Ir para conteúdo

Jorge Soto

Membros de Honra
  • Total de itens

    850
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Jorge Soto postou

  1. Getulio, ja fiz muuuuita coisa fora do pais. Essa pernada na Madeira foi na virada do seculo, pra vc ter ideia! Saudosa epoca (antes de 2004) de vacas gordas e bolso farto..rsrrs.. E por conta disso so me resta o Brasilzao pra andarilhar mais a fundo, descobrindo alguma coisa nova. Destas aventuras externas nao tenho muitos regiustros, ou se tiver sao de albuns em papel, nada digitalizado, certamente. E ainda por cima, mofando nalgum armario. Abracao meu caro.. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/200/Travessia-Pico-Ruivo-Arieiro#
  2. Como autor do relato (datado mesmo de 2002) creio q sou a pessoa mais apropriada a versar sobre a questao mencionada. Desde aquela epoca ja havia rumores de assalto na praia, mas SEMPRE foram referentes as agencias de ecoturismo q levavam seus clientes abonados nessas bandas, cujos integrantes davam com dentes na net alertando qq meliante de qq eventual percurso de antemao. dai os caras ja tinham td de mao beijada, pois assaltavam td mundo e levavam td numa picape encostada na praia. Mas viajantes solitarios pelo q sei nunca soube de nada, afinal, ninguem vai se dar td esse trampo pra assaltar
  3. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/300 O GARRAFÃO DE BIRITIBA-MIRIM Já a algum tempo cogitava retorno ao Pico do Garrafão, imponente maciço situado ao sul de Biritiba-Mirim (SP), pois minha primeira investida ao mesmo (coisa de 3 anos atrás) se deu em condições nada favoráveis. Mta garoa e tempo enevoado impediram q desfrutasse devidamente dos largos visus q se descortinam do alto de seu largo topo, acessível mediante uma discreta picada q percorre a crista de sua majestosa face sudoeste repleta de musgo, gramíneas, bromélias e mata nebular, quase 1060m acima do nível do mar. E es
  4. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/296/Represa-do-Tanque-Grande A REPRESA DO TANQUE GRANDE Estes dias quentes e abafados de verão, no geral, são ideais pra encarar um banho refrescante de cachu ou um mergulho revigorante num poço represado dum rio, geralmente situados no curso sinuoso dalgum vale serrano. Como “quem não tem cão caça com gato”, na impossibilidade de maiores deslocamentos deste naipe o jeito é se virar encarando as represas urbanas situadas nos limites municipais de Sampa. Dentre as tantas existentes, a Represa do Tanque Grande surge como alternativa de lazer pra
  5. Fiz esse trem decada atras, qdo ainda essa travessia nao era tao divulgada como é atualmente. E desde aquela epoca tocam terror qto a dificuldade de realiza-la e blablabla q chega a desmotivar. Fui sem guia e sem gps, sozinho, munido apenas de bussola, ja q carta toipografica la nao faz faz sentido pois o cenario la muda constantemente. Mas o lance é só tocar pra noroeste e ir desviando das lagoas, nada mais. Uma vez pega a manha de andar na areia, tocar pra frente. Ao atingir as faixas de oasis - q praticametne cortam o parque de norte a sul - basta acompanhar as marcas de pneus ou sinais
  6. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/294/Ferradura-da-Cachu-Agua-Fina Caro “Sr. Proprietário”, Não pretendo tomar seu precioso tempo e por isso serei breve. Chamo-lhe desta forma, mais ampla e abrangente, pois não sei ao certo quem é o verdadeiro personsável pelo entorno q cerca a via conhecida como “Trilha do Geraldo”, situada na região do “Sertãozinho do Tietê”, as margens da SP-98: se é a Cia Suzano; o Sitio Pirambeira; a Faz. Pedra da Forquilha ou qq outra pequena chácara alugando sua terras pra famosa cia de celulose; ou até mesmo se a região pertence ao PE Serra do Mar, q e
  7. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/293/PE-Juquery CIRCUITÃO NO P.E. JUQUERY Com vizinhança nada convidativa, ruínas de um antigo hospício de um lado e um presídio na ativa do outro, o Parque Estadual do Juquery destoa do entorno como o “último remanescente do cerrado na região metropolitana de São Paulo”. Situado a 38km da capital, entre os municípios de Caieiras e Franco da Rocha, o parque é uma grata surpresa natureba com amplos horizontes, mata fechada somente no fundo dos vales e muitas trilhas de fácil acesso. Mas, claro, td q é facil pode ser dificultado. Eis um circuito pou
  8. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/289/PE-Mata-dos-Godoy BATE-VOLTA NO P.E MATA DOS GODOY Já ouviu falar do Parque Estadual Mata dos Godoy? Pois é, nem eu. Até o mês passado, claro, qdo estive la de passagem. Resumidamente, o PEMG consiste numa das últimas e importantes reservas florestais do Paraná, não apenas devido a sua área continua de mata nativa como tb ao seu estado de conservação da biodiversidade. Situado a 20km de Londrina (norte do PR) e cujo nome homenageia a família proprietária do terreno no qual está inserido, o lugar é mais um daqueles obscuros roteiros injustamen
  9. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/291/Morro-do-Nhangussu NHANGUSSU: O CIPÓ GUARULHENSE Campos varridos pelo vento. Rochas cristalinas e pontiagudas emergindo do solo feito mísseis direcionados pra oeste. Vista deslumbrante separando o firmamemto do horizonte. Conceição do Mato Dentro? Cipó? Lapinha? Q nada. Esta é mais uma nova faceta dos arredores da conhecidissima Guarulhos, extremo norte da maior Metrópole da America Latina. E o “point” em questão é Morro do Nhangussu, serrote modesto se comparado a outras montanhas mais notórias, uma vez q sua altitude não vai alem dos 900m.
  10. era o q eu pensava tb, ate conhecer Jeri (CE), Cabure (Lencois Maranhenses) e Galinhos (RN).... e olha q tb sou um gde apaixonado por Mata Atlantica e ja perambulei (acampando) por quase td litoral tupiniquim..
  11. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/290/290 TRAVESSIA ANDES – GUACÁ Já a algum tempo matutava em juntar numa pernada dois gdes “points” da região tida como “Sertãozinho do Tietê”, aquela inserida entre o planalto serrano de Biritiba-Mirim e a Rod. SP-98. Os “points” em questão eram a Represa Andes e o Rio Guacá, atrativos já visitados isoladamente noutras ocasiões mas q mereciam ser reunidos numa tacada só. A idéia não era nova, pois eu mesmo já conhecia gente q já havia metido as caras nessa empreitada. Contudo, nada impedia de oficializar de vez um circuito, desta vez em verso e
  12. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/287/Cachus-Palomar-Monjolo AS CACHUS DE JUQUITIBA Centro de esportes radicais próximo de Sampa q recebe muitos visitantes nos fds e feriados, Juquitiba é uma região rica em nascentes, rios e riachos, inseridos em meio a muita Mata Atlântica preservada. Como não poderia deixar de ser, seus recursos hídricos resultam numa diversidade de cachoeiras pra tds os gostos, passiveis de serem alcançadas ora de carro, bike e até a pé, com alguma determinação. E aproveitando a recente onda de calor q fomos nos refrescar em duas destas belas quedas dágua, num
  13. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/286/286 TRAVESSIA SAPO - ITAPANHAÚ Altivo e imponente, o Pico do Itapanhaú destoa dos demais gdes maciços do entorno por um único detalhe: além de ser a montanha mais alta da região, seu topo é coroado por uma enorme antena, q por sua vez espeta o céu q se debruça sobre o planalto serrano de Biritiba-Mirim (Mogi das Cruzes). Tb conhecida como Torre do Itapanhaú e com feições similares à Pedra de São Domingos (MG) ou o Morro da Antena (PR), o acesso aos 1080m do seu cume é feito facilmente através duma precária e íngreme estrada de manutenção. Ou
  14. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/284/Estrada-da-Adutora A ESTRADA DA ADUTORA: TRAVESSIA MANOEL FERREIRA - BIRITIBA-MIRIM Nem só de serras escarpadas e íngremes vive o andarilho determinado. Contrastando com seus fundos e abruptos vales, a aparente horizontalidade do planalto q antecipa os gdes desníveis pro litoral tb propicia td sorte de pernadas. Basta apenas saber onde enfiar as caras. Uma delas é a Travessia “Manoel Ferreira-BiritibaMirim”, caminhada semi-selvagem sussa q acompanha parte da espinha dorsal da SP 43 - a “Estrada da Adutora” - no trecho q compreende estas du
  15. menos mal q me dei o trabalho de explicar td detalhado, tin-tin por tin-tin, no relato... ta td lá!
  16. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/283/283 O OVNI DE BIRITIBA-MIRIM Situado no longicuo bairro da Terceira, em Biritiba-Mirim, uma gruta com salão de 50mts quadrados desperta a atenção não apenas por suas características intrínsecas como tb pelo seu nome pitoresco. É a “Gruta do Disco Voador”, uma enorme lapa situada ao sopé duma gigantesca rocha - supostamente com formato de “disco-voador” - q além de possibilitar atividades supostamente “espeleológicas” favorece tb a prática dum rapel negativo de 20m de altura. Lugar desconhecido porém de facílimo acesso, este fds
  17. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/282/282 O RIO CUBATÃO DE CIMA Há tempos q o Nando comentava comigo suas intenções exploratórias dum rio selvagem na Serra do Mar santista q, por algum motivo qq, terminava sempre sendo adiada. Até agora. Como “água mole em pedra dura”, ele finalmente me convenceu em acompanhá-lo numa investida pelos tortuosos meandros do ribeirão Cubatão de Cima. De registros q beiram a nulidade, este generoso curso dágua nasce em São Bernardo (ABC), singra mansamente o planalto pra depois derramar-se furiosamente pela verticalidade escarpada das encostas da Serr
  18. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/281/281 DOBRADINHA SANTISTA: CACHU DO CAETÊ E PRAIA DO GÓES O Rio Caetê é um dos vários cursos dágua q despencam da verdejante muralha da Serra do Mar e rasgam a Área Continental de Santos, justificando seu nome q, em tupi-guarani, significa “mato grande”. Aproveitando uma dica soprada durante a visitação do Rio Cabuçu, localizado paralelamente no mesmos etor, fomos desta vez não apenas conferir este belo ribeirão, como tb nos refrescar numa simpática e pouco conhecida cachoeira. De facílimo acesso e bastante próxima da rod. Rio-Santos, a Cachu C
  19. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/279/279 CIRCUITO PERRENGUEIRO PELO VALE DO PREGUIÇA O Rio dos Macacos é o maior tributário do Rio Mambu, situado entre os municípios de Embu Guaçu e Itanhaém, as margens do Núcleo Curucutu do P E Serra do Mar. Além de suas águas abastecerem a majestuosa Cachu do Funil, o Rio dos Macacos notabiliza-se principalmente por cavar um estreito cânion durante td seu trajeto até sua foz. E foi justamente este imponente desfiladeiro, q atende pelo nome de Vale do Preguiça, q acabamos palmilhando na tentativa de aceder à Cachu do Funil por sua vertente lest
  20. Parabéns, Renato! Otimo e pertinente relato! Bom saber q o centro do país tem gente como vc, determinada a meter as caras pelo belo cerrado goiano, q nao tem a riqueza e exuberancia da Serra do Mar mas tem seu charme e beleza impares. E anote ai: em parceria com o gde Peter Tofte suas empreitadas exploratorias so irao render mais e mais, pois o cara é fera. Infelizmente a unica "trilha" q fiz com o cabra foi do carro pruma cervejada, em Salvador. Mas espero sanar isso em breve (contigo tb) pois pretendo tirar ferias por essas bandas, se td correr certo até lá. Por ser uma regiao meio distante
  21. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/278/Pedra-Branca-de-Araraquara A PEDRA BRANCA DE ARARAQUARA Montanha imponente que se destaca soberana na paisagem de quem trafega pela BR-376, na divisa PR-SC, a Pedra Branca de Araraquara só é comparável ao Corcovado de Ubatuba (SP) e a Pedra do Frade (RJ) em beleza, grandiosidade e proximidade ao mar. Contudo, difere destes picos apenas por ser um maciço desgarrado do planalto e não ter um topo rochoso ou descampado. Ainda assim, as características da conquista dos 1230m de seu escarpado cume são bem similares a estes picos mais notórios. Pern
  22. mas saltitou feito gazela o ultimo trecho do Taquarussu, na volta... como se tivesse pisando em brasas...
  23. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/276/Cachu-do-Quilombinho CIRCUITO PELO RIO QUILOMBINHO Afluente menor do majestuoso Rio Quilombo, o Rio Quilombinho corresponde ao primeiro gde córrego q cruza a “Trilha dos Carvoeiros”, despencando serra abaixo de forma tão imperceptível qto discreta. Negligenciado e até desprezado em prol de outras veredas do entorno, o trajeto deste simpático regato detém uma respeitável queda q não deve me nada as q pontilham a tradicional “Volta na Serra”, e q guarda gde semelhança com outra cachu mais notoria da região, a Pedra Lisa. Falamos da Cachu do Qui
  24. http://jorgebeer.multiply.com/photos/album/272/Travessia-do-Perau-Vermelho TRAVESSIA DO PERAU VERMELHO Em meio a plantações de grãos de perder a vista, a Serra do Cadeado surge como um oásis de natureza encravado em milhares de hectares de lavouras, nas proximidades de Londrina (PR). Refúgio não apenas de vida semi-selvagem mas tb detentora de íngremes escarpas rochosas q abrigam conhecidas vias de escalada, o Cadeado tb guarda em seu setor norte um majestuoso e respeitavel desfiladeiro conhecido como Perau Vermelho. Pois bem, os elevados paredões verticais de arenito deste cânion podem
  25. so faltou o Pico da Ferraria, Luar, Taquapiroca e o Ciri pra completar a serra por inteiro.. bela trip com belos visus.
×
×
  • Criar Novo...