Ir para conteúdo

lucband

Colaboradores
  • Total de itens

    86
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

lucband venceu a última vez em Junho 5 2018

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

59 Excelente

7 Seguidores

Sobre lucband

  • Data de Nascimento 18-05-1956

Outras informações

  • Ocupação
    Administrador

Últimos Visitantes

1.039 visualizações
  1. Bom dia, Elder, acompanhei sua aventura lá, foi muito legal, e aprendi boas dicas. Se pudesse me informar como conseguir as autorizações eu ficaria imensamente agradecido. Abraço!
  2. Boa noite, Pedro. Estou pesquisando para acampar no Cânion Espraiado, pretendo ir na terça-feira, dia 21/05/19. Pelas informações que colhi, o solo é composto na maior parte de turfa úmida, portanto o piso da barraca deve ter um bom índice de impermeabilidade. As trilhas são fáceis de seguir, mas é bom levar um tracklog. O início da trilha fica um pouco antes da Serra do Corvo Branco, à esquerda, onde você vai com o carro até onde conseguir, parece que o acesso para carros termina próximo à pousada Rio Canoas. Mas se já foi, apreciaria se me dissesse se minhas informações estão corretas, e me desse algumas dicas.
  3. Que maravilha, Ângelo, deve ser transcendental esta aventura, uma conexão sem igual com a natureza... Só por curiosidade, como passam a corda de um lado para o outro do cânion?
  4. Boa noite, amigos. Eu e minha esposa estamos planejando chegar ao cume da Pedra da Mina agora em maio. Temos em torno de 60 anos, mas com preparo físico excepcional para nossa idade, muita vivência em acampamentos e trilhas e razoável experiência em montanhas. Procuramos companhia para subir sem pressa, talvez com parada para acampar no último ponto de água, próximo da cachoeira, para curtir a natureza ali, o que para nós é como se fosse um retiro espiritual, apesar de não sermos religiosos. A dificuldade é que pretendemos subir em uma quarta- feira, para não pegar muito movimento na trilha, então teriam que ser pessoas "desocupadas" como nós kkkkkk
  5. Nada encorajador o relato... mas é bom saber das dificuldades, vamos subir logo, logo, eu com 62 e minha esposa com 54 anos. Vamos conseguir chegar no cume!!!!
  6. Chapecó é uma bela cidade, Adriana, mas é muito longe da praia. Além disso nosso clima é muito sofrido no inverno, muito frio e chuva, prejudicando as atividades ao ar livre que gostamos de fazer (bike, caminhada, tênis). Então, que venha Maceió!
  7. O Waze sempre conectado foi a chave de tudo, mas passei por dois pontos de radar manual com pistolas, um o Waze avisou e pude diminuir antes de passar, o outro dei sorte de passar atrás de outro carro, pois eu vinha ligeirinho...
  8. Deu a louca na gente. Cansados da rotina, eu e a Marlene trocamos nossa casa por um apartamento pequeno, trocamos nosso conversível por um SUV, abandonamos a empresa para os funcionários administrarem e partimos para desbravar o Brasil, rumo a Fortaleza (CE), onde encontraríamos com nossos filhos e noras, que iriam de avião passear, quarenta dias após nossa partida. Sessenta e quatro dias de viagem de carro, mais de treze mil quilômetros percorridos e 205 horas dirigindo (quase nove dias no total), passando por nove estados e 85 lugares visitados, partindo de Chapecó (SC) e culminando em Jericoacoara (CE). Abaixo fotos de alguns dos melhores lugares que visitamos, alguns deles desconhecidos pela maioria. Morro do Campestre em Urubici, com esta interessante formação rochosa. Morro Santo Antonio, em Caraguatatuba, tem esta linda vista, do alto da rampa para saltos de asa delta. Paraty é muito linda, com seu casario histórico. Praia do Caixa d'aço em Trindade, próximo a Paraty, uma piscina natural acessada por uma trilha ou de barco, muito legal. Praia do Forno, em Arraial do Cabo, tem uma das mais belas vistas do país. Alto do Pico da Bandeira, em Pedra Menina (MG). Em Ilhéus ficamos em uma Pousada na beira da Praia dos Milionários, muito legal! Cachoeira da Fumaça, na Chapada Diamantina. Tirei esta foto enigmática na beira de uma pedra, sem proteção alguma, com 400 metros de queda livre até o chão. De tirar o folego! Cachoeira do Buracão, na Chapada Diamantina, o melhor dia da viagem, vale a pena! Visitamos a Cachoeira do Buracão por baixo e por cima. Lençóis, na Chapada Diamantina, tem muito charme à noite. Vista do alto do Morro do Pai Inácio, na Chapada Diamantina. Poço Azul, na Chapada Diamantina. Poço Encantado, na Chapada Diamantina. Em Fortaleza encontramos com nossos filhos e noras, que foram para lá de avião, e com nosso compadre que mora lá. Daí fizemos alguns passeios nas praias, como Canoa Quebrada, na foto. Pedra Furada, em Jericoacoara. A noite em Jeri é muito legal, gostamos muito da balada ao por do sol no Café Jeri. Falésias em Morro Branco (CE). Já na viagem de volta, passamos por João Pessoa, onde fizemos o passeio de barco até o Picãozinho. Em Maceió ficamos só descansando e procurando apartamento, pois pretendemos morar lá. Em Guarapari fizemos a trilha do Morro do Pescador, para a Praia do Ermitão, muito legal. Em Búzios fizemos um passeio de barco muito legal. Praia da Ferradurinha, em Búzios, uma das mais belas do Brasil. Virou o hodômetro do computador de bordo... 13.043,5 km percorridos... Quem quiser uma visão mais detalhada da viagem pode acessar o álbum que criei no Facebook, com fotos de todos os lugares visitados, com descrição em cada uma, no link a seguir. facebook.com/luciordbandeira/media_set?set=a.1298889086919382&type=3
  9. Só para você saber, é proibido acampar no alto do Pico da Bandeira. Nada impede que as pessoas fiquem lá em cima, abrigadas em sacos de dormir ou bivaque, o que, tecnicamente, não seria um acampamento... Os guardas da reserva desaconselharam esta prática, pelo risco ocasionado pelas baixas temperaturas, então resolvi não arriscar, porque minha primeira ideia era subir à tarde para ver o por-do-sol, dormir lá em cima e descer após apreciar o nascer do sol.
  10. Sergio, a temperatura limite deste saco é dois graus, o que significa que você terá desconforto abaixo desta temperatura, o que é muito comum no Pico da Bandeira. O aquecedor vai ajudar bastante, mas recomendo levar também um saco de dormir de emergência, de alumínio, que é muito pequeno, leve e barato, e pode salvar sua vida em casos extremos. O frio lá em cima diminui bastante se buscar abrigo do vento mais abaixo do cume, entre as pedras. Boa sorte na aventura!!!
  11. Muito esclarecedor o relato, parabéns, estou programando a subida para o inverno que vem, seu relato vai me ajudar muito!
  12. Recebo no meu celular os alertas da defesa civil de SC, eles são muito alarmistas, infelizmente não dá para confiar.
  13. Belo relato. Estarei saindo amanhã aqui de Chapecó (SC) com destino a Jeri, de carro. Pretendo chegar lá no dia 24 de outubro, e suas dicas serão preciosas.
  14. Mesmo com muita chuva é possível fazer a trilha, mas o tempo de percurso é muito maior...
×
×
  • Criar Novo...