Ir para conteúdo

caio.andrade555

Membros
  • Total de itens

    14
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra
  1. @Cibele Costa Não precisa pagar nenhuma taxa no Aeroporto. Eu paguei apenas uma taxa de Arequipa para Puno na Rodoviária.
  2. 3º DIA – CUSCO. (11.06.2016). Acordamos cedo para chegarmos ao aeroporto. Pegamos Uber por $50. Você consegue ir tranquilamente por ônibus. Lá, soubemos que nosso voo tinha sido alterado de 7:59h para 09:05h. Compramos dois cafés e ficamos lá até dar a hora, melhor do que ficar deitado no chão do aeroporto. Nosso voo foi pela StarPeru e nos custou USD 86,44. Chegamos em Cusco 1h depois, ou seja, às 10:05h. Fomos de Uber para o hotel por $12, mas tem Taxi por $15-20. Vale pechinchar!!! ( Recepção no Aeroporto de Cusco. Essa folha é MUITO amarga!!! rs Fomos para o Hostal Cusi Wasi (11-15.06 custou R$428,44) e descobrimos que ele era horrível, não se comparava nenhum um pouco com as fotos que havíamos visto. Principalmente o quarto standard. Cama barulhenta. Quarto minúsculo. Sem sequer espaço para as malas. Porém tenho que ressaltar que, apesar da estrutura, os funcionários foram super atenciosos e calorosos. Deixamos nossas malas e fomos para Plaza. Simplesmente lotada! Estava acontecendo uma festa religiosa com várias apresentações. Não conseguimos tirar fotos boas. Almoçamos no restaurante Fusion, que fica bem próximo da Plaza. Nosso almoço custou $52 com entrada, principal e sobremesa. Não gostamos da comida!!! Quanto aos passeios, a maioria das agências estão localizadas na rua Del Medio, próxima à Plaza. Vale ressaltar que a maioria das agências são intermediadores, ou seja, eles vendem os passeios, mas quem faz são agências maiores. E quando falo maioria, estou dizendo algo em torno de 90%. E isso, amigos viajantes, é algo ruim, pois os passeios simplesmente LOTAM. Vocês não precisam se preocupar com os preços, pois as agências-intermediadoras possuem os mesmo valores para os passeios. Como eu não sabia que todos eram apenas “revendedores”, comprei todos nossos passeios (exceto Machu Picchu) com a empresa Inti-alguma-coisa. Passamos pelo Museo do Cacau e compramos alguns chocolates. Amigos Viajantes, tenho que confessar algo: eu estava super confiante quando aos efeitos da altitude. Eu pensa “Eu já fui para Lima, fiquei lá dois dias, acho que não sofrerei tanto com a altitude”. Grande engano!!! Chegamos em Cusco e já queria passear, conhecer vários lugares e tal...... e começamos a passar mal. Muita dor de cabeça, enxaqueca e falta de ar. O famoso Soroche!!! Então, imediatamente voltamos ao hostal. Como ainda estávamos com mal estar, não saímos à noite e pedimos pizza. Cuy: comida típica do Peru. Não tive coragem de comer. GASTOS DO DIA: Uber para aeroporto: 50,00 Café da manhã: 42 Uber para Hostel: 14 Fusion: 52,00 Salgadinho: 5,50 Paseos: 140 Museo del Cacao: 30 Pizza: 37. Total: 362,50
  3. 2º DIA - LIMA (10.06.2017) No nosso 2º dia em Lima, visitamos apenas quatro pontos turísticos, pois gastamos algum tempo em cada um deles, aproveitando cada momento. Nossa primeira visita foi ao Huaca Pucllana, um sítio arqueológico que fica dentro da cidade de Lima. Fomos de UBER ($8) e nossa entrada custou $24 ($12 - individual). Este é um lugar que vale a pena visitar, ainda mais se você gostar de história e tiver pouco tempo em Lima. Existem outros sítios arqueológicos para visita, como o Caral e Pachacamac, porém eles ficam um pouco distante da cidade. Esses bonecos são os bonecos do bolo do nossa casamento e nos acompanharam em toda nossa viagem!!! Pedimos um UBER ($12) e fomos para o Museo de Arte de Lima. Chegando lá, nosso motorista não tinha troco. Tivemos que andar com ele procurando algum vendedor que pudesse trocar o dinheiro, porém todos mentiam falavam que não tinham. Rodamos um pouco mais até ele decidir ir ao posto de gasolina, onde conseguimos trocar o dinheiro. Voltando ao MALI!!! Ele é um museu incrivelmente lindo com um jardim espetacular. O local é muito visitado pelos limeños e neste dia o local estava lotado, com danças típicas e outras apresentações.Foi lá que ficamos por um longo tempo, deitados na grama verde observando os nativos indo e vindo. Essa é melhor parte de ser um Viajante: observar o dia a dia dos nativos, como eles se relacionam entre si e como interagem com seu meio ambiente. Pedimos um UBER (já falei que amo o UBER???? ) e fomos para a Orla de Miraflores. Ela é uma orla enorme com vários postos com uma incrível visão do Oceano Pacífico. E é lá que está localizado o famoso Parque Del Amor, com a escultura El Beso. A Orla é um excelente lugar para relaxar, tirar várias fotos e, caso queira, voar de Parapente. A única parte ruim foi que o tempo estava nublado. Então, foi por água a baixo o sonho de tirar aquelas fotos maravilhosas com o céu azul Depois de aproveitarmos a Orla, passamos no supermercado para comprar mais queijo, salame, geleia e outro vinho. À noite, fomos para o Circuito Mágico del Água, um lugar lindo com incríveis shows de água. A entrada custa $4. Depois fomos ao EDO Sushi, provar a culinária japonesa sob a visão da culinária peruana. PRÓXIMO CAPÍTULO: CUSCO
  4. 1º DIA – LIMA. (09.06.2017) Enfim, Lima: a cidade mais barulhenta do Peru. Quando caminhar pelas ruas da cidade, você vai se incomodar imensamente com as buzinas dos carros. Os motoristas AMAM buzinar para tudo e para todos. É uma pequenino inferno. Chegamos em Lima às 07:05h e estávamos com uma mistura de felicidade, nervosismo e dúvida. “Será que tudo vai ocorrer bem nesses 24 dias? Será que conseguiremos chegar em Santiago na data certa?”. Essa foi minha grande preocupação desde o início!! Nossa voo de volta estava marcado para o dia 02.07 e estava com um medo terrível que acontecesse alguma imprevisto e não pudéssemos chegar na data prevista. Assim que pegamos nossa mala, fomos para a casa de câmbio do aeroporto trocar alguns dólares (eu levei apenas dólares) com a taxa de conversão de USD 1 = 3,12 Solis. Quase ao lado da casa de câmbio, há um quiosque da Claro, onde você pode comprar o chip com internet por USD15, porém você pode comprar este chip em uma loja no centro histórico por 35 Solis. Entretanto, você pode comprar o chip no aeroporto para poder chamar um UBER, pois não existe wi-fi grátis no aeroporto. Fica ao seu critério. Como não havíamos comido nada desde a noite anterior, paramos na cafeteria Pronto Café e pedimos café com alguma-coisa-doce-que-não-sei-o-nome, que nos custou $9 (a partir de agora vou usar o $ quando me referir ao Solis). No aeroporto existe o conhecido Taxi Green, empresa de táxi que possui preços tabelados que variam de acordo com o bairro de destino. Como iríamos para Miraflores, o valor saiu por $60. Apenas fizemos o check-in, mandamos mensagens para nossos familiares, baixamos o mapa off-line de Lima no Google Maps, e pedimos um UBER para Plaza San Martin. Na esquina da praça está localizado o histórico e majestoso Gran Hotel Bolívar. Fomos visitá-lo, pois foi uma indicação do Visit Peru, uma página do facebook administrada pelo governo peruano. E realmente vale a pena entrar nesse hotel. Você respira um pouco de história. Aproveitamos para tomarmos o nosso primeiro pisco sour, bebida típica peruana ($20). IMG_3844.mov Depois partimos para Plaza Mayor, que é bem próxima, cerca de 10 minutos caminhando. Basta ir pela rua Jirón de La Union. Nessa rua há diversos restaurantes desde fast-food à comida japonesa. Como estávamos com presa, comemos rapidamente no KFS ($40,40). Isso mesmo saímos do Brasil para comermos comida fast-food no Peru. Nesta rua você poderá tirar uma foto na Iglesia de La Merced e também poderá comprar o seu chip 3G da Claro. Funciona da seguinte forma: você compra o chip ($5) com o seu passaporte ou identidade; o atendente te cadastra na Claro; e depois você precisa fazer uma recarga com o valor dependendo da quantidade de Gigas de Internet que você desejar. Eu fiz uma recarga de $30 e contratei 2GB de internet. É muito fácil, pois o atendente faz tudo. IMG_3850.mov A Plaza Mayor simplesmente fascina com os seus diversos prédios históricos. A dois quarteirões de distância, indo pela Rua Jirón Conde de Superunda, você encontrará o Convento de Santo Domingo. Ouvi dizer que ele é muito bonito por dentro, porém, como estávamos com pouco tempo, apenas tiramos foto da parte de fora. Na rua Jirón Camaná há diversas lojas vendendo chocolates e objetos para presentear alguém. Compramos chocolates de coca ($20) e vários ímãs e chaveiros de lembrança ($29). Se você pretende levar algum presente ou lembrança para familiares, este é o melhor lugar para comprar, pois é bem mais barato que outros lugares. Quando já estávamos voltando para nosso hotel, vimos um Museu do Cacau. Como gosto de História, fiquei fascinado e corri para o Museu. Porém fui enganado!!!! O “Museu” não é um museu, mas sim uma loja de chocolate, que inclusive tem filiais espalhadas por todo o Peru. Sacanagem!!!!! Mas vale a pena comprar alguns chocolates, pois eles são muito bons ($6). Voltamos de UBER ($17) para nosso Hotel e fomos ao supermercado comprar algumas coisas como água, queijo, vinho, torrada e mermelada ($70). Como era nossa lua de mel, eu queria fazer uma surpresa para a Gilci. Já que estávamos em Lima, a capital da gastronomia, eu queria levá-la ao Central Restaurante, eleito o Melhor Restaurante da América Latina. Então, ainda em maio tentei fazer a reserva, mas ele estava lotado até outubro de 2017. Ou seja, talvez só hoje desse para visitar este restaurante. Então, procurei outro lugar bem pontuado e encontrei o Cosme Restaurante y Bar (Tudela y Varela 162, San Isidro 15073, Perú). O restaurante é simplesmente ESPETACULAR. Nosso jantar nos custou $160,00 e valeu cada centavo. IMG_3913.mov IMG_3916.mov IMG_3919.mov Aqui deixo uma sugestão, já que você vai ao Peru, que é conhecido mundialmente por sua gastronomia, poupe algum dinheiro para gastar especificamente em um bom restaurante. Vale ressaltar que os nativos consideram que a melhor culinária é a de Arequipa, e isto é verdade!!! ATENÇÃO: Amigos Viajantes, creio que conseguirei fazer o relato de um dia por dia (entendeu? ) Então, para terminar o meu relato de toda a viagem, levarei 24 dias. Então, caso você precise antecipadamente de alguma informação do meu trajeto, basta perguntar que irei responder.
  5. Amigos Viajantes, eu fui um ferrenho crítico dos Mochileiros que começavam seus relatos e demoravam meses para terminar (quando terminavam). E agora, eu estou aqui, começando meu relato CINCO MESES depois de minha viagem. Para ser bem sincero, eu nem iria fazer o relato, pois estava muito ocupado e quando tinha tempo livre, eu sempre procurava fazer outra coisa. Mas recentemente eu vi uma mensagem do Mochileiros.com no Facebook que dizia “Faça o relato de sua viagem e viaje 2 vezes”. Então, resolvi fazer esse relato para viajarmos juntos para o Peru, Bolívia e Chile. Desde já agradeço todos os mochileiros que dispuseram de seu tempo para fazer seus relatos, pois eles foram essenciais para o meu itinerário e planilha de gastos. Aliás, quem quiser minha planilha de gastos, basta informar seu e-mail para eu enviar. Eu farei um relato breve dos 24 dias que viajei, focando nos trajetos, passeios e valores. Minha esposa Gilci fala que fomos Mochileiros de Rodinhas nessa viagem, pois, como foi nossa lua de mel, nos permitimos determinados “luxos”. Se vocês tiverem alguma dúvida, estarei à disposição para ajudá-los. Pois bem!!! Nossa viagem durou 24 dias, percorremos Peru, Bolívia e Chile, e gastamos cerca de R$ 11.000,00 (fora nossas passagens aéreas e alguns hotéis que pagamos com antecedência). Nosso itinerário deu-se da seguinte forma: - 09.06: Manaus > Lima; - 11.06: Lima > Cusco; - 15.06: Cusco > Arequipa; - 19.06: Arequipa > Puno; - 21.06: Puno > Copacabana; - 23.06: Copacabana > La Paz; - 24.06: La Paz > Uyuni; - 27.06: Uyuni > San Pedro de Atacama; - 01.06: San Pedro de Atacama > Calama > Santiago - 02.06: Santiago – Manaus O que fazer antes da viagem: - Passagem Compramos nossa passagem de ida e volta pelo programa de pontos Multiplus. O voo de Manaus - Lima custou 36.000 pontos e o Santiago - Manaus, 38.000 pontos. MUITO mais barato do que comprar diretamente pela LATAM. Como conseguimos os pontos? Lá no Posto Ipiranga hehehehe. Eu e Gilci nos inscrevemos no programa KM de Vantagens e começamos a acumular pontos. Depois compramos milhas aéreas da Multiplus pela metade do preço. Hoje, por exemplo, você pode comprar 20.000 pontos por R$620,00. - Hotéis e Passeios Eu e Gilci ganhamos de presente de casamento as acomodações nos hotéis. É para glorificar de pé!!!!!! As reservas foram feitas pelo Hotéis.com, que dá a opção de pagar com antecedência e em até 10x sem juros. Quanto aos passeios, reservamos com antecedência apenas o passeio pra Machu Picchu, com a subida em Huayna Picchu, que contratei com a GO2MachuPicchu por USD 500, com todos os trajetos e ingressos incluídos. - Roteiro impresso com endereços Viajantes, vocês DEVEM ter impresso os seus roteiros, com o endereço detalhado do seu hotel ou hostel e demais passeios. Eu e Gilci passamos por um perrengue desgraçado em Arequipa, pois eu não tinha o roteiro impresso, meu celular (onde estavam todas as informações) havia descarregado e eu não sabia o endereço do nosso hotel, e para piorar, ele tinha acabado de ser inaugurado. Pegamos dois táxis, mas eles não sabiam onde era o hotel. A Gilci começou a ficar nervosa e aflita, e eu me senti um $#%@&, pois a culpa toda era minha. Mas ainda bem que encontramos um taxista que saiu perguntando pelas esquinas onde ficava nosso hotel. Deus abençoe esse santo motorista. - Aplicativos Antes da viagem, baixei estes aplicativos que foram essenciais em nossa viagem: Google Maps, Google Tradutor, TripAdvisor, Peru Travel, Moeda+, Rome2rio, Uber. - Estude antes de ir Para quem vai ao Peru, é imprescindível estudar sobre a cultura incaica, pois tudo, literalmente TUDO, envolve algo sobre era enorme civilização da América do Sul. Caso não faça isso, sua experiência será 50% menos valiosa. - Seguro Viagem Compramos nosso seguro pela Mondial Travel, por recomendação da maioria dos Mochileiros. Graças a Deus que não precisamos usar em nenhum momento de nossa viagem. - Passaporte Para visitar esses três países, você não precisa de passaporte. Porém, eu e Gilci preferimos tirar nosso passaporte, pois queríamos colecionar carimbos. E o bom é que, além dos carimbos da imigração dos países, também conseguimos o carimbo de Machu Picchu e Ilha dos Uros. - Vacina Eu li que, para entrar na Bolívia, precisávamos de carteira internacional de vacinação, comprovando que havíamos tomado vacina contra febre amarela. Porém isso não foi solicitado no momento da entrada no País. Entretanto, é melhor você ir com sua carteira devidamente atualizada, para não correr o risco de ser barrado. - Mala e o que levar nela Bem, eu e Gilci levamos malas e não mochilões. Literalmente, somos Mochileiros de Rotinhas. Hehehehe Mas graças a Deus que isso não nos causou transtorno, salvo o pequeno trajeto da parada de ônibus de Puno para nosso hotel, pois tivemos que arrastar nossas malas nas ruazinhas de “auto-relevo”. A Gilci ficou responsável por comprar nossas “roupas de frio” na Decathlon e gastamos uma pequena fortuna. Rsrsrsrs Compramos corta-ventos, segunda-pele, calças térmicas e fleeces. Algumas outras peças já tínhamos da nossa viagem ao Chile em 2015. Agora, peço que me perdoem, mas não lembro com exatidão o que levamos em nossas malas!!!! Acho que é só isso!!! Logo eu posto nosso primeiro dia em Lima – Peru. Até mais.
  6. Cara, que fotos fascinantes!!!!! Estou planejando uma viagem com minha esposa para junho do próximo ano e queria que você me tirasse algumas dúvidas, se possível: - Você começou sua viagem de 21 dias direto em Quito e depois foi para Colômbia, ou foi vice-versa? Como foi a travessia da fronteira entre esses dois países? - Você foi com mochilão mesmo? O que você considera essencial para levar? Desde já, muito obrigado.
  7. Pessoal, agora estou em La Paz. Amanhã farei o passeio de Valle de La Luna e Chacaltaya (70 bolivianos) e depois irei para Uyuni pela empresa Todo Turismo. Aqui vão algumas breves informações e "curiosidades": A - Conversão de dólar para solis: i) Lima: 1 dólar = 3,27 solis. ii) Cusco: 1 dólar = 3,23 solis. B - Passeios de Cusco: i) Valle Sagrado: 70,00 solis ii) City Tour: 35,00 solis iii) Maras Moray: 35,00 solis. C - Passeios em Arequipa: i) City Tour: 45 solis. ii) Valle e Cañon del Colca (2dias e 1noite): tem no valor de 70, 90, 130 e 180, dependendo do hotel que você escolher em Chivay. Acrescente 40 solis para entrada. D - Passeios em Puno: i) Isla de Uros (pela manhã): 45,00 solis. ii) Isla de Uros e Isla Taquiles (dia inteiro com barco lento. NÃO RECOMENDO): 60 solis. iii) Isla de Uros e Isla Taquiles ( dia inteiro com barco rápido): 90 solis. iv) Passagem de Puno para Copacabana: 20 solis. D -Conversão de dólar para boliviano: i) Copacabana: 1 dólar = 6,90 bolivianos. ii) La Paz: 1dólar = 6,95 bolivianos. E - A parte norte da Isla del Sol, em Copacabana, está fechada para visitação. Isso mesmo. Houve uma treta entre o povo do Norte e o povo da Central (depois explico melhor). Então, todas as agências estão fazendo apenas a Isla de La Luna e Sul da Isla del Sol. A maioria das agências estão vendendo apenas o translado de ida e volta por 30 bolivianos. E você pode contratar um guia por até 15 bolivianos. F - Diferente de alguns relatos que li, você encontra com facilidade Hostel na Isla del Sol com água, luz e ate internet. Sim, todos oferecem wi-fi para os hóspedes. G - Não pediram carteira de vacinação de nenhum brasileiro. Mas o seguro morreu de velho. Então, traga. H - A passagem de Copacabana para La Paz custa 20 bolivianos, com saídas de 8h às 18h. A viagem dura 4 horas. I - Os ônibus "te jogam" no meio de uma rua que serve de terminal em La Paz. Confesso que fiquei confuso/medo. J - Se você quiser aproveitar os passeios e curtir as paisagens, não economize nos passeios. Eu cometi este erro em Cusco. Paguei bem barato, mas íamos de caravana com 40 pessoas. Andávamos que nem condenados para chegar no local turístico e ficávamos apenas alguns minutos. Mas dava tempo de apreciar ou tirar fotos. Aprendi com este erro e em Arequipa contratei o passeio do Valle e Canon Del Colca com a American Travel, com o guia chamado Perci, e foi simplesmente maravilhoso. A nossa van tinha apenas 15 pessoas. E o Perci esperou o tempo necessário para vermos o vôo dos côndor, sendo que a maioria das outras vans já tinham ido embora quando isso aconteceu. Ou seja, economize um pouco mais para poder aproveitar as paisagens e centros históricos. Essas são apenas algumas dicas. Ainda tenho 9 dias de viagem. Quando voltar ao Brasil, postarei os relatos com detalhes e valores de tudo que gastei. Forte abraço.
  8. Pessoal. Não sei se aqui é o melhor lugar para este tópico, mas vou postar assim mesmo!!! Dia 08 de junho, eu e minha noiva iremos fazer um mochilão de 24 dias pelo Peru, Bolívia, Chile. Eu li vários relatos incríveis e que me ajudaram a montar o meu roteiro, porém são relatos, geralmente, do ano passado, com valores que não sei se ainda valem hoje. Então, este tópico é para ajudar as pessoas, que nem eu, que querem informações em tempo real, como valores de comida, transporte e câmbio, para poderem manter sua planilha de gastos atualizada. Irei formar um grupo no whatsapp e diariamente, e/ou sempre que possível, irei colocar o que fiz no dia, os valores do que consumi nas cidades e o câmbio. O meu whatsapp é (92) 99339-7832. O roteiro está da seguinte forma: Manaus - Lima - Cusco - Arequipa - Puno - Copacabana - La Paz - Uyuni - San Pedro do Atacama - Santiago - Manaus. Quando eu retornar, dia 02.07, eu começarei a escrever meu relato com maiores detalhes. Abraços e muitas viagens.
  9. Na rodoviária em Puno você pode comprar passagem diretamente para Copacabana. O ônibus te leva até o posto do Peru, você dps caminha até o posto da Bolívia, aonde o mesmo ônibus te espera para te deixar em Copacabana. Embora não seja permitido, na minha vez os fiscais da Bolívia exigiram xerox das informações pessoais, para todas as pessoas, do passaporte. Na verdade é um esquema para que você pague 1 real no posto de xerox ao lado. Você pode tentar se fazer de desavisado caso não queira fazer o xerox. Como eu queria o carimbo, não pensei em entregar a carteira de identidade brasileira no lugar. Talvez teria escapado desse achaque. Um ou outro mais esquentado resolve bater o pé e dizer que não entregará o xerox pois não precisa de verdade, e pode sim também conseguir evitar a situação. Muito obrigado pela dica.
  10. Amigo, estou com uma brecha enorme no meu roteiro. Veja se podes me ajudar. Como foi a sua passagem de Puno para Copacabana? Foi fácil encontrar ônibus? Qual o horário? E como foi no imigração? Desde já, muito obrigado.
  11. Que relato sensacional!!! Estou acompanhando com assiduidade!!!
  12. Estou esperando o restante do relato. Por favor, falte algumas aulas da facul só para dar continuidade ao relato!!!! Eu irei fazer o trajeto Peru - Bolívia - Chile agora em junho. E tenho uma dúvida: como funciona a questão das tomadas nesses três países? Elas são iguais ou diferentes? Qual você levou? Desde já, obrigado.
  13. Rodrigovix, que photobook lindo!!!! Qual câmera fotográfica você utilizou para fazer aquelas fotos????
  14. 30 dias - Peru - Bolívia - Chile - Agosto / 2017

    Nosso roteiro está parecido. Vou fazer "mochilão de malas" de 26 dias com a minha esposa em junho. Faremos: Manaus - Lima - Cusco - Arequipa - Puno - Copacabana - La Paz - Uyni - Salar - San Pedro de Atacama - Santiago - Manaus Comprei passagem aérea de Lima para Cusco na StarPeru. Custou cerca de R$605,00 com o IOF. Quanto aos passeios em Cusco, Salar de Uyuni e San Pedro, você já vai reservar ou vai comprar na hora? Vi boa indicações da Esmeralda Tours, que faz o passeio do Salar. Estou pensando em reservar com eles antes.
×