Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

321321

Membros
  • Total de itens

    15
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Versailles não precisa contar separado de Paris, fica a 45 minutos de metrô do centro de Paris, dependendo de onde você esteja hospedado em Paris, é mais rápido chegar em Versailles do que em Montmartre ou Torre Eiffel. Então visitar Versailles é um dos passeios que você faz em Paris, pessoas que acabam não gostando muito de Versailles acabem estando de volta a Paris logo depois do almoço, mas pessoas que gostam muito, acabam passando o dia todo em Versailles voltando só a noitinha. O mesmo dá para aplicar em Bruges, fica a 1h de trem de Bruxelas e tem trem a cada meia-hora, então a maioria das pessoas simplesmente pega o trem de manhã e volta noitinha para Bruxelas. De todos estes locais, os mais complicados e com pouco tempo na minha opinião seriam Viena e Roma, ainda mais levando em conta que você vai ter que pegar um avião para sair de Viena e para chegar e sair de Roma, e pegar avião sempre é demorado e complicado, os aeroportos ficam super longe, você tem que chegar 2 horas antes no aeroporto, o tempo de voo, no destino demora para desembarcar, retirar bagagem, ir até o centro que é super longe, etc... Quando você viu, se foi metade ou mais de um dia. Então pessoalmente eu tiraria Viena desta viagem, passaria 1 dia para Roma e o outro você pode escolher entre Praga, Amsterdam ou Bruxelas (para incluir uma ida a Ghent por exemplo)
  2. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Então, o risco de comprar na hora é você ficar sem lugar no trem, alem de ser mais caro. Nos trens de alta-velocidade, que fazem o trecho em 2h 21m só se viaja se tiver assento para sentar, não dá para viajar em pé como nos trens regionais e lentos que levam 5 horas para fazer o trecho. O que significa que se o trem de alta-velocidade estiver lotado, você não viaja nele, tem que comprar no próximo que tiver assentos vagos. Sem contar que comprando na hora a passagem no trem de alta-velocidade vai custar uns 150 Zloty, comprando uns 30 ou 60 dias antes, a passagem no mesmo trem custa a partir de 55 Zloty. Este é o grande problema de seguir para uma outra cidade no dia de chegada, se o voo atrasar na chegada e você tiver comprado o trem/ônibus num horário muito próximo, você perde o trem e o dinheiro e tem que pagar cara para novas passagens lá na hora. Mas se você comprar o trem com muita folga e o voo chegar na hora certa, você fica lá morrendo de tédio esperando o horário do trem, pois geralmente não dá para sair e fazer muita coisa.. Então pessoalmente eu sugiro sempre que possível ficar na cidade de chegada no começo da viagem, para não ter que esquentar a cabeça com isto. Mas se vocês resolverem seguir para Cracóvia no mesmo dia, e realmente comprarem o voo com a TAP, o voo de vocês deve chegar em Varsóvia lá pelas 14:30 ou 13:00, eu compraria passagem no trem das 18:50 ou 19:50, assim tem bastante tempo de folga para atrasos. E se atrasar mais que isto, paciência, fazer o que... Se o trem estiver muito caro na hora, consulte os preços do ônibus na Flixbus, e avise o seu hotel em Cracóvia que você não vai chegar a tempo para o check-in, mas que é para manter a sua reserva para os dias seguintes. E se o voo chegar na hora, e vocês tiverem muito tempo para matar, vá até a Estação Centralna (de onde saem os trens para Cracóvia) e aproveite para tirar umas fotos do "Palace of Culture and Science" um prédio icônico de Varsóvia e que fica literalmente do lado da estação de trem. E claro, aproveite para almoçar ou comer algo na estação, que é quase um shoping, pois vocês estarão morrendo de fome.
  3. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Entendi... Esta é exatamente a mesma descrição que lê na internet sobre Amsterdam, Paris, New York, Barcelona, Praga, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Curitiba... Você não deve focar demais nestes pontos negativos, pois quanto mais você focar e procurar mais coisa negativa você acha a respeito, e acaba esquecendo completamente dos pontos positivos, que geralmente são muito superiores a estes pontos negativos, geralmente presentes e relatados por somente meia-duzia de blog que só reclamam de tudo, o que tiveram uma experiência ruim. Mas se vocês não se sentiram animados com a cidade, sem problema. Mas o problema do álcool barato é um problema que afeta várias cidades na Europa, principalmente no leste Europeu, Budapeste, Varsóvia e Cracóvia são alguns dos locais mais afetados por este problema, pois como as bebidas alcoólicas são baratas nestes países, se desenvolveu uma verdadeiro turismo de bebedeira nestas cidades, onde é comum você ver gente caindo de bêbadas pelas ruas, e vomitando em qualquer local principalmente de manhã cedo nos finais de semana, depois das noitadas nas casas noturnas. Amsterdam, Barcelona, Mayorca, Ibiza, Santorino, Mykonos, algumas cidades do litoral Croata, Berlin também tem sofrido com o mesmo problema, e já subiram os impostos e preços das bebidas alcoólicas, mas sem muito efeito por enquanto. Mas geralmente não costuma ser algo que atrapalhe a visita.
  4. 321321

    Será que fui banida?

    Você não pode reclamar de o agente ter sido grosso com você, afinal de contas você estava lá cometendo uma infração e consciente de que estava fazendo algo ilegal, era o mínimo que você deveria esperar, isto é assim no mundo inteiro, quem não faz nada de ilegal, costuma ser bem tratado. Quando você fica irregular a Europa e resolve sair, pode acontecer o seguinte: - O agente simplesmente deixar você ir embora sem falar e registrar nada, uma vez está indo embora mesmo; - Lhe dar aquela senhora bronca, mas deixar que você vá embora, sem penalidades, só registra você na lista de pessoas que não são bem vindas. - Ele também pode lhe aplicar uma multa que varia de país para país e depende do tempo que você ficou ilegal. - E por fim, também pode ser aberto um processo de expulsão, que geralmente corre a sua revelia se você não constituir um advogado para cuidar do seu caso, e que caso condenada, pode ter como penalidade a expulsão por 5 ou 10 anos. Na verdade a regra e legislação que deveria ser aplicada caso eles seguissem a lei ao pé da letra seria: multa e expulsão por 3 a 10 anos para todo mundo que fica ilegal, mas as vezes eles fazem "vista grossa" e deixam ir embora sem maiores consequências. Esta regra e legislação existe em todos os país, e outros países costumam inclusive ser mais rígidos que Portugal. Que eu saiba, acho que você só consegue saber se a multa foi registrada e se tem um processo correndo contra você diretamente e pessoalmente lá na SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) de Portugal, ou seja, você teria que contratar um advogado português para tentar descobrir como ficou a sua situação, pois parece que eles não fornecem informações por telefone ou e-mail.
  5. 321321

    Itália 18 dias - abril 2019

    Você pode deixar muita coisa comprada e agendada, como por exemplo as passagens entre as cidades que serão a sua base, as reservas dos hotéis. Mas deixe um pouquinho de liberdade na programação do dia a dia, se não acaba virando só uma grande lista de obrigações, com um monte de locais para você "checar" na sua listinha de obrigações. Das cidades que você vai passar, as atrações onde realmente precisa comprar ingresso antecipado são a Galeria Borghese em Roma, e o museu onde é exibido o quadro a "Última Ceia" de Da Vinci em Milão, são locais que tem número de visitantes bem limitado e esgotam semanas antes. Outros locais que eu pensaria na possibilidade de comprar antecipado seriam a Galeria Uffizi em Florença e o museu do Vaticano, que as vezes tem filas de 2h, mas também não é obrigatório. Os demais, eu deixaria tudo para definir lá na hora, até mesmo o Coliseu que tem fila grande. Pois tem um "truque" que permite furar a fila, como o ingresso é um combo que vale no Coliseu, Palatino e Fórum, você pode ir na bilheteria do Palatino, que fica a 300 metros do Coliseu e que quase sempre está deserta, e comprar e começar a sua visita por lá, e quando você chegar no Coliseu, é só ir direto para a fila do raio-x, evitando a fila da bilheteria do Coliseu que sempre é grande. Um local que tem filas enormes e demoradas é a Basílica de São Pedro, principalmente nos dias em que tem missa com o Papa, mas não tem muito o que fazer, pois não vendem ingresso. Então o negócio para entrar na basílica sem enfrentar muita fila é acordar cedo, e chegar no Vaticano antes das 08:00 da manhã. Ou melhor tem sim como comprar ingresso, você pode comprar um tour guiado pelo Museu do Vaticano e no final do tour você entra na basílica por uma porta lateral, mas custa 3x mais que o ingresso normal do museu, e você tem que ficar colado no seu grupo, se não você não entra na basílica e tem que entrar na fila de todo mundo.
  6. Um casal de amigos meu foi para lá em Janeiro de 2014 ou 2015, não lembro direito, e ficaram ilhados em Aguas Calientes por 6 dias, pois as chuvas destruíram todos os acessos a cidade, levou 6 dias para eles conseguirem reabrir os acessos e pessoal poder ir embora. Então viajando nesta época do ano, esteja preparada para a possibilidade de este tipo de coisa acontecer. E geralmente o acesso via Hidreletrica fica fechado por alguns dias nesta época do ano, principalmente nos dias de chuva forte, pois poucos querem se arriscar naquela estrada que fica bem perigosa em épocas de chuvas intensas.
  7. 321321

    Itália 18 dias - abril 2019

    Imagine a seguinte cena: Você comprou ingresso para os museus Galeria Uffizi e Accademia em Florença para o dia 12 e passagens para Pisa / Lucca no dia 13. Aí quando você chega lá em Florença, o dia 12 é um lindo dia de sol, mas você programou passar o dia inteiro enfurnada dentro de museus sem ver a claridade do dia. E no dia 13, quando você tem passagem comprada para Pisa e Lucca, onde tudo é ao ar livre, você tem o azar de ser um dia meio frio e chuvoso, com temperaturas na casa dos 10ºC, tudo nublado e chuviscando. Dias assim são relativamente comuns em Abril mesmo na Itália. Ai como você está com tudo engessado, não tem jeito, ou você encarra o frio e chuva e vai nos dias marcados, ou perde o dinheiro gasto nos ingressos e compra novos lá na hora. A mesma lógica se aplica a Pompéia, onde absolutamente tudo é ao ar livre, e visitar Pompeia num dia meio frio e chuvoso é horrível. A mesma coisa com o Coliseu/Fórum/Palatino, são locais com muita coisa ao ar livre, e o ingresso que você compra é um combo que vale para os três, ai novamente você pode acabar "enfurnada" no museu do Vaticano e Basílica de São Pedro no único dia de sol da sua viagem, e ter que encarrar Pompeia e Coliseu/Fórum num dia frio e chuvoso. E o seu roteiro está relativamente folgado, perder 30 ou 40 minutos minutos numa fila não seria um grande problema considerando o benefício que isto lhe traria. Morando em Salvador, não sei se você está acostumada ou já vivenciou dias com temperaturas na casa dos 10ºC ou 15ºC, com vento e chuva? Um dia destes é horrível, mesmo bem agasalhado, depois de 30 ou 40 minutos na rua, ou ao ar livre, você vai estar desesperada para entrar em um local abrigado do frio, vento e chuva. Então eu sempre sugiro comprar antecipado somente aqueles ingressos das atrações que realmente são necessários, e deixar o resto meio em aberto, para decidir lá na hora o que fazer, este é o grande "segredo" para uma viagem prazerosa e boa em períodos e locais onde pode fazer frio. Alem do fato que comprando ingressos antecipado geralmente acaba sendo mais caro, pois na maioria dos locais você paga uma taxa de serviço adicional de 1 ou 2 Euros por comprar na internet e claro os 6.38% de IOF do cartão de crédito. Comprando na hora e pagando com dinheiro vivo, você geralmente não paga a taxa de serviço da internet e o IOF da moeda em espécie é menor que no cartão.
  8. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Fiquei um pouco curioso a respeito do que você viu a respeito de Budapeste.... Budapeste não é nenhuma "Londres" em termos de organização e limpeza, mas pessoalmente eu achei a cidade mais organizada e limpa que a maior parte das cidades que já visitei Itália, Espanha, Portugal, Paris, Amsterdam...
  9. 321321

    ROTA EUROPA? (HELP)

    Sugestão de roteiro: Brasil > Londres: Avião Londres > Paris > Bruxelas > Amsterdam > Berlin: Tudo de trem Berlin > Viena: Avião Viena > Veneza > Roma: Trem Roma > Barcelona: Avião Barcelona > Madrid: Trem Madrid > Brasil : Avião. O problema é que tem muito local, alguns deles muito longe um dos outros. E toda vez que você troca de cidade, você perde na melhor das hipóteses metade de um um dia contando desde o momento em que você começa a fazer as malas na cidade A, até o momento em que finalmente larga elas no quarto do hotel da cidade B, e isto se o horário que você conseguir comprar ajudar, se o horário do voo ou trem não ajudar muito, facilmente você perde praticamente o dia inteiro em função de ir de uma cidade para a outra. O que eu quero dizer com isto, é que descontando o dia da chegada e o da volta, que geralmente são dias meio perdidos onde não dá para fazer muita coisa, e descontando o tempo gasto nos deslocamentos entre as cidades, em alguns locais não vai sobrar quase nada de tempo livre para você conhecer algo. Os locais mais problemáticos neste sentido seriam Amsterdam, Viena, Veneza e Madrid. Eu pensaria seriamente em tirar Viena deste roteiro, é o local mais complicado e fora de mão do seu roteiro, pegando um voo direto de Berlin para Veneza, e dividindo estes dias de Viena entre Veneza e Amsterdam, 1 dia para cada. Desta forma acredito que seria um roteiro minimamente viável, onde você não gaste uma fortuna com passagens, hotel e alimentação, mas não tenha tempo de ver nada direito em muitos locais.
  10. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Sem problema. Você viu as passagens na Tap não foi? Você reparou que vocês terão que pegar um hotel para dormir em Lisboa na ida e na volta?
  11. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Você já viu os preços das passagens para Varsóvia? Numa pesquisa rápida aqui, nas datas que você falou as passagens saindo de SP para Varsóvia estão custando R$ 4.500 por pessoa, o que já dá 9 a 10 mil só de passagens. E pode ser muito mais caro se você estiver saindo de outra cidade. Cada um faz o que achar melhor com o seu dinheiro, mas será que vale a pena você gastar todo este dinheiro para ficar mal e mal uma semana e ainda ir a um lugar que nem é tão legal assim? Você chegou realmente a conferir os preços em Varsóvia, Praga e Budapeste ou foi só na conversa dos outros? Por que numa olhada rápida aqui, achei os custos muito parecidos entre as 3... Pessoalmente eu não acho que este seja um momento muito adequado para se viajar a Europa, ainda mais quando se está com orçamento meio apertado, as passagens estão super caras, o Real está muito desvalorizado, o clima político e econômico do Brasil está muito instável. Talvez seja o momento de você guardar dinheiro e adiar um pouco a viagem, esperando uma melhora nas condições, e permitir que você junte mais dinheiro e faça uma viagem melhor alguns meses depois... Mas em fim, é só minha opinião, se vocês querem ir de qualquer jeito agora, sem problema, eu só acho que viajar a qualquer custo sempre é uma idéia ruim, já adiei muita viagem por que as condições não eram as melhores naquele momento, para depois fazer uma viagem muito melhor no ano seguinte...
  12. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Gosto é gosto e cada pessoa tem as suas preferências pessoais, mas pessoalmente eu acho que é muito empenho e muito dinheiro gasto com passagens super caras para Varsóvia, um lugar que nem é tão interessante assim em termos turísticos. Depende dos interesses pessoais de cada pessoa, mas nas duas vezes que fui a Varsóvia fiquei só 1 dia, e senti nas duas vezes que dá para ver praticamente todas as atrações turísticas em um dia e sobra tempo. Em compensação, Cracóvia é bem mais interessante e tem muito mais coisa para ver e fazer. Só a visita a Auschwitz consome um dia inteiro entre ir, voltar e visitar o campo de concentração, a visita as Minas de Sal consome metade de um dia, e tem todo o centro histórico, o castelo, a fabrica de Schindler, etc, que facilmente preenchem outros 1 ou 2 dias... Então na minha opinião, se vocês forem gastar uma pequena fortuna em passagens indo para a Europa, pois as passagens andam super caras ultimamente, visitem um lugar mais interessante que Varsóvia, para fazer valer o dinheiro das passagens caras e o pouco tempo de viagem. Sugestão, tente combinar Cracóvia com Praga ou Budapeste, são cidades infinitamente mais interessantes que Varsóvia para um turista, e não são tão mais caras assim que Varsóvia.
  13. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    Isto vai depender do horário do seu voo. Se vocês conseguirem um voo que saia a noite de Varsóvia, o que eu acho bem improvável, até daria para voltar a Varsóvia na manhã do último dia, o que daria bastante margem de segurança para atrasos. Mas como muito provavelmente o voo de vocês vai sair de manhã ou logo no começo da tarde, acho que teria que voltar a Varsóvia na noite anterior mesmo, pois deixando para voltar no último dia em cima da hora, qualquer problema no trem/ônibus faria vocês perderem o voo, e vocês não teriam tempo suficiente para tentar chegar em Varsóvia a tempo por outro meio.
  14. 321321

    Varsovia/Cracovia com bate volta em Auschwitz

    As passagens de trem agora precisam ser compradas antecipadamente, então é só você pegar um horário e preço que lhe agrade. Realmente os trens mais baratos levam 5 horas para fazer o trecho entre Varsóvia e Cracóvia, o mesmo tempo que levaria indo de ônibus, os trens mais rápidos e mais caros fazem o mesmo trecho em 2h20, é o preço da velocidade. Passagens de trem: https://www.intercity.pl/en/ Passagem de ônibus: www.flixbus.com Sim com certeza ônibus é a melhor opção. O trem tem poucos horários, e a estação é muito longe do campo de concentração. A melhor opção é ir com o ônibus da Lajkonik, que vai para literalmente na porta de Auschwitz/Oeswiecim A passagem para Oeswiecim dá para comprar lá na hora, pois tem bastante horário durante o dia, mas é bom evitar chegar em cima da hora e não conseguir lugar no ônibus... Consulta dos horários: https://www.lajkonikbus.pl/rozk-ad-jazdy.html É bom reservar o tour guiado de Auschwitz antecipadamente, pois sem tour guiado, você só pode entrar depois das 16:00, o que deixa tudo muito corrido e apertado para conseguir voltar a Cracóvia, e se deixar para reservar o tour em cima da hora, frequentemente está esgotado. Cracóvia é relativamente pequena, você tem que ficar num lugar ruim e muito afastado para precisar usar transporte público. Em Varsóvia os bondes e ônibus tem máquinas amarelas como estas abaixo, é só inserir o ticket no lugar apropriado e esperar a máquina imprimir a hora no verso do ticket.
×