Ir para conteúdo

cotero

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Normal, em se tratando da vento - a falta de qualidade do produto é notória - é problema atrás de problema. Espero que tenha sorte (precisa ter muita sorte) e consiga uma que não apresente defeito. Abs,
  2. Disponha. Espero que você faça uma boa aquisição. Um abraço.
  3. Disponha. Espero que você faça uma boa aquisição. Um abraço.
  4. Da minha experiência com uma vento, e do contato que tivemos até agora. Dizer que uma bota teve o solado rachado por ter sido pouco usada, eu não entendo. Veja, ela não estava estocada esquecida em um depósito, mas era usada quando necessária. Sim, MUITO antiga, 3 anos e meio, contudo o problema apareceu com menos de dois anos, e não foi resolvido na época por indisponibilidade de vocês. Claro, mesmo não tendo um uso pesado, uma bota não deve durar até ficar MUITO antiga.
  5. O meu solado da vento durou menos de 2 anos. Nenhuma outro calçado de qualquer tipo que eu tive, teve um problema de rachadura de solado em tão pouco tempo. De qualquer forma, em https://botasvento.com.br/certificado-de-garantia vocês falam que: " Todo calçado VENTO conta com a Garantia de Fábrica Contra Defeitos de Fabricação. As botas e demais calçados VENTO estão cobertos por essa garantia por um período de SEIS MESES contados a partir da data de compra desde que esses seis meses não ultrapassem 18 meses a contar da data de fabricação do produto. Por isso, antes de comprar, verif
  6. Sim, recebi exatamente essa resposta. O que prova que o problema ocorreu com um ano e 10 meses, e não com três anos e meio, como você alegou. E segue a mensagem que eu postei no SAC e originou a resposta: Mensagem: "Comprei uma bota Finisterre Nomade em setembro de 2014 e tenho a nota fiscal. A bota teve o seu solado rasgado no meio o que não foi provocado por desgate em função de uso. Gostaria de saber sobre a garantia, já que fui informado que era vitalícia para defeitos de fabricação, o que me parece ser o caso. Como devo proceder? Desde já agradeço, " Perceba que i
  7. Olá, Cezila, tudo bem Sobre a Aventura & Cia eu não posso opinar pois nunca comprei nada lá. Sobre a vento finisterre, tive uma e a experiência não foi boa, como você deve ter visto. O solado rachou ao meio. Vi vários relatos de pessoas que tiveram problemas semelhantes, e não aconselho. É fundamental ter confiança numa bota para ela não te deixar na mão quando você mais precisa dela, e as da vento não me inspiram confiança nenhuma. Acho que um bom ponto pra avaliar antes de comprar qualquer produto é o tempo de garantia, quanto maior melhor, pois indica que o índice de problem
  8. Perfeito. Só citei como o pneu com exemplo, afinal são os "calçados dos automóveis". E o prazo de validade são de cinco anos, o que é bem mais razoável e trazem instruções para rodízio para que os pneus sofram desgastes iguais, tem maior tempo de vida etc... O que estranho nas botas ventos é esse prazo de 1 ano e meio pós fabricação e receber essa justificativa do SAC: "na analise das fotos o solado não apresenta muito desgaste, deduzimos que o uso da mesma não deve ocorrer com muita frequência e talvez isto pode ter sido o motivo,". Mas, vida que segue...
  9. A questão é quanto tempo dura um solado. Segundo a vento, um ano e meio apenas. Acho muito pouco tempo. Um pneu de carro dura bem mais que isso!!!! Imagina o perigo se um pneu rachasse no meio de uma estrada.... Isso porque você comprou ele de um estoque antigo ou porque está usando no seu carro há mais de um ano e meio? PS. pneus tem registrado a data de fabricação na carcaça, mas seu tempo de vida é medido por kilometragem - rodar desgasta o pneu e faz com que seja necessário trocá-los. Não é incomum ver carros usados com baixa kilometragem que ainda estão com os pneus originais em
  10. Caro Fabiomon, Se você viu a nossa troca de email. Você certamente viu que eu entrei em contato a primeira vez sobre o problema em julho de 2016 quando detectei o problema. A bota foi adquirida em setembro de 2014 e o primeiro contato ocorreu 1 ano e oito meses da compra ter sido feita. Na ocasião desta primeira toca de e-mails iniciais, fui informado que a fábrica passava por mudanças e que o serviço de ressola estava temporariamente indisponível. Me pediram para entrar em contato 5 meses depois. Demorei mais que isso, aproximadamente um ano e meio, para entrar em contato novamente, o
  11. Caros, Deixo aqui o meu relato sobre a péssima qualidade das botas vento. Adquiri uma bota modelo Finisterre que com menos de dois anos de uso teve o seu solado totalmente rachado ao meio. Entrei em contato com o SAC e fui informado que nada poderiam fazer, afinal a garantia é de seis meses e/ou 18 meses após a data de fabricação. A bota foi muito pouco usada, como pode se perceber pelo estado do solado nas imagens. A própria vento destacou esse ponto na análise, mas segundo eles essa foi a causa do problema. Ou seja, ao contrário de qualquer outra bota, esta bota se danifica sem us
×
×
  • Criar Novo...