Ir para conteúdo

poiuy

Membros
  • Total de itens

    1.841
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    35

Tudo que poiuy postou

  1. Nos últimos meses etão pipocando pela internet vários bancos oferecendo conta internacional, e estar sediado nas Ilhas Cayman, o que não é nenhum crime, se estiver tudo registrado, declarado e dentro da lei. Mas não se engane, tem sim IOF e você está vinculado ao dólar comercial. Segundo o que conta no site do BS2, na hora de enviar o dinheiro para a conta internacional, eles cobram a cotação do dólar comercial + 2% de spreed + 1.1% de IOF. Depois que o seu dinheiro está lá na conta internacional, não tem mais IOF e nem flutuação do dólar comercial, mas na hora de pôr o seu dinheiro lá, tem sim IOF e flutuação cambial. Mas a "pegadinha" nestas contas internacionais gratuitas, é que você só recebe um cartão de DÉBITO, não recebe um cartão de crédito. E cartão de débito tem utilização muito restrita, a maioria dos sites não aceita cartão de débito como forma de pagamento, não dá para reservar hotel com cartão de débito, não dá para reservar carro, etc... Cartão de débito geralmente é bem aceito somente no país onde o cartão é emitido, e alguns poucos países e bancos "conveniados" , no caso das Ilhas Cayman, acho que nos EUA o cartão de débito deles é bem aceito, mas fora dos EUA, você pode ter dificuldade com a aceitação dele, podendo no máximo sacar dinheiro nos caixas automáticos, pagando taxas caras pelo saque Ou seja, tem que avaliar bem se vale a pena, pois você pode acabar com cartão que não sirva para aquilo que você precisa.
  2. poiuy

    Pacote Hurb

    Hurb, é novo nome da Hotel Urbano, um site bem conhecido de reservas de hospedagem e pacotes de viagem. Os pacotes do hotel urbano tem algumas particularidades que podem lhe causar problemas se você não estiver ciente do que comprou. Primeiro, você não escolhe o hotel onde vai ficar hospedado, eles vão colocar você no hotel mais barato que acharem, que pode não ser muito bom, ou então ficar longe dos locais de interesse, o que pode obrigar com que você tenha que gastar bastante dinheiro com taxi/uber ou então alugando um carro. Mas o maior problema mesmo, é que você não escolhe as datas da viagem! Você compra o pacote, paga todas as parcelas e somente depois de ter pago todas as parcelas ou ter quitado a vista, você pode sugerir as datas da viagem. Você preenche um formulário sugerindo 3 datas para viajar, e o Hurb vai verificar se dá para encaixar você nestas datas, quase nunca dá certo para encaixar nas datas que você escolheu. Caso não seja possível encaixar você nas datas que você sugeriu, eles escolhem uma outra data qualquer para a sua viagem que se encaixe nas regras da promoção, se você não concordar com as datas escolhidas pelo Hurb, e só puder viajar em uma data diferente daquela que eles escolheram e mais cara, você paga a diferença de preço. Ou seja, na prática você não tem certeza das datas da viagem, depois de terminar de pagar, o Hurb vai escolher uma data para a sua viagem, que pode ser daqui a 45 dia, ou daqui a 6 meses, pode ser que o Hurb escolha uma data em que você não possa viajar, ou então uma data ruim para o destino, por exemplo na temporada de furações, nos meses chuvosos, etc... E por fim, também geralmente precisa comprar 2 pacotes, pois a promoção geralmente só vale se comprar 2 pacotes. Se comprou só um pacote para 1 pessoa, no momento de confirmar as datas você geralmente tem que informar o nome de outra pessoa que comprou o mesmo pacote para viajar junto com você nas mesmas datas e ficar no mesmo quarto de hotel, se não informar o segundo passageiro, você paga a diferença de preço referente ao segundo passageiro. É bom para quem tem flexibilidade nas datas, mas bem complicado para quem trabalha ou estuda, e precisa casar a viagem com as férias do trabalho ou dos estudos. Se você tiver flexibilidade nas datas, e entender direitinho as regras de como funciona, e conseguir se enquadrar nas regras, dá para conseguir ótimas barganhas com este tipo de pacote, mas tem que entender direitinho como funciona antes de comprar!!!!! Para não comprar uma coisa cheia de regras e detalhes que você não vai conseguir cumprir. Eu mesmo já comprei numa promoção de outro site um pacote para a Jamaica semelhante a este do Hurb, se fosse fazer por conta própria, comprando passagem de avião, reservando hotel, etc, a viagem de 6 dias para um casal iria custar pelo menos uns R$ 5.000, mas na promoção do pacote, pagamos R$ 2.000, incluindo passagem e hotel all-inclusive. No nosso caso deu tudo certo, e foi um ótimo negócio para nós, pagamos menos da metade do que gastaríamos fazendo por conta própria, mas antes de comprar o pacote, nós estávamos bem cientes de como funciona, e que não poderíamos escolher a data da viagem e nem o hotel, e que precisava ser pelo menos 2 pessoas.
  3. Cara na real, cair no mundo, sem dinheiro, sem saber fazer nada, em menos de 3 meses você estará morando na rua pedindo esmola no cruzamento, ou provavelmente cheirando cola, viciado em crack, roubando para sustentar o seu vício. Eu tive uma namorada uma vez, que trabalhava como assistente social com moradores de rua, ela conversava muito com os moradores de rua, e pelo que ela conta, um grande número deles acabou na rua depois de sair de casa para correr o mundo sem dinheiro e sem saber fazer quase nada, o que provavelmente será o seu futuro também com o plano que você tem... Para ser "nômade digital", você geralmente precisa estudar muito, você não vai conseguir nada se não tiver estudado ou tiver experiência no assunto. Com a sua idade, eu também tive vários empregos que eu não gostava nem um pouco, onde toda manhã eu tinha que achar muita força de vontade de sair para trabalhar, mas eu aguentei, pois por mais que eu não gostasse do trabalho, aquele dinheiro era o que permitia que eu pagasse pelos cursos na área que eu gostava. Trabalhei dos 17 até as 20 anos em empregos que eu não gostava, somente aos 20 anos é que eu consegui o primeiro estágio para trabalhar com aquilo que eu gostava e que vinha estudando desde os 17. Atualmente você precisa de alguma especialização em quase tudo o que você for fazer, eu tenho vários amigos e conhecidos que tem oficina mecânica, e hoje eles quase não contratam mais ninguém que não tenha feito pelo menos um curso na área, e tem muita gente por ai estudando para competir por uma vaga, por que alguém daria um emprego para você, que não tem experiência e nem estudo na área? Se aceitar um conselho, encarre estes trabalhos que você não gosta como um passo necessário para conseguir algo melhor, aproveite este tempo e dinheiro que você ganha nestes empregos que não gosto para fazer algum curso de mecânica, isto vai permitir que daqui alguns meses, você consiga trabalhar com aquilo que você gosta.
  4. 3 dias de folga não é muito tempo, ainda mais no começo da temporada, quando o clima é mais instável, e ocorrem muitos cancelamentos de voos, e há dias onde não dá para fazer treking. Ontem eu estava assistindo uns videos sobre a assunto, e lá o pessoal comentava que já estava a 4 dias em Katmandu tentando voar até Lukla, mas as condições climáticas não permitiam a operação de voos. E na volta, foi pior ainda, tinha várias pessoas "encalhados" a 7 dias em Lukla por que o aeroporto estava fechado devido as condições climáticas(neblina), eles comentaram que tinham comprando a passagem de volta a Katmandu com uma folga de 3 dias, prevendo atrasos na trilha, deram sorte e a trilha foi sem problemas, não conseguiram adiantar o voo, e justo na hora de ir embora, pegaram 4 dias seguidos de aeroporto fechado, e olha que isto era bem no meio da temporada, quando o clima costuma ser melhor, mas viajando no começo da temporada, o clima tende a ser mais instável e com mais dias de aeroporto fechado. Ou seja, na hora de planejar a viagem, se prepare para possibilidade de você ficar vários dias "encalhado" em Katmandu ou Lukla, e isto pode fazer a viagem durar bem mais do que o previsto, e lhe custar beeeem caro! Pois alem do custo da hospedagem e alimentação para este dias em que você pode ficar encalhado, dependendo de quantos dias de atraso você tiver para conseguir voltar a Katmandu, você pode acabar perdendo o seu voo de volta para casa ou no mínimo o voo saindo de Katmandu, e neste caso ter que comprar uma nova passagem lá na hora, que provavelmente vai lhe custar os olhos da cara!
  5. O que eu não concordo no seu comentário acima, é que você falou: "creio que essas agências nao fazem nada pra facilitar a vida do consumidor, tudo que puderem arrancar do bolso do "cliente" eles vão fazer." Ninguém abre uma empresa pensando em "como vou criar dificuldades para o cliente", muito pelo contrário, as agências de viagens surgiram para facilitar a vida do cliente, para poupar a pessoa de ter que ficar horas e mais horas pesquisando em dezenas de sites diferentes para descobrir qual empresa tem voo para tal destino, para oferecer outros meios de pagamento não oferecidos pela companhia aérea, como por exemplo pagamento por boleto e cartão de débito para aqueles que não tem cartão de crédito, pagamento com cartão de crédito nacional para aqueles que só tem cartão Elo nacional, oferecer opção de pagamento sem IOF, etc... Mas qualquer prestação de serviço tem um custo, ninguém trabalha de graça, e as agências precisam cobrar algo pelo seu serviço, e alguém tem que pagar pelas comodidades oferecidas. Mas na maioria das vezes, é a própria companhia aérea que paga para as agências e não o cliente, se você pesquisar e prestar um pouco de atenção, vai perceber que grandes sites como Decolar.com, Submarino, etc não cobram taxa adicional do cliente na maioria dos voos, cobram exatamente o mesmo valor que seria cobrado pela companhia aérea, as vezes até mais barato, pois a companhia aérea paga uma comissão para as agências sobre as vendas. Por exemplo, o meu último voo eu comprei na Decolar.com, pois o preço deles era exatamente igual ao da companhia aérea, mas a Decolar.com não cobrava IOF, o que fez a passagem ficar mais barata pelo Decolar do que direto da companhia aérea. E comprar pela Decolar, no meu caso foi muito mais fácil e rápido do que pelo site da companhia aérea, que exigia um cadastro enorme e dezenas de passos até finalizar a compra. O único ponto negativo, e que eu tenho falado a anos aqui, é que comprando por uma agência, você está colocando um ou dois intermediário no meio da história, que vai deixar a coisa mais complicado, demorada e burocrática para resolver quando você tiver um problema com o voo, pois são muitos intermediários envolvidos.
  6. Uma outra empresa bastante usada pelo mochileiros pelos seus preços baixos de passagens para a Europa, e que era cotada a quebrar ainda esta mês, era a Alitalia. Mas diante da quebra certa e eminente, parece que o governo italiano resolveu nacionalizar e estatizar a empresa, o que deve salvar ela ao menos por enquanto, até a próxima crise... Pode ser que os governos acabem injetando dinheiro em algumas companhias aéreas para evitar algumas quebras, mas algumas delas inevitavelmente vão acabar quebrando e deixar muita gente na mão...
  7. Isso se algum caminhoneiro parar para lhe dar carona com toda esta histeria por aí... Pense que isto possa acontecer, e esteja preparado para lidar com a situação.
  8. Quanto mais perto do final do ano, mais frio, mais nublado e maiores as chances de chover mais. Então, geralmente setembro tem um clima um pouco melhor que outubro. Mas clima sempre é imprevisível, você sempre pode ter azar e pegar uma semana de mau tempo em setembro, e outubro fazer tempo bom... Para se ter uma ideia da imprevisibilidade do clima, alguns anos atras eu viajei em Maio, e peguei temperaturas de 25ºC e Paris, 2 anos depois viajei novamente em Maio, e peguei -1ºC na Holanda... Ou seja, clima sempre será uma loteria, mas setembro geralmente tem um clima um pouco melhor.
  9. Pessoal, sem teorias conspiratórias por favor! A dificuldade não é por que elas fazem de tudo para complicar ou por que querem "arrancar" dinheiro do consumidor, mas sim por que tem muito intermediário na história, e conversar e alinhar as coisas com todos os intermediários é um processo meio lento e burocrático. Por exemplo, antes de cancelar ou alterar o voo, a agência/site tem que verificar com a companhia aérea se aquele voo permite cancelamento e alteração, pois se a agência alterar ou cancelar sem que a companhia aérea permita, a agência terá que arcar com os custos disto e vai ficar no prejuízo. Também não existe uma regra única que valha para todas as companhias aéreas, pois como as agências trabalham com dezenas ou centenas de companhias aéreas diferentes, e cada companhia aérea adotou regras e procedimentos diferentes, é praticamente implantar uma regra ou procedimento unificado para tratar todos os clientes. O que acaba fazendo com que as agencias tenham que tratar a maioria dos pedidos caso a caso, geralmente com interação pessoal, para analisar o que fazer em cada um dos casos, e isto é lento demorado e burocrático...
  10. As empresas com maior risco de quebrar são aquelas aquelas que estão com caixa curto, e que precisam do dinheiro das vendas de passagem do dia de hoje para pagar a gasolina de amanhã, e se eles quebrarem vai ser lá nos primeiros meses após a crise Mas mesmo empresas que estavam com dinheiro em caixa antes da crise, vão sofrer nos próximos meses com vendas baixas, e alguma hora, provavelmente daqui a 6 ou 9 meses, este dinheiro ou limite de endividamento acaba e eles podem acabar entrando em dificuldades e quebrar, se não conseguirem cortar custos ou empréstimos... Ou seja, "se correr o bicho pega, se parar o bicho come!" Então neste momento, todo cuidado é pouco, antes de comprar passagens, é recomendável pesquisar um pouco para ver se a empresa não está em graves dificuldades finaceiras e sem previsão de conseguir ajuda ou reverter a situação.
  11. Geralmente tem algumas pegadinhas e exigências nesta história... Na Itália este tipo de oferta é relativamente comum, mas os candidatos tem que atender a uma série de exigências, como por exemplo terem cidadania europeia ou visto de residência permanente, terem boas condições financeiras, estarem em boa saúde, e tem limite de idade... Os locais onde eles oferecem isto, também costumam ser vilas minúsculas, sem a menor infraestrutura e longe de tudo. Tem um conhecido meu aqui na Alemanha, meio hippie, que foi morar numa comuna no sul da Itália num destes programas a uns 3 ou 4 anos atras. Ele aguentou 2 anos lá, mas já está de volta aqui na Alemanha, ele fala que a cidade era minuscula, menos de 30 habitantes, a grande maioria deles idosos e aposentados, não tinha estrutura nenhuma, supermercado ou mercearia para comprar coisinhas básicas do dia a dia, só na cidade vizinha a 15 Km de distância, médico só a 30 Km de distância, não tinha transporte público regular todos os dias, só uma van uma vez por semana até uma cidade próxima, então precisava ter carro, não tinham empregos e nem trabalho na cidade, o dinheiro pago pelo governo não era suficiente para você sobreviver só dele, e por ai vai...
  12. Governador de Goiás assina decreto determinando fechamento de comércio https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/03/17/coronavirus-governador-de-go-assina-decreto-suspendendo-feiras-pro-15-dias.htm O problema de viajar agora, é este tipo de ação começar a se espalhar pelos estados, e ai você estará em sérios apuros no meio da viagem, com quase tudo fechado, pouco dinheiro e sem conseguir voltar para casa por que a companhia pode ter cancelado os voos... E quando a histeria coletiva começa a se espalhar, não tem argumentação que resolva, e a única solução é deixar o tempo acalmar a situação. Então recomendasse muita precaução para quem vai viajar nos próximos 30 dias, nem tanto pelo corona-virus, mas sim pelas complicações que podem surgir durante a viagem, como você ficar "encalhado" em algum lugar por vários dias ou semanas, sem conseguir prosseguir a viagem ou voltar para casa... E principalmente não viajar com a grana curta, para não acontecer igual ao que aconteceu com um colega nosso aqui do fórum, que está retido de quarentena em Cusco - Peru, com voo de volta cancelado, sem conseguir voltar ao Brasil e com o dinheiro prestes a acabar....
  13. Recomendo um pouco de paciência nesta hora, está todo mundo sobre-carregado de trabalho, e nem sempre o site ou sistema de informática está preparado para lidar com estas mudanças das regras de uma hora para outra, precisando de alguns ajustes para funcionar como o desejado, e isto pode levar alguns dias até ficar pronto.
  14. Devido ao grande volume de pessoas ligando para as companhias aéreas querendo cancelar, alterar ou simplesmente pedir informações, os call-centers não estão dando conta de atender todo mundo. Tenho um amigo que trabalha num call center que atende a Latam, e ele comentou que chamaram todo mundo que estava de folga, férias etc para trabalhar, mas mesmo assim o volume de ligações é tão grande, tão acima da média, que eles simplesmente não estão dando conta de atender todo mundo neste momento, o tempo de espera para ser atendido está chegando a 2 ou 3 horas... Então tem que ter um pouco de paciência nestes primeiros dias, e ir tentando, pois simplesmente tem gente demais ligando ao mesmo tempo, e eles não estão conseguindo atender todo mundo. Também vá conferindo pelo site, daqui a pouco os cancelamentos e alterações também devem dicar disponíveis pelos sites. Só um detalhe, se você comprou as passagens pelo Decolar.com ou Kiwi, você tem que entrar em contato com eles e não com a Avianca, tento comprado as passagens pela Decolar ou Kiwi, ligar para a Avianca só vai fazer você perder tempo, pois a Avianca simplesmente vai lhe falar para ligar para o Decolar.com ou Kiwi, pois foram eles que venderam a passagem e só eles podem cancelar, alterar as datas ou devolver o dinheiro.
  15. Vi uma reportagem ontem, onde falava que o governo brasileiro está para publicar nas próximas horas/dias uma medida provisória dando prazo de 1 ano para as companhias aéreas devolverem o dinheiro aos consumidores em caso de cancelamento, hoje esta devolução é imediata. Então quem teve voo cancelado, acho que é melhor não contar com este dinheiro tão cedo, pois provavelmente vai demorar para o pessoal começar a receber as devoluções.
  16. Você tem que entrar em contato com quem te vendeu as passagens, no caso MaxMilhas e Sky Tours. Mas no caso da Max Milhas, tem um fator complicador nesta história, o comercio de milhas e passagens emitidas por milhas que sites como MaxMilhas fazem não é reconhecido pelas companhias aéreas, que fazem de tudo para tentar impedir este tipo de comercio. Então esteja preparado para a possibilidade de a companhia aérea e a MaxMilhas fazerem algum jogo duro e criar problemas em cancelar e devolver o seu dinheiro referente a esta passagem emitida por milhas, pois esta passagem a princípio foi emitida fora das regras da companhia aérea, e em teoria estaria sujeita a cancelamento pela companhia aérea sem direito a reembolso se a companhia aérea descobrir que foi emitida pelo MaxMilhas.
  17. Pensando bem, acho que um rim não é tão carro assim por aqueles lados! KKKKK Pois volta e meia sai no noticiário daqui algo sobre comércio de transplantes, gente da Europa ocidental que vai para o leste europeu (Russia, Ucrânia, Romênia, etc) fazer transplante de órgãos agendado no mercado negro... Piadas a parte, pois tem que rir para não ficar injuriado com as coisas que acontecem no mundo... Dá sim para comprar chip local lá, mas são companhias russas, geralmente sem muitos negócios fora da Russia, geralmente só tem negócios nos países satélites da Russia. Quando eu falei que custaria um rim de roaming, me referi a usar um chip comprado na Europa Ocidental, pois o roaming gratuito dos chips comprados na Europa ocidental não inclui a Russia.
  18. https://chile.as.com/chile/2020/03/16/tikitakas/1584366533_477053.html Sim, estará fechado para todos os estrangeiros a partir de quarta-feira, por pelo menos até dia 31/03. Nas próximas horas ou dias você deve receber algum e-mail ou ligação da companhia aérea informando que o seu voo foi cancelado.
  19. Para aqueles lados, a Estônia (Talin) é um local onde o inglês é bem difundido entre a população mais jovem.
  20. Realmente, nas primeiras viagens fica mais fácil regionalizar os roteiros, mas depois de algumas viagens, já fica meio complicado de regionalizar sem ficar repetindo muitas cidades, então atualmente eu já não faço tanta questão de regionalizar os roteiros, só me preocupo em ver se tem voo direto e barato entre os locais que gostaria de visitar. Quando não consigo mais regionalizar a viagem sem ficar repetindo muitas cidades, eu escolho um ou dois locais que eu tenho interesse em visitar, mesmo que não fiquem próximos, e depois parto para ver dá para encaixar isto sem gastar dinheiro demais com as passagens ou perder muito tempo com deslocamentos. Depois de escolhidos os pontos principais do roteiro que eu gostaria de visitar, eu começo a pesquisar um ponto entrada e saída, de onde seja fácil e barato chegar nestes locais de interesse. Por exemplo, quando eu queria visitar a Polônia, eu já tinha visitado quase todas as grandes cidades da Europa Ocidental, mas durante as pesquisas de passagens percebi que havia voos diretos entre Madrid e Polônia super baratos, então acabei escolhendo Madrid como ponto de entrada, pois era barato sair do Brasil para Madrid, e depois era fácil e barato ir até a Polônia a partir de Madrid. Como ainda tinha alguns dias "sobrando", fiquei fuçando no Skyscanner e acabei descobrindo que tinha passagens baratas de Wroclaw para Dublin, e de Dublin para Madrid, como Dublin era um local que eu ainda não tinha visitado, Dublin acabou entrando no roteiro junto com a Polônia e Madrid. Ai a viagem acabou ficando Brasil - Madrid - Varsóvia - Cracóvia - Wroclaw - Dublin / Belsfast/Dublin - Madrid - Brasil Numa outra viagem que eu fiz, fiz Brasil - Londres - Edimburgh/Glasgow/Inverness/Edimburg - New York - Brasil, pois fuçando nos sites de busca de passagens, descobri que era mais barato comprar um voo multi-cidade chegando em Londres e voltando de New York e um voo avulso entre Edimburgh e New York do que ida e volta do Brasil para Europa ou EUA. O que acabou unindo o útil ao agradável, pois eu não conhecia ainda Escócia e nem New York, só repetiu Londres... Mas quando possível, eu ainda tento regionalizar as viagens, focando numa região específica, mas isto vai ficando cada vez mais difícil depois de algumas viagens...
  21. Quando eu estive lá, em 2017, eu tive alguma dificuldade em encontrar pessoas que falassem inglês ou outro idioma ocidental, na hora de comer, muitas vezes eu acaba escolhendo meio as cegas sem saber exatamente o que viria, pela foto ou usando o google translator, pois ninguém no restaurante falava inglês. Mas isto foi antes da copa do mundo, pode ser que tenha melhorado um pouco depois a copa do mundo. Funcionar, funciona, mas vai lhe custar um rim de roaming internacional. Eu não costumo ficar na rua até muito tarde, meu programa para a noite costuma ser no máximo jantar ou um barzinho para tomar uma cerveja, voltando para o hotel lá pelas 22:00 ou 23:00 no máximo. Na região mais turística da cidade onde eu fiquei, pessoalmente não vi nada demais ou pior, ou me senti mais inseguro do que em Paris, Lisboa, Barcelona, Roma, etc nos mesmos horários...
  22. A maneira mais fácil e rápida de ir do Rio até Assuncion é ir de avião, custa pouca coisa mais caro do que ir de ônibus. Mas agora ir de Assuncion para Teresina, é um pouco mais complicado, de ônibus, você teria que voltar pelo menos até são Paulo, e depois ir até Teresina, novamente é longe, demorado e caro para caramba, eu iria de avião. Eu compraria uma passagem de ônibus ou avião do Rio até São Paulo, e depois uma passagem de avião São Paulo x Assuncion x São Paulo, e outra São Paulo x Teresina, se comprar antecipado, será mais barato do que fazer isto tudo de ônibus.
  23. A Pluma (https://www.clickbus.com.br/) , NSA (https://www.nsa.com.py/) e a Sol Del Paraguay tem ônibus direto do SP até Assuncion, mas não todos os dias. São umas 7 horas de ônibus até São Paulo, onde você pega outro ônibus, e são mais 20 horas de ônibus até Assuncion. Contando o tempo de espera para a conexão no outro ônibus em São Paulo, uma vez que é muito recomendável que você chegue em SP pelo menos umas 5 ou 6 horas antes do próximo ônibus, para que um atraso no primeiro ônibus não faça você perder o segundo ônibus, você vai levar umas 36 horas para chegar em Assuncion. A passagem até São Paulo custa uns 85 Reais, e a passagem de São Paulo até Assuncion custa outros 335 Reais, totalizando uns R$ 420 cada trecho. Mas como são 36 horas, 1 dia e meio de viagem, você vai ter que fazer umas 3 ou 4 refeições na estrada, em locais caros, o que facilmente vai lhe custar mais uns 50 a 100 reais de lanche e comida durante a viagem. Ou seja, no final das contas você vai gastar uns 500 Reais em cada trecho, ou uns 1.000 Reais para ir e voltar. Sendo que uma passagem de avião na Latam está custando a partir de 1.100 Reais. Ir de avião seria somente uns 100 reais mais caro, mas muito mais rápido, pois você sai do Rio as 16:30 e as 21:45 já está em Assuncion.. Ou seja, ir de ônibus será somente pouca coisa mais barato, então avalie se realmente vale a pena encarrar 36 horas de viagem para economizar 100 reais, talvez nem isto dependendo do quanto que você for gastar com comida na estrada...
  24. A maioria das companhias aéreas está permitindo alteração e cancelamento sem cobrança de multas, só estão cobrando a diferença de preço caso a nova data seja mais cara do que o valor que você pagou na passagem original. Mas pessoalmente eu também não sairia cancelando ou alterando agora, eu esperaria algumas semanas, pois a principio os cancelamentos são até abril , não afetando voo a partir de maio, mas isto ainda pode mudar, e a companhia acabar cancelando ou alterando o seu voo em maio também, e quando o cancelamento ou alteração parte da companhia aérea, você tem mais poder de barganha na hora hora de escolher uma nova data ou devolução dos valores do que quando a iniciativa de cancelar ou alterar parte do passageiro.
  25. A maioria das companhias aéreas está permitindo alteração e cancelamento sem cobrança de multas, só estão cobrando a diferença de preço caso a nova data seja mais cara do que o valor que você pagou na passagem original. Mas pessoalmente eu também não sairia cancelando ou alterando agora, eu esperaria algumas semanas, pois a principio os cancelamentos são até abril, não afetando voo a partir de maio, mas isto ainda pode mudar, e a companhia acabar cancelando ou alterando o seu voo em maio também, e quando o cancelamento ou alteração parte da companhia aérea, você tem mais poder de barganha na hora hora de escolher uma nova data ou devolução dos valores do que quando a iniciativa de cancelar ou alterar parte do passageiro.
×
×
  • Criar Novo...