entre maio e setembro. Nesse período as árvores estão secas e o mato mais rasteiro e como quase não chove nessa época, os animais vão até os rios para beberem água, o que facilita a visualização do animais. Infelizmente não fomos no inverno, mas no verão - com direito a sol, chuva, raios e emoções! São três aeroportos que servem à região do Kruger: Hoedspruit na parte central, Phalaborwa ao norte e Neldspruit ao sul. Para chegarmos até ao Kruger, saímos de Cape Town super cedo, às 6h da manhã, em direção a Johannesburg. Após duas horinhas de voo e duas horinhas esperando no aeroporto, pegamos outro voo de uma hora para Hoedspruit. A aventura já começa no avião bimotor que leva até ao aeroporto: como balança pra decolar! E faz um super barulho. Mas depois de um tempo, ele estabiliza no ar e o sustinho passa, e depois volta a sacudir pra pousar! Nossa mãe!!! E o aeroporto? É minúsculo, sem esteira ou alfândega. Mas a pista é no meio do mato!!! Um máximo ) Minha busca incessante por ver um leão começou aqui!!! Continuar lendo no link https://www.janelaparaomundo.com/2013/12/27/saf%C3%A1ri/
  3. Rachel Duarte

    Cape Town | O que fazer

    Cape Town é uma cidade fascinante, que proporciona várias opções de entretenimento e sensações. Oficialmente são faladas 11 línguas (afrikaans, inglês, ndebele, northern sotho, sotho, swazi, tswana, tsonga, venda, xhosa e zulu) e todo mundo se entende! O povo é mega simpático e educado, o que torna tudo mais acolhedor. O clima é parecido com o Rio de Janeiro, porém venta demais, o que pode causar um friozinho se estiver na sombra. Tudo é super civilizado, o que me surpreendeu bastante para falar a verdade. Imaginava outra coisa. Adoro surpresas positivas É um lugar que vale muito a pena conhecer e aproveitar os dias de férias, mesmo sendo uma viagem desgastante, principalmente se você sai de uma cidade que não seja São Paulo. Continuar lendo no link https://www.janelaparaomundo.com/2013/12/27/cape-town/
×