Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

@Alexalvestrips

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. De Manaus a Alter do Chão eu fui no Ana Beatriz V, ótima estrutura, muito bem conservado e ótima comida, nada a reclamar dele. Com relação aos barcos, cada dia da semana a rota é operada por um diferente, mas pelo que li os que fazem essa rota são todos muito bons, não existe o risco que as vezes lemos sobre as rotas menores. Eu levei para a selva apenas uma mochila pequena, o restante da bagagem deixei guardado no escritório da agência.
  2. Oi Eunice, eu fui em abril, estava bem quente por lá, mas nada insuportável... Em Manaus me hospedei no Hostel Manaus (achei muito fraco) e no Local Hostel (esse sim gostei muito e recomendo). Pousada de selva eu fiquei na Juma Lake In, contratei com a agência Iguana Tours. Qualquer dúvida adicional estou a disposição por aqui ou no Instagram tbm
  3. Não cara. Eu tenho o meu cartão de vacinação certinho então não tomei nada... As recomendáveis que li em algumas pesquisas que fiz são a Febre Amarela e pra quem não tomou na infância a vacina contra Sarampo pois com a recente onda de migração dos venezuelanos para o norte do Brasil a doença voltou a circular na região. Sobre a malária, que é outra doença que geralmente causa receio por lá, existe um tratamento preventivo que pode ser feito, mas só é recomendável para quem vai viajar para regiões onde haja surto da doença já que os efeitos colaterais dele são muito fortes.
  4. Oi Luiz, obrigado cara! Dia 1 como cheguei de tarde, fiquei a metade restante do dia no centro Dia 2 centro Dias 3 a 7 selva Dia 8 Pres Figueiredo Dia 9 Manaus fazendo o passeio das águas Dias 10 e 11 descendo o Rio Amazonas de barco até o Pará Dias 12 a 14 Alter do Chão Dia 15 Santarém
  5. Conhecer o norte, em especial a Floresta Amazônica, era um sonho antigo mas sempre ouvia aquele comentário clássico "é destino pra gringo, tudo muito caro" e desanimava... Em janeiro resolvi pesquisar um pouco mais a fundo e passando por um post aqui fórum Mochileiros.com descobri que é sim possível um brasileiro conhecer a floresta gastando muito menos do que imaginava. Fiz as minhas anotações e pesquisas e passei a monitorar o preço das passagens até encontrar uma emissão interessante pela Azul usando milhas. Contratei com uma agência de Manaus um pacote para quatro dias e três noites na selva em uma pousada básica (até então só via sobre aqueles lodges luxuosos) e parti rumo a realização de mais um sonho de viagem! Foram quatro dias sensacionais, daqueles que irão render tbt no Instagram por um longo tempo! A pousada tem um restaurante e um deque flutuantes onde é possível observar os botos subindo e descendo o rio e nadar nas águas escuras do Paraná do Mamori. Entre as atividades teve saída noturna pra observar jacaré e a oportunidade de segurar um desses, pescaria de piranha (jacarés e piranhas habitam o mesmo rio onde nadei, mas quem liga? Estava na Amazônia!), teve também caminhada na selva aprendendo um monte de coisas, muitas e muitas saídas de barco para avistar animais e apreciar o nascer e o pôr do sol, a oportunidade de conhecer de perto como vivem as comunidades ribeirinhas, mas o melhor mesmo foi a noite acampado na selva! Que experiência incrível! Nós mesmos fizemos quase tudo o que precisamos usando a vegetação do entorno do acampamento, da mesa até os pratos e passando pelos talheres. Durante a noite aquele suspense gostoso escutando os animais se movimentarem e a constante lembrança de que logo que anoiteceu tinha um jacaré de uns dois metros no rio que fica a uns 200m do acampamento. Felizmente não houve nenhum problema, "é muito seguro, não há o que temer" dizia o guia, agora eu acredito nele. Levantei com o sol nascendo para ouvir os sons da floresta e acompanhar um dos guias que é indígena fazer um ritual que segundo ele é para purificação do café. Foram quatro dias inesquecíveis, mas as minhas aventuras pelo norte do Brasil foram além disso. Fiz passeios por Manaus, desci o Rio Amazonas de barco até Santarém no PA (36Hrs de viagem) e conheci o balneário de água doce Altér do Chão, aos poucos vou atualizando aqui e postando sobre os outros trechos da viagem, no meu Instagram já tem bastante coisa e fotos. Https://www.instagram.com/alexalvestrips
  6. Qual empresa de onibus você indica na África do Sul? Tenho tentado encontrar informações na internet mas tenho tido muita dificuldade.
×
×
  • Criar Novo...