Ir para conteúdo

StanlleySantos

Colaboradores
  • Total de itens

    414
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    7

Tudo que StanlleySantos postou

  1. Salve! Com esse valor vc pode comprar a Finisterre da Vento, uma das melhores do mercado em custo-benefício. Invista em uma impermeável (Waterproof). https://botasvento.com.br/finisterre-desert Como opção vc pode investir em praticamente qualquer bota da marca Snake, que é outra marca bem avaliada. Segue um modelo como referência https://www.snake.com.br/product-page/bota-snake-para-montanhismo-travessias-expedições-e-viagens-dry-stone Também dê preferência para bota impermeável. De bônus, aconselho a EVITAR essas marcas: bull terrier, macbo
  2. Eu vi. Pelo que pude constar a Solognac é uma linha francesa vendida pela decathlon voltada para atividades de caça, não viagens. Mas ela parece ser uma mochila resistente (tem perfil tático e voltado pra carregar equipamento, precisa ser), e com o mínimo de requisitos para uso prolongado, pelas especificações (barrigueira, uma leve impermeabilidade, multi bolsos...). Só não tem avaliação dela, então fica difícil dizer. Na vdd não achei avaliação alguma dela numa rápida pesquisa google, busquei resultados em inglês, francês, e tem um vídeo do youtube, e só. Então fica difícil dizer se ela
  3. Realmente questão de carona está complicadíssima no momento em que vivemos, colocaria no patamar "pior do que já estava difícil". Para uma questão de segurança, tanto em termos de propriedade/integridade como saúde, eu recomendaria que vc apelasse para o bom e velho capital e fosse para a carona "paga". Dependendo da região, o blablacar, que é um "uber" a nível intermunicipal, e por vezes interestadual, funciona bem, te promovendo viagens longas a um valor justo, por mais que acredite que sua intenção não seja gastar com isso. Até achei que o site sairia do ar, mas atualmente está normal.
  4. Compra com bastante antecedência a passagem, escolhe bem o mês que pretende visitar e reserva com antecedência a hospedagem que dá para poupar bastante. Pq tem período de altíssima temporada que não tem remédio, vai encher de gente, vai encarecer tudo, fora que pra muita coisa (em particular o snowland) vai ter fila, espera, aquilo que estressa qualquer um. Por exemplo: natal luz, por mais que tenha esse nome, começa no fim de outubro, dá para ver a cidade bonita e algumas atrações em novembro sem encontrar a cidade muito cheia, por exemplo. O resto é pesquisa, pq os valores de algumas atraçõe
  5. Acho que vc foi feliz nas escolhas, ambas são excelentes, a Azteq é uma marca boa, e as barracas promovem uma economia de volume e peso na mochila. Aqui eu vejo uma contradição. Veja, uma mochila de 45l é bem menor do que uma de 70l. Vc falou que quer planejar minimalismo, então pela lógica seria essa de 45l. Quanto maior a mochila, maior a tentação de vc encher de cacareco e tornar ela bem pesada para uma viagem a pé. Bom, as mochilas da Nautika não são campeãs de elogios no quesito resistência, não sei se seria uma boa opção para uso longo. Mas por experiência pessoal eu lhe re
  6. Eu acho muito boa essa colocação, a gente melhora nossas habilidades com a experiência empírica, então, comece pequeno, passe uns dias fora de casa em uma localização próxima, mas com a possibilidade de voltar pra segurança caso der merda por aí. E tire suas conclusões a partir daí. Parece ser um conto de fadas esse lance de viajar sozinho por aí sem compromisso. E de fato é um conto de fadas "grimmiano" mesmo (contado bonitinho mas a realidade por trás é muito mais obscura que parece). Não recomendaria, mas também não desestimulo, afinal, "carpe diem".
  7. Tem alguns fatores a serem levados em conta, mas vou tentar dar uma sugestão mais genérica. Para camping mais "nutella", como em sítios, banhos e praias, uma Falcon da NTK, uma Athena da Guepardo, uma nord outdoor summit, ou a arpenaz da quechua resolvem. Na faixa de 200-400 mangos. Já ganham por não serem aquelas barraquinhas de telhado amarelinho que enxarcam na primeira garoa. As outras barracas da guepardo (tenho a Venus e a Everest, aliás, e até agora nunca me desapontei) também são super de boa. Para camping mais hard (montanhismo, extremos, camping selvagem), indicaria as barracas
  8. Eita, já está podendo ir para lá? Até então estava tendo um grande desestímulo por parte dos moradores de lá, em função do risco de surto e coisa e tal.
  9. Sobre o lance dela parecer abafada, sim, isso é vdd. Mas aí depende das condições em que vc vai acampar. Devido às características geográficas diversas ao longo das américas, pode ser calor em um país, inverno em outro e temporada de chuvas no vizinho, acontece isso mesmo entre os estados do Brasil, por exemplo (quando acaba temporada de chuva no Amazonas e começa o calor, começa a chover em Roraima, enquanto isso é inverno no sudeste/sul, tudo ao mesmo tempo, louco, junto e misturado kkkkk). Pessoalmente me preocupo mais com impermeabilidade do que com o "abafamento" que vc citou, mas claro,
  10. Primeiramente, em termos de reputação, a quechua (MH100) ganha das duas da nautika. A NTK, pro uso que vc quer dar, eu não recomendaria. Até pq as barracas da marca acumulam reclamações (por aqui no fórum, por exemplo) e coisa e tal. Pessoalmente acho a falcon fraca para chuva e ventania (coluna fraca e varetas finas). A takoma não tive a oportunidade de ver ou usar, mas vc já apresentou um possível receio de infiltração... Olha, eu aconselharia vc tentar juntar uma graninha e comprar uma mais conceituada, para seu mochilão. Barraca tem que ser boa, e qualidade é quase sempre proporcional
  11. Eu costumo torcer o nariz para barracas "2 seconds", pq elas têm manutenção chata (por precisarem ficar "montadas" sempre do mesmo jeito para serem armadas rapidamente), e não poderem ser armazenadas de uma forma boa numa mochila, por exemplo. Não que esse modelo seja ruim, pois ele parece ser bem ventilado. Falam que as Fresh & Black esquentam muito por terem o quartinho escuro (e é de conhecimento geral que a cor preta e sol não são uma combinação boa), fora que, por mais que quechua seja uma marca de excelência, elas são fabricadas com base no clima temperado europeu (mesmo que tenham v
  12. Barraca no geral esquenta no calor, até pq o material do sobreteto (geralmente poliéster) e do piso (geralmente poliuretano) é sensível à temperatura, abafando o interior das barracas e tal. Duas dicas que poderia dar para contornar essa situação seriam: comprar barraca com duas entradas, e com cores claras. Com isso a ventilação é maior e a absorção de calor diminui. Mas em lugares muito quentes isso por si só não adianta, então o jeito é procurar sempre um local com sombra. No mais, acho que vc vai ser feliz comprando as barracas da Azteq, são barracas boas, feitas para os padrõe
  13. Pesaaaaado mano, já criaram ensaios sobre aquela abordagem do tema em "black mirror" E "1984". É um tema tão fascinante como terrível. É o assunto do momento, inclusive, acabaram de falar a respeito na rádio da band, rs.
  14. Salve, Stephanie! Veja só, uma conterrânea obrigado pela força. Olha, muito legal vc ir só e tal, se vc ficar somente em Alter, dá para conhecer praticamente tudo, tranquilamente, nesses 5 dias, sim. Algumas atrações são distantes e vão exigir que vc pague barco, ou arrume transporte por terra alugado (como falei no final do relato). Mas o principal no entorno da vila, dá de boas. Acredito que agora em setembro as praias já estejam começando a aparecer lá (que nem as praias daqui de Manaus), então a partir desse mês até novembro é uma época boa para visitar a terrinha. Só recomend
  15. Acho que o post começou a desviar da discussão e deu brecha para duas narrativas em choque. Melhor dar por encerrado mesmo. Até achei legal o que foi dito aqui, mas para evitar a "facebookização" ne... A última vez que lembro de uma treta no mochileiros foi de um possível caso de xenofobia para/com os norte-americanos num post de destinos da américa latina, se não me engano, rs. Um tempero de vez em quando é até interessante, mas é melhor mantermos o bom nível do convívio no mochileiros. Como disse anteriormente, é um dos poucos lugares onde há uma certa civilidade. E que a gente po
  16. Vendo alguns comentários, fica a pergunta de alguém que ainda não pisou lá, Curitiba é uma cidade arriscada para andar/passear nos locais? Tá certo que toda capital tem seu destaque com problemas de segurança pública, marginalidade, pobreza das periferias e etc, mas sempre falam bem da segurança pública das cidades do sul do país, em particular (se for comparar com as outras regiões).
  17. Eu arrumaria primeiramente uma espiriteira. Aquelas que vc enche de etanol e transforma em fogareirozinho portátil. Segundo, uma frigideira e uma panelinha para ferver água, cozinhar e fritar alimentos. É mais barato cozinhar por conta própria. Uma das coisas mais nutritivas e baratas para uma pessoa é o bom o e velho ovo: cheio de proteína e gorduras, um café e lanche perfeito e barato para todas as ocasiões. O resto é criatividade: frutas, sementes (em particular castanhas pq são uma fonte de energia), miojo (embora eu não recomende esse último pq é uma bomba de sódio venenoso par
  18. De preferência preço e simplicidade, mas tem lugares que oferecem isso tudo aí. Ano passado me hospedei em um hostel de gramado que nossa senhora, que lugar, senhores! Também vou na linha dos amigos aqui, é uma coisa que vai muito mais do bolso e da necessidade da pessoa. Se não tivesse questão financeira no jogo, nem cogitaria hostel, para início de conversa, rs. Mas o importante é a pesquisa e conhecimento: existe muito hostel BBB (bom, bonito e barato) em locais mega estratégicos de um determinado destino, e os sites específicos estão aí para ajudar.
  19. concordo em gênero, número e grau com o que foi colocado aqui. As pessoas estão realmente Insanas, carentes, rancorosas, invejosas e com coração murcho, independente do ESPECTRO POLÍTICO, IDEOLÓGICO ou SOCIAL do qual fazem parte. E a modinha da atualidade é isso, vomitar achismo, destilar ódio e "cancelar", prejudicando as outras pessoas para ganhar alguns likes e compensar a própria miséria pessoal. As redes "sociais" são tudo, menos "sociais", hj em dia. Sinceramente não sei pq ainda tenho facebook, por exemplo. Se não fossem os memes, e algumas notícias verídicas de fontes independent
  20. É possível sim, mas requer pesquisa. Mas o que vc quer, exatamente? Passar uns dias numa comunidade? Um passeio pelas comunidades de um dia, somente? Fora de Manaus existem as comunidades ribeirinhas, que são "visitáveis". Infelizmente o sistema de hotéis/hostels é MUITO PRECÁRIO em Manaus, e camping é praticamente inexistente (tinha um numa comunidade próxima mas que está desativado e sem previsão de retorno). As opções que poderiam atender sua necessidade seriam essas duas, que ficam em comunidades ribeirinhas, de fácil acesso por voadeira a partir da marinha no final da pon
  21. Isso é vdd, não uso botas para trilhas desde 2017, e honestamente não estou reclamando. Só voltarei a usar uma quando rolar monte roraima, ou uma subida relevante. Pra essa travessia dá para usar um tênis de marca boa mesmo. Só cuidado onde pisar (mais por causa de cobras mesmo)
  22. Nunca tinha visto esse modelo deles, até me perguntei se era mesmo quechua (por fugir da tradicional cor laranja das barracas da marca, rs) Mas vamos lá pelas infos: Material das varetas e estacas em duralumínio, piso em poliéster Oxford 210D - 3000mm, barraca em poliéster Taffeta 190T / 68D -Tela Mesh No-see e sobreteto em poliéster RipstopTafetta 210D / 68D - 6000mm Medidas sem sobreteto: 197 x 280 x 115 cm Medidas com sobreteto: 310 x 295 x 120 cm Estações: 3 Peso: 3,2kg Costuras seladas Coluna d´água: 6.000 mm Capacidade: 2 pessoas Ma
  23. Eu penso assim: se vc quer tirar 8 numa prova, o melhor é estudar para tirar 10, não é mesmo? A lógica é quase a mesma para proteção de chuvas: se o padrão recomendado é 1000mm no Brasil (e pessoalmente acho que é pouco, pq um vendaval veranesco pode exigir bem mais que isso), eu me sentiria melhor comprando uma com 2000mm pra cima (e a azteq, com exceção dessa katmandu, possui barracas com colunas altíssimas). A vantagem da katmandu é esse avanço generoso para os equips, e o fato dela ser autoportante (isso é bem importante se o assunto é montanhismo, por exemplo). Se o valor for u
  24. Quando a gente pensa que já viu todo tipo de história......parabéns pela integridade diante de condições....adversas, soldado! parece enredo de pornô barato, mas geeente...tá certo que é fantasia de muito mochileiro homem viver altas emoções e conhecer umas paixonites nas viagens, mas isso.....
×
×
  • Criar Novo...