Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

tyamada

Membros
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

6 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. tyamada

    35 dias na Índia, 2018 - relato com gastos

    Como estamos no modo economia, resolvemos vir de onibus ontem. Realmente os ônibus sao bem capengas, apertados e nao tem muito lugar para bagagem não. Como queríamos chegar mais cedo, e o onibus direto de Amritsar só saia ao meio-dia, pegamos um de Amritsar para Pathankot, de lá para Dharamsala e finalmente um para McLeod. Os dois primeiros trajetos duraram cerca de 3hs cada um, e o último 30 minutos já em um onibus mais parecido com os que temos no Brasil. A viagem total custou 269 rupias por pessoa, e durou no total, contando com os tempos de espera entre um onibus e outro, cerca de 7h30m.
  2. tyamada

    35 dias na Índia, 2018 - relato com gastos

    Olá Isabella! O transporte de Amritsar para McLeod foi então cerca de 2000 rúpias?
  3. tyamada

    35 dias na Índia, 2018 - relato com gastos

    Concordo, realmente o sudeste asiático é um aprendizado para enfrentar a India, mas mesmo assim o choque é grande. Apesar disso existem algumas facilidades e, viajar por aqui, por exemplo, muita gente fala inglês (pelo menos nas cidades mais turísticas), o transporte pode ser lento e caotico, mas sempre existe, e é tudo muito barato - mesmo se vc cometer algum erro ou for enganado, geralmente o prejuízo não é muito grande. Concorda?
  4. tyamada

    35 dias na Índia, 2018 - relato com gastos

    Que coincidência, chegamos em Delhi dia 03/02 e também ficamos hospedados no Smiley Inn, quase nos encontramos! Tambem achamos horrivel ficar na região Paharganj, só valeu para pegarmos um trem na estação de New Delhi às 5 da manhã. Eu tb comprei esse Sim card da vodafone, mas fiquei sabendo depois que mas lojas ele custa 300 rúpias! Continue com o relato, estamos agora em Varanasi indo mais para o norte, queremos saber suas impressões e dicas de lá, e como ir de Amritsar para Dharamsala!
  5. tyamada

    Compra de passagens de trem na Índia

    Pessoal, só para constar, eu e minha namorada conseguimos nos cadastrar no site do IRCT do Brasil e comprar algumas passagens. Depois de conseguimos só comprar pelo site do Cleartrip, pois o cartão de crédito não era mais aceito no IRCTC. Tentei depois cadastrar outra conta no IRCTC, com um numero da TIM, e dessa vez nunca recebi o OTP. Já estamos há um mês viajando aqui ma India, e falta mais um mês para irmos embora. Os trens sao a melhor maneira de viajar por aqui, principalmente os noturnos. Pegamos uma vez a 1a classe e não compensa. Pra gente a 2ac é ótima, e se vc conseguir os assentos laterais na 3ac é tão bom quanto a 2ac. Por último, estamos aqui com um número indiano, se alguêm estiver precisando de cadastro no IRCTC e quiser usar, mande mensagem que podemos ajudar.
  6. tyamada

    Índia

    Olá Vitor, quanto tempo você ficou na India?
  7. Olá Elane, Segue uma foto dos horários das vans entre Maceió e Maragogi. Elas saem da rodoviária de Maceió e não passam pela orla, e a passagem custa R$21. Eu não fechei pacote porque não acho que vale a pena fazer bate e volta para Maragogi. A viagem é longa e Maragogi tem praias muito bonitas, vale a pena ficar pelo menos 2 dias.
  8. Salvador a Maragogi sem carro (24 dias) Fotos no final do post Decidi escrever este relato por não ter visto muita gente fazendo este percurso sem carro. O transporte público nesta região não é muito bom, mas é possível conhecer tudo, apesar de levar um pouco mais de tempo. Não vou falar muito dos destinos porque existem já vários relatos aqui. Quero dar as dicas de transporte e as impressões gerais das hospedagens. Cabe dizer que o litoral norte de Alagoas continua um dos mais bonitos do mundo. Comecei a viagem sozinho - as hospedagens em Salvador e Praia do Forte são para uma pessoa - e encontrei com a minha namorada em Aracajú. Roteiro Salvador (3 dias) Hospedagem: apartamento da Gabriela, pelo Airbnb (diária R$50), no Farol da Barra, localização ótima perto do ponto de ônibus tanto para ir a outros bairros da cidade quanto para chegar do aeroporto. Praia do Forte (3 dias) Hospedagem: Albergue Praia do Forte Hostel, que foi a opção mais barata que achei para uma pessoa (cerca de R$70, quarto compartilhado, com café da manhã). O hostel tem uma estrutura muito boa, mas parece mais uma pousada, com a maioria dos quartos individuais. Talvez seja o estilo de turismo de Praia do Forte, mais famílias com crianças. Eu ficaria menos dias aqui viajando sozinho, e tentaria conhecer Imbassaí. Como chegar: ônibus da empresa Linha Verde da rodoviária de Salvador, de hora em hora. (R$12,10) Aracajú (4 dias) Deixamos 4 dias em Aracajú para fazer bate-volta em Laranjeiras e São Cristóvão. Essa última nos impressionou pela quantidade de museus e igrejas. Hospedagem: Airbnb, apartamento da Edenilza na parte norte de Atalaia (diária R$78). Em frente a um ponto de ônibus que leva a todos os pontos turísticos de Aracajú, mas um pouco longe da parte mais bonita da orla. Como chegar: da rodoviária de Salvador, ônibus da empresa Águia Branca, saiu 10:00 chegou 15:15 em Aracajú. (R$86,38 + R$5 taxa de embarque em dinheiro). Infelizmente é necessario voltar para Salvador de Praia do Forte para pegar o ônibus (R$8) Penedo (1 dia) Um dia foi suficiente para ir em alguns museus, ver o por do sol sobre o rio São Francisco e passear pelas ruas. Hospedagem: Pousada Colonial (R$100, no quarto mais simples que não anunciam no booking.com) Como chegar: Ônibus interestaduais são sempre raros nessa região. O melhor é pegar uma van na rodoviária velha de Aracajú (Terminal Centro) para Neópolis (R$18,00) e de lá pegar um barco para Penedo (R$3), que vale até como passeio. Horários das vans aqui. Pontal do Coruripe (2 dias) O plano inicial era ficar 3 dias aqui, para conhecer as praias próximas. Um mal entendido na reserva do hostel fez com ficássemos somente duas noites aqui, mas foi o suficiente. Hospedagem: As Casinhas da Ada (R$100 com ótimo café da manhã, R$80 sem) Como chegar: Não existe atualmente ônibus ou van que chegam no Pontal do Coruripe. Pegamos uma van que faz Penedo-Maceió (saem de hora em hora da rodoviária de Penedo) e que nos deixou no trevo para o Pontal (R$15). Lá conseguimos uma carona até a praia. É viável ir andando, a distância é de 3km. Barra de São Miguel (1 dia) Não gostamos muito de Barra de São Miguel. A praia parece particular das casas que invadem a areia, com poucos acessos da rua. Ficamos aqui por um erro na reserva, compensa para ir nas falésias do Gunga, mas eu deixaria este dia para algum outro destino no litoral norte. Hospedagem: Natu's Hostel (R$90 quarto com ar condicionado) Whatsapp: +55 82 8807 6968 Como chegar: Pegamos um táxi do Pontal de Coruripe até o trevo. Como não há muitas opções, cobraram exorbitantes R$5 por pessoa para 3km de distância. É bem fácil conseguir carona, mas se decidir esta opção, siga caminhando na estrada para o trevo, pois na praça de onde saem os táxis eles constragem as caronas. Como era domingo, as vans estavam demorando a passar e pegamos um táxi lotação até Barra de São Miguel (R$15). Barra do Camaragibe (3 dias) Todo mundo nos perguntou a razão de ficar em Barra do Camaragibe, enquanto a maioria prefere ficar em Barra de Santo Antônio ou São Miguel dos Milagres. Foram duas as razões: hospedagem mais barata aqui, e a possibilidade de chegar à pé nas praias do Morro, Marceneiro, Riacho e até a de São Miguel andando. Hospedagem: Tiriri Guesthouse (R$100) Um dos melhores lugares que ficamos. O João é uma pessoa especial, preocupada com a nossa estadia, nos levou de carro para conhecer as praias, uma relação de amizade mesmo. Whatsapp: +55 82 9412 1732 Como chegar: Caminhamos até o trevo de Barra de São Miguel, pois nos disseram que as vans que entram no centro não param na rodoviária de Maceió. Logo pegamos uma que estava vem cheia (R$12). Na rodoviária saem vans para Porto de Pedras, que passam na Barra do Camaragibe (R$20). Todos os horários aqui. Porto de Pedras (1 dia) Uma noite aqui para ir na praia do Patacho. Nos surpreendeu ser a cidade mais charmosa do roteiro, muito bonita e organizada. A pizzaria Vintage é uma das melhores e baratas da região. Hospedagem: Pousada Chalés do Porto (R$150) Um pouco mais caro do que costumamos pagar, mas valeu a pena. Chalés limpos, cama confortável, piscina e café da manhã incrível. Whatsapp +55 82 99637 0347 Como chegar: A mesma van que nos levou de Maceió para Barra do Camaragibe tem como destino final Porto de Pedras (R$3). Japaratinga (1 dia) Muito gostosa a cidade, bem pequena, mas com alguns restaurantes baratos para almoçar PF. Nos recomendaram muito o passeio das piscinas naturais daqui (R$50), mas não fizemos. A praia é linda. Hospedagem: Pousada Praia dos Encantos (R$130 com excelente café da manhã) Whatsapp: +55 82 98895 2972 Como chegar: Atravessamos a balsa sobre o rio Manguaba, de graça para pedestres. Do outro lado não há transporte público, mas é possível pedir carona para quem está na balsa de carro. Como não conseguimos, pegamos moto-táxi até nossa pousada em Japaratinga (R$10). Maragogi (2 dias) Hospedagem: Tropicalista Hostel, o melhor ambiente que ficamos na viagem. Fizemos grandes amizades aqui, a Dani é ótima anfitriã, ficamos tristes de ir embora. Whatsapp: +55 82 98770-8548 Como chegar: As vans que fazem Maceió - Maragogi voltam ao litoral aqui em Japaratinga, é só esperar no ponto de ônibus, devem passar de 30 em 30 minutos (R$6). Maceió (3 dias) Maceió não tem tantas atrações turísticas além da praia. A maioria dos turistas fecha pacotes para Praia do Francês e Gunga. Ficaria somente 2 dias. Hospedagem: Airbnb, apartamento da Josefa Tânia em Jatiúca (R$110). Excelente localização, fizemos tudo a pé. Como chegar: vans saem de Maragogi às 9:20 12:00 14:40 e 17:00, fazendo uma viagem bem cansativa que dura quase 4hs (R$21). Alguns táxis fazem o trajeto, que compensa se fechar para 4 passageiros. Orçamento Média de R$49 por pessoa para hospedagem por dia. Com os transportes entre cidades foram R$240 por pessoa no total, ou R$10 por dia. Com alimentação, passeios, transportes dentro das cidades, gastamos cerca de R$35 por pessoa por dia. Assim conseguimos ficar dentro do orçamento da viagem de R$100 por pessoa por dia. Fotos Praia de Antunes - Maragogi AL São Cristóvão SE Pontal do Coruripe AL Laranjeiras - SE Praia do Morro, Barra do Camaragibe AL Interior de Sergipe Japaratinga - AL
×