Ir para conteúdo

LeoRJ

Membros de Honra
  • Total de itens

    3.273
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    3

LeoRJ venceu a última vez em Setembro 26

LeoRJ tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

35 Excelente

3 Seguidores

Sobre LeoRJ

  • Data de Nascimento Maio 5

Outras informações

Últimos Visitantes

2.108 visualizações
  1. Penso o mesmo que o Fabiano. Villa La Angostura é muito buscada para viagens de verão de famílias argentinas, mas como turismo internacional é meio que um local de passagem, pra conhecer e seguir para algo mais interessante.
  2. Faz frio sim Martin. Na primeira vez que fui no altiplano desértico, que fica após o Salar de Uyuni, pela manhã chegou a fazer -31ºc mês de agosto.
  3. Olá Sávio, nenhum dos dois fabricantes citados são bons na confecção de botas. Se você estiver vindo ao Chile, seria muito mais interessante deixar pra comprar a bota por aqui, pois haverá várias opções e preços. Te passo o link de algumas lojas de Santiago para você ver os preços: https://sherpalife.cl/ https://tatoo.ws/cl/home https://www.lacumbreonline.cl/ Quase todas as marcas vendidas nessas lojas são excelentes, com destaque para La Sportiva, Lowa, Salewa, Zamberlan e Asolo. Cuidado com a diferença de botas para trekking e botas de montanha, já que
  4. Olá. Sim CNH brasileira. Tendo somente de carro eles geralmente alugam igual. Sim, exigem RG ou passaporte e também a CNH.
  5. Uma honra receber seu elogio. Sim, com o tema do covid19 as coisas mudam um pouco, mas acredito que de agosto em diante já tenha baixado a curva de infecção e as pessoas já estejam voltando a normalidade. Aqui no Chile a previsão de baixa seria inicio de junho, mas de qualquer forma, não seria aconselhável arriscar. Sobre Bariloche... Como a CVC e outras empresas estão encerrando suas atividades sem prazo definido, Bariloche estará bem mais interessante, pois o que complica aquela cidade é justamente o turismo em massa. Quando você decidir o roteiro, publica e te envio algumas
  6. Junho ainda é baixa temporada, mas o legal é que já tem muita neve, tanto em Pucón como Bariloche. O clima aqui é meio complicado, pois você pode pegar uma semana de sol, mas pode pegar uma de chuva também. O clima muda muito rápido e muitas vezes em minutos tudo muda. De verdade eu prefiro San Martín de Los Andes a Puerto Varas, mas é uma opinião muito pessoal. Quanto a chuva, em todos esses locais há muito o que fazer mesmo chovendo, e alguns passeios, como rios, cachoeiras e rafting são até mais bonitos com chuva, sem falar que quando chove neva nas parte altas.
  7. O transfer se contrata no momento do desembarque, já que essa empresa não trabalha com reservas.
  8. Eu moro em Pucón. O vulcão Villarrica é o mais monitorado do país, por isso a equipe técnica sempre o está colocando em alerta, mas os visitantes não tem muito o que se preocupar, pois a gigante maioria dos alertas não deixam a subida do mesmo ou a cidade inoperativas. Eu vivo aqui a mais de oito anos e somente uma vez o alerta foi real e de nível máximo, uma erupção que foi a coisa mais bonita que já vi na vida. Então, venham conhecer a cidade, que realmente é muito linda.
  9. Oi Claudia, sim estive muitas vezes em junho. Faz frio sim, e a noite muitas vezes pode ficar com temperatura até negativa, mas varia de ano pra ano. Eu vivo perto de Bariloche, e aqui faz mais frio que La Paz, principalmente poque em La Paz não venta. Outro ponto é que você pode deixar pra comprar roupas lá, conforme sua necessidade. Há varias lojas de roupas de montanha e também lojas mais econômicas onde os preços são infinitamente mais baratos que no Brasil.
  10. Pior que estou meio por fora desse lance de trabalho. Quando é voluntariado é fácil, mas contratação é mais difícil. Caso seja voluntariado, me avisa e eu lanço você no grupo da associação hoteleira que temos.
  11. Um bom ponto. É realmente indicado alugar as cadenas, de preferência junto com o veículo. Muito importante também é ver vídeos de como instalar no veículo. No YouTube se pode encontrar fácilmente. Freio de mão... Sim congela, mas depende muito do local e do carro. Os mais econômicos congelam e é melhor não deixá-lo acionado.
  12. Esses pasos internacionais são habilitados para todo o ano, possuem as máquinas para limpar as pistas sempre que neva e nos últimos anos dificilmente ficam fechados por nevascas. O paso Mamuil Malal (Pucón - Junín de Los Andes) não é ruim, está asfaltado por completo no lado chileno e possui só uns 25km em rípio do lado argentino. Já passei por lá de moto e carro varias vezes no inverno e é muito difícil ter neve na pista. Essa foto é no inverno, início da noite e com temperatura abaixo de zero. Pode perceber que a pista fica sem neve alguma: O paso Cardenal Samoré (Os
  13. Oi Grilo, vamos começar pelo ponto mais crítico, que seria o aluguel do carro, tendo em vista o trâmite aduaneiro de saída temporal do veículo. É imprescindível alugar o carro com antecedência e avisar ao rent a car que você deseja utilizá-lo para ir até a Argentina. Eles terão que emitir uma documentação para que o veículo possa cruzar a fronteira. Caso queira ir de bus, será mais simples, mas não tão bonito e bem mais demorado também. Sobre as cidades... Embora seja muito subjetivo, vou te passar a minha opinião pessoal, tendo em vista que já fui nelas muitas vezes e em dive
  14. Bolívia é um país extremamente seguro se formos comparar com o Brasil. Eu já estive lá mais de 20 vezes e passei muito tempo no país, nunca aconteceu nada comigo, nem com pessoas ao meu lado. E olha que costumo andar pra todos os lados por lá. Bloqueios sim é comum, mas nada que não tenha como contornar. Eu já peguei vários, viajando de moto e carro, mas sempre há uma alternativa para furar qualquer bloqueio. Peru e Bolívia isso é bem comum.
×
×
  • Criar Novo...