Ir para conteúdo

Alessandra43

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

15 Boa

1 Seguidor

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Salve Galera! Primeiramente gostaria de deixar aqui meus agradecimentos a todos que deixam seus relatos e tiram dúvidas diversas sobre destinos, mochilões e coisas relacionadas aqui. Foi de suma importância esse site pra definir meu primeiro mochilão, roteiros, informações turísticas, onde comer, onde pegar ônibus pra tal lugar e etc. Muito obrigada Mochileiros.com! Meu mochilão ficou entre as capitais e cidades mais próximas da região Nordeste. Não conhecia nada das terras nordestinas então optei por esse roteiro. Não me arrependi! Procurei economizar na onde dava pra economizar, por exemplo: procurando locais mais em conta para comer e andando de transporte público. Fechei alguns passeios com agências de turismo mas pesquisava sempre o menor preço antes (fechava mais por comodidade e também pra poupar tempo). Não fazia rolê noturno (tipo balada, barzinho etc), curtia a vibe do dia e dormia cedo já que lá 5 da manhã já tá um sol para cada um. Roteiro 27/02 São Paulo indo p/ Natal. 28/02 Natal/Pipa 01/03 Natal (esse dia choveu o dia inteiro e uma chuva forte, dei um rolê na orla da praia de guarda-chuva mesmo só pra não perder o dia kk) 02/03 Natal indo p/ João Pessoa 03/03 João Pessoa 04/03 João Pessoa indo p/ Recife 05/03 Recife/Olinda 06/03 Recife 07/03 Recife indo p/ Maragogi 08/03 Maragogi/Praia do Antunes e Ponta do Mangue 09/03 Maragogi 10/03 Maragogi indo p/ Maceió 11/03 Maceió/São Miguel dos Milagres 12/03 Maceió/Praia do Gunga 13/03 Maceió indo p/ Piranhas 14/03 Piranhas/ Cânions do Xingó 15/03 Piranhas/Rota do cangaço (manhã) - Canindé de São Francisco (tarde) indo p/ Aracaju (noite) 16/03 Aracaju 17/03 Aracaju indo p/ Salvador 18/03 Salvador 19/03 Ilha de Itaparica e Frades 20/03 Salvador 21/03 Salvador indo p/ São Paulo Natal Cheguei a tardezinha no Aeroporto que fica em outro município. Dá pra ir de ônibus mas optei por ir de transfer. Fiquei hospedada em Ponta Negra, polo turístico de Natal, achei legal várias opções de comida barata e mercadinhos. Fiquei hospedada no Rock'n Hostel, hostel legal o único problema é que não havia um funcionário pra realizar a limpeza diária dos quartos e banheiros e necessitava de alguns reparos no local, fora isso, boas acomodações, ar-condicionado (item importante no Nordeste né? ), café da manhã ok e localização ok também. Pipa, não pernoitei lá por questões de vacilei mesmo, poderia sim ter ficado lá mas enfim. Fechei um passeio bate-volta pra lá com uma agência Natal Praias, a van passou no hostelde manhã levou ate a praia central de Pipa e depois de mais ou menos 2 horas ou 3 nos encontramos num ponto x para irmos até a praia do amor. Se vc for a Pipa de excursão não caia na cilada de deixar para almoçar no restaurante da Praia do Amor, nesse dia eu cai no pega-turista e fiz a minha refeição mais cara de toda viagem! Comam no centrinho da vila que tem opções bem baratas, andando e perguntando vc encontra. O passeio é legal te deixa no mirante da Praia de Cacimbinhas, que tem um visual MARAVILHOSO. Assim, se vc tiver numa viagem pocket vale a pena, se não, pernoita lá que é sem erro. No dia depois eu iria a João Pessoa, mas choveu horrores e acabou eu ficando mais um dia em Ponta Negra, sendo assim fui com chuva mesmo dar um role nas redondezas, fui a orla e almocei num pf baratinho, o resto do dia eu dormi. Não sai a noite, comprava umas brejas no mercadinho e ficava tomando no hostel mesmo, trocando ideia com o pessoal. Para ir até a rodoviária peguei um ônibus na av. principal de Ponta Negra, Av. Roberto Freire, o ponto que passa os ônibus para a rodoviária é no sentido oposto ao morro do careca. Ônibus 66-Cidade Esperança (Via Bom pastor) 3,35 a passagem, só pedir pra descer na Rodoviária. Demora um pouco, tanto o trajeto quanto o ônibus então é bom sair mais cedo. A viação que eu viajei para JP foi a Progresso, comprei a passagem no guichê deles ali mesmo na rodoviária antes de embarcar, peguei os horários que me interessavam mas dá pra entrar no site e vê os demais: 11:00 / 15:00 / 17:40. Há também outra empresa a Viação Nordeste, passagem mais cara em 10 reais de diferença, com horários: 11:30 / 15:30 /18:30. Gastos: Hospedagem (3 diárias de 35$) 105,00 + transfer aero/hostel 40,00 + passeio pra Pipa 45,00 + alimentação 130,00 + ônibus p/ rodoviária 3,35 + ônibus para João Pessoa 40,15 = 363,50 Total. João Pessoa São só 3 hrs mais ou menos de Natal a João Pessoa. Cheguei na rodoviária e de frente tem um terminal de ônibus, lá passa ônibus para maioria dos lugares. Vc precisa pagar pra entrar no terminal numas catracas, atravessar ela e entrar, quando passar o ônibus vc entra pela porta do meio. Me hospedei no Jampa Hostel (Atenção pagamento somente em Dinheiro) na Praia do Bessa, hostel ok, só meio chato a parte que quando dá 20:00hrs vc entra pelo hotel que tem atrás do hostel pois a recepção não funciona depois desse horário, na real não entendi se não funcionava a recepção ou era só pra complicar a vida do hóspede kk, no mais era tudo ok. Em Jampa, eu deixei pra conhecer a cidade mesmo, andar de ônibus e tal. Fui ao centro histórico, pra ir da onde eu estava hospedada (praia do bessa) eu tinha opção de dois ônibus 601 ou 513 (não lembro o nome deles, mas vai de número que é certo) passava na av. do hostel e me deixou bem perto da praça antenor navarro, dali eu perguntei como fazia pra chegar na Igreja São francisco (a mais famosa e que possui uma visita guiada bem como um centro cultural, paga-se 5,00 ou 6,00 pra entrar, se não me engano) e do outro lado da praça o Hotel Globo que no dia em que estive lá estava em reforma, mesmo assim adentrando pela área externa consegue-se ter a vista do Rio sanhaua. Eu pedi pro cobrador do ônibus me deixar no ponto próximo a Igreja que é no alto de uma ladeira punk mas ele me deixou na praça, se acontecer isso tudo bem, se informa e a praça liga os dois pontos turísticos, pra voltar é só espera no mesmo ponto que desceu (caso não se lembre em qual ponto desceu, basta ler as placas, tá informando os números dos ônibus que param naquele ponto, tem uns três na mesma calçada então veja onde para o seu e fique nele.) Dali eu peguei o mesmo ônibus e fui para a Praia de Tambaú, no mercado de artesanato Paraibano, gente é muito lindo tudo e na Paraíba é tudo mais em conta, se quiser levar lembrancinhas e tal compre lá em João Pessoa. A praia é legal e mais movimentada do que a do Bessa, eu achei a do Bessa mais bonita. Aqui eu faço um adendo: descobri um restaurante maravilhoso de comida típica e/ou trivial mais em conta de toda a viagem. Panela's di Barro, fica ali na Praia do Bessa próximo ao hostel na AV. Presidente Nilo Peçanha nº 159, Bessa. Manooo, 10 REAIS um Prato feito (comida muuuito boa) COM SUCO. O dono uma pessoa super simpática, a decoração é mais nordeste que tudo. Eu amei. Fui embora no domingo cedo, e o mesmo ônibus que peguei para todos os lugares me servia pra ir a rodoviária também. Lindo lindo, cheguei e comprei minha passagem para Recife também da Viação Progresso, mesmo valor de Natal x João Pessoa 35,00+ 5 taxa de embarque, com horários: 07:30/08:30/09:30/10:30/12:00/13:30/14:30/15:30/16:30/17:00/19:15. Tem a viação Total que é o mesmo valor com horários: 7:00/8:00/9:00/10:00/11;15/12:45/14:00/15:00/16:00/17:00/18:30. Gastos: Hospedagem (2 diárias de 38$) 76,00 + Alimentação/Lembrancinhas 75,00 + Transporte público 17,75 + Centro Cultural São Francisco 3,00 + Passagem ida Recife 40,20 = 212,00 Total. Recife Cheguei em Recife cedo e da Rodoviária até o hostel foi demorado o trajeto de transporte público, a rodoviária é bem longe de tudo. Peguei o metro sentido Estação Recife, como era domingo paguei 1,60 de passagem, desci na estação Joana Bezerra e de lá peguei um onibus até Boa viagem onde eu ficaria hospedada, há duas opções de ônibus desse terminal: 026 (Aeroporto/Joana Bezerra) ou o 080 (Boa Viagem/Joana Bezerra). Fiquei no hostel Piratas da Praia (Atenção Pagamento somente em Dinheiro) hostel sensacional, gente bacana, vários gringos, a decoração impar, localização 10 só que não tem café da manhã, sem problemas pra mim pois havia um mercado do lado do hostel e um extra gigante na av. próxima a ele. Como era domingo, eu fui correndo pro centro antigo, do hostel até o centro eu peguei o onibus 032 Setubal e pedi pro cobrador me avisar o ponto mais próximo do marco zero, ele me deixou bem antes pq como era domingo algumas ruas e av. ficam fechada para onibus e carros transitarem. Fui ate o marco zero, show de bola! Muita gente no recife antigo de domingo e isso é bom pq vc se sente mais confiante para andar nas ruas sozinha, Recife antigo vá aos domingos! Vi de grátis ensaio de maracatu, forró e de quebra a Feirinha de Bom Jesus com muuuuuita coisa bonita e baratinha! Fui ao Museu Cais do Sertão, vale a pena, da pra ir a pé e depois voltar para visitar o Paço do Frevo.Na hora de ir embora eu andei ate a praça do diário, precisa atravessa a ponto do Rio Capibaribe não sei explicar direito mas sempre ia perguntando e chegando ainda confirmei se ali passava o onibus e fiquei aguardando. Segunda-feira fui dar uma volta na Praia de Boa Viagem, para mim é igual andar nas praias do Guarujá, vários prédios e carros. Dali, voltei ao hostel eu fui a Olinda, de ônibus, na mesma av. que passa onibus para o centro passa o 910 Piedade a diferença que esse é mais caro, 4,40. Pedi pra descer próximo ao centro de informações turísitcas e o ônibus todo desceu no ponto também. Há muitos guias oferecendo o serviço para se conhecer Olinda, como estava com uma menina que conheci no hostel optamos por fazer sozinhas, no centro de informação turísticas eles fazem um roteiro pra vc num mapinha da cidade e vc consegue ver isso em uma tarde. Foi o que fizemos começamos pela Igreja São Francisco que é na lateral da Praça do Carmo, assim a subida era menos intensa pq começando ao contrário vc já pega a Ladeira da Misericórdia que pelo nome já diz tudo. Vimos a Olinda pocket kkkk, Alto da Sé, Igreja e mais Igreja, Casa do Alceu Valença e etc.. Terminamos o circuito e fomos comer alguma coisa ali perto e pegamos no ponto de frente da praça do carmo o ônibus de volta 910 que demora bastante mas uma hora passa. kk Deixei pra ver o museu-memorial de Chico Science e Luiz Gonzaga, Casa da Cultura e Mercado São José na terça-feira, só que era feriado lá e os museus estavam fechados, o mercado na hora que cheguei tava fechando e na Casa da Cultura pouquíssimas lojas abertas. Enfim, devia ter feito outro passeio mas acontece. Pra fazer essa parte que fica do outro lado do Marco Zero peguei no mesmo ponto da av. o ônibus 061 ou 071 e pedi pra descer no Mercado, o ônibus para no Cais de Santa Rita e vc atravessa e o mercado já está de frente, dali perguntei como fazia para ir no Pátio São Pedro onde ficam os museus-memoriais e é pertinho mas como não havia nada na mesma rua eu perguntei como ia a Casa da Cultura e foi numa reta só dali que eu cheguei no lugar, vi algumas lembrancinhas e fui para ver a rua aurora, também perguntei e beirando o Rio, avistei a Rua que ficava do outro lado, mas não fui, vi dali onde eu tava de frente para as casinhas coloridas e cansada de andar fui pra Praça do diário pegar o onibus de volta pro hostel. Na quarta-feira fui para Maragogi, e nesse trajeto ficou muito vago várias informações que busquei aqui no site e no google. Bem, há duas opções pra ir a Maragogi de Recife, a primeira que é pegar o onibus da Real Alagoas com destino a Maceió, pagar a tarifa cheia (80 e poucos reais) para descer na BR e ir andando, sendo que só tem um único horário desse ônibus que passa por Maragogi, se não me engano é por volta das 18:00 hrs ou na segunda opção que escrevendo parecerá complicado mas é mais fácil na prática. Em Recife eu peguei o ônibus 062 Piedade e desci na Av. Dantas Barretos, essa avenida é bem conhecida e movimentada, andei na av. sentido Forte de 5 pontas e ali na av. saem ônibus para cidades do interior, é na calçada mesmo vc paga ao motorista (Atenção Pagamento só em Dinheiro) e embarca no ônibus, qualquer coisa só perguntar onde saem onibus para Barreiros e São José da Coroa Grande, dá pra descer nessas duas cidades e pegar uma van até Peroba, primeira praia de Maragogi. O ônibus é da Viação Progresso, eu optei por ir até São José, paguei 22,00 reais cheguei na cidade e peguei a van até Peroba 2,00 reais (não há mais vans que vão direto ao centro de Maragogi, acho q rolou alguma treta desses transportes alternativos e não podem atravessar a divisa dos estados PE / AL, ai eles vão até essa primeira praia mas chegando no ponto final já tem várias outras vans indo pra Maragogi que custam 4,00. Ps: Horários dos ônibus para São José da Coroa Grande: 9:15/13:40/15:00/18:10 Horários p/ Barreiros 07:30/ 08:30/ 10:30/ 11:30/ 12:30/ 14:30/ 15:30/ 16:40/ 17:10 Gastos: Hospedagem (3 diárias sendo q um dia eu fiquei no quarto de 50$ depois eu fui para o de 40$) 130,00 + Alimentação/ lembrancinhas 146,00 + transporte público 26,40 + Museu 5,00 + Passagem para Maragogi 28,00 = 326,00 total. Maragogi Peguei o ônibus em Recife as 9:15 e cheguei a tarde por volta das 15 hrs em Maragogi pq o onibus para em muitas cidades entre Recife e São José. Fiquei hospedada no Tropicalista Hostel, de longe o ambiente q mais me senti em casa, os donos são maravilhosos, peguei várias dicas com a Dani sobre o meu próximo destino (Piranhas) e o ambiente mega limpo, boa localização, e staff sensacional. Não fiz os passeios para as Piscinas Naturais, não senti vontade. Fui a Praia de Antune e Ponta do Mangue, e pra mim valeu mais que tudo! Joguem no google e as imagens que aparecer é o q vc vai ver na realidade, sem truque de photoshop! São paradisíacas de verdade!! E o melhor de tudo, você pega uma van no centro de Maragogi, por 3,00 reais e elas te deixam na praia, na verdade na estrada mas até ai é só vc andar alguns metros e já da de cara com aquele marzão. Pra voltar, só atravessar e pegar do outro lado. Sem problemas, só tomar cuidado ver se não vem carros dos dois sentidos e correr, por não ter pontos de onibus não se preocupe em qualquer lugar que vc ficar a van vai para pra vc, só da o sinal kk . Aqui eu faço uma observação, em Maragogi vende-se muito passeio de buggy pro litoral norte a preços de 50 ou mais por pessoa, vendendo passeios pra praias que na verdade são a mesma praia, por exemplo Praia do Xáreu e Praia da Bruna, essas praias são na verdade a Praia de Antunes, xáreu pq é o nome de uma fazenda que tem no trecho da praia de antunes e praia da bruna pq um dia Bruna Lombardi foi a Praia de Antunes, tomou um banho e já era, a galera inventou esse nome. Sem contar que todas essas praias de Peroba a praia de Maragogi vc pode fazer de van pagando 3 ou 4 reais. Fica a dica. Na Praia de Maragogi vc andando sentido sul tem o encontro do rio com o mar, lá é maravilhoso, calmo e limpo. Vale a pena ficar pra ver o por do sol. Sábado fui embora para Maceió na Van das 12:00 hrs. Essas vans saem onde todas as outras saem, que é numa praça no centro de Maragogi mesmo. Tem um barzinho na rua de traz da rua da praia que chama Pallets, lá é foi o único lugar que fui pra tomar uma breja e escutar um som, funciona até as 2 hrs da manhã eu acho e a breja com preço justo. Os horários das vans de Maragogi para Maceió é: 4:50 / 5:50/ 9:20/ 12:00/ 14:40/ 17:00. E de Maceió pra Maragogi é 5:30/8:40/11:20/13:25/16:30/18:20 Gastos: Hospedagem (3 diárias de 40$) 120,00 + Alimentação 119,00 + Transporte 6,00 + Passagem para Maceió 22,00 = 250,00 total Maceió Em Maceió eu fiquei hospedada pelo Airbnb, num quarto de um ap localizado na Jatiúca, era um bairro caro e longe das praias de Ponta Verde e Pajuçara. Fiquei sabendo que o hostel Brazuka é uma boa opção por lá, mas como fiquei na dúvida eu optei por esse tipo de acomodação, me arrependo pois não conheci ninguém e acabei fechando dois passeios para os dois dias na cidade. Domingo fui a São Miguel dos Milagres de excursão ( na real não é passeio, é só translado mesmo e eles botam o nome de passeio)por 50,00 reais com a Maceió Turismo, foi bom por ser um bate e volta, a grande sacada desses passeios é os chamados "passeios opcionais" que são os passeios que não está incluso, tipo buggy, lancha e tal. Era 50$ para ir de buggy até as praias 5 estrelas, top five do Brasil, a Praia da Laje e Patacho. Não fiz, fiquei só na praia que paramos e fui pra parte mais deserta que é bem mais bonita sem a muvuca de guarda-sol. Lá em São Miguel é bacana, havia uma outra praia mais bonita cheia de coqueiros e casarões só que tinha que atravessar um pedaço de mar que eu fiquei com medo por não saber se dava pé então não fui. Talvez vale pernoitar por lá e explorar mais, é bonito. Não opinarei pq fiquei por pouco tempo lá. Com a mesma empresa eu fechei o passeio (translado) para a Praia do Gunga, parando na Praia do Francês e Barra de São Miguel para foto. As duas praias, Francês e Barra, achei bem menos que a do Gunga, essa é uma praiona da porra, a parte central onde tem guarda-sol e restaurante pra mim pareceu a disney aquática do nordeste, várias banana boat, escorregador na areia e tal. Fui para parte mais deserta e fiquei por lá na sombra de um coqueiro (a primeira praia que pude contemplar uma sombra natural). Novamente, os passeios de buggys e lanchas como atrativos eu não fiz, até queria ver as famosas falésias do Gunga , maaaas dispensei. No geral Maceió é só um ponto de apoio para passeios nas praias de municípios próximos, o que é uma pena, por ser uma capital achei bem fraco centro histórico e lugares para propagar a cultura e história Alagoana, não sei, talvez tenha e eu que mosquei mas foi essa minha impressão. Outro ponto bem triste é que as empresas de turismo não jogam limpo com o turista, por exemplo, nos dois passeios que fiz me informaram para não sair andando pela praia pq havia assalto pelas partes "desertas", fazendo um terror psicológico para você ficar no restaurante parceiro deles consumindo ali. Acho sacanagem pq realmente vc fica pensativo se deve caminhar pela praia ou não devido esses comentários de guias turísticos, e acabam também difamando o lugar. Não me abalei e ia andando pela praia de boa, sempre alerta é claro só que não vi nada e não me aconteceu nada, então não se deixe levar pelo que eles dizem vai na sua e tá tudo certo. No outro dia fui a Piranhas, e também achei meio vago informações de como chegar lá de Maceió e alguns caminhos loucos que a galera falava. Bem há algumas opções de chegar em Piranhas de Maceió. Há opção de pegar um ônibus para Delmiro Gouveia na rodoviária de Maceió e pedir para o motorista parar no trevo das cidades, Olho d'água do Casado x Delmiro x Piranhas e pegar um moto táxi pra descer pra parte histórica (a verdadeira Piranhas) ou a opção (que eu escolhi) de pegar uma van que sai da rodoviária de Maceió direto para Piranhas. Essa segunda opção é limitada pois sai apenas um horário de segunda a sexta 12:40 e aos sábados se não me engano 11:30 e 12:40, ela passa por Arapiraca São José da Tapera, enfim é um rolezão e vc acaba chegando a noite em Piranhas mas para mim foi a melhor opção. O motorista da van é o Ricardo, gente finíssima (o whatsapp dele é 82- 988273802) e até rola de marcar algum ponto para ele buscar mas precisa fazer parte da rota dele. É tranquilo, a van é com ar-condicionado e credenciada pela ARSAL (as mesmas que fazem para Maragogi, Japaratinga e etc ), como eles dizem é um transporte complementar, que ajuda muito a vida do mochileiro. A van custa 45,00 até Piranhas. Gastos: Hospedagem (3 diárias de 48 + taxas do Airbnb ) 150,00 + Alimentação 77,00 + Passeios 80,00 + Onibus até a rodoviária acho que foi uns 4,00 + Van para Piranhas 45,00 = 360,00 total Piranhas Nessa cidade se prepare para gastar um bucadinho e leve dinheiro em espécie, lá os pontos são muito distantes então você precisará andar de moto táxi e a cidade histórica não possui mercado só alguma coisa e outra de conveniência, o lugar mais estruturado é no bairro Xingó, onde denominam de Piranhas Alta que é distante e nada turística, tem mercados posto de gasolina enfim, bem bairro mesmo. Eu fiquei hospedada num hostel (eu achei bem difícil hostel ou hospedagem em conta) que a Dani (proprietária do hostel em Maragogi) me indicou, foi na Casa do Turista - Ctur, eles são novos estão há um ano lá e achei bem arrumadinho, café da manha excelente e as diárias por 60,00, o mais barato ( whatsapp 82-981693185, tem instagram que eles respondem via direct é Casa do turista de Piranhas). Há um Albergue, Albergue Maestro Egildo, que era minha primeira opção de hospedagem na cidade, só que é um albergue mesmo e sei lá já ouvi galera falando que é ok e tal mas preferi ficar nesse depois de ótimas indicações. Tem também Hospedaria Casa, alguma coisa assim que é em conta também. Esse Casa do turista fica bem na entrada da cidade histórica e os donos Kiko e Taynan são sensacionais. Como o passeio para os cânions e pra pegar o onibus para Aracaju saiam de Canindé, negociei com eles os translados e foi a melhor coisa, cômodo e mais econômico. Para o passeio nos Cânions eu fechei com o Restaurante Castanho e foi o mais barato, 90,00 reais. Esse passeio o embarque e desembarque é na Praia da Dulce e é menos muvucado que aqueles que saem do Restaurante Karrancas. Achei muito lindo também o restaurante que é em outro ponto do Rio São Francisco, opção de self-service é 40,00 mas havia tomado um cafézão e não comi lá. Para fazer o passeio dentro da Gruta do Talhado, precisa-se ir de barco menor pois lancha nem catamarã entram, o valor é de 10,00 reais e vale a pena. Já a Rota do Cangaço fiz com a Estação Ecológica Angicos, por 60,00 reais, esse passeio sai de Piranhas mesmo no Porto e vai até o Restaurante que fica na Fazenda Angicos. De lá vc paga 10,00 reais e faz a trilha da Gruta Angicos. Gente, é muito louco. Ali onde Lampião e outros cangaceiros foram mortos numa emboscada. A trilha não é muito punk não, dá pra encarar, vá de tênis e chapéu e tá de boa. Não sei quanto era o almoço lá pq não almocei, fiquei tomando banho de rio. O passeio para os Cânions via Castanho saem as 10:30 retorna umas 15 hrs e o passeio da Rota do Cangaço saem as 9:00 e retorna as 14hrs. Tem também o museu do Sertão que fica no centrinho e abre as 9 e o mercado de artesanato que abre no mesmo horário e fica em frente ao museu. Piranhas dá pra ficar dois dias tranquilos, dá pra subir nos dois mirantes da cidade e ver um por do sol muito lindo no mesmo dia ir a um dos dois passeios e ainda visitar o museu e mercado. Para ir de lá para Aracaju, eu comprei a passagem na rodoviária de Maceió pela viação ROTA que faz Paulo Afonso x Aracaju passando por Canindé de São Francisco e mais 3 cidades eu acho, foi 36,50 reais. Aqui é uma informação que eu não sabia, o dono do hostel sabia e me informou. Quando comprei a passagem lá em Maceió o cara do guichê disse que eu ia espera o onibus na rodoviária de Canindé, porém, o onibus as vezes não passa por lá, ele passa e para para embarque e desembarque num "ponto de apoio" que é uma Lanchonete ( nome: Ótimo Lanche na av. Ananias Fernandes) na av. principal da cidade, logo na frente tem uma placa da Rota bem grande e todo mundo e os moto taxi sabem onde é, ali é tranquilo vc fica aguardando dentro da lanchonete mesmo o onibus que vem de paulo afonso. É importante e se possível comprar a passagem antes pois tendem a ficar bem cheio o bus. Existem outra maneira de ir para Aracaju, também via Canindé pelas Vans alternativas da CoopertalSE que dominam a rodoviária da cidade (talvez por isso o onibus da viação Rota não passe por lá) e passam por todo o Sergipe até chegar em Aracaju rsrsrsrs além de informações sobre assaltos frequente a elas. Se vc quiser, não deixa de ser uma opção. Não sei quanto custa a passagem deles. Obs: Para comer eu vi aqui num relato o Restaurante da Dona Madalena que fica próximo ao Mercado de Artesanato, não é um restaurante, na verdade Dona Mada faz quentinhas (marmitex) então ela não possui estrutura de restaurante mas caso vc esteja só ou com mais uma pessoa e queira comer ali ela abre a casa dela para vc sentar-se a mesa e comer, literalmente comida caseira kkkk.. O preço é imbatível: 12,00 bem servido! Gastos: Hospedagem (2 diárias de 60,00) 120,00 + Alimentação 60,50+ Passeios 170,00 + translado dos passeios e embarque para Aracaju 50,00 + Passagem de onibus para Aracaju 36,50= 440,00 total Aracaju É umas 4 horas de Canindé até Aracaju. Fiquei hospedada no hostel Luar da Praia, no bairro Coroa do Meio, nota 10, Gibson é um cara super bacana e o hostel é bem grande com psicina e tudo mais, super limpo e com ar-condicionado nos quartos. Aracajú me surpreendeu positivamente, cidade organizada, limpa e muito cultural. Conheci o centro histórico em um dia e valeu super a pena passar nessa capital. O mercado de artesanato é gigante e tem muita coisa, bem barato, tanto quanto em João Pessoa, e bem cara de mercadão mesmo, ali me senti realmente nos mercados do nordeste. O centro cultural havia um guia, Pedro, que fala de Aracaju com muito amor e não teve como não adimirar depois das explicações e curiosidades dessa cidade. Amei. Não deixem de conhecer Aracaju! Dali do hostel até o Centro pode pegar os onibus que saem de Atalaia que é o polo turístico de Aracaju e é o bairro do lado, tem o 008 ou 051 , comecei pelo Museu de gente Sergipana (museu show, super interativo, vale a visita e é gratuito) onde o onibus para em frente é só atravessar a av. e para ir ao centro cultural e ao mercado é só seguir reto pela av. Achei super fácil andar lá, na volta fui conhecer a orla de Atalaia, é bem turistão, bonita e tal mas por estar cansada eu nem vi muita coisa e fiquei ali na ponta onde tem a feira do turista e o centro cultural j. inácio, bem caro e curti mais o centro De Aracaju eu fui de carona pelo Bla blá car até Salvador, e foi 50,00 reias, gerlamente a passagem pra lá é de 65,00 pra cima e é demorado pois passa em algumas cidades levando mais de 6 hrs pra chegar em Salvador de Aracajú, se surgir uma carona nesse esquema compensa ir pq em menos de 5 :30 hrs vc já está lá. Gastos: Hospedagem (2 diárias de 40$) 80,00 + Alimentação/Lembrancinhas 60,00 + transporte público 7,00 + uber da rodoviária ate hostel x hostel para rodoviária 43,00 + Passagem p/ Salvador 50,00 = 240,00 total Salvador Ai mermão, foi onde eu desandei kkk não contabilizei mais o que gastei pq encontrei uma amiga lá e acabamos dividindo algumas coisas e tal, mas por cima vou dizendo o que gastei. Fiquei hospedada no Pelourinho rua de cima da Baixa dos Sapateiros no Açaí Hostel, bacana o hostel, camas espaçosas, ar-condicionado e o dono nunca estava então a galera dava uma arrastada rsrs, bem legalize, muito gringo acho que de brasileiro havia eu, minha amiga e uma menina do Rio Grande do Sul. Salvador é um mundo a parte, muita coisa rolando. Acho q 4 dias que fiquei foi ok. Tipo a cidade é histórica, achei o Pelourinho mais bonito que Olinda arquiteturamente falando, terça e domingo são dias bacanas pra ficar andando por lá, segunda a noite já achei meio sinistro, há opções baratas para comer e também o artesanato não é absurdo de caro como no mercado modelo, mas é aquilo o que já ouvimos falar de lá, muita gente em situação de rua, pedintes, galera do bem e galera do mal. Fiz o que chamam de passeio as ilhas na segunda-feira, fomos na Ilha de Frades e Itaparica, achei o passeio muito rápido pq é longe e vc chega a ficar no máximo 2 hrs em cada lugar, de barco leva 1:30 pra chegar em frades e pra voltar pra salvador de itaparica. Paguei 30,00 reais no dia do passeio pela Cassi Turismo, acho pq chegamos já tava em cima da hora o cara fez esse preço, então uma dia é arriscar fechar no ultimo segundo kkkkk Na terça fui aos museus afro e de arqueologia da UFBA, achei maneiro. Quarta-feira na Fundação Casa do Jorge Amado a entrada é gratuita. Da onde estávamos fomos para a Igreja do Senhor do Bonfim de onibus, é super fácil, descendo o elevador lacerda de frente de um ponto bem grande de ônibus espera o 0201 Ribeira - Bonfim e pedi pra descer na igreja. Nesse ponto passa outros ônibus pra lá, só perguntar que a galera ensina. Da igreja é bem perto o forte de Mont Serrat e a Ponta do Humaitá, na frente da igreja tem a av. que vc desce do ônibus, pega essa av. e vai direto até final, eles ficam um do lado do outro, é bem bonito o por do sol de lá. Pra voltar é só caminhar de volta pela av. e tem um ponto que passa o onibus Campo Grande, vai até próximo ao elevador lacerda ai é só pedir pro cobrador avisar quando chegar o ponto pra descer. O resto (farol da barra, ir até o aeroporto ) eu fiz de uber como estava em três, ficava baratinho mas caso queira tem onibus para todos os lugares, na maioria saem do elevador lacerda na parte de baixo ou próximo a Praça da Sé na parte de cima. O metrô também atende algumas regiões, por exemplo á rodoviária que é ótimo. No hostel não havia café da manhã, então dois lugares que achei super em conta comer foi na lanchonete a cubana (mais a que tem no elevador lacerda, pq a que tem no pelourinho é cara) um salgado e um suco ficava 3,90 reais e na Lanchonete do Cleyton em frente ao terreiro de Jesus do lado do butequinho O Cravinho. Achei também uma pizzaria/restaurante na travessa do pelourinho do lado da universidade que oferecia de noite uma pizza grande + refri por 24,90, na mesma rua um pouco mais próximo do terreiro de jesus tinha a Tropicália um restaurante com PF a 15 reais ou 34,90 o kg. Gastos : Hospedagem (4 diárias de 35$) 140,00 + Passeio as ilhas 30,00 + Alimentação/Museu/Transporte/Uber Lembrancinhas 300,00 = 470,00 total Gasto total da viagem de 22 dias: Passagem aero 600,00 + Hospedagem 921,00 + Transporte entre cidades 300,00 + Alimentação/Deslocamento dentro das cidades/Lembrancinhas/Museus e Centro Culturais 1.145.00 + Passeios/Excursões 325,00 = 3.300,00 +/- Conclusões Explore seu país! Divulgue e admire mais a cultura Nordestina! Não caía na mão dos pega-turista com passeios chavões, dá pra conhecer muita coisa de transporte público, comer barato nas ruas de trás das av. principais. Para as manas que querem viajar só, VÁ! Não deixem as pessoas te botar pânico, vi muita mina, mulher e senhoras viajando sozinha e felizonas. Lugar perigoso, no Brasil todo tem, basta vc ficar ligada, sempre alerta e já era!
  2. Oi Alexandre, tudo bem? Muito bom seu relato, um dos mais detalhados! Mas fiquei na dúvida de quanto foi gasto ao todo na viagem. Você pode me dizer quanto em média gastou? Pretendo ir na mesma época no ano q vem pra lá. Vaaaleu!
  3. olá, acredito q fique bem lotada sim - feriado de verão. os preços sempre inflacionam na alta temporada. fui agora no final do janeiro e estava com várias barracas nos campings. achei q estava meio sujo, c/ lixo, restos de fogueira na areia da praia... até a Praia de Antigos estava com movimento, alguns apé, outros d barco. colocaram placas d sinalização q dvem ser novas, pois há um ano atrás qdo estive por lá, nao tinha nenhuma placa. Mas já estao bem depredadas, pichadas e riscadas. Boa viagem! **************************************** Trilhas: Grupo CamEcol - Caminhadas Ecológicas Taubaté Relatos mais recentes: Paraty e Ilha Grande - jul/2015 - Parte 1: Paraty | Parte 2: Araçatiba e Bananal | Parte 3: Resumão das trilhas 3 dias em Monte Verde - dez/2014 21 dias na BA - fev/2014 - Parte 1: Arraial d'Ajuda | Parte 2: Caraíva | Parte 3: Trancoso | Parte 4: Porto Seguro 11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo 21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi Putz! Que chato. Acho que vou deixar para um outro momento mesmo essa trip. Valeu pela informação!!
  4. Salve Galera! Alguém pode me informar se no feriado de Carnaval a Praia do Sono costuma ficar lotada? E os campings lá qual a média de preço? Comida e bebida costumam ser caros em alta temporada? Eu estou pensando ir agora no Carnaval 2017 porém com uma graninha curta.
  5. Alessandra43

    Ubatuba

    Salve galera, Alguém já acampou na praia de Pinciguaba? Sabe se tem campings lá e a média de preço? E como eu chegou de transporte público? Quero ir no carnaval 2017 Gracias.
×
×
  • Criar Novo...