Ir para conteúdo

Lauro Sobral

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

6 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Como você assume que a "marca é nova" na sua relação com calçados para caminhadas, sugiro que adquira um exemplar das botas Vento e indico fortemente o modelo Titã, cuja tecnologia e design são norteadoras da escolha de montanhistas e mochileiros experientes. Absolutamente, em hipótese nenhuma, meu texto está associado à alguma remuneração e/ou assunção de função propaganda da Vento, ou de quaisquer outras marcas. Aliás, se pesquisar, sou um "zé ninguém" nesse site, pois devo ter somente um ou dois posts desde sua criação, mas não abro mão da eloquência conquistada com uma robusta graduação e
  2. Bota de qualidade, o Brasil tem! Existe uma certa mítica de que os produtos importados são, incontestavelmente, melhores que os nacionais. Obviamente, onde há trigo haverá joio, seja no mercado nacional ou internacional. Sou montanhista há 39 anos, associado ao Centro Excursionista Brasileiro, no Rio de Janeiro, desde 1979. Quando estava procurando alternativas no mercado externo me deparei com as botas Vento, modelo Finisterre. Entendo que as experiências são individuais, mas elas precisam ser fidedignas. Existe um hiato enorme entre o empirismo, a experimentação, e o aporte teórico, o m
×
×
  • Criar Novo...