Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Estradasporaí

Membros
  • Total de itens

    45
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

14 Boa

Sobre Estradasporaí

  • Data de Nascimento 15-08-1994

Outras informações

  • Próximo Destino
    Nordeste Brasileiro
  • Meus Relatos de viagem
    https://www.mochileiros.com/topic/77441-rj-x-uruguai-argentina-de-carro-7000-kms-jul2018/
  • Meu Blog

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Um dos pedágios argentinos De volta ao Uruguai, fronteira em Gualeguaychu-ARG, rumo a Rivera. Muita chuva na estrada. Floralis Genérica, Buenos Aires-ARG.
  2. No nosso caso foi ao contrário, conseguimos uma suíte por R$50,00 a diária pelo airbnb no centro de Ouro Preto. Já em São João Del Rei tem poucas opções de hospedagem, nós pagamos R$149,00 pelo Airbnb tbm por um apartamento completo.
  3. Eu fui em julho, peguei cotação de R$1,00 p 8 pesos uruguaios. Gasolina saiu em torno de R$6,85 e os postos são tabelados. A dica é vc ter um galao de uns 20 litros e encher no Brasil e deixar dentro do carro escondido. Quando tiver no Uruguai, joga no tanque, pra evitar abastecer lá. O Uruguai é um país pequeno, dependendo da autonomia do carro da pra ir e voltar com esse esquema do galão sem precisar abastecer lá. Os pedagios foram em torno de R$10,00.
  4. Muito bom!!! Perrengue faz parte! Parabens!
  5. Muuuito show! Os perrengues fazem parte do show kkk. Soh faltaram as fotos!!! Posta ai..
  6. @Rosischau Ola, as tres cidades sao proximas. Ja fizemos esse trajeto, indo do Rj mesmo. No nosso caso ficou Sao Joao Del Rei - Ouro Preto - Tiradentes. O unico local que nao pernoitamos e foi so bate volta foi Tiradentes. Mas me arrependo um pouco, aconselho a passar pelo menos uma noite la. Tem um trem que sai de Tiradentes ou Ouro Preto, nao me recordo agora, estilo Maria Fumaca e vai ate a cidade de Mariana. Mas tem o dia certo, procure saber, vale a pena! Qualquer duvida, estou a disposicao.
  7. Dia 17 e 18: Canoas/RS - Curitiba/PR - Rio de Janeiro/RJ A viagem estava chegando ao fim. Em Canoas paramos em uma padaria e compramos salgadinhos fritos para pegar a estrada. Nesse dia eu disse que iria dirigir ate onde desse, nao tinha nada reservado, so queria chegar em casa o mais rapido o possivel. Nossas paradas para abastecer o gnv aconteciam sempre a cada 130 km+/-, entao ja aproveitavamos para esticar as pernas etc. Por volta das 14h paramos em Criciuma para almocar no Spoleto. Saudades de comida de verdade. Depois disso, tocamos ate Curitiba e paramos para um pernoite no GRAAU na Regis Bittencourt. Estava muito cansado, nao dava mais. So puxamos o banco para tras e dormimos ali mesmo no estacionamento. Queriamos passar por essa experiencia tambem, pois nossa ideia eh adquirir uma barraca de teto e viajar sem limitar os pontos de parada. Foi tranquilo, havia varios carros estacionados e gente descansando. O GRAAu conta com posto de combustivel e boa estrutra de banheiros e alimentacao. Amanheceu e pegamos a estrada novamente. Logo, ja estavamos em SP e depois de varios pedagios (os mais caros da viagem), chegamos a cidade maravilhosa!! Apesar de tudo, que saudade do meu RIO!!! Foi uma viagem de erros e acertos. A gente erra pra aprender. Espero que na proxima tenhamos mais acertos a erros. O que fica sao as experiencias e as lembrancas dos lugares e pessoas maravilhosas que tivemos o prazer de encontrar pelo caminho. Ate a proxima!
  8. Dia 16: Rivera/URU - Canoas/RS A anfitria preparou para nos um cafe maravilhoso e saimos bem alimentados para retornar ao Brasil. Esse foi mais um dia de perrengue. Paramos no shopping Sineriz para algumas compras e logo ja estavamos novamente em estradas brasileiras. Somente apos mais de 100 kms Brasil a dentro, nos demos conta que nao haviamos passado por nenhuma aduana ou fronteira para tramites de saida do Uruguai e entrada no Brasil. Ai comecou o desespero: O que faremos agora?? Seguimos viagem ou voltamos? Entrei em contato com a Policia Federal de Porto Alegre e fui orientado a voltar e procurar o local para realizar os tramites. Ok, voltamos mais 100kms. Nao havia placa nem nada informando na pista. As fronteiras que passamos antes nos obrigavam a parar, nao tinha como ir de um pais para o outro sem passar por elas. Retornamos a Rivera.. Depois de muitas informacoes desencontradas, uma verdadeira: o tramite era feito dentro do shopping Sineriz!!!!! Onde estavamos horas antes.. Saida no Uruguai, entrada no Brasil, guiches proximos e ja estava tudo resolvido. Questionei ao policial o que aconteceria se nao tivessemos retornado, ele respondeu que da proxima vez que visitassemos o Uruguai, pagariamos multa de 1200 pesos uruguaios cada. Saimos de Rivera e paramos em um posto BR em Santana do Livramento para abastecer. O cartao nao passou!!! Havia utilizado o cartao horas antes no mesmo posto. Dessa vez nao funcionou por nada! Nenhum dos meus cartoes. Provavelmente a maquina estava com defeito. Deixei o carro la como "garantia" que voltariamos e fui ate um supermercado para sacar o dinheiro. Era o unico caixa 24h que tinha na cidade!!! So faltava nao estar em funcionamento. Mas deu tudo certo. Fiz o saque, ja comprei algumas coisas para enganar o estomago e tocamos viagem ate Canoas. Chegamos so para banho e cama.
  9. Estradasporaí

    Adaptador GNV (Argentina e Chile)

    Boa tarde. Acredito que somente nos proprios paises, aqui no Brasil muito dificil. Eu encontrei na Argentina em julho desse ano por 500 pesos argentino, nao instalei pq estava com pressa e o instalador nao me garantiu que fosse dar certo. Aconselho a colocar uma valvula externa, a chance de dar certo eh maior. Tem um posto na provincia de Entre Rios, Argentina, que consegue abastecer gnc em carro brasileiro.
  10. Aí vai mais um conselho: Pesquise as estradas antes de qualquer coisa. Essa ruta 26 não recomendo para ninguém.
  11. Dia 15: Buenos Aires/ARG - Rivera/URU Dia de iniciar a volta pra casa. Confesso que ficamos um pouco decepcionados com BA. Talvez seja logo pela experiência negativa que tivemos inicialmente. Mas também não gostamos de grandes centros, somos adeptos de locais isolados, fazendas, passeios em meio à natureza etc. Enfim.. Acordamos cedo, fizemos o check-out e já fomos até o estacionamento buscar o carro. Foi o mais em conta que encontramos, 160 pesos a diária. No caminho ainda comprei alguns alfajores. Vi pelo mapa que no caminho passaríamos pelo monumento Floralis, paramos e tiramos algumas fotos, pena que a chuva tava intensa. De lá pesquisei no GPS alguma oficina de gnv, pois nossa intenção inicial seria abastecer também com gás natural na Argentina, o preço é bem baixo se comparado ao Brasil. Fomos até a oficina, porém o instalador nos explicou que o bico de abastecimento é diferente e para fazer a adaptação talvez não fosse dar certo, teria que desmontar o sistema do meu carro etc. Como estávamos com pressa e só seria o caminho de volta até o Uruguai e depois Brasil, decidimos não arriscar. Mas o "pico" de abastecimento gnc Argentino custava 500 pesos. Pra quem for cruzar todo o país até o Ushuaia, acho que vale a pena colocar uma válvula externa Argentina, que aí não precisa mexer no sistema original na frente do carro.. Só um conselho. Pegamos a estrada com chuva e assim foi até a fronteira com o Uruguai. Depois que adentramos novamente ao território Uruguaio, o GPS do Google maps nos indicou a ruta 26 que passa por tacuarembo e chega até Rivera. Infelizmente não pesquisei as condições das estradas antes e essa ruta estava bem ruim, quase intransitável, buracos gigantes por um longo trecho e zero iluminação. A noite caiu e só pedi a Deus que nos guardasse e que o carro resistisse àquelas crateras. Chegamos em Rivera depois de um longo tempo além do esperado e foi só o tempo de tomar um banho e dormir.
  12. Dia 14: Passeios em Buenos Aires. Pedimos para a anfitriã do nosso apt o cartão sube. Um cartão que vc recarrega e consegue utilizar em ônibus e metrô para vários destinos. Nosso carro ficou os três dias no estacionamento, só pegamos para cair na estrada de volta. O trânsito em Buenos Aires é muito intenso, lembra muito o centro do RJ, preferimos utilizar o transporte público para grandes deslocamentos, já que estávamos bem localizados próximo ao Obelisco. Saímos por volta de 10h do apt e já procuramos um local para fazer a recarga. Feita a recarga, pegamos o ônibus para El Caminito. Era o sonho de Laryssa conhecer. Tiramos muitas fotos e compramos algumas lembrancinhas, nessa hora vale a pesquisa de preços, pois várias lojinhas vendem praticamente a mesma coisa, porém há diferença de preços. No local também há muitas dançarinas de tango que se oferecem para tirar fotos.. Na hora não falam nada a respeito do preço, dps que o pessoal aceita, elas cobram R$20,00 kkk. Saímos do Caminito e fomos direto no La Boca, nem entramos pois estava um pouco caro para o nosso orçamento a visitação. Tiramos fotos (com a camisa do Brasil) na estátua do Messi, Maradona, Riquelme, Tevez.. Vivendo perigosamente! Rsrsrs. Pegamos o ônibus de volta e já descemos na Plaza de Mayo, chovia um pouco no local e foi ruim para tirar fotos. Mesmo assim fizemos alguns cliques em frente a Casa Rosada. Fomos caminhando até o bairro Puerto Madero, um bairro novo que homenageia às mulheres. Tiramos fotos na puente de La Mujer e caminhamos de volta até o obelisco. Mais alguns cliques e fomos almoçar. Encontramos um local que vende o pedaço de pizza bem em conta com copo de refrigerante. Lá foi nosso almoço. Voltamos para o apt e descansamos até a noite. À noite demos uma volta pelo centro e jantamos no mesmo lugar do almoço, rsrs
×