Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

StanlleySantos

Colaboradores
  • Total de itens

    190
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

StanlleySantos venceu a última vez em Fevereiro 21

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

126 Excelente

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. StanlleySantos

    Dúvida técnica: saber o volume da mochila

    Na mochila de trekking só a tal da litragem (40, 50, 60 e por aí vai). Nunca vi a "equivalência" em kg ou outra unidade de medida nas infos de mochilas. Nunca vi em mochilas convencionais tbm. Não sei se chega a te ajudar também, mas me ensinaram uma vez (num tópico daqui mesmo) sobre o peso máximo que a mochila aguenta, que seria dividindo sua litragem por 3. Ou seja, uma mochila de 60 litros aguentaria tranquilo até 20kg de volume no seu interior. E esse peso ainda diminui por causa da carga de conforto que uma pessoa pode carregar (10% do seu próprio peso, incluindo a própria mochila). Claro que isso jamais pode ser respeitado num mochilão. É uma questão bem complicada, mas creio que vc pesquisando bem vc acha. Tem até um tópico antigaço sobre isso aqui Também acredito que mochila "normal" (uma carga da vida) seja equivalente a uma de 30 ou 40lts. Mal cabem 3 livros e um caderno dentro da abertura maior.
  2. StanlleySantos

    Barracas - marcas

    Salve @cacáfloripa R$ 1.100,00 realmente está um absurdo de caro, nem barraca importada BOA custa isso aí. Por exemplo, hoje em dia uma marca que está com a popularidade alta é a Naturehike, e ela vende boas barracas a preços razoáveis. Sobre as marcas e sugestões, aí vai depender do uso que vc quer dar à barraca. Pq barraca tem especificações e usos. Não vou comprar uma barraca que aguente o rigor da patagônia para campings de final de semana no sítio do meu tio Mas vamos lá. Das mais baratas, primeiramente NUNCA, JAMAIS compre barraquinha de supermercado. MOR, ECHOLIFE e TREEBO são ciladas, Bino! Barraquinha do telhadinho amarelinho? Sai voando e alaga na primeira chuvinha de verão. Escolha barracas pela MARCA e COLUNA D'ÁGUA, sendo que a partir de 1.500mm para os padrões de clima brasileiros já aguentam muita coisa. Das mais em conta vc encontra a marca NAUTIKA, que possui barracas "de entrada": não são as melhores mas aguentam aventuras mais simples e apresentam o mundo do campismo ao cliente. Elas custam entre 200 e 400 reais, dependendo do tamanho. A falcon é bem popular para o iniciante. Fonte: fuiacampar.com.br A indy é muito usada por grupos, tem esse avanço grandão que é quase uma sala extra. Fonte: fuiacampar.com.br A Windy é mais minimalista, só para uma pessoa mesmo, e ela é um caixãozinho, mais para quem vai só precisar pra dormir. Fonte: fuiacampar.com.br A Cherokee é uma promessa de barraca espaçosa e resistente à chuva. Fonte: arcoeflecha.com.br Depois da Nautika, te recomendaria a GUEPARDO, eles trabalham com barracas do mesmo nível, com modelos e preços variados. Aqui vc gasta entre 300 a 600 reais. Eu tenho duas dela, e sou bastante feliz, apesar de saber que existem melhores. A barraca Venus da Guepardo é bem espaçosa, com uma coluna d'água boa e tela de mosquiteiro na janela que permite que durma de porta "semi-aberta". Fonte: fuiacampar.com.br A everest não chega a ser uma barraca feita pro frio, apesar do nome, mas ela economiza espaço, peso, tem dois avanços generosos e é bem resistente a chuvas, além do seu design permitir resistência a ventos. Fonte: fuiacampar.com.br A guepardo Zeus, a famosa "barraca pra família", lembra bastante a Indy com aquele avanço gigante. Fonte: lojadecamping.com.br A nord (marca revendida pelas lojas centauro) possui um modelinho econômico que serve pro básico, o outdoor summit. É um custo-benefício razoável. Custa entre 100 e 200 bonoros. A barraca da Nord com a lona por cima do habitáculo. Fonte: youtube.com.br E outra marca que pode te interessar das mais baratas é a quechua. Ah, a quechua.... Essa queridinha da decathlon reúne barracas muito bem conceituadas, e a marca tem uma fama de custo-benefício ÓTIMO. Se vc mora em uma cidade com uma loja da decathlon, recomendaria fazer uma visita e ver alguns modelos. Os preços estão entre 300 e 600 reais. A quickhiker é uma barraca minimalista, semelhante à everest da guepardo, com melhor acabamento. Fonte: decathlon.com.br A arpenaz é um modelo bem popular, espaçoso, com boa resistência, e tem a versão fresh & black, que deixa entrar menos luz dentro do quarto. E por fim, te indicaria a marca AZTEQ. è a linha mais "técnica" da Nautika, as barracas custam um pouco mais, mas são feitas para situações mais extremas (montanhismo, trekking selvagem de longa data, chuva e neve, etc). Vc desembolsa de 400 a 800 reais nelas (veja bem, barracas TÉCNICAS custando menos que a super esquilo que vc disse). São barracas que realmente valem o investimento. A azteq katmandu é a mais em conta em muitas lojas, é a mais fraquinha da marca, mas não deixa de ser uma boa barraca, contando com um avanço generoso. Fonte: centauro.com.br A minipack é minimalista, resistente, mais para extremos, e para quem quer poupar espaço e peso. Pessoalmente, é um sonho de consumo meu. Fonte: fuiacampar.com.br A barraca Nepal é parecida com a Everest da marca guepardo, mas é BEM melhor. Basicamente oferece as mesmas vantagens: formato, espaço, ventilação. Fonte: fuiacampar.com.br A mykra é uma barraca leve e pequena que oferece qualidade para o minimalista. Fonte: casadeaventura.com.br No mais, é isso. Essas são as marcas mais vistas e escolhidas para compras no Brasil. Mas como te disse, vai depender do uso que vc dará para a ela.
  3. StanlleySantos

    Trilhas e Acampamentos para iniciantes

    hahahahaha obrigado @Felipe Don , não sei se chega a tanto, até posso pensar nisso....mas por mim ficando visível para os colegas mochileiros do site já está bom demais Quando entrei nessa vida era mais desorientado que cego em tiroteio, então imagino a necessidade de informar os amigos.
  4. StanlleySantos

    Chapada dos Veadeiros - Relato 05 a 12/01

    Show de bola! Conseguiu expor lugares pouco citados em relatos da internet! Quando eu fui, conheci os "protagonistas", mas já irei na próxima de olho nessas outras
  5. StanlleySantos

    Barracas: Qual comprar?

    Ainda bem mesmo, essas automaticamente ficam fora de questão. Assim, avanço é uma alternativa para que a tralha, calçados e afins não fiquem incomodando e sujando dentro da barraca, é bom para quem vai pra lugares mais isolados e não tem receio de ter suas coisas roubadas. Eu acho bem legal o avanço da NTK Indy GT em particular, dá até pra preparar comida ali em caso de chuva. Mas não é um item que chega a fazer falta, principalmente se a pessoa vai para lugares com alguma infraestrutura. Dependendo do tamanho da barraca tbm, os itens não-essenciais podem ficar no cantinho (ocupando um lugar de uma pessoa, por isso é bom comprar uma barraca que comporte uma pessoa a mais do que vc realmente quer). Aí vai de vc desejar ou não uma com avanço (até pq é um volume e peso a mais na mochila). Dessas daí a que tem melhor qualidade é a Aztec Katmandu. Guepardo, Nautika e Coleman estão num mesmo patamar (barracas básicas porem boas se vc não vai pegar extremos). Tenho a guepardo Venus há uns dois anos, e ela nunca me deixou na mão. A Indy é bem comprada também por grupos, e costumo chamar ela de havaianas (todo mundo usa) Eu não tenho uma história muito boa com barraca coleman, mas não vou condenar a barraca pq de repente pode ter sido erro meu na montagem ou azar em emprestar uma barraca velha, mas costumam falar bem da marca. Aztec já é uma linha de produtos mais "técnica" ofertada pela Nautika, os produtos têm ótima reputação. A Katmandu é a mais fraca das aztec, pelas especificações (daí seu baixo custo), mas oferece o avanço e é um produto bom, então compraria ela se fosse vc.
  6. StanlleySantos

    Mochila!!

    Fala Ana. pro seu orçamento, para um uso de um mês e dez dias viajando, e com uma qualidade boa, a melhor recomendação seria a Forclaz 60L ou a Arpenaz 50L, da quechua. Os tamanhos estão bons para evitarem despacho (mas depende das regras da companhia aérea, caso for de avião), e são bem reputadas https://www.decathlon.com.br/mochila-de-trekking-viagem-forclaz-60-l-quechua/p https://www.decathlon.com.br/mochila-de-trekking-forclaz-50-litros-quechua/p a Decathlon é a melhor franquia de artigos esportivos no país, se tiver a oportunidade de ir, vá e experimente elas. Comprar mochila pela internet sem saber se ela confere com seu biotipo, como falado aí em cima, pode complicar a viagem. A segunda marca com mochilas mais em conta e com uma qualidade razoável seria a trilhas e rumos, mas as mochilas baratas são meio "brutas" de usar (basicamente parecem sacolões com alça nas costas e pronto). Essas dá pra encontrar na centauro (caso tiver na sua cidade), e vc pode tbm ir averiguar se alguma lhe chama a atenção. A linha Crampon é a mais comum de encontrar: https://www.centauro.com.br/mochila-cargueira-trilhas-e-rumos-crampon-60-litros-714236.html?cupomId=c9785728-12d4-4d43-ac1c-c61acc857c22&cor=02&origem=google_kenshoo&utm_source=google_gs&utm_medium=SCH_NOB_PLA_Acessórios&utm_campaign=all\acessórios\other\other\71423602&gclid=CjwKCAiA4t_iBRApEiwAn-vt-wQ4_vY9ytN07-_4pgwKP3roxQNfFzu_laST2oZjIsKAf_gWxOUDGxoCOfgQAvD_BwE A terceira marca com mochilas mais em conta, mas a qualidade é questionável (pela grande quantidade de reclamações), seria a Nautika. Eu a compraria somente em último caso, mas eu defendo a marca pq não são todos os modelos que apresentam problemas, eu tenho uma laguna 60L há dois anos, usei (e usarei) pra muitas coisas, e até agora não me deixou na mão em hipótese alguma. Se fosse comprar, recomendaria essa.
  7. StanlleySantos

    Bagagem de mão

    O tamanho da mala, embora não seja obrigação, de preferência deve ser sim. Já pensou vc entrando com duas mochilas médias ou grandes no embarque? O embarque vai te parar no ato. Vc está querendo dizer uma terceira bolsinha? kkkkkkkkk abusa do bom humor de companhia aérea não, pq tem aeroporto onde mandam revistar tamanho e peso de mochila mesmo que aparentemente vc não esteja levando nada de mais. E ter o desprazer de pagar 100 bonoros a mais num despacho (além da raiva de bater boca com funcionário) ngm merece ne.... Nos vôos nacionais, como falado previamente pelos amigos, é permitido uma "mala" de até 10kg e respeitando as dimensões da gaveta do avião, e um item pessoal (que nesse caso pode ser uma mochila pequena). Seus documentos podem ir na bolsa/mochila pequena. Em resumo, desde que a "mala" maior não esteja muito amarrotada de coisa, dá pra vc levar isso aqui sem despachar nada
  8. StanlleySantos

    [resolvido] Blablacar no sul do Brasil: vale a pena?

    Valeu povo, ajudou a ter uma boa visão do serviço!
  9. Bom dia/tarde/noite, mochileiros! Eu sei que existem tópicos no site, mas achei meio desatualizados, e sem informações suficientes, sendo assim... Na opinião de quem já usou ou usa o Blablacar, usar o serviço vale a pena no Brasil? Mais especificamente no Sul?
  10. StanlleySantos

    Vale a pena ARPENAZ 3 XL FRESH & BLACK | 3 PESSOAS QUECHUA

    Vc pode também olhar as avaliações dela no próprio site da decathlon, @André Luiz Vital . É a opinião de quem a comprou, e é interessante que são clientes de várias nacionalidades. No mais, pelo que pude constar é barraquinha ótima sim. Lembrando que ela vira um forninho no sol/calor. Se isso não for um problema...
  11. StanlleySantos

    Viagem ao Amazonas em janeiro

    Eu imagino! Bom, boa estadia, quando chegar o dia!
  12. StanlleySantos

    Viagem ao Amazonas em janeiro

    Então.....tem muita coisa pra recomendar! O bom que em Maio não chove tanto quanto agora, mas os rios estarão bem cheios, ficando pouca praia exposta. Passeio no centro vale a pena, e já te indico o Museu da cidade (ou museu do paço), que foi inaugurado agora no final do ano. Tenho total certeza de que vai gostar de conhecê-lo. Seringal é excelente também. Olha, pros demais dias tem as atrações que recomendei pro amigo aí em cima (MUSA, CIGS, bosque da ciência), e tem alguns flutuantes (bares/restaurantes no meio do rio) por aqui, onde vc faz o happy hour, brinca de Stand up paddle e come iguarias, sendo os mais bacanas na região da praia dourada, no bairro Tarumã. Mas para esses vc vai precisar de transporte próprio. Se tiver transporte próprio também fica como dica a praia do Japonês, que fica um pouco longe da cidade (uns 40 minutos após atravessar a ponte Rio Negro), ou a praia da Lua (pegando voadeira da mesma marina onde vc pega o transporte para o Museu do Seringal.) No mais, penso que valeria a pena um dia em Presidente Figueiredo, Pode visitar as cachoeiras da Onça e Asframa (as mais fáceis de acessar).
  13. StanlleySantos

    Viagem ao Amazonas em janeiro

    Pow rapaz, que bom que deu para aproveitar. Bons ventos! Realmente fiquei perplexo pelo seu testemunho sobre maués, considerando que ainda estamos na fase das praias, ainda deveria estar "badalada". Uma pena mesmo ter sido fora de época.
  14. StanlleySantos

    Existem trilhas de longa distância no Brasil?

    Infelizmente no Brasil carecemos de uma cultura que entende de verdade o respeito ao meio ambiente, e fomenta a fiscalização e punições apropriadas aos infratores. Não falo apenas a nível de órgãos e entidades, uma vez que até certos gestores e representantes do meio ambiente possuem seus podres no currículo, nem somente dos exemplos atípicos, como o infeliz desabamento de terra recente em Minas. É como eu costumo dizer, vc pode mudar uma cidade completamente em dez anos, mas não adianta nada se você não transforma as pessoas. Em Manaus tentamos conscientizar, tentamos passar a mensagem da eficiência ecológica, mas a ignorância, a preguiça e a falta de bom senso, vindas de todas as pessoas de todas as classes sociais, sem exceção, contribuem para um cenário muitas vezes feio de atrações turísticas. Isso vem do pobre da periferia que chupa seu picolé e pede pro filho jogar pela janela do ônibus, isso vem da administração de um órgão submetido ao Estado que não faz licitação de produtos ecoeficientes, como papel reciclado. Ás vezes penso que não temos mais jeito. E olha que estou me formando em biologia. Daí vem a causa-consequência: muitos parques impõem restrições a certas práticas por causa de 2 ou 3 auto-intitulados "trilheiros" que não respeitam o lugar que visitam, e com toda a razão. Por sorte (ou não sei se o contrário), isso está mudando e muitos lugares abriram as portas para a prática de travessias, campings e afins. E por mais sorte ainda, algumas travessias são consideradas difíceis, o que limitam o número de pessoas que a encaram, o que de certa forma diminui o impacto ambiental. Na minha humilde opinião, e pode parecer um pouco radical, se as trilhas e travessias continuarem a ser inauguradas nos diversos estados brasileiros, que sejam percursos de nível médio a difícil, justamente para desestimular o acesso a pessoas que sujam a reputação dos grandes mochileiros. É bom enfatizar que desestimular não é o mesmo que elitizar a atividade, afinal, hoje em dia as pessoas estão se exercitando mais, estão adotando práticas saudáveis, e equipamentos são muito mais acessíveis para a população do que há uma década atrás. Além do mais, percursos muito abertos à população no geral poderiam se tornar alvo de bandidos, repercutindo negativamente. Não creio que teremos uma boa gestão no que diz respeito ao meio ambiente, mas podemos fazer nossa parte e amenizar o impacto da atividade humana, assim como estimular as boas práticas para aqueles ao nosso redor. E tentar, por meio de estudos, artigos e palestras, mostrar a nossos representantes formas de promover o ecoturismo e esportes relacionados como uma alternativa econômica e ecoeficiente.
  15. StanlleySantos

    mochileiro solitário

    Como o pessoal disse, estamos todos em dúvida quanto a essa sua mochilada! Mas, se puder aceitar uma dica, já que vc é um conterrâneo, um bom começo seria o Pará. Fica bem do lado, uma viagem de barco, de MAO, não sai cara, e já pode conhecer uns destinos brasileiros bem visados (Santarém/Alter, Belém, Bragança, Algodal...). E diferente do Amazonas, do Pará é mais tranquilo para vc se deslocar para outra região por terra (ou mesmo por barco), Tocantins, Mato Grosso e Maranhão ficam logo em seguida, daí só decidir e seguir.
×