Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

robermartins

Colaboradores
  • Total de itens

    130
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre robermartins

  • Data de Nascimento 21-01-1978

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Argentina, África do Sul, Austrália, Barbados, Bolívia, Brasil, Chile, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Guiana, Holanda, Inglaterra, Itália, Marrocos, Peru, Paraguai, Portugal, Quênia, Suazilândia, Suiça, Uruguai e Venezuela.
  • Próximo Destino
    Nordeste
  • Ocupação
    Fotógrafa, designer, publicitária e viajante
  • Meu Blog

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Alguém já foi de ônibus de linha de São Luis para Imperatriz? Dá pra encarar as estradas ou melhor ir de avião? Vi duas linhas Transbrasiliana (11h de viagem) e Progresso (9h) e não faço ideia se uma é melhor que a outra. Pretendo partir de São Luis dia 30/07. Agradeço a informação
  2. Já fui várias vezes de carro para o Uruguay e da última vez (março 2015) levei quatro multas, uma na ida e três na volta (madrugada). O local foi na Reserva do Taim entre Pelotas e Santa Vitória do Palmar por causa dos pardais. A estrada estava tranquila e a velocidade foi muito pouco acima do limite. Aviso para terem cuidado.
  3. Vitor Fiquei 5 dias intensos em Sydney, mas não fui na Blue Mountains. Tem muita praia legal pra explorar e Coast Walk é um bom jeito de fazer isso. Escrevi um roteiro desses dias e tem relatos das 19 cidades que conheci por lá, link na assinatura. Cairns fiquei 2 dias e daria pra ficar mais, a dica lá é reservar antes o que quer fazer. Deixei para fazer na hora e só tinha Kuranda no primeiro dia, não foi ruim, mas teriam opções melhores.
  4. Passei 10 dias somente no Quênia em fevereiro/março 2014. Visitei Nairobi, Lewa, Maasai Mara e Diani Beach. O país me surprendeu positivamente pelos animais (vi todos os que eu queria e muitos que nem imaginava), pessoas e praias paradisíacas (vida marinha semelhante à Grande Barreira de Corais).
  5. Oi Gufra Tenho Quantum 55+10 SL e levo o note (13 polegadas) + canon + 2 lentes + filtros + adaptadores + fios + ipad + cel e até o lanche na de ataque. Só não cabe a água, ela tem capacidade bem maior do que parece, basta acomodar. Já fiz trilhas com a de ataque, usando ela completa só em viagens urbanas e tem sido muito prática, principalmente pela capa no transporte e abertura frontal.
  6. Esse post é antigo, mas vou complementar, afinal estava pesquisando no Google e veio essa página. Acabei de voltar da Itália e fiz parte desse roteiro. Nunca fui ligada em histórias de guerra, mas me impressionei com o que vi por lá. Nem sabia dessa parte da história dos brasileiros e achei bonito ver a gratidão dos italianos. Cai de para-quedas, ia fazer trilhas, mas a chuva atrapalhou e então fui descobrir o que fazer na região. O resultado já escrevi nesse relato http://territorios.com.br/descobri-a-historia-do-brasil-viajando-pra-fora e conto sobre o Museu Linea Gótica criado para resgatar a história dos 25 mil brasileiros heróis de guerra na Italia. Como escrevi no relato, a região é uma excelente viagem para quem curte natureza, trilhas, uma das melhores gastronomias da europa e as histórias da Guerra
  7. Eu fiz a Coastwalk entre Coogee e Bondi e adorei. O dia estava maravilhoso num domingo de maio. A trilha é urbana, mas interessante para ver o cotidiano das pessoas e paisagens lindas. Foram apenas 5 dias, mas vi que tem várias trilhas por perto para fazer. Vai ficar para próxima.
  8. Em dezembro fiz 5 dias de trilhas nos Aparados da Serra. As mais leves foram em Cambará do sul nas bordas dos canyons Itaimbezinho e Fortaleza. Já as mais pesadas e muito legais foram em Praia Grande (SC) dentro dos canyons. A trilha do Rio do Boi é ótima, tem banhos de cachoeiras e uma visão incrível do Itaimbezinho de baixo pra cima. Quem tem tempo, vale a pena incluir as duas cidades no roteiro.
  9. A parrilla completa é muita comida, mas existem as porções de chinchulines, riñones, higado... dá para pedir o que gosta mais. Na dúvida olha o que vem na parrilla completa e vai selecionando. O cordero patagonico é divino e quando vem premiado com o rim é perfeito. Indico os restaurantes Mi Viejo e Don Pichón, o último com uma vista bem legal de toda a cidade.
  10. Indico jaqueta com capuz que corte o vento e fleece por baixo. Fleece são blusas/casacos que mantêm o calor do corpo, esquentam mais e são mais leves que blusão de lã. Se for com zíper, basta abrir quando começa esquentar que vira um moletom. Use meia calça grossa nas pernas e blusa de meia, o ruim é que não deixam o corpo respirar. O melhor no lugar delas é usar calça e blusa X-thermo, mas são bem caras no Brasil. Leve meias de lã quase até o joelho e sapato com sola de borracha. Não alugue X-thermo, é como roupa íntima.
  11. Oi Bruna, fiquei no Palermo Hostel http://www.booking.com/hotel/ar/palermo-soho-hostel.pt-br.html?aid=355530;sid=f7622b458482a4de787b417bcb0ce7eb;dcid=1;srfid=a1cf048e280914f09b924ce0f7efe3fb432bff3fX4 e no Palermo Suites http://www.booking.com/hotel/ar/hostel-suites-palermo.pt-br.html?aid=355530;sid=f7622b458482a4de787b417bcb0ce7eb;dcid=1;srfid=a1cf048e280914f09b924ce0f7efe3fb432bff3fX3 O bairro Palermo Soho é ótimo de ficar.
  12. Toda segunda de noite tem o Circo do Beco, no Beco do Aprendiz. Bem alternativo e diferente com apresentações, combates com malabares e coisas legais. O beco fica na Vila Madalena. Essa semana comecei um novo projeto sobre o que tem pra fazer em São Paulo, se chama Alma Paulista. Vou ler todas as dicas aqui e acrescentar o que ainda não tem e acho legal.
  13. Esses dias descobri o Riconcito Peruano e adorei, mas fica na cracolândia, no centro de São Paulo. Fui com amigos e foi super tranquilo. Mas é bom ficar atento e não dar bobeira. O dono vendia marmita para os conterrâneos peruanos e seu negócio cresceu. Hoje é um restaurante indicado em livros e o preço continua de marmita. Comi muito bem frutos do mar (camarões), bebidas, doces e carnes por R$ 30 no jantar. Quero voltar
  14. No último final de semana me hospedei no We Hostel Design e adorei o lugar. É novo, bonito, cheio de detalhes e pessoas legais. Fica perto do Ibirapuera e de uma rua lotada de bares legais na Vila Mariana. Não é o mais barato dos hostels, mas é perfeito para quem viaja sozinho ou curte mais astral de hostel. Tem 2 quartos privativos e vários de galera.
  15. Faz tempo que queria muita subir essa montanha e finalmente consegui em janeiro desse ano. Fui sozinha, contratando uma agência de Boa Vista, e adorei todas as descobertas, sensações e fotografias que fiz por lá. É outro mundo, muito especial. Mas é preciso força nos braços e pernas, resistência física e ânimo para encarar a total falta de estrutura. Tem que levar equipamentos adequados e o mínimo de peso possível. Então, quem quiser informações sobre a montanha pode perguntar.
×
×
  • Criar Novo...