Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

RANIERI FALEIROS

Membros
  • Total de itens

    2
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. RANIERI FALEIROS

    DE SÃO PAULO A SANTIAGO DE CARRO. JULHO 2017

    É, bom alugar sim, eu aluguei em Mendoza, até porque seu porte é obrigatório na cordilheira, mesmo que não use. Por seis dias, paguei mais ou menos 100,00. Eles ensinam a colocar, preste atenção, parece fácil, mas na hora de por mesmo se precisar, da um pouco de trabalho. Eu usei só uma vez, qdo fui na estação de ski de Farellones,.
  2. OLá galera, fiz a viagem de São Paulo a Santiago de carro, passando pela Argentina. Foi eu, minha esposa e meu filho de 15 anos. Minha viagem começou no dia 07 de julho 2017, depois de muito ler sobre documentação exigida para cruzar esses países, vou deixar algumas dicas. Argentina, CNH, normal, para o condutor, documento do veiculo em nome de quem esta no veiculo, caso contrario precisa de uma autorização com firma reconhecida autorizando a saída do veiculo do País, Carta verde, dois triangulos de sinalização, Cambão( eu não levei e fui parado varias vezes não foi exigido tal equipamento), extintor sim obrigatório. um breve relato sobre a Policia Argentina, quando se entra na argentina por Foz do Iguaçu, até Santa Fé, que são uns 900km, você vai ser parado inúmeras vezes, em uma delas o policial quis ver tudo no carro procurou bastante uma coisa errada para tentar me extorquir, digo isso porque quando parei ele me mandou andar um pouco a frente da câmera que havia no local para sair da visão da câmera, mas como eu estava com tudo em ordem teve que me liberar, então fica a dica, encontrei um brasileiro que foi parado e estava com extintor vencido teve que pagar quase R$500,00 para ser liberado, depois de Santa Fé, as coisas mudam não param muito você e se param só perguntam para onde esta indo. Na volta ninguém te para. No Chile, também CNH normal, documento do veiculo, e um seguro para terceiros chamado SOAPEX, custa 11,00 doláres para vinte dias, no Chile não fui parado nenhuma vez. Vamos a viagem: Primeiro dia: São Paulo Foz do Iguaçu, são cerca de 1050km, chegando em Foz fiquei em um hotel muito bom e barato, Segundo dia: fui conhecer as Cataratas, lugar maravilhoso e lindo, a tarde sai de Foz e fui até Posadas na Argentina. Terceiro dia: Posadas - Santa Fé, são 800 km. esse trecho é onde você é parado muitas vezes pela policia. Santa Fé é uma cidade bem grande e bonita. Quarto dia: Santa Fé - Rio Cuarto, são 430km. Cheguei no meio da tarde na cidade, arrumei um hotel, lembrando não fiz reserva em nenhum lugar, não queria ter compromisso de chegar em um determinado lugar no dia, gostei muito dessa cidade, tem uma praça e uma igreja no centro muito bonitas, pessoas agradáveis, e comida boa também. Quinto dia: Rio Cuarto - Mendoza, são 470km, Mendoza já esta aos pés da cordilheira dos Andes, uma cidade encantadora, ruas cheias de arvores lindas, uma lugar muito bacana, maior produtora de vinhos da Argentina ( detalhe quando se chega na província(estado), de Mendoza você é parado seu veiculo é revistado e te explicam que não pode entrar com frutas frescas, por conta de serem produtor de vinho, isso para preservar a qualidade das uvas, eles tentam evitar que vc entre com frutas pois pode ter alguma contaminação de ovos e larvas de moscas e isso causar danos nas parreiras de uvas.). Sexto dia: Mendoza - Santiago são 360 km, mas prepare o dia todo para essa travessia o dia que eu fui tinha uma certa fila e demora um pouco. Quando sair de Mendoza logo chega as cordilheiras, esse é o ponto alto da viagem, a estrada é maravilhosa, você vai pela estrada margeando o rio Mendoza e contornando as montanhas e subindo a subida é bem suave a gente anda uns 180km, subindo até chegar a fronteira, no meio do caminho já começa a ver neve, tem uma estação de ski chamada Los Penitentes da para parar um pouco e curtir a neve, depois é só continuar subindo até cerca de 3000metros de altura, na fronteira com o chile, depois de passar pela fronteira e fazer toda papelada de saida da Argentina e entrada no Chile, seu carro é revistado novamente no meu caso pediram para tirar todas as malas olharam tudo depois liberaram. A descida já não é tão suave, começa Os Caracoles, como é chamada a estrada são varias e varias curvas descendo, o que você subiu em 180 km, vc desce em 20km, é muito bonito também, no começo assusta um pouco minha esposa ficou travada no carro, mas é tranquilo da pra descer na boa é só ter um pouco de experiencia no volante. Chegando em Santiago fui a procura de Hotel tive um pouco de dificuldade a cidade estava cheia e os hoteis lotado consegui um para passar a noite e depois reservei pela internet um outro City Express, muito bom hotel só que fica perto do Aeroporto um pouco longe do centro mas para quem esta de carro é tranquilo. Fiquei seis dias em Santiago, conheci o centro da cidade, Plaza das Armas, Catedral de Santiago, Palacio de Moneda, mercado central(boa comida), esses locais ficam no centro da pra conhecer todos em um dia. Quem quiser comprar roupas de frio barato, muito barato tem um lugar que chama Patronato, uma especie de Brás de santiago. Teve dias que andei de metrô, é bom e liga os principais pontos da cidade. As Vinícolas, eu não fui conhecer, julho as plantações de uva estão secas, acho que esta visita é mais interessante em época que as plantações estão verdinhas e floridas. Os preços de vinhos no Supermercado dizem que é mais barato que nas vinícolas, eu não sei, mas sei que é barato vinho lá, eu comprei no Jumbo um hipermercado famoso em Santiago, tem vinhos de R$10,00 a garrafa. Dinheiro: Casa de Cambio em Santiago ficam na rua Augustinas no centro, é melhor trocar dinheiro la no chile, consegue preço melhor que no Brasil, na Argentina também, o ideal é levar só um pouco para pedagios e pequenas despesas e trocar lá. Outro local em Santiago para conhecer, Sky costaneira( edifício mais alto da America do Sul), é um prédio bem alto que tem uma visão muito bonita de Santiago, para subir custa 10000 pesos, cerca de 55,00 reais. Conheci também Vina del Mar e Valparaiso, fica cerca de 80km de Santiago, vale a pena cidades litoraneas muito bonitas rende boas fotos e você ainda conhece o Oceano Pacífico. Só avisando, os motoristas de Santiago são meio loucos no volante e olha que dirijo em São Paulo. Outro lugar maravilhoso para conhecer é as estações de Ski, Farellones e Vale nevado, a estrada que leva a esses lugares também são maravilhosas, é subir de novo a cordilheira quase 3000metros, mas vale a pena. Muita neve. Com relação aos custos: gastei mais ou menos uns R$550,00 de pedágio, desses 350,00 no brasil, o pedágio no chile e argentina são mais baratos. as estradas são boas, na Argentina peguei um pedaço de estrada ruim más estavam arrumando. Pedágio R$550,00 Gasolina R$ 2.200,00 ( foram 7500km total). Hoteis os preços variam um pouco dependendo do hotel na Argentina achei hotel de R$150,00 R$210,00 a diaria para três pessoas, com cocheira(estacionamento). No chile é mais caro um pouco, o que fiquei foi R$300,00 a diaria,com café da manhã bom. Na Argentina não esperem aquele café da manhã. A volta fiz o mesmo caminho com uma paradinha de dois dias em Foz do Iguaçu, para compras no Paraguai, vale a pena também, muito barato eletrônicos e roupas. Bom Pessoal é isso. qualquer dúvida que eu puder ajudar estou da disposição.
×