Ir para conteúdo

Kamilo Silva

Membros
  • Total de itens

    29
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Kamilo Silva venceu a última vez em Maio 7 2020

Kamilo Silva tinha o conteúdo mais apreciado!

2 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de Kamilo Silva

Iniciado

Iniciado (3/14)

  • Primeiro Post
  • Colaborador
  • Iniciador de Conversas

Distintivos Recentes

53

Reputação

  1. 17º dia (20/05) Ali se iniciava a última semana da viagem, mas não a menos divertida, muita coisa boa vem aí \o/ Chegamos em Puno 06h03, estava um frio, meu Deussss hahahahahah, entramos rápido para área fechada, lá tomei um chá e comprei a passagem para Copacabana, o Rafael ficou por ali pois iria fazer Uros (é um passeio tipo aquelas matérias de Globo Repórter rs), mas mais tarde ele encontraria e o Rodrigo de novo. Passagens compradas, saímos 07h30, preenchi duas folhas de imigração, o trecho é mais tranquilo e um pouco mais quente (uffa! rs). A imigração tanto do Peru quanto da Bolívia é bem tranquilo, descemos do ônibus resolvemos a papelada e seguimos viagem, chegando em Copacabana às 11h55, pegamos um hostel bem simples, mas bem simples mesmo, sem café da manhã, sem cozinha rs, mas ok, fui dormir um pouco, afinal a noite foi fria, acordei mandei mensagem para o Rafael, ele chegou umas 18h00, então fomos comprar o café da manhã, passeio e passagem. Então começamos a andar por aquele pequeno e simples bairro, estava bem frio, mas fazia parte, acho que estava me acostumando com tudo aqui hahaha Compramos as passagens ali na rua mesmo, é tudo o mesmo preço então não adianta procurar muito rs Olhei umas lembranças, mas nada comprei, passamos no mercado e compramos pão, maionese e mussarela, e lá tinha whisky também, o Rafael pagou metade comigo \o/ Na volta para o hostels, voltamos por outro lugar, uma rua como se fosse o mercadão... Gentem tinha uma mulher vendendo um prato feito, nossa, estava com uma cara ótima, e logo eu que sou cheio de fome kkkkk fiquei com medo de comer e passar mal, afinal, ali a higiene não são das melhores, mas fui, e convenci os Rafael e Rodrigo a comerem, e que bom que deu tudo certo, ninguém passou mal. Chegando no hostel e para dormir mais tranquilo e quente tomei umas doses de whisky e partiu cama rs Gastos do dia Passeio para Isla Del Sol - 26 bolsos Passagem para Lima - 25 bolsos Pão - 0,50 bolsos (cada) Whisky - 40 bolsos Mussarela - 3 bolsos PF - 9 bolsos Maionese - 3 bolsos 18º dia (21/05) Levantei às 07h00, tomei banho, comi pão e saímos às 08h00, é possível deixar o mochilão no hostel, aí na volta só buscar. O porto de onde saem os barcos é bem perto, na realidade tudo é bem perto rs, chegou um homem lá e perguntei se devia esperar ali mesmo, ele disse que sim. O barco chegou ai entregamos os bilhetes da compra, então que.. o barco tem dois andares, um em baixo (coberto, quentinho e tals), outro em cima, onde se toma vento, vê melhor a vista e tudo mais... onde o Brasileiro aqui quer ir? Claro em cima né, to pagando (pagando pra passar frio) por que olha gente, quando começou a andar, tudo bem que não andava rápido, mas caramba estava muito friooooo hahahahha, passou 30mins eu falei, Rafael eu vou tomar whisky você quer? Ele: Tá zoando ne? Eu: Toma aqui seu copo... Os gringos começaram a nos olhar kkkkkkkkkkkkkkkkk mas eu garanto que se eu oferecessem, iriam querer hahahahahha Aquilo deixou a viagem mais quente pelo menos hahaha Chegamos na Isla Del Sol às 09h57 Não contei para vocês o por que meu interesse de ir a Isla Del Sol, dizem que lá foi onde nasceu o Deus Sol Inca, é o doador da luz, e ele criou isso através do lago Titicaca, outra coisa é que dizem que a energia da Isla Del Sol é boa demais, eu não sei vocês, mas esse lance de energia eu acho verdadeiro, acredito que passo coisas boas para as pessoas só de estar presente, transmitindo o bem e assim quando recebo coisas boas das pessoas, o último ponto é que dizem que tem um caminho que parece muito com aquele caminho da serpente que o Goku corre, que ele precisa ir até o Sr. Kaio, então eu queria muito ver também kkkkkkkkkkkkkkkkk Mas voltando, chegamos lá pegamos um papel com uma moça apenas para entregar ao sair da ilha, e dali é cada um por sí rsrs, logo ficamos sabendo que o lado Sul (existe uma divisão do lado Norte e Sul da ilha, na realidade é uma guerra política), estava fechado, então só poderiamos ver o lado norte, logo eu já sabia que não poderia correr na trilha do Goku KKKKKKKKKKKKK... Começamos a andar, andar e andar, era bem simples mesmo aquela lado, paramos um pouco, vimos pessoas passando com ovelhas, comi um pão (sempre cheio de fome rs), andamos mais, e chegamos ao topo, onde podíamos ver toda a ilha, sentei lá, fiquei curtindo e tals, mais conversa com Rafael e Rodrigo e o tempo foi passando... descemos sentido volta paramos em um mini restaurante, o Rodrigo pediu algo para comer, e eu e Rafael para beber, cerveja claro... Lá conhecemos um Sr. de lá mesmo da Bolívia, disse que já veio ao Brasil, gosta do nosso futebol e música, super simpático, parecia ter uma vida legal (tipo aposentado que já fez o que devia ter feito), continuamos a caminhada e chegamos em um ponto perto de onde o barco iria nos buscar, sentamos na sombra, bebemos whisky, rimos de algumas pessoas hahaha Eu deitei no chão, olhei para o céu e pensei 'PUTA QUE PARIU, OLHA ONDE ESTOU', foi um momento de felicidade muito grande, de paz interior, é com certeza com o que mais tenho orgulho de mim mesmo, não ser ganancioso e ser feliz por tão pouco, por simplesmente conhecer uma cultura diferente, conseguir chega a lugares bonitos e que me trazem lições para a vida, rs. Hora de voltar, o barco chegou... Na volta fomos na parte de baixo do barco kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Chegamos no bairro às 16h32, voltei para o hostel para pegar o Mochilão e lá fiquei até esperar o horário do bus, quando foi 18h10 sai do hostel e o bus partiu às 18h30, gente eu gosto de correr, velocidade e tals, mas tá peste, aquele motorista pensava que era véspera de natal e queria chegar antes da meia-noite kkkkkkkkk o bicho foi sem dó kkkkkkkkk Chega um momento da viagem que é engraçado, pois temos que descer e entrar na balsa, onde pagamos 2bols, ali a balsa é como se você tivessem entrando em um país escondido hahaha, pois ela tem uma espécie de rebaixamento então você fica bem escondido hahah, atravessamos e partimos... Chegamos em La Paz eram umas 22h40, já deu para perceber o quanto bagunçada aquela cidade era hahaha... era legal estar em La Paz, muitos times Brasileiros jogam lá rs Já tínhamos ideia do hostel onde ficar, então pedimos um táxi e dividimos. Chegando no hostel fechamos umas diárias ai fomos para o quarto... pensem e 3 brasileiros acordando um gringo quando chegamos, mancada hahah Gastos dos dia Cerveja - 15 bols Balsa - 2 bols Táxi - 5 bols Hostel - 35 bols (1 diária) 19º dia (22/05) Acordei cedo, mas como geral estava dormindo ainda não quis fazer barulho, depois fui tomar banho e comer pão que ainda tinha do dia anterior, depois fomos dar uma volta, conhecer aquela caótica cidade de La Paz, olha pessoal, lá é muito louco mesmo, gente pra tudo que é lado (tem que tomar cuidado com furtos), carros, quase não existe semáforo rsrs, aproveitei e fui de novo na rodoviária ver o valor das passagens para Santa Cruz, afinal era quase dia de partir rs, e aqui fica uma dica bem importante NÃO COMPREM passagens com antecedência para qualquer lugar que seja, é muito caro, muito mesmo! Deixem para comprar no dia logo cedo ou horas antes. Depois fomos comprar os passeios, para Downhill e Chacaltaya + Vale de la Luna. Então na volta para o hostel comprei miojo para fazer, a tarde fiquei conversando com o Rodrigo e Rafael, quando a noite se aproximava tínhamos uma linda vista de uma montanha, e me lembro como ontem, era linda demais... Por falar em montanha é em La Paz que tem um passeio para a terceira maior montanha do país, a famosa Huayna Potosi, eu queria muito, mas muito mesmo fazer esse passeio, vocês não tem noção de como essas coisas de escalada e eu somos ligados rsrs, como não iria fazer isso, conferi valores e como é a escala, e falei para eu mesmo 'só preciso de 5 dias nesse país e X dinheiro' eu vou voltar aqui só para isso! E tenho certeza eu vou, vou postar ainda! Voltando rsrs, quando chegou a noite, fomos comprar macarrão e sardinha para fazer, eu gosto de cozinhar, cozinhar em hostel então é ótimo, gente de tudo lugar, você acaba aprendendo algo novo e tals... Então jantamos e bebemos, depois fui dormir... Gastos do dia Hostel - 35 bols (1 diária) Downhill - 350 bols (entrada do parque inclusa, incluso também café da manhã e almoço) Chacaltaya + valle de la luna - 105 (entrada do parque inclusa) Miojo - 5 bols Água - 6 bols Janta - 6 bols (pra cada) Cerveja - 20 bols (2 unidades) 20º dia (23/05) Acordei às 07h00, fui tomar banho e depois esperei o cara na recepção do hostel, ele passou 07h50, andamos um trecho, não lembro o tempo até chegar nesse ponto, mas ok, descemos colocamos as roupas e começamos a nos familiarizar com as bikes, tudo no esquema hahahaha uhuuuuuullll No início, meuuuuuu Deussss, vocês não tem noção, você olha é uma super, hiper estrada de veículos, uma avenida muito bem asfaltada, nossa, só de lembrar já queria ir de novo, é muita velocidade, uma descida .. CARALHOOOOOOOOO! A velocidade da bike vs a do vento pode ser perigosa, tem que segurar bem mesmo, chegou uma hora que eu quase perdi o controle, mas genteee, é foda demais!!! Ok, paramos um pouco eles perguntam se está tudo bem, andamos por uma parte mais na guia, então começa a ficar tudo barro, pedra, enfim... ali comemos sneakers, pão com ovo, suco, barra de cereal (se eu morressem estava de barriga cheia pelo menos haha) Beleza, ali começou a aventura de verdade, Sras., e Srs., vocês tem que fazer esse rolê, é algo que só estando lá para sentir, é perigoso? É! Quase cai? Sim, mais de uma vez! Mas eu não queria saber, eu queria era viver aquilo, e como foi bom passar por isso, eu tanto planejei essa viagem, tanto coisa aconteceu para viver todos aqueles momentos foi demais! Quando terminamos eu parecia um mendigo ahahaha, mas depois a equipe nos leva para um sítio (incluso) onde tomamos banho e almoçamos, e como foi bom poder almoçar lá, e o melhor que podia repetir, comi igual gente grande, pelo menos uns três pratos eu enchi hahahahahahahahah Voltamos para o hostel umas 19h15, eu e o Rafal fomos comprar um vinho na rua, ai pegamos mais umas brejas no bar do hostel, ali ficamos bebendo... Gastos do dia Vinho - 15 bols Cerveja - 20 bols (2 unidades) 21º dia (24/05) Acordei bem cedo, tomei banho arrumei meu mochilão e fui ao terminal del buses rs, comprei minha passagem para 19h30 sentido Santa Cruz de la Sierra, na agência Trans Copacabana, e tem que chorar o valor rs, mas comprando no dia o valor é melhor mesmo. No dia Chacaltaya e valle de la luna o guia passou 08h20, os meninos já haviam comprado pão e maionese, o caminho é muito bonito, muito mesmo até chegar na Chacaltaya (Chacaltaya é uma estação de ski desativada devido o derretimento da neve), mas ainda sim tem bastante neve, quando nos aproximamos é perceptível os vidros do carro ficando gelados e tals, quando saimos, puta merda, estava um gelo só rsrsrs. Nós estávamos em um lugar muito alto, no entanto só andamos 100mts a pé até chegar o topo, e de lá eu pude vê-la, os olhos até brilhavam, era a montanha Huayna Potosi, e isso só me fez ter mais vontade de estar naquele topo! Após esse trecho que andamos o guia para que podemos ir mais adiante, ontem é o maior cume daquela parte, são 5435mts de altitude eu viajo nisso (Salve Monte Everest <3) Saimos de lá e fomos direto para o valle de la luna, do hostel fica uns 45mins, no entanto é sentido contrário de onde estavamos. O passeio é legal, é mais tranquilo, mesmo assim bem interessante... valle de la luna tem o nome devido a formação geológica que suas aparências rochosas aparentam o solo da lua fiquei imaginando aquilo, que demais, deve ser um estudo do caramba rs, vale a pena também, eu particularmente amo a lua rs. Voltamos, e chegamos perto do hostel umas 16h00, fiquei esperando a hora passar, tomei a última cerveja com os meninos rs, então é hora de seguir meu rumos e torcer para um dia encontra-los ou encontrar pessoas tão boas como eles. O terminal da Bolívia é muito mais bagunçado do que do Peru, eu não acreditava haha, era tudo caro, fiquei procurando um tempo meu embarque, com meu deles não colocarem meu mochilão rs, mas deu certo, partiu, e partiu mesmo, por que gente, vocês não tem noção de como foi longa essa viagem, com certeza pelo fato de estar voltando para casa né, é mais angustiante, como se não fosse chegar. Valle de la Luna: 22º dia (25/05) O dia amanheceu e eu devorei o que tinha para comer e beber rs Fizemos uma parada onde eu só passei fome, pois era tudo muito caro e eu não podia abusar, ainda tinha uma diária de hostel para fazer e comida para a noite e a manhã do dia seguinte, sério passei fome rs, faz parte rs Chegamos no terminal del bus de Santa Cruz umas 15h15, comecei a andar passaram uns 30mins e nada de hostel barato, chegou uma hora que passei por uma rua que eu me senti no Chaves quando estão fazendo a festa da boa vizinhança, puta merda foi demais hahahhahahahaahahahahhahahahahahahahahaha Então lá continuei..andei, andei quase uma trilha inteira kkkkkkkkkk procurando um hostel barato, eu juro que já estava desistindo e pensando, bom mais uma noite dormindo no chão de aeroporto, sem banho, mas com comida, por mim tudo bem, e pra vc? (eu perguntava para mim mesmo e respondia) Tudo bem também. Foi aí que um garotinho em uma passeata (algo como a sexta-feira da paixão no Brasil que o pessoa faz teatro e tals), o garoto me deu um livrinho, caramba, eu fiquei emocionado com aquilo, foi incrível, guardo até hoje! Então decidi andar mais um pouco, então achei, meu Deus, que emoção, na recepção mesmo tirei a bota kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tomei um banho show rs, fui no mercado comprar o que? o que? o que? miojo kkkkkkkkkk Comi, fiquei um pouco no cel com geral do Brasil e partiu cama... Gastos dos dia Hostel - 60 bols (sim é bem caro as coisas em Santa Cruz) Miojo - 4 bols Água - 4 bols Pessoal, notei que nos últimos três dias não mencionei o nome dos hostels, desculpem, mas os valores estão corretos e é tudo a mesma faixa. 23º dia (26/05) Acordei cedo, não queria pensar em perder o bus ou o voo, em Santa Cruz tem um lugar que sai o bus direto para aeroporto, e custa 7 bols, demora uns 30mins até chegar, chegando lá nada muda né rs. Bom gente, já faz um ano que viajei, e espero ter ajudado vocês de alguma forma, seja com um mínimo de preços, motivando, mostrando algo que estamos buscando tanto. Escrever relatos não é fácil, requer tempo, dedicação e compromisso, mas eu de verdade não pretendo parar por aqui, esse só foi meu primeiro, algumas pessoas falam que tenho escrito bem, outras dizem que gostariam de me conhecer para eu contar pessoalmente, mas eu sou uma pessoa comum, comum que vive intensamente o seu dia a dia, e por isso que resolvi escrever para mostrar que o amanhã pode não existir, então busquem sempre o momento ideal, busquem a alegria, busquem energia... se sua viagem não acontecer esse ano, OK, deixe para o próximo, mas não deixe para trás seu sonho, seu objetivo, sua felicidade. Obrigado de verdade a todos vocês que tiraram um tempo para ler, fiquem todos com Deus, saúde e muitas, muuuuitas viagens! Abraços Kamilo Silva - Mochileiro Pobre Louco @silvakamilos
  2. @Anderson-Andy uhuuull valeu cara, que bom que tá curtindo, to postando o final, acabei rs, abraços.
  3. 14º dia (17/05) Oi gente, espero que todos esteja bem, primeiro, desculpem a demora para escrever de novo, está corrido ultimamente. Aproveito também para compartilhar minha alegria de ter as pessoas lendo o relato, é muito bom poder ajudar e inspirar vocês a conhecerem novos lugares, feliz por isso! Bom, Rafael e Eu ainda um pouco embriagados da noite anterior, encontramos o Rodrigo, fizemos check-out (é possível deixar o mochilão no hostel) e fomos para agência pegar a van, lá esperamos um pouco, afinal não é bom ficar atrasando nessas horas. Partimos umas 07h00 para hidrelétrica, com cerca de 1h30 de viagem paramos para tomar café, não estava incluso, e caso tenham alguma coisa podem levar para comer ali fora mesmo (coisa de mochileiro né), mas como não tinha nada, tive que pagar rs (coffee, suco, pão, manteiga e geleia), então partimos. O trecho dessa viagem foi o que mais me fez ficar zoado, meu Deus, tinham muitas, muitas, mas muitas curvas, e eu ainda tinha bebido naquela noite, altitude conta nessas horas também, então certeza que fez o enjoo aumentar, então é bom tomar cuidado ou tomar um remédio. Paramos para almoçar por volta de 12h00 (almoço incluso no pacote de Machu Picchu), me alimentei e fiquei melhor, seguimos viagens e tome curvas kkkkkk Chegamos na hidrelétrica às 14h15, o rapaz da van nos explicou sobre a nossa volta, isso varia do pacote fechado na agência, no nosso caso voltaria para Cusco no dia seguinte, mas tem pessoas que só voltam dois dias depois (mais caro, claro rs). Então começamos a caminhada até o lindíssimo Machu Picchu Pueblo (Águas Calientes), (e agora vocês vão me desculpar, mas não vou postar foto do bairro, mas vocês PRECISAM ver com seus olhos, que lugar encantador), retomando a caminhada, nós três não estavamos com pressa, afinal era cedo para encontrar o guia de MP e sabermos sobre a nossa hospedagem, então estavamos curtindo a trilha, paramos, curtia aquilo tudo, riamos, para quem não gosta de andar muito, tem que ir preparado ou de trem rs, me lembro da parte mais engraçada de todo percurso, Rafael e eu andando tranquilos e o Rodrigo que não é acostumado a correr se quer para pegar ônibus sofrendo kkkkkkkkkkkkkkkk, ele perguntou: Não estamos chegando? Quantos KM será que são? Eu: Já deve estar perto, mas se não me engano são 11km. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Gente, vocês tinham que ver a cara e a pose que ele fez na hora kkkkkkkkkkkkk E falou: Tá falando sério? Por que não me avisou? Se soubesse tinha pego o trem. Mas eu ria, minha nossa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ok, chegamos em Águas Calientes 17h00, aguardamos o guia chegar, e foi pontual (17h30), o guia informou onde era o hostel, disse o horário para comparecer no mesmo local para jantar (incluso) e falou que daria o ingresso durante a janta. O hostel era simples, mas bem legal, sinceramente não vi uma cama daquela em nenhum lugar, então o que eu fiz? Joguei minha mala no chão e pulei em cima da cama (ser mochileiro é legal, mas é cada dor no pé da peste kkkkkkkkk) Tomei banho e fomos jantar, o jantar era bom, (só não lembro o que comi, sorry guys rs), então já sabiamos de tudo, dá subida andando, dos horários, onde encontrar o guia lá na entrada, com isso ficamos na praça conversando e tomando uma gelada rs Depois hora de dormir. (Fotos tiradas do cel rs) Gastos do dia Café da manhã - 12 soles Cerveja - 6 soles 15º dia (18/05) Foi então no dia 18 de maio de 2019 que conheci Machu Picchu, algumas pessoas as vezes me perguntam se foi o melhor momento da viagem, claro que isso varia muito de gostos, desejos e sonhos, eu particularmente não achei o melhor momento, mas foi incrível, a cada passo dentro daquele lugar, entender um pouco mais da história, ter orgulho de mim mesmo por conhecer um lugar tão belo e cheio de coisas boas, good vibes, foi realmente especial, de arrepiar em muitos momentos! Acordamos às 04h30, nos arrumamos rápido e comemos rápido também rs, saímos 17h10, já com tudo pronto para de lá, já ir para van. Chegamos em frente a escadaria para iniciar a subida às 05h35, subimos até que bem, chegamos lá no topo às 06h35, não quero me sentir, mas faria um melhor tempo se não fosse o Rodrigo kkkkkkkkkkkkkkkk, mas ok, estavamos no horário rs Encontramos o guia e ele pediu para pegar a fila e espera-lo depois das catracas, e ali se eu já estava feliz por estar entrando no parque, fiquei mais ainda quando vejo aquele monte de gente realizando maravilhas em suas vidas, como disse, para alguns é um sonho rs Ao entrar no parque o guia iniciou o tour explicando tudo muito bem, foi show, cada detalhe, parte do parque, TEM que ter guia, ai você vai andando e vendo tudo aquilo que estava na internet, é realmente fantástico saber que você pode correr atrás de momentos como esse. Um lugar cheio de positividade, história e cultura. Me lembro que andando encontramos pessoas chegando por outro local ao parque, eles haviam feito a rota de 5 dias de trilha, isso é foda demaaaais, gente tinha uma Sra. lá, eu disse uma SENHORA de pelo menos 65 anos que tinha acabado de chegar dessa trilha, é de tirar o chapéu. O tour com o guia acabou, então andamos mais, bebemos água, tiramos algumas fotos e começamos a descer as escadas às 11h00, parece ser pouco tempo, mas é tempo suficiente para aproveitar tudo no parque, a não ser que subam a Hyana Picchu, que gostaria muito de ter subido, mas não tinham mais vagas "/ Chegamos lá em baixo eram 11h50, descansamos um pouco e partiu trilha de 11km rs. Chegando na hidrelétrica 13h57, então comi um hamburguer e tomei suco. Sentamos ali e a mulher começa a gritar os nomes para entrar na van, saímos de lá 15h30 sentido Cusco, as curvas ai já foram mais tranquilas, talvez o cansaço e sono ajudaram rs, fizemos uma parada de 30 mins, então chegamos em Cusco 21h15, no hostel, fiz novo check-in e fui ao quarto, tomei banho e fui tomar uma breja, afinal eu estava de féééérias hahahaha (Fotos tiradas do cel) Gastos do dia Lanche na hidrelétrica - 15 soles Check-in - 24 soles Cerveja - 10 soles 16º dia (19/05) Acordei novo, zerado rs, tomei café pois estava incluso, e para variar, comi muito hahaha Tomei banho, fiz check-out e guardei o mochilão ('guardei o mochilão', que frase de aventureiro ne, eu tenho orgulho de falar isso kkkkkkkkkk). Fiquei olhando a hora passar, conversando com o pessoal, então fui comprar a passagem para Puno, isso você encontra em qualquer lugar por ali, super tranquilo, comprei na empresa TiticacaBolivia, para 22h00. Como já estava no centrinho, comprei água, barra de cereal (caixa) e suco... mais uma lembranças para o povo daqui :) Hora vai passando e saímos para o terminal terreste, lá encontramos sabe quem? sabe quem? a Danique <3 (aquela do salar de Uyini) estava com uma amiga, conversamos rapidamente e seguimos viagens. Essa parte foi engraçada (agora é bem engraçado mesmo kkkkk), na entrada do ônibus estavam lá os Peruano cheios de cobertas, já bem agasalhados, até aí ok ne, nós três (Eu, Rafael e Rodrigo também estavamos com roupas de frio), e falando nisso, os três Brasileiros bestas estavam se achando pois compraram as passagens para ir bem na frente do bus, vista panorâmica e tudo, vão lendo... Entramos no ônibus e todos se ajeitando, os Peruanos se cobrindo, uma mulher chegou a deitar no chão do bus, no CHÃO hahahaha, eu tirei minha bota e fui colocar o cinto ne, afinal estava na frente e tudo mais, eis que meu cinto estava bem quebrado, olha que beleza, ir na frente do vidro, se bater um pouquinho o Kamilo vira omelete kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Olhem o cinto, fiz questão de tirar foto hahahahahahahah Então partiuuuu, o bus começa a andar, os três felizes conversando e tals, o sono vem, e OK... Quando era umas 00h35 eu acordei com frio no pé, beleza, consegui voltar a dormir, mas genteeeee, quando foi 02h00 eu estava tremendo de frioooooooo, PUTA MERDAAAAA que frio era aquele, e quando estavamos na frente, o frio todo tava batendo na primeira camada que toma vento do ônibus, minutos depois Rafael e ROdrigo acordam com frio, é sério estava muito frio, que viagem tensaaaa, eu não consegui dormir, virada para um lado, para outro, me encolhia e nada de conseguir pegar no sono kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, como eu disse, agora é engraçado hahahahahahahhahahahha Então fica a dica, viagem de Cusco para Puno a noite, levem até cobertas, umas duas não é muito kkkkkkkkkkkkkk Gastos do dia Passagem para Puno - 28 soles Água - 4 soles Caixa de real - 8 soles Suco - 2 soles Lembranças - 10 soles É isso pessoal, novamente é sempre bom ajudar vocês, prazer por isso. Volto em breve, até mais 😉
  4. Com essas coisas que estão acontecendo, torço muito para que consiga ir meu caro, não desista!
  5. @Anderson-Andy muito obrigado por ler, feliz em ajudar a realizar suas aventuras, viajar é com certeza uma das melhores coisas da vida. 😃
  6. Oi gente, boa noite, primeiro, desculpem a demora, ultimamente 24hs por dia tem sido pouco rsrs 10º dia (13/05) Acordei zerado, afinal ainda não tinha parado um dia sequer na viagem, tomei café com pão do dia anterior, fui ao centro comprar passagem para volta para Lima, comprei na Movil Tours, partida às 22h00, passei na farmácia para comprar protetor, sabonete, pois o que tem no hostel era pouco pra continuar kkkkkk, passei no mercado e comprei frutas, pão e ovo. No hostel o dia foi passando, fiz pão com ovo, me arrumei para a noite e partiu rodoviária, comprei uma água lá antes de subir no bus. Enquanto estava na rodoviária, consegui tirar foto de uma sra. na minha frente, é curioso a cultura de outros países né rs, as mulheres tem costume de usar chapéus, tipo cartola mesmo, bem legal e diferente rs Gastos em Huaraz Café da manhã no dia 12/05 - 12 soles Gastos do dia 13/05 (em Huaraz) Passagem de volta para Lima - 45 soles Laguna 69 - 40 soles Entrada no parque de Huascaran - 30 soles 2 estadias no hostel - 30 soles Frutas no mercado - 15 soles Escova de dentes - 4,50 soles Água - 4 soles 11º dia (14/05) Cheguei em Lima no horário previsto às 05h33, esperei um pouco na rodoviária, abraçado ao meu mochilão hahaha, quando clareou eu fui até a Oltursa, no entanto a que meu GPS indicava não tinha mais, então tive que pegar um táxi, e foi super válido pois o role foi longo rs Comprei a passagem para Cusco para 14h30, fiquei ali na internet e carregando meu celular, com meu mochilão enrolado nas pernas kkkkkk (que trauma), fiquei falando com o povo no Brasil, saudade recíproca rs. Comprei água e um doce. Partiu Cusco! Assim que entrei no bus dormi um pouco e acordei umas 18h00, estavamos chegando em Ica, jantei, pensei um pouco na vida rs, comecei a ver uns filmes, então dormi, até que a noite de sono foi boa. Gastos do dia Táxi - 10 soles Passagem para Cusco - 89 soles Água - 3 soles Doce - 4 soles 12º dia (15/05) Acordei umas 07h00, tomei café, dessa vez fiquei vendo filmes para me concentrar em algo, pois pense em uma estrada que tem curvas era aquela, minha dica aqui é levar filmes no celular ou livros, eram 24hs em um ônibus então toda distração é bem vinda rs, ainda bem que estavamos chegando, e quanto mais curvas mais cruzes no caminho, tenso rs... Cheguei em Cusco umas 13h00, fui na casa de câmbio trocar dinheiro, e aproveitei e me conectei ao wifi, pois havia falado com o Rafael para tentar encontra-lo e consegui, chegando no hostel ele simplesmente olhou para mim e falou: O que houve? Eu: Tomei sol sem protetor, é uma história zuada kkkkk Ele estava com outro Brasileiro de Minas Gerais (Alô povo mineiro!), mas o Rodrigo era bem mais tranquilo do que eu e Rafael kkkkkkk Ok, Rafael me deu um pouco de creme para passar no rosto, e fez toda diferença, minha pele estava seca demais. Os dois já haviam fechado os passeios, e me indicaram uma agência legal, fui lá também. Fechei Machu Picchu e a Rainbow, no entando MP não fechei 3 dias (duas noites), o valor é mais econômico claro, e tão bom quanto 3 dias, vão ver logo mais. De lá fomos almoçar, eu ainda não tinha comido e para variar estava morrendo de fome kkkkkkkkkk (almoço: Pollos fritos, arroz, salada e um pisco) Tive também que comprar uma calça, tentei pegar uma mas flexível possível para trekking, e também uma mochila "de ataque". Na volta ao Hostel tomei uma ducha e depois Rafael e eu fomos a praça principal (Plaza de Armas), que linda aquela praça, muita gente, bem cuidada e iluminada. Então fomos comer uma empada e beber Gastos do dia Cambei R$ 400,00 - 1,78 soles (Na Av. do Sol, tem muitas casas de câmbio ali) Hospedagem no Inka Wild - 24 soles Passeio Machu Picchu - 300 soles Passeio Rainbow - 65 soles (com ingresso) Almoço - 28 soles Calça - 30 soles Mochila - 20 soles Empada - 10 soles Cuba libre - 8 soles 13º dia (16/05) Fui para o passeio de Rainbow, acordei às 04h00, a van passou às 04h40, fui dormindo o caminho todo, acordei para tomar café que estava incluso, comi uma panqueca diferente lá rs, pão com manteiga e chocolate. Seguimos viagem, chegamos ao pé da trilha umas 09h23, o guia pede para não ter pressa pois é alto, ingrime e difícil, por isso algumas pessoas alugam os burrinhos ali. Não lembro se comentei nos capítulos acima, eu fiz a Rainbow simplesmente por me encantar por ela vendo fotos, óbvio que diversas coisas chamam atenção, no entanto faça o que preferir, sem ligar para a maioria, por que vou falar para vocês, ver aquele quadro que é a Rainbow na frente dos meus olhos, foi espetacular... vou falando aí... Comecei a trilha, o ar realmente é difícil de ser puxado, mas fui bem até, consegui fazer em 50mins, pelo menos ali já tinha protetor, mochila de ataque e água grande kkkkkkkkk, nesse passeio as pessoas utilizam bastões também, realmente ajuda. E pessoal, é incrível, quando estava chegando "perto" eu via aquele monte de gente lá em cima, mas pensava, "caramba, se é ali, cadê essa montanha?" hahaha Andando mais, continuava na dúvida se estava no passeio certo kkkkkkkkkkkkkkkkk quando de repente eu olho para trás, e meu Deus, o que era aquilooooo, uma montanha vasta de cores lindas feitas pela natureza, que só podia ver quem estava de um lado, era show! Fui indo até o cume, SEEEENHORR, era bonito demais aquela paisagem, sério era um quadro em 3D bem na minha frente, tirei algumas fotos, sentei e curti um pouco a vista, ah! e passei frio também, puta merda hahaha lá em cima é congelante kkkkkkkkkkkkkkk Gente, desculpa aí, mas a Rainbow é TOP! Na volta paramos para almoçar umas 14h45, almoço também estava incluso, comi sopa, salada, pollo, arroz e macarrão (comi pra cacete kkkkkkkkk) Na volta dei um leve cochilo até chegar em Cusco, chegando no hostel esperei o Rafael e Rodrigo que tinham ido para outro passeio, ao chegarem ficamos falando dos passeios, até que passou outro brasileiro (Helio, de Casa Verde, zona Oeste), e em seguida outro haha (Nelson, de São Caetano), e ali meus caros leitores o circo estava formado hahaha, cada um foi para seu banho e partiu Mama África (balada ali perto da praça principal). Vou ter que contar um pouco desse role hahahahahahhahahaha Primeiro que o povo Peruano gosta bastante de dançar, se não me engano dançam salsa, super legal e tals, com isso, nós brasileiros estavam ali apenas bebendo, conversando e tals... Mas quando o ritmo de música mudou, começando com eletrônica, aí o role era outro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... E quando o ritmo foi black, me senti em casa hahahahhahahahaha E todo mundo curte dançar lá, e claro tem muitos gringos, geral na zoeira... Quando de repente eu estava dançando com uma menina e vem o namorado dela querendo se achar pra cima de mim, querendo dançar melhor que eu.. Pow, um gringo achar que dança melhor que um brasileiro? PARA NÉ! hahahahahhahha eu não sou nenhum Cris Brown, mas não iria perder uma disputa nem a pau, principalmente se o ritmo é black kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ele fez um passinho lá, pensando que iria apenas olhar, aí fui e fiz um melhor que ele.. hahahahahahahhahahahhahaha (rindo muito lembrando), então ele torna a fazer outros passos, e eu voltei a fazer outros kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E o Rafael perto olhando tudo aquilo hahahahahahhahaha, depois ele falou, 'pow Kamilo, eu deveria ter filmado aquilo, você dança bem cara' kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk gente, o negócio foi tipo aquela disputa de dança do filme das Branquelas uahsuhasuhaushuahsuahsuhaushuahsaush Bom, os sem limites (Rafael e eu) voltaram para o hostel umas 04h30, e ainda ficamos falando na recepção, aí pegamos as coisas e partiu pegar a van para Hidrelétrica hahahahaha. Gastos do dia Balada - 60 soles Pessoal, agradeço novamente por lerem, espero ajudar! Não vou demorar muito para postar novos dias, até mais
  7. @Marta C hahahha obrigado por ler! Ainda essa semana posto mais alguns dias Você vai curtir muito, te garanto rs Pergunta difícil a sua rsrs, pensei um bocado agora kkkkkkkk O Valle de La Luna é um passeio bem rápido, tem toda uma história por trás bem legal, mas não valeu tanto a pena, no entanto esse passeio é feito com Chacaltaya (que é top), então acabamos passando por lá do mesmo jeito. Agora sobre os lugares que voltaria e vou voltar haha, quando eu for para a Colômbia e Equador eu vou fazer questão de descer até Huaraz, esse lugar é possível passar 5 dias fáceis rs. Voltaria também para La Paz, o Downhill é muito foda! A Rainbow Mountain é linda demais, no Peru. E também Machu Picchu rs.
  8. @MauroBrandãoo Pow mano, que show hein! O cara é gente boa mesmo, só faz o trabalho dele sem abusar de tirar grana dos outros, da hora!
  9. @MauroBrandãoo obrigado por ler cara Que aventura a sua hein, realmente não é fácil, mas vale muito a pena! Aí sim, aproveita bastante e faz um relato pra galera... O Scheler é super gente boa, tem uma bagagem imensa, sem dúvida é minha indicação em Huaraz! Abs, logo posto mais.
  10. 9º dia (12/05) Domingo, dia das mães, eu e minha mãe nunca tivemos problemas por passar essas datas longe um do outro, não era a primeira vez, mas mesmo assim fica aquele sentimento de querer estar perto né. Acordei às 04h00, e no Brasil eram 06h00, mandei mensagem para ela e como sempre estava de pé logo cedo, falamos um pouco, me arrumei e saí às 04h30. Andamos bastante de carro, até entrar no famoso Parque Nacional de Huascarán, paramos para tomar café, mas quem quiser pode levar seu próprio café e comer lá na parada e claro no percurso. Eu comi pão, ovo e chá. Como você viram até aqui eu ainda estou sem nenhuma mochila de ataque, então comprei 2 bananas e 500ml de água, isso para que? Para andar 14km, vão lendo... kkkkkkkkk O guia nos instruiu sobre o percurso, da parada lá em cima, e da volta, então seguimos, e todos sabemos né, trilha, tem de tudo, então era bom eu passar um protetor solar, mas nem comento mais nada, e me arrependo demais por não ter pedido para algum gringo apenas uma mão de protetor, pois já faria toda diferença... Comecei a trilha, que belas paisagens tem aquele lugar, sério gente, é incrível, minha mãezinha rsrs, durante a trilha tem sol, frio, sol de novo e mais frio, então é um tal de tira casaco, coloca casaco danado kkkkk Fotos da SJCAM Tirando que eu estava com minha humildes bananas e água na mão haha (tenso viu). Chega uma parte que são umas subidas, e sempre tem o lance da altitude mas até que foi tranquilo. Aos que querem fazer a laguna 69, devem saber da dificuldade que é andar todo esse trecho, realmente não é fácil, mas se preparem um pouco antes, pois faz diferença e vale a pena. Ao chegar no fim da trilha, hum... Sinceramente não tenho palavras para descrever, apenas vejam as fotos... Tirei algumas fotos, e depois fiquei ali sentado comi o que tinha, bebi um pouco de água e lá estava eu olhando aquela bela paisagem, e pessoal, não se preocupem tanto com fotos, parem para observar aquelas águas caindo, aquela camada imensa de gelo e tudo aquilo sabendo que você viu pela internet agora está no seu melhor retrato que são seus olhos. Antes de descer, eu passei a mão no rosto, e geeeente, e já sentia meu rosto queimado e todo seco, peguei um pouco de água e passei, mas noooossaaaaa, fui me protegendo todo na volta, que saudade do meu protetor, que saudade da minha mochila!! Voltei pela trilha, vendo a paisagem das minhas costas de início, sério que lugar show! Fiz a ida em 2:30 Volta 1:45 Cheguei no hostel umas 18h30, fui na venda comprar pão e miojo, comprei água também. E decidi ficar mais um dia em Huaraz. Pessoal, volto em breve! Novamente, obrigado por lerem e espero estar ajudando.
  11. 7º dia (10/05) A chegada em Ica foi tranquila, o percurso é de 12h, ou seja, cheguei umas 07h00, Huacachina. Huacachina é uma vila que fica a uns 5km do centro, eu já estava cansado de tanto viajar, precisa de um banho mesmo que gelado kkkkkk, então decidi passar o dia na cidade e não me arrependo, apesar do maior perrengue que passei. Ali mesmo comprei minha passagem para Lima, na empresa Peru Bus. Então cambiei dinheiro na região e peguei um táxi, os taxistas estavam cobrando tudo caro, mas não podia ficar ali então tive que pagar... cheguei bem rápido a famosa Huacachina, gente que lugar lindo, eu estava me sentindo em um desenho MEU DEUS DO CÉU! Hahahaha Procurei um hostel por ali, e encontrei o badalado Wild Rover fui nele né, mesmo para passar um dia só, paguei barato, mas também não tive acesso ao quarto, tomei um banho e fiquei no cel perto da piscina tomando uma breja rs, e aquele monte de gente zuando bem no café da manhã, valeria a pena passar uns dias ali, pra quem gosta de bagunça é top hahahah Comi umas coisas da bolsa, tipo bolachas e tals, aí fui atrás de passeios, encontrei a agência Tubulares Rocha, achei bom preço, fechei e voltei para o hostel, fiquei mais umas horinhas lá e fui pro passeio... O passeio é de buggy + longboard, a agência te leva até o local de onde os buggy saem, então partiu rolé no deserto, no oásis, em Huacachina... GENTE EU ESTAVA DE FÉÉÉRIAS :D Foi muito bom, valeu muito a pena, muita emoção, comigo no buggy estava um casal e o filho pequeno, paramos nas dunas para descer de longboard, o cara falou que não poderia ir em pé, então não desci hahahaha, mas ok, fiquei curtindo o pessoal descer... Andamos mais de buggy, estou lembrando nesse momento, era dia de sol (como diz o taxista, sempre fazer sol), que lugar lindo, saudade! Fotos tiradas do meu cel Na volta, almocei em um restaurante ali perto do lado central, que praça show, depois fiquei sentado perto do lago central, aproveitando aquele momento... Almocei, frango, salada, batata frita (bem frita viu, por que tinha óleo pra cacete kkkkkkk) e suco. Voltei para o hostel, carreguei mais os aparelhos, vi aquela noite de Wild Rover começando e que vontade de ficar kkkkkkkk, mas fui.. Eram umas 18h30 quando voltei para o centro e fui para a famosa sala de espera, passei por uma porta de vidro e pensei, pronto estou seguro né?! NÃO! Passei por um cara que estava na ponta da cadeira e fiquei na parede, deixei o mochilão e minha mochila de ataque lá, uns 5mins depois o bonitão (e burro) aqui vê uma água e café a uns 4/5mts a frente, e vai lá pegar, peguei água e na volta... CADÊ MINHA MOCHILA DE ATAQUE????? Meu Deus, minha mochila de ataque! E naquele momento era fato que o cara que estava do meu lado tinha levado, pois ele deixou uma super velha no lugar... As pessoas ao redor perceberam minha feição e perguntaram o que tinha ocorrido, expliquei, falaram para puxar as câmeras, mas assim como no Brasil, tem que pedir autorização pra P....RIU... enfim, eu estava puto, por que foi burrice minha, perdi algumas coisas que vieram a dar "prejuízo" mais pra frente, logo vão saber, e lembrei daquela mulher láááá atrás quando entrei no Peru, "cuidado com tu bagage" .. Droga! Bom, entrei no ônibus e não desliguei 1 min se quer, cheguei em Lima umas 00h40 e fui para o terminal da Cruz Del Sur, mas já não tinha passagem para aquela noite sentido Huaraz, comprei para o dia seguinte, 09h30, comprei um carregador de cel ali mesmo na rodoviária, pois estava na mochila ¬¬ fiquei ali, deitei nos bancos mesmo, já eram umas 03h00, mal piscava o olho, e quando consegui dormir um pouco, abraçado ao meu mochilão, ainda sonhei recuperando minha mochila de ataque... PQP que meeerda haha O dia foi amanhecendo e um guarda me acordou perguntando: Rapaz, não é tu bus? Eu: Não Ele: (apontou para os olhos e também para bagagem, querendo dizer, cuidado) Mal sabia ele o que tinha acontecido rs Gastos do dia Cambei U$ 100 a 3,30 soles Passagem para Lima 40 soles Taxi ida Huacachina 15 soles Hostel Wild Rover 20 soles Cerveja 10 soles Passeio buggy + longboard 35 soles Almoço 23 soles Taxi volta ao centro 15 soles Carregador do celular 30 soles 8º dia (11/05) Ainda tinha um tempo para meu ônibus sair, então fui tentar cambiar dinheiro e consegui, voltei para o terminal e partiu Huaraz. O trajeto foi tranquilo, estava menos pilhado por causa da mochila então consegui dormir um pouco no bus, cheguei em Huaraz às 18h00, a pedido do Scheler, tinha uma pessoa lá me esperando, o hostel dele não fica longe dali, mas fomos de Van ... Chegando no hostel conheci o famoso Scheler, um Sr. simpático, vive falando conosco no grupo dos mochileiros que temos, super gente fina, me explicou sobre a hospedagem, falou que lá tinha cozinha, falou também dos passeios, então fechei a Laguna 69, mesmo sabendo da imensa trilha, eu gosto é de desafio! Ainda bem que lá ele vendia escova de dente e sabonete, o motivo vocês já sabem :/ Fui no mercado comprei salgadinho, barra de cereal e água, era minha janta. Ah! E no bus, tinha almoço, a cruz del sur é muito boa mesmo, um pouco cara, mas boa. Fui dormir rs Gastos do dia Salgadinho 2 soles Barra de cereal 3 soles Água 5 soles
  12. 5º dia (08/05) Acordei às 06h00, a van passaria às 07h00, tomei banho, comi o que tinha na bolsa e partiu. Paramos para tomar café em um lugar às 09h00, nossa me acabei de comer hahahaha pão, ovo, uns temperos muito bons, geleia e de lá fomos para a Laguna Miñiques, o caminho até lá é FODA, que lugar bonito é o Chile, minha nossa... Voltei para fazer SÓ Chile! Chegando lá, a laguna também é uma beleza aos olhos, tiramos fotos, curti a vista, bom demais! Fotos tiradas do meu cel. Ali perto tem a Laguna Miscanti, também super bonita, e pense em um lugar frio, mas minha segunda pelo segurou a onda rsrs Fomos para Piedras Rojas, lá sim era frio, mais frio kkkkkk Fotos tiradas SJCAM Almoçamos eram umas 14h00 (Crema de Porotos, Consome Jardínera, Pavo Al homo, Tortilla de Acelga, Pollo Horno, Carne al jugo, arroz salada), pensem em uma pessoa que comeu, EU hahahhaahha. Partimos para ver outros lugares, lagunas com flamingos e tals, divertido também, pena que eles estavam beeeem longe, aí nem tirei foto. Dali, na volta passamos por uma vila pequena, ontem tinha lhama dentro da casa da mulher rsrs coisinha fofa haha Voltamos para Atacama eram umas 18h00, noite caindo cidade animada, mas era hora de partir, carregamos um pouco nos aparelhos, pegamos o mochilão e Rafael e eu fomos para o famoso terminal del buses rsrs A saída estava marcada para 20h31, mas chegando lá nos informaram que seria às 21h30, o jeito foi esperar rsrs Nessa espera conhecemos uma Alemã, branca, olhos claro, certamente era bem estudada, mas estava ali com uma mochila nas costas toda descolada rsrs, super gente boa, falava um pouco de espanhol, mas eu queria era gastar meu pouco de inglês, ela falou que já veio ao Brasil, tem amigos aqui, estava indo para o Peru, sem data para voltar, meuuu admiro isso, ir para um lugar sem previsão de volta, pqp demais! Dei dicas de Huaraz para ela, pois não tinha ouvido falar, achou top. Me perguntou quantos dias iria passar no Peru, foi bem engraçado essa hora kkkkkkkkkkkkkkk Alemã: How long you stay in Peru? Eu: two thousand days Alemã: What's? O Rafael e ela olharam pra mim, com uma cara e olhos bem abertos Eu: Ho God, sorry, twelve, twelve days hahaha Alemã: 5 eyes in Peru.. God hahaha Ela era super gente boa, da hora Partiu bus, ouvir música e dormir. 6º dia (09/05) Pessoal, que noite difícil viu, umas duas pessoas sentaram do meu lado, mas teve um tiozinho que nossa senhora, ele roncava muitooooooooooooooo, eu não sou fácil de acordar, mas não tinha como, foi complicado viu kkkkkkkkkk Chegamos a Arica umas 08h45, para ir ao terminal de taxis basta sair do terminal virar a direita e andar uns 100mts, aí são dois pagamos a se fazer, um do terminal (350 pesos) e outro 4.000 por pessoa, ali eles pegam seu passaporte ou RG e cuida do tramite para migração. Chegamos na divisa do Chile com Peru umas 09h30, passamos primeiro pela imigração Chilena, depois Peruana, foi tudo tranquilo, como disse o taxista cuidou de tudo. Ao esperar o taxista com o carro uma mulher nativa já me dava um dica importante: Moço, primeira vez em Peru? Eu: Si Ela: Cuidado com tu bagage Eu: Ok, gracias Partimos umas 10h15, então ajustei o relógio para uma hora antes, pois no Peru é uma hora do Chile e duas do Brasil. Chegamos na rodoviária umas 10h00 (lembrando do ajuste do relógio rs). Compramos as passagens para Arequipa para 11h00, companhia Flores, pessoal não comprem com ela, meu Senhor hahah, toda hora alguém entra vendendo as coisas, a viagem não anda 30mins seguidos, só faltou entrar gente vendendo a mãe kkkkkkkkkkk Estava em Arequipa às 17h30, e ali me despedi do Rafael pois ele iria ficar uns dias pela região, agora era alone mesmo. Comprei passagem para Ica, pela Cruz del Sul, uma das melhores companhias do Peru. O "legal" é que você antes de entrar nos ônibus no Peru eles te filmam, para caso aconteça algo, já sabem dos corpos, sério tem muita cruz nas estradas. Câmbio na rodoviária 1 dolar = 3 soles (uma bosta rs) Passagem da rodoviária para Arequipa 20,00 soles (por isso que era uma bosta o bus hahahaha) Passagem para Ica 110,00 soles Nesse dia não teve foto gente, como disse foi todo de viagem, mas volto em breve com muita fotos, obrigado por lerem! Abs.
  13. 4º dia (07/05) Era a despedida do Salar do Uyuni, e como valeu a pena, na realidade, como estava valendo a pena tudo aquilo. Acordamos às 04h00, estava um frio, mas um frio que meu Deus do céu hahahaha, tomamos café da manhã (café, chá, um tipo de panquecas, manteiga, geleia e danone). Saímos às 05h, de lá fomos para os geisers, são buracos no chão que saem ar quente dos vulcões, fede um pouco mas é legal, tinha um buraco no chão que até água borbulhando tinha rs Foto tirada do meu cel. De lá fomos para águas termais, não quis tomar banho lá, a água estava quente, mas depois sair no frio de novo, ta maluco haha, mas muita gente entrou, os gringos adoraram haha. Fiquei admirando o nascer do sol, estava lindo. Então partimos para laguna verde, que não estava tão verde devido ao vento, mas era bonita também. Só então fomos para fronteira com o Chile. Chegando lá posso dizer que tive um perrengue leve rsrs, mas antes disso tiramos os mochilões do carros, pegamos um galão de água e adivinhem? A noite foi tão fria que ainda estava metade congelada rsrs.. dali me despedia da Fran, Jamie e esposa, é engraçado se despedir de pessoas mochileiras, pois eu tive a sensação que iremos nos encontrar por aí haha, assim espero... No meu ponto de visto mochileiros são pessoas que vão de cabeça em seus desejos, gostam de viver o mundo, são radicais rs... Parabéns a todos vocês! Voltando rs, então seguimos Danique, Rafael e eu para uma casinha onde é a saída da Bolívia, eu como fui com passaporte lá atrás quando cheguei na Bolívia, me entregaram apenas um papel, já o Rafael por ex, entraram dois, pois ele só tinha o RG, gente e para aqueles caras me liberarem, eu falando meu super espanhol: Senhor, no teinho papel hahaha Fiquei uns 15mins ali até ser liberados, caramba, que tenso, mas foi... E aqui outra dica, guardem qualquer papel que receberem, se derem papel higiênico também, guardem kkkkkk... Eu tinha certeza que não tinha outro papel, mas se a pressão faz você ficar com dúvida, ferrou, então guardem! Então pegamos a van até SPA (Atacama), mas antes paramos para vistoria, onde é carimbado o passaporte e tals. Gente, e ali vocês não vão acreditar, tinha um cara saindo de bike da Bolívia para o Chile, eu disse que ele estava de bike, pedalando no meio da estrada de um país para o outro, PUTA QUE PARIU, isso é muito foda... fiquei imaginando, caramba, sair de bike de um país para outro, além de coragem é determinação demais, show! Aqui o papel que dão para preencher para entrar no Chile: Chegamos em SPA 30mins depois (10h30), a cidade não é tão grande, logo você se sente no bairro de casa, tem muitos brasileiros, inclusive trabalhando, eu trabalharia fácil naquele lugar hahaha O hostel que ficamos foi o Hostel Ruralito LaFlorida, é super da hora, roots, na paz, cama legais, afinal estava no Chile ne, lugar muito diferente, tudo organizado, banho bem melhor que os até então rs Fui cambiar, e nossa, como eu me senti pobre hahahahah, Chile é legal, mas muuuuito caro, mas ok ne, tem lugares que são assim. Ai fomos comer, eu já estava com uma fome tremenda ahahah, uma pizzaria chamada Charrua, muito boa a pizza, o Rafael e Danique comeram uma individual, mas eu comi uma tamanho família, sem problemas, era muita fome kkkkkk engraçado a cara deles dois quando comi aquilo tudo kkkkkkk Ai voltei para o hostel, tomei banho e fui fechar o passeio para o dia seguinte, minha ideia mesmo era fechar o famoso Vulcão Lascar, sou vidrado em vulcões, só que para isso devia ter levado mais grana, pagar o valor que pedem iria me quebrar no decorrer da viagem, então fechei Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas na agência Volcano Aventura e depois fui comprar a passagem para o dia seguinte ir para Calama. Daí voltamos ao centrinho, falando com a Danique ela havia fechado o tour astronômico, então fechei também, curto estrelas, noite abertas e bonitas Fotos do hostel: Ai fui para um bar, tomar uma cerveja.. Estava passando o jogo do Liverpool vs Barcelona, tinha um torcedor do Liverpool lá muito engraçado, e o legal que o Liverpool venceu, então imagina a alegria daquele cara, foi muito legal. Na volta ao hostel a Danique falou que o cara mandou mensagem depois falando que a noite não era favorável, então peguei essa graninha e voltei pro bar hahahahah Voltei para o hostel, tomei outro banho e cama. Gastos do dia Cambiei R$ 700,00 (a 161 pesos chilenos) Hostel 10.000 Pizza 10.900 Água 2.000 Passeio 35.000 café e almoço incluso (+ 6.000 das entradas) Passagem para Calama x Arica 16.300 Cerveja 14.000 Pessoal, ainda hoje posto mais dois capítulos, espero que estejam curtindo, valeu!
  14. 3º dia (06/05) Acordamos às 07h00, tomamos café (pão, manteiga, geleia, chá e café), escovei os dentes, me troquei e partimos às 07h30. Como ainda era cedo o frio era presente, mas no decorrer do dia, a sensação é bem melhor rs Iniciamos o tour pelo deserto de tiguana, mas só passamos por ele, mas as imagens são lindas, em seguida paramos para tirar umas fotos na linha do trem, inclusive é a imagem de capa do relato Foto da câmera da Fran, a mulher tira fotos bem viu rs O motorista informou que estava subindo cada vez mais, cerca de 3.800 mts, e realmente a pressão na cabeça era maior, mas sem problemas. Passamos por um vulcão (não me lembro o nome), mas era show. E seguimos para laguna cañapa, onde tinham alguns flamingos, muito bonito, tiramos algumas fotos e seguimos viagem. Fotos da SJCAM: Chegamos até a laguna hedionda, é ali do lado rs, o cheiro não era tão agradável, mas a visão era, e muito! E ali com aquela visão nós paramos para almoçar, e voltei a não acreditar que estava na Bolívia, almoçamos com gringos, tendo em vista uma laguna daquelas. Almoço: Frango, cenoura, batata, macarrão, maça, água e coca. Foto da SJCAM: Foto da câmera da Fran: Após o almoço, ficamos sabendo que o pai do Jamie, não estava muito bem, estava no hospital e tudo. Essas coisas são bem complicadas, tristes de todas formas, eu havia conhecido aquelas pessoas não faziam nem 48hs, mas ao saber daquela notícia, o sentimento é de tristeza, a empatia novamente é colocada em prática, são amigos de viagens, queremos o bem de todos, a alegria das pessoas. Ali o Jamie não podia fazer muito, mas tomou cuidados para retornar mais cedo pra casa. Continuamos a viagem Saimos às 13h08 e chegamos no deserto de Siloli, onde tem umas pedras bem legais, uma inclusive que parece uma árvore. De lá, fomos para a esperada Laguna Colorada, lá o ingresso é a parte, e para quem curte tem carimbo para o passaporte A Laguna é bem bonita, os gringos não quiseram ficar muito, Jamie ainda estava bem triste, então foram para o hostel, mas eu Fran e Rafael, ficamos curtindo a vista, tirando umas fotos, e eu passando frio kkkkkkkkkkkkkkkk que frio dos diabos hahahahahahah eu só estava com uma camiseta e uma blusa, e a tarde caindo, e o frio aumentando hahahahah mas o lugar é muito show mesmo! O hostel ficava perto, então voltamos andando no maior barato, afinal, mochileiro é assim, não pode ver uma trilha que já quer andar hehehehe Fotos da SJCAM: Chegamos no hostel às 17h00, tomamos chá com bolachas, e mais tarde, às 20h jantamos (sopa + pão + macarrão e ainda ganhamos uma garrafa de vinho). Então tomei aquele banho de lenço umidecido, por causa do frio rsrs, e já coloquei a roupa do dia seguinte para dormir, as cobertas resistiram bem, mas o que sobra pra fora tipo a cabeça, haha fica gelada rs. Gastos do dia: $ 150,00 bols
  15. Voltei gente, desculpem a demora rs 2º dia (05/05) - Salar de Uyuni Chegamos em Uyuni às 04h00, estava um frio, mas um frio da peste rsrs, e já tinha pessoas de agências na rua, ao pegar as malas no ônibus, Rafael e Eu notamos uma brasileira que não estava conseguindo pegar o mochilão dela pois havia perdido o ticket de "guarda-volumes", e logo falamos 'deu ruim pra ela', então vimos uma Sra oferendo passeios, mesmo sabendo das mais conhecidas, fomos com ela, afinal, estava um frio que não era possível ficar na rua até às 06h00, ela nos levou para um lugar quente, apresentou o passeio e valores, mas não fechamos nada, então ela nos dispensou hahahaha, então vimos outra pessoa e voltamos a ir para um lugar quente hahaha Quando estavamos chegando nesse lugar, chega quem? A Brasileira que quase ficou sem a mala haha, mulher de Brasília, chamada Fran, super viajava e gente boa, e como ela mesma disse, "vive perdendo as coisas" hahahaha Ok, entramos no local, era um restaurante chamado Breakfast Noñis, que tem com parceiro a empresa Betto Tours, conversamos com a Fran sobre essa agência, ela pegou indicação e nos indicou, perguntamos o preço e decidimos fechar. Então tomamos café da manhã simples (pão, manteiga, geleia, café e chá), conversando o dia foi amanhecendo, e fomos comprar coisas para os 3 dias no Salar de Uyuni e também cambiar dinheiro, infelizmente com a correria do primeiro dia, não consegui cambiar em Sucre, e lá o câmbio era bem melhor, sem dúvidas. A cidadezinha de Uyuni é bem simples, estava tendo feira no dia, e vende diversas coisas, papel higiênico, sabonete, tudo no meio da rua mesmo rs. Comprei água, pacote de bolacha clube social e um salgado na rua, então cambiei dinheiro, voltei para o restaurante e fechei o passeio (tudo incluso, tours de 3 dias, com café da manhã, almoço, janta, dormitório e transfer para Atacama) Partimos por volta das 10h00, e paramos em um hostel para pegar 3 pessoas, uma Holandesa (Danique), e um casal de Australianos (Jamie e sua esposa (esqueci o nome)), todos super gente boa! Eu não falo taaaanto inglês assim, mas deu pra dar boas risadas com eles. Partiuuuuu Uyuni A primeira parada e muito próxima (da pra ir a pé hahaha) é o cemitério de trens, é muito legal gente, coisa simples sabe, mas pelo menos eu não vejo um trem abandonado todo dia hahahaha, tiramos umas fotos e tals, abaixo comento de onde são as fotos, pois quando vai se conhecendo algumas pessoas, acabam que tirando de seus aparelhos e passando depois, mas vou mencionar do meu celular e também da minha SJCAM. Cemitério de trem, valeu a pena!! E alí o clima já é auto astral total, geral curtindo, porra é muito bom mesmo!!! Saudade! Foto da SJCAM: Foto da SJCAM: Foto da câmera da Fran (não lembro qual é, mas é show, e a mulher era bem fotogênica haha) Então, já eram umas 12h30 quando paramos para almoçar. Comemos carne (medo de comer e passar mal, mas estava aparentemente normal rs), alpaca, salada, banana e batata. E após o almoço o Rafael me pergunta: Gosta de whisky Kamilo? Eu: Whisky? Gosto muito hahahahahahah Ele tirou uma garrafa e começamos a beber hahahaha Mas ai fica uma dica, muitas pessoas gostam de beber e tals, e como a altitude é diferente lá, é bom tomar cuidado, mas vamos nessa hahaha Dali partimos realmente para o Uyuni, e é legal por que o carro está andando, e de repente você está em uma imensidão branca, é top demais, que coisa linda, o dia estava um espetáculo, céu azul e um deserto todo branco ao redor, EU ESTAVA NO SALAR DE UYUNI Então paramos no monumento da Bolívia, acho muito bonito, tiramos uma fotos e fomos andando até onde ficam as bandeiras, também super da hora... ali eu me via vendo fotos na internet, é tão bom ter o prazer e conquista de poder admirar certas coisas de perto, fico feliz por mim mesmo, de poder sair do país, ver paisagens, conhecer aventureiros, histórias, ser feliz! Espero que todos vocês possam sentir sensações assim em suas viagens! Foto da SJCAM: Saindo de lá, andamos um caminho e paramos bem no meio do deserto para tirar as famosas fotos clássicas rs, foi uma diversão só, pulando, de ponta cabeça, com dinossauro, em cima do 4x4, a Fran tirou até de biquini hahahahahah Foto da SJCAM: Seguimos viagem para a ilha dos cactos, esse passeio tem que ser paga a parte, mas vale muito a pena, além de ver os cactos bem de perto, eles são conhecidos por crescerem 1 cm por ano, e podem ter altura de 12 mts, é só fazer uma continha rs, e quando você visita essa ilha, pode-se ter uma visão show do Salar, bonito demais. Partimos para ver o pôr do sol e fechar o passeio do dia, e meus amigos, que pôr do sol, OH MY GOD! Como havia dito antes eu estava convicto que não iria pegar o deserto alagado, mas de repente, o carro entra em uma região de água, na hora eu pedi para descer, "Eu quero descer", "Deixa eu descer" hahahahahahah Gente, é sério, ver aquele lugar espelhado é foda demais, aquelas montanhas, o sol caindo, que luz, que vibe. Foto da SJCAM: Foto do meu celular (Moto G4): Então fomos para o hostel, era um hostel de sal, haha bem diferente. Pra variar eu estava com fome rs, antes de tomar banho, jantamos, sopa, frango, salada e batata. Ai fui para o banho, e gente que banho haha, quando eu falo o título do roteiro é porque realmente sou mochileiro pobre louco hahaha, a noite já tinha chego e com ela a baixa da temperatura, e o banho estava muito, mas muito gelado meeeesmo, e o melhor, era 30segs de água quente, e 1min de água fria então pense em um banho kkkkkkk, mas é normal, nesses mochilões não podem exigir ne, estamos ali para isso, é a vida, e isso que causa graça no role e o valor das coisas. Essa noite eu dormi bem, as cobertas que eles oferecem são suficientes, no entanto acordei algumas vezes, pois é tão frio, mas tão frio que só do rosto estar descoberto, você acorda rs, mas ok, vamos nessa... Gastos do dia: Cambiei R$ 800,00 - Cotação 1,55 bols Café da manhã - 15 bols Água (galão de 6lts) - 12 bols Salgado - 3 bols Pacote de clube social - 12 bols Passeio do Uyuni - 750 bols Entrada para ver os cactos - 30 bols Pessoal, ainda hoje posto o dia seguinte!
×
×
  • Criar Novo...