Ir para conteúdo

poiuy

Membros
  • Total de itens

    1.220
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    24

poiuy venceu a última vez em Novembro 11

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

445 Excelente

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. As hastes de metal dela são o seu menor problema! O problema mesmo é o tamanho dela, ela é grande demais, e ultrapassa as medidas de bagagem de mão de todas as companhias aéreas. O a altura/comprimento máximo que as companhias aéreas permitem é de uns 55 cm, mas esta mochila mede 70 cm, então ultrapassa em muito o limite, e dificilmente vai caber no gabarito que as companhias aéreas tem. Na hora de escolher uma mochila para levar como bagagem de mão, você tem que ficar atento as medidas dela, pois é nisto que as companhias aéreas implicam Na maioria dos voos internacionais (NÃO LOW-COST) o limite é este: Mas nas companhias low-cost, as medidas permitidas são muito menores: 30 cm x 20 cm x 40 cm
  2. Depois que eu passei para o nível 2 do Genius, eu tenho usado praticamente só o Booking, no meu caso, os preços tem sido quase sempre mais baratos no booking devido ao Genius, e quando não são mais baratos, muitas vezes você ganha de graça o café da manhã, que costuma ser cobrado a parte nos outros sites. Mas em todo caso eu sempre dou uma conferida nos outros sites, e diretamente no site do hotel, mas ultimamente o Booking tem sido imbatível nos preços e vantagens. Por falar em café da manhã, tem que cuidar que alguns sites "enganam" você, oferecendo um preço 10 reais mais barato, mas aí sem café da manhã, e que se você pagar a parte lá no hotel, eles te cobram 20 ou 30 reais... Então tem que dar uma boa olhada no que está incluso no preço que você está pagando, as vezes vale a pena pagar um pouquinho a mais, mas não precisar se preocupar ou gastar dinheiro extra com café da manhã na rua... O Hoteis.com tem o esquema de ganhar uma diária a cada 10, mas nem sempre você consegue aproveitar isto, e os preços também costumam ser um pouco maiores que a concorrência, mas para alguém que viaja bastante, pode acabar valendo a pena... Mas em todo caso, sempre é bom pesquisar em vários sites, as vezes a diferença de preço de um mesmo hotel e tipo de quarto nas mesmas datas é de 20% de um site para o outro. Para hospedagem no Brasil, o www.decolar.com também é muito bom, eles tem vários hotéis que não estão em nenhum outro site, e as vezes você acha coisa muito boa no decolar.com, que não está em outros sites.
  3. Sugestão de leitura: https://www.google.com.br/search?source=hp&q=roteiro+de+viagem+por+israel
  4. Se você quer muito conhecer outro local além de Amsterdam, eu sugeriria uma cidade menor e mais próxima de Amsterdam, onde você consiga conhecer o principal em um dia. Uma sugestão neste sentido seria Colônia. Você poderia sair de Amsterdam no dia 15/01 com o trem das 18:38, chega em Colônia as 21:15 e hoje está custando 20 euros. Dorme em Colônia, e no dia seguinte acorda cedo, passa o dia na cidade, e pega o trem de volta a Amsterdam as 19:14, chegando em Amsterdam as 21:58 (hoje está por 40 euros), só pra dormir em Amsterdam, pois no dia seguinte tem que ir cedo direto para o aeroporto pegar o voo para o Rio. Desta forma você teria os dias 13 e 14 inteiros livres em Amsterdam, também teria quase todo o dia 15 livre, e talvez uma parte do dia 12 também, a depender do horário do seu voo para Amsterdam, o que seria uma quantidade de tempo "aceitável" para Amsterdam E teria um dia inteiro livre em Colônia na Alemanha, para poder dizer que visitou a Alemanha, e não perderia um tempão indo para o aeroporto, que fica distante do centro, não precisaria chegar 2 ou 3 horas antes no aeroporto para poder passar por toda a burocracia do aeroporto, não perderia um tempão indo do aeroporto até o centro, etc... Indo e voltando de trem, você sai e chega no centro, precisa chegar na estação de trem no máximo uns 20 a 30 minutos antes para achar a sua plataforma com calma, na paga taxa extra para bagagem, etc...
  5. Que eu saiba, centro e parte histórica são praticamente a mesma coisa em Lisboa e Porto, eles meio que se sobre-põe. Em Lisboa, a maioria dos bares e simulares se concentra na região do Bairro Alto, em Porto eu não sei... Pessoalmente eu tenho um pé atras em relação a ficar hospedado em regiões de muita vida noturna, é bom naqueles dias que você quer sair, mas naqueles outros dias onde você quer ou precisa ir dormir cedo, pode ser um tormento ficar hospedado numa região muito próxima a vários bares ou casas noturnas. Então pessoalmente eu costumo pegar um meio termo, nem muito longe, e nem perto de mais da região dos bares e casas noturnas,.
  6. poiuy

    Viagem

    Já responderam, não dá para saber o que irão perguntar, pode ser que se resuma a somente perguntarem se você sabe que está ilegal e das implicações que isto terá, carimbarem e seu passaporte e mandarem você "sumir" de Lisboa no próximo voo. Mas também pode resultar uma senhora bronca, com uma multa de várias centenas de euros e você sendo banida do Espaço Schengen/Europa por muitos e muitos anos.
  7. Esta é a merda de comprar passagens como você comprou, com um monte de trechos internos vinculados e sem antes ter pensado direto se a quantidade tempo em cada local é adequada. Pela minha experiência, não falha nunca, nestes casos estas compras por impulso de passagens sempre viram um mico e uma complicação só, com você gastando um monte de dinheiro a mais tentando acertar as coisas depois, geralmente anulando a economia da promoção... Acontece sempre, quando você vai ver as coisas em detalhes, você quase sempre descobre que colocou tempo de menos num lugar, ou então colocou tempo de mais noutro local, mas o tempo "sobrando" não é suficiente para incluir uma outra cidade sem prejudicar a primeira. Ou sem gastar um monte de dinheiro a mais tentando concertar a coisa, e como você já tem as passagens compradas e engessadas, qualquer mudança custa um monte de dinheiro. Pessoalmente eu já deixei passar várias ótimas promoções, por que quando fui ver em mais detalhes, a promoção não ia encaixar no que eu queria fazer, e concertar depois iria me custar muito mais ou gerar um monte de complicação. Então use esta experiência desta viagem como lição para a próxima, antes de sair comprando passagens entre as cidades, mesmo quando inclusas na passagem Brasil/Europa, veja se o tempo que você está colocando em cada cidade é o adequado, pois se você tivesse feito isto no momento de comprar as passagens, não estaria tendo toda esta complicação e gasto extra que está tendo agora. Mas como já tem as passagens compradas, fazer o que, o negócio é tentar extrair o máximo possível que for possível sem prejudicar demais o restante da viagem. Se você achar que vale a pena sacrificar Amsterdam para incluir Berlin, sem problema, vá, visite Berlin, só vá ciente de que pode acabar voltar para casa achando que foi tudo uma correria só e que não deu para aproveitar como queria. Mas isto também você só vai conseguir saber depois da viagem, pois cada pessoa tem o seu ritmo de viagem, algumas pessoas acham que 2 dias em Amsterdam é tempo mais que suficiente, outras acham que precisa de pelo menos 3 ou 4 dias...
  8. 90 Euros para ir voltar, não está caro, mas também não está barato... Se tiver tempo disponível para gastar 6 horas no trem, você acha passagem de trem direto de Amsterdam para Berlin custando 29 Euros... Berlin divide opiniões, algumas pessoas gostam muito, outras nem tanto assim, mas como não tem como saber se você vai gostar ou não, só mesmo indo lá para você tirar as suas conclusões a respeito. Mas Berlin é uma cidade grande, onde os principais pontos turísticos ficam bem espalhados pela cidade, o que significa que você gasta muito tempo indo de um lugar para o outro, então para conseguir visitar os principais pontos turísticos de Berlin com calma, você precisaria de 2 ou 3 dias inteiros livres em Berlin. Mas se você for tirar 3 dias de Amsterdam, aí alem de Berlin já não ficar com tempo adequado, você ainda pode prejudicar Amsterdam, e aí você fica com duas cidades prejudicadas...
  9. Düsseldorf e Colônia até valem uma visita, mas são locais que não demandam mais do que 1 dia para você visitar as coisas, ou seja, dá para ir de manhã e voltar a noite tranquilamente. Não sei quanto tempo você vai ficar lá, se tiver um final de semana, dá para visitar as duas num final de semana tranquilamente. Hamburgo, pessoalmente eu acho mais interessante, dá para você passar 2 dias lá sem problema, mesmo no inverno, quando alguns dos passeios são bem prejudicados, Hamburgo tem mais opções de passeios indoor para você fazer no inverno. Já em relação a Hannover, pessoalmente eu não vejo nada de interessante na cidade, no lugar de Hannover, pessoalmente eu colocaria Bremen, que é muito mais interessante em termos de turismo e história, ou até mesmo Münster, que eu também acho mais interessante que Hannover... Bremem e Münster também não demandam mais do que 1 dia cada. Mas tem um complicador, janeiro é inverno aqui na Alemanha, e as vezes o clima é uma m..., com chuva intermitente o dia todo, cheio de neblina, as vezes com neve, o que deixa qualquer atividade na rua horrível, e nestas cidades, tem muita atividade na rua. Então você tem que estar ciente de que se tiver azar e pegar uma semana de meu tempo, o que não é raro de acontecer, você pode ter os seus passeios bem prejudicados. Tirando Hamburgo, são todos locais onde você não fica mais do que 1 dia, o que vai significar que você vai ficar pulando de cidade em cidade a cada 1 dia, ou então ficar fazendo um monte de bate-voltas, o que vai fazer você gastar bastante dinheiro com passagens, uma vez que cada passagem vai lhe custar uns 20 euros. Viajando no inverno, pessoalmente eu sempre recomendo focar em cidades maiores, onde você tem bastante opções de atividades indoor para aqueles dias de frio, chuva e neve que quase sempre você pega no inverno alemão, e neste sentido Berlin ou Munich são uma boa opção as cidades pequenas. E do ponto de vista do custo, acho que seria mais barato você pegar um trem para Berlin, ficar 4 dias lá do que ficar fazendo um monte de pinga=pinga ou bate-volta... Tirando Hamburgo, são todos locais onde você fica mais do que
  10. Nós não fomos nas cervejarias do interior da Bélgica, ficamos só em Bruxelas e Brugges, e fizemos tudo de trem. Mas eu já visitei outras cervejarias no interior da Alemanha, nestas ocasiões tentamos agendar a visita para umas 10:00 da manhã, ai no final da visitação já emendamos o almoço, e ficamos "enrolando" e matando o tempo por lá mesmo. Na Alemanha as cervejaria geralmente ficam próximas a algum parque, ou são coladas num vilarejo, etc, onde você pode relaxar e curtir a tarde, e umas 3 ou 4 horas depois, quando o álcool já tinha baixado, pegamos o carro.
  11. Quanto aos custos, não posso lhe ajudar muito, do sudoeste asiático eu só conheço o Japão e tive uma rápida passada de 12 horas por Taipei no voo de conexão para o Japão. Japão é um lugar caro pra caramba, eu gastei o equivalente a 150 a 170 dólares por dia, mas eu não fiquei em hostel, fiquei em hotel convencional, onde eu gastei 100 a 120 dólares só com o hotel, e qualquer refeição ruim na rua custava 15 dólares. Mas pelo que eu já andei lendo e vendo, Correia não é tão cara como Tokyo, onde qualquer hostel custa 50 dólares, em Seul você acha com certa facilidade hostel por 30 dólares a noite. Mas em todo caso, 50 dólares para a Coréia parece ser bem apertado, pois você precisaria comer, pagar metrô e passeios com 20 dólares, você até pode conseguir sobreviver, mas lhe deixaria bem limitada nas coisas que poderia fazer por lá. Eu tinha uma viagem de 15 dias planejada para a Tailândia e Camboja no ano passado, 3 dias em Bangkok, 4 dias em Sukhothai/Chiang Mai, 4 dias em Puket/Koh Phi Phi e 4 dias em Siem Reap no Camboja, mas devido a uns imprevistos que aconteceram, acabamos cancelando a viagem. Nesta viagem a Tailândia e Camboja nós não iriamos ficar em hostel, iriamos ficar em hotéis convencionais um pouco melhores que custavam uns 40 dólares por noite e iriamos alugar um carro em algumas parte, estávamos planejando gastar uns 80 dólares por dia no total. Mas este não era todo o dinheiro que nós tínhamos, nos tínhamos mais dinheiro a disposição para o caso de as coisas não saírem como o planejado, ou então acabarem custando mais caro que o previsto. Pelo que eu lembro, na Tailândia e Camboja era bem mais barato, você conseguia achar hosteis bons por 15 dólares a diária, e com 10 dólares fazia um verdadeiro banquete na hora das refeições. Então eu acho que ficando em hostel, 50 dólares daria e sobraria dinheiro na Tailândia, Camboja e Vietnã, o que poderia ajudar a compensar o gasto mais elevado na Coréia do Sul. Então no seu caso, eu recomendaria a você reduzir a quantidade de dias na Coréia do Sul, onde o seu dinheiro vai render pouco, e aumentar o tempo na Tailândia, onde o seu dinheiro vai render muito mais, com o que você gasta em uma semana na Coréia do sul, dá para pagar 2 semanas na Tailândia...
  12. As cervejas trapistas são fortes, depois de duas cervejas tecnicamente você já não está em condições de dirigir, então cuidado com esta parte. Isto vai depender muito do que você escolher lá na hora, por exemplo, as cervejas, elas começam em 3 ou 4 euros o copo, nas mais comuns e da casa, mas se você for provar algo diferente e as especiais, custam facilmente 10 euros o copo... Quando fomos a Bélgica, eu lembro que gastamos uns 20 a 30 euros/dia por pessoa só em cerveja, e isto que nem bebemos tanto assim, e só pedimos uma ou duas especiais... Almoço, mesmo escolhendo locais mais simples e baratos, gastamos em média uns 20 euros por almoço, fora as bebidas. Estes passeios a cervejarias do interior, geralmente ficam numa cidade minuscula, e num local longe de tudo, onde você meio que é "obrigado" a comprar o combo com tour de visitação + almoço no local, e ai eles costumam meter a faca sem dó, e um almoço bem fajuto custar 30 euros por pessoa, mais uns 20 a 30 euros pelo tour de visitação... Se estes 150 euros forem só para alimentação, passeios e cervejas e carro alugado, não dá para esbanjar e só tomar cerveja de 100 euros a garrafa, mas na minha opinião, dá sim com relativa folga. Agora se hospedagem tiver que entrar nesta conta, já não fica mais tão folgado assim, pois hospedagem nestas cidades é cara, quarto privativo em qualquer espelunca custa 80 ou 100 euros por noite...
  13. Quanto ficar em cada local depende muito do seus interesses pessoais, mas para que não vire uma correria só, pessoalmente eu pensaria em algo mais ou menos assim: Dia 01: Chegada em Londres (geralmente um dia meio perdido) Dia 02: Londres Dia 03: Londres Dia 04: Londres Dia 05: Londres (deslocamento a Paris no final do dia) Dia 06: Paris Dia 07: Paris Dia 08: Paris Dia 09: Paris Dia 10: Paris (deslocamento a Bruxelas no final do dia) Dia 11: Bruxelas Dia 12: Bruxelas/Ghent Dia 13: Bruxelas/Brugges Dia 14: Dia 15: Dia 16: Dia 17: Dia 18: Dia 19: Amsterdam Dia 20: Amsterdam Dia 21: Amsterdam Dia 22: Volta ao Brasil Ou seja, em teoria, você teria uns 4 ou 5 dias livres para incluir mais alguma outra coisa, agora o que colocar nestes dias, é complicado, pois depende dos seus interesses pessoais. Você poderia por exemplo aumentar a estadia em Londres em uns 2 dias e fazer um bate-volta até Stonehenge, Bath, Oxford, etc... Você poderia ir a Normandia a partir de Paris por uns 2 dias visitar Mont Saint-Michel... Poderia ir a Strassburg por uns 2 ou 3 dias depois de Paris, aproveitando para fazer um bate-volta até Colmar num dos dias, depois seguir a Luxemburgo, ficar uns 2 dias lá e seguir para Bruxelas e Amsterdam... Mas também dá para "chutar o balde", pegar o avião e ir passar 4 dias em Dublin, Berlin, Roma, Barcelona etc... Se você se programar e comprar as passagens com antecedência, mesmo pagando para despachar bagagem, é capaz de ficar até mais barato que as opções que citei acima, elas são opções caras, onde o transporte é caro, a hospedagem é cara, a alimentação é cara... Por exemplo, passagens para ir visitar Mont Saint Michel custam uns 52 Euros ida e volta, trem Paris-Strassburg-Colmar-Luxemburgo-Bruxelas custa uns 100 a 120 euros, bate-volta até Stonehenge, Bath, Oxford, etc vai lhe custar uns 100 a 120 euros... Uma passagem de avião de Londres a Dublin custa a partir de 30 euros, e de Dublin a Paris outros 30 euros, somando mais uns 15 Euros para bagagem e mais uns 20 a 30 euros para ir até o aeroporto, daria um gasto de 100 euros, o mesmo que você gastaria nos outros locais que citei acima...
  14. Madrid, ao lado de Barcelona é uma das cidades com a vida noturna mais animada da Europa, a vida noturna de Madrid é muito mais animada do que em Paris, Roma, Berlin, Bruxelas, Milão etc... Mas vocês tem que priorizar alguns locais e sacrificar outros, então se vocês quiserem "conhecer" o máximo de países diferentes, é melhor mesmo manter só uma cidade em cada país...
  15. Uma coisa é você planejar, e outra bem diferente é você realmente conseguir um lugar no worldpackers... Ou seja, não conte com o ovo antes de a galinha pôr ele, pode acontecer de você não conseguir achar um lugar e depois ter que ficar 30 dias num lugar super caro. Numa viagem você nunca deve planejar e contar com worldpackers como certo, pois se falhar e você não conseguir, você estará em sérios apuros, sem dinheiro, sem o que comer e nem onde dormir num país estrangeiro. Ou seja, você deve ter o dinheiro para pagar toda a viagem sem precisar do worldpackers, e se eventualmente conseguir alguma coisa no worldpackers, ótimo, vai lhe sobrar dinheiro no final da viagem para estender a viagem por mais algumas semanas, ou então para guardar o dinheiro para a próxima viagem no ano que vem....
×
×
  • Criar Novo...