Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

cainaito

Membros
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

17 Boa

2 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Existem muitos dialetos. Mas por incrível que parece aqui se fala muito mais ingles no que no Brasil. Mas claro que refiro mais aos centros urbanos ou proximo das civilizações..no meu caso é na base de linguagem corporal e vez ou outra ingles rss
  2. Vamos lá Geisa. Depende de onde você se encontra. Seria o mesmo que eu falar: de Porto Alegre até Argentina é longe? Se você mora no nordeste é outra coisa...então é difícil de mensurar. E não sei por qual país chegar visto que isso é muito particular. Tudo depende da sua rota. No meu caso comecei pela África do Sul já que vou finalizar no Cairo. Sobre viagens de ônibus...bem, diria por minha experiência: não são nada confortáveis comparado ao Brasil, e não tem banheiro como refrigeração.. é uma outra realidade. Então esteja mentalmente preparada rss. Sobre hospedagem é na base da conversa com locais até encontrar, por aqui vez ou outra alguma plataforma digital, mas essa uso bem pouco. Espero ter ajudado
  3. Perigoso não diria. Apenas precavida como no Brasil. Não andar a noite e nao usar celular na rua como se não houvesse amanha. Mas no geral digo que é bem segura, mais que nossa terra diria. É adianto que são muitas as mulheres que viajam sozinhas por aqui
  4. Difícil mesurar pois não tenho contabilizado, mas minha média de gasto não ultrapassa os 80$ por mês.
  5. Eu fiquei em Moshi, mas como mencionei não estou a viajar como turista rs, e o custo é altíssimo para meu bolso, mas obrigado mesmo assim pela dica =D
  6. Olá Fabiano. Bem, tentarei esclarecer suas dúvidas: 1- Na minha trajetória não presenciei qualquer discriminação religiosa. Pelo contrário, existe uma harmonia entre eles que se faz admiravel. Claro que existem os extremistas como qualquer parte do mundo, mas não esbarrei com eles. Em questão de raça diria que existe o forte esteriótipo de que nós ( brancos) somos ricos e nadamos em $. Mas nada que sua atitude não prove o contrário. 2- Ruanda foi o local mais seguro e desenvolvido que me encontrei. A guerra é passado, a imagem de Ruanda é totalmente diferente do que imaginamos. Super tranquila e com pessoas por demais prestativas. 3- A aids sim é muito mais presente quando se comparado com outras parte do mundo. Dependendo do país o índice é maior, cito por exemplo o Malawi onde a taxa é alta. Espero que tenho esclarecido suas perguntas Fabiano. Qualquer coisa estamos ae.
  7. Olá. Me chamo Cainã, jornalista de formação e escritor como profissional. Por conselho de amigos neste grupo decidi fazer um breve relato de como estou a atravessar o continente africano saindo de Cape Town até o Cairo por terra. Nesse meio tempo já me encontro em travessia por 20 meses. Por agora já passei pelos países como : África do Sul, ZImbabwe, Zambia, Malawi, Moçambique, Tanzânia, Ruanda e agora me encontro em Uganda. O objetivo meu é esclarecer possíveis dúvidas sobre esta terra um quanto nebulosa quando se comparado aos outros continentes. Se de fato é tão perigosa como dizem, ou como são os transportes para travessia, vistos e outras possíveis dúvidas. Algumas observações: só uso transporte local para me locomover e não pago um centavo para hospedagem, visto que uso troca de trabalho para tal. Na maioria estou a morar em tribos e vilas, e para eu ter encontrado estes lugares requereu muita determinação e persistência. Por isso meus gastos ficam somente na base de alimentação e locomoção ( diga-se de passagem algo muito barato aqui) e os vistos. Ainda sigo em frente passando pelos países : Kenya, Ethiopia, Sudão e Egito. Pois bem, como disse quero motivar mais mochileiros a percorrerem estas terras, visto que tenho esbarrado com muito pouco de nós, exceção a África do Sul. Você pode checar algumas fotos no instagram: caina.ito ( lá relato algumas experiências e personagens) e no meu site apenas relato casos, nada de guias ou dicas, longe disso! www.norteandoaosul.com Mas acho que é isso, se você tem duvida de como é atravessar esse continente não pense duas vezes em me perguntar. Terei o prazer de esclarecer suas duvidas e incentivar você a percorrer estas lindas terras. Segue algumas fotos: entre elas coloquei os quartos a qual fiquei hospedado =D
  8. Olá a todos. Me chamo Cainã e nesse exato momento estou a atravessar o continente africano por 15 meses. Venho aqui compartilhar que recentemente comecei a usar as redes sociais para dividir toda experiencia que tem me ocorrido. Estou a viajar atraves de workexchange e voluntariado nesse tempo. Sempre a utilizar o transporte local tenho atravessado inúmeras cidades e fronteiras. Então o que venho é somente partilhar do que estou a viver e com isso buscar a inspirar pessoas a fazerem do mesmo a sua maneira. Este continente é muito diferente do que a midia retrata, ainda mais eu sendo jornalista quero mostrar o lado que não vemos pelo meio de comunicação em massa. Se tiverem qualquer dúvida sobre como locomover, ou outros tópicos ficarei feliz em responder na plataforma do instagram por agora. Mas logo logo lançarei a plataforma de site. E a título de conhecimento iniciei minha jornada em Cape Town e sempre a subir me encontro agora em Dar Er Salam, e daqui ainda sigo para Rhuanda, Uganda, Kenya, Ethiopia e depois verei rss. Abraços e meu insta para quem quiser acompanhar e tirar quaisquer dúvidas : instagram : caina.ito
×