Ir para conteúdo

Juliete Alves

Membros
  • Total de itens

    6
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Sobre Juliete Alves

  • Data de Nascimento 02-07-1989

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. @MariaTNeves Estive em Israel agora em março de 2018 e não caribaram meu passaporte. Só me deram um papel na entrada e na saída. Sequer tive que fazer qualquer solicitação. Veja a foto. @Marta Gomes Comprei esse guia do Lonely Planet. Super recomendo! É recheado de dicas e informações. Uma edição nova sai em julho de 2018. https://www.amazon.com.br/Lonely-Planet-Israel-Palestinian-Territories-ebook/dp/B00YG63RZO?__mk_pt_BR=ÅMÅŽÕÑ&keywords=israel+and+palestinian+territories&qid=1523031846&sr=8-1&ref=sr_1_1
  2. Oie Marta, tudo bem? Vou para Israel em Março/2018, então talvez eu possa te ajudar com algumas dicas que encontrei sobre Israel e Jerusalém. Vôos - Eu sugiro você ir primeiro para Israel e depois para os outros países. Li alguns relatos sobre a imigração israelense e pode ser que eles te façam muitas perguntas se você vier com um passaporte carimbado no Marrocos e no Egito. Nada demais, mas pode ser meio chato. Como Israel não carimba passaportes, talvez seja mais tranquilo entrar no Egito e no Marrocos depois de passar por Israel. É uma sugestão, mas vale a pena pesquisar mais. Dicas de hotéis - Em Jerusalém vou ficar em Airbnb <https://www.airbnb.com.br/rooms/13165472>. Os hotéis em Israel são meio caros, então essa opção acaba saindo às vezes pela metade do valor de um hotel 3 estrelas. Outro lugar muito indicado nos relatos que vi é o Abraham Hostel. Eles tem quartos privados e uma ótima localização. Passagens aéreas low-cost - Se você fizer SP - Tel Aviv, eu recomendo olhar na Ethiopian. Eles tem preços mais em conta e pelo que vi em alguns relatos, são uma boa empresa. Cuidado apenas com o vôo com stopover em Adis Abeba, talvez não compense a diferença de preço em relação ao vôo sem essa parada. Dicas de operadoras locais- Em Jerusalém vou fazer o tour para o Mar Morto com o Abraham Tours (que sai do Abraham Hostel). Foi a operadora com o melhor custo/beneficio que vi. O Tourist Israel também tem muitas opções, que incluem passeios na Galileia e região de Haifa. alguns durando mais de um dia. Documentação- Israel: Para brasileiros não é necessário solicitar visto para permanência de até 90 dias. Ao entrar no país eles te dão um papel que tem a função de visto. Para entrar na Jordânia já vi em relatos que você pode pagar o visto na fronteira com Israel. Infelizmente, como não vou para lá, não sei dizer qual o valor exato. Não é necessária a carteira de vacinação internacional. Moeda - Em Israel há muitas casas de câmbio com diversas cotações pelo que li. Mas se você já quiser sair do Brasil com alguma ideia da cotação ou comprar em algum lugar mais seguro, você pode ver no site dos correios israelense. Eles também oferecem câmbio em uma agência no Aeroporto Ben Gurion <http://www.israelpost.co.il/postcurrency.nsf/WebDisplayNOHE/$First?OpenDocument&L=EN> Guias locais - Eu pessoalmente não acho necessário um guia em Jerusalém. Mas se você está indo com fins religiosos e/ou conhece muito pouco sobre o país, e por isso queira saber mais, talvez valha a pena. No grupo Brasileiros em Israel no Facebook há vários brasileiros oferecendo serviço credenciado de guia. Compra de bilhetes de museus - A compra online de tickets de museus para Jeruslém online pode ser dificil. Muitos sites estão todos em hebraico e só aceitam pagamento em shekels (não sei como ficaria essa conversão para real no cartão de crédito). Mas como Janeiro é período de baixa temporada devido ao inverno, não acho que você terá problemas para comprar na hora. Dica 1: Sempre pergunte por ingressos combinados. Por exemplo, existe um bilhete que dá direito a 4 atrações no bairro judeu com um certo desconto. Dica 2: Se você é estudante, leve uma carteirinha internacional. Você pode conseguir valores de estudante também. Dica 3: Se você for para alguns parques (Massada, Mar Morto, Ein Gedi, por exemplo) considere adquirir um passe com desconto. Você pode comprá-los na entrada dos parques. <http://www.parks.org.il/sites/English/Pages/SavingMoneyTickets.aspx> Alguns museus de Jerusalém ( todos tem site, só procurar em inglês): Museu Holocausto (Yad Vashem) - Grátis Museu Torre David com Show de Luzes - 70 NIS Museu Israel / Santuario do Livro - 54 NIS Museu Arte Islamica - 40 NIS City of David - 28 NIS Western Wall Tunnels - 30 NIS Burnt House/Wohl Museum/Hurva Synagogue/ Jerusalem Arqueological Park - 60 NIS Boa Viagem!
  3. Olá Kesse! Vou para Israel em Março/2018. Pelo o que pesquisei e resolvi, te digo que depende muito das suas preferências, mês em que vai vai estar em Israel e o seu orçamento. Infelizmente, Israel é um país caro. Tanto as passagens, quanto alimentação e hospedagem podem sair mais caros que muitos destinos. Mas se você não fizer questão de alguns luxos e se planejar, dá pra fazer muita coisa em 10 dias. Algumas dicas (Valores em NIS): Jerusalém Museu Holocausto 0,00 Museu Torre David com Show de Luzes 70,00 Museu Israel / Santuario do Livro Jerusalem 54,00 Museu Arte Islamica 40,00 City of David 28,00 Western Wall Tunnels 30,00 Machane Yehudah Market Tour 105,00 Burnt House/Wohl Museum/Hurva Synagogue/ Jerusalem Arqueological Park 60,00 Botanical Garden 35,00 Além disso, há toda a cidade antiga, com igrejas, templos, bosques, para você ver de graça. Tel Aviv Museum of Jewish People 45,00 Palmach Museum 30,00 Ilana Goor Museum 30,00 Em Tel Aviv há várias praias e parques grátis se você gostar de algo ao ar livre. A arquitetura também é muito famosa. Vale um passeio pelos bairros Florentin e Neve Tzdek. Se você quiser ir ao Mar Morto, Massada ou Petra (Jordânia), recomendo pegar umtour em uma empresa. Facilita muito a locomoção para esse lugares. Os mais interessantes que vi são Abraham Hostel e Tourist Israel. Boa viagem!
  4. Olá Henrique! Vou para Israel em Março/2018 e farei Jerusalém (8 dias) - Haifa, Akko, Cesarea, Rosh Hanikra (6 dias) - Tel Aviv (6 dias). Também pretendo fazer esse tour do Abraham Hostel pra Massada, Ein Gedi e Mar Morto. Gostei das dicas de transporte. Essa era a informação que mais me preocupava haha Realmente, Israel é cara para comer :'( Pretendo comprar comida de rua e nos supermercados, já que vou ficar em Airbnb. Vamos ver se dá pra economizar um pouquinho. Muito legal seu relato. Realmente, não tem muitas informações sobre Israel por aqui. Obrigada por compartilhar!
  5. Olá Lady Becket Para saber mais sobre o dia a dia em Israel é legal você acompanhar o Conexão Israel. Tem vários artigos sobre diversos temas de brasileiros que vivem por lá. http://www.conexaoisrael.org/
  6. Olá pessoal Vou para Israel em março de 2018 e uma das minha preocupações era a alimentação por lá. Sobre isso descobri algumas informações: Opções de supermercado, vendinhas, etc. : Podcast do Conexão Israel - Valores médios das refeições: Budget your trip : http://www.budgetyourtrip.com/ Numbeo (custo de vida) : https://www.numbeo.com/cost-of-living/in/Jerusalem Também utilizei as opções do Tripadvisor. Decidi optar por 90 ILS/dia para três refeições e fazer o máximo possível de compras em supermercados e restaurantes de baixo/médio custo.
×
×
  • Criar Novo...