Ir para conteúdo

michele.caetano

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

michele.caetano venceu a última vez em Julho 12

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

15 Boa

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Praga Deslocamento Paris-Praga: avião (AirFrance) - €49 p/ pessoa Saindo do aeroporto: Pegamos um ônibus (32 CK p/ pessoa) - no centro de informações você consegue se informar tranquilamente - até um local onde tinha uma estação de metrô (se não me engano foi em Petriny). De lá pegamos a linha A do metrô e descemos na estação Museu que ficava há 5 minutos da nossa hospedagem. Câmbio: Trocamos €50 no aeroporto numa cotação ruim: 1€ = 18 CK. Troquem o menos possível lá! Na cidade a cotação foi bem melhor: 1€ = 25 CK. Vou tentar lembrar a casa de câmbio que troquei (indicação dos staffs) e coloco aqui. Hospedagem: Ficamos no Vallentina Apartments, pelo Booking. Quarto c/ suíte bem espaçoso e confortável. Tinha também uma cozinha compartilhada bem equipada. Os staffs, Valentina e Andrew, foram super simpáticos e atenciosos. Nos deram um mapa da cidade e várias dicas sobre o que fazer e onde comer com bom custo-benefício e ainda nos deram umas cervejas tchecas de boas-vindas! 😃. A localização era ótima, perto da estação do metrô Museu, ou seja, fica bem próximo do Museu Nacional de Praga e da praça Venceslau. O apt é perto, mas fora da zona turística. Então tem boas opções de restaurantes com comidas locais boas e e preços justos, além de ser uma área bem residencial e silenciosa. Dar pra ir caminhando tranquilamente até o centro histórico (10 min), inclusive à noite (é uma cidade bem movimentada e segura). Valor da diária c/ taxas: €75 (quarto casal). Link: https://www.booking.com/hotel/cz/valentina-apartments.pt-br.html?aid=397600;label=gog235jc-1DCAEoggI46AdILVgDaCCIAQGYAS24AQbIAQzYAQPoAQH4AQKIAgGoAgO4ArGA_OkFwAIB;sid=246fddde2beff73d6ac1423c5ee987d1 Transporte na cidade: O melhor é andar à pé em Praga, mas a cidade é bem coberta com metrô e tram. Então quando as pernas já não aguentarem mais, é possível se deslocar bem pela cidade usando esses transportes. Gastos casal - 3 dias: Alimentação: €188 - média €63/dia, incluindo café-da-manhã que não tínhamos na nossa hospedagem. Cervejas/bares (Praga merece um tópico só disso!): €47 - média de €16/dia, graças, eu ouso dizer, ao melhor preço de cerveja da Europa! Atrações turísticas: €32 - foram poucas as atrações pagas que fizemos. Transporte: €11 - andamos mais à pé porque estávamos bem localizados e porque é incrível caminhar pelas ruas de Praga! Sem dúvida, essa foi a cidade mais barata do nosso roteiro! Comemos bem e bebemos maravilhosamente bem. As cervejas são incríveis e o preço mais ainda: €2-2.50 o pint (500mL)! Fujam dos lugares pega-turista, porque lá vocês não vão pagar esse preço camarada.
  2. Paris Dia 5 Estávamos na dúvida se íamos no Palácio de Versailles ou não, mas como era a primeira vez do meu marido na França, eu achei um pecado ele não conhecer. O problema é que era uma terça-feira e como ele não abre às segundas esse costuma ser um dia bastante cheio por lá. E estava mesmo! Não conseguimos chegar cedo como havíamos planejado (o cansaço já estava batendo nessa altura), então pegamos uma fila gigantesca de mais de 3h pra entrar no palácio. Dica importante: caso tenha muita fila pra entrar no palácio vá direto pros jardins, curta o ambiente e mais tarde volte quando a fila já estiver menor. Como perdemos muito tempo na fila não curtimos o quanto gostaríamos tanto a visita no palácio quanto nos jardins. De todo modo é um passeio imperdível, e por isso mesmo vale um planejamento pra aproveitar melhor. Os jardins são incríveis e passar a tarde lá foi uma delícia. Como estávamos famintos comemos num restaurante que tinha lá pelos jardins. Não foi muito barato, mas era o que tínhamos. Uma possibilidade é comer um lanche no Mac Donald's que tem perto da estação de trem, antes de entrar no Palácio. Vi muita gente na fila fazendo isso. Passagem trem p/ Versailles - ida e volta: €7,40 p/ pessoa Entrada Versailles (palácio + jardins): €27 p/ pessoa Almoço nos jadins: €45 casal Voltando pra Paris passei na Citypharma, uma loja de cosméticos que tem preços super atrativos. A dica é já fazer uma pesquisa antes do que gostaria de comprar porque chegando lá é muita informação! Eu não sou muito de usar cosméticos então fiquei meio perdida, confesso. Mas consegui comprar algumas coisinhas que valeram a pela. Gastei em torno de €40 comprando: sabonete esfoliante facial, água termal, creme antioxidante p/ rosto e lenços demaquilantes. Pra encerrar nossa estada em Paris, bebemos a garrafa de espumante que ganhamos de cortesia na sacada do ap, curtindo a vista pra Torre Eiffel, que de hora em hora cintilava e ficava ainda mais bonita. Ahh que saudade que bateu! 😍 No dia seguinte, saímos bem cedo (mas super atrasados!) pro aeroporto, rumo ao próximo destino. Depois de muita adrenalina por quase perdermos o vôo, só sobrou espaço pra ansiedade de chegar logo nesse pedacinho do mundo tão encantador e maravilhoso, chamado Praga! ❤️ Uber Montmartre-Aeroporto: €40
  3. Paris Dia 4 Como não tinha previsão de chuva pra esse dia, aproveitamos pra ir na principal atração da cidade: subir a Torre Eiffel. Como não queríamos perder muito tempo em fila e pretendíamos subir na torre de elevador, acordamos bem cedo e chegamos antes mesmo da bilheteria abrir (por volta de 8:30). Já tinha uma fila, mas nada comparado ao horário de pico! Demoramos cerca de 30 min pra subirmos depois que a bilheteria abriu. A vista lá de cima é incrível! Uma dica: aproveite pra já subir até o topo da torre, porque conforme vai ficando mais tarde vai formando uma fila pro elevador. Nós fizemos isso e foi ótimo, porque além de não pegarmos nenhuma fila pra subir, ainda estava bem vazio lá em cima. Depois descemos de volta ao segundo andar e aproveitamos a vista e, claro, tiramos várias fotos. De fato, é uma atração única, com uma vista incrível da cidade. Vale muito a pena! Pra quem quer economizar ou chegou tarde e não está afim de perder horas na fila e tem uma boa dose de disposição, tem a opção de subir a pé até o andar principal. O preço é bem mais em conta (uns 10 euros mais barato). Neste ingresso também está incluída a subida até o topo da Torre de elevador. Da outra vez que fui à Paris subi de escadas por conta da fila, mas tinha lá meus 20 e poucos anos. Depois dos 30, subir 1.500 degraus fica um pouco mais puxado, rs. Entrada: €25,50 Saindo da Torre fomos num mercado (Carrefour) ali perto pra comprar comidinhas e vinho pra fazermos um piquenique no parque Champ de Mars, mais um dos presentes de ganhamos. Solzinho gostoso pra esquentar e uma vista privilegiada da Torre Eiffel, sucesso garantido! Ah, não esqueçam de levar uma canga ou toalha. Gasto mercado: €22,4 (compramos tudo que está na foto, incluindo abridor de vinho que esquecemos, patê de frois gras e creme de avelã =p ). Nesse dia experimentamos andar de patinete pela cidade. Foi super prático e divertido. Apesar do metrô de Paris ser excelente, perde-se tempo com o deslocamento a depender da distância e da necessidade de trocar de linha. Conseguimos otimizar bastante nosso tempo com o patinete. Só tem que ficar atento no app pra não perder a noção de quanto tá gastando em cada corrida, porque não é muito baratinho não. Primeiro fomos até o Hôtel des Invalides, depois na Ponte Alexandre III e na Galeries Lafayete, com o objetivo de comer alguns doces típicos franceses que sabia que tinham por lá e beber um drink no rooftop (mais um presente de casamento que ganhamos). Infelizmente o terraço estava fechado, mas consegui experimentar o L'éclair e macarrons! Deliciosos, mas preço salgado. L' éclair de Génie: €6 unidade Macarron Pierre Hermé: €3 unidade Hôtel des Invalides Hôtel des Invalides Ponte Alexandre III Pra encerrar o dia com chave de ouro, fizemos um passeio de barco pelo rio Sena pela empresa Bateaux Mouche (€14 p/ pessoa), no horário do pôr-do-sol. Levamos uma garrafa de vinho pra bebermos durante o passeio (já que não tínhamos grana pra fazer o passeio com jantar - uma pequena fortuna!). O passeio foi uma delícia! Curtimos bastante e o horário foi perfeito porque passeamos pelo rio no fim da tarde, ainda claro, e também à noite, com tudo iluminado, inclusive a Torre Eiffel. Gasto patinete pra 5 deslocamentos, desde o Champ de Mars até o Trocadero, onde pegamos o metrô: €17,15 (veio no cartão de crédito).
  4. Paris Dia 2 Pra quem for ficar em apartamento ou que não tenha café-da-manhã incluído na hospedagem, a dica é comprar croissant e baguete fresquinhos em uma Boulangerie (padaria). Nós comprávamos todos os dias em uma que ficava bem na esquina da rua do nosso ap (2 croissants e 1 baguete = €3,20) Como o tempo não estava muito legal e tinha previsão de chuva pela manhã, aproveitamos pra ir ao Museu do Louvre. Reserve pelo menos um turno de 4h do dia pra visitá-lo. É importante também já dar uma pesquisada antes pra definir o que é prioridade na sua visita e otimizar seu tempo lá, porque pra ver tudo é preciso mais de um dia! Vale a pena também pegar um audioguia pra entender melhor as obras. Entrada Louvre: €17 p/ pessoa; Audioguia: €5 Museu do Louvre Gastamos mais tempo do que imaginávamos no Louvre e quando saímos já eram quase 15h. Nos deparamos com um pequeno problema: boa parte dos restaurantes fecham nesse horário e retornam umas 2-3h depois. O jeito foi fazer um lanche pelo caminho. Tivemos mais 2 tentativas frustradas em seguida (rs): fomos ao Pantheon, mas já estava fechado (encerra 45min antes do horário de fechamento, que varia de acordo com a estação) e depois fomos ao Jardim de Luxemburgo e adivinhem?! Também estava fechado! Ocasionalmente neste dia. Não sei por que motivo, pois ainda estava dentro do horário de funcionamento. Pelo menos nesse meio tempo paramos pra comer um sorvete bem gostoso na Amorino =P Sorveteria Amorino De lá fomos tentar ver de perto a Catedral Notre Dame. Infelizmente ela pegou fogo 1 semana antes da nossa viagem 😪. Eu já tinha ido anos atrás, mas meu marido não teve a mesma sorte. A área estava cercada e só dava pra vê-la de longe. Tomara que consigam restaurá-la e que seja breve. Era um ponto alto da cidade, sem dúvida! T Jantar: The Brooklyn Pizzeria no bairro Marais. Não foi a melhor pizza da viagem (falo mais quando chegar em Nápoles, rs), mas as pizzas estavam uma delícia, especialmente a de marguerita ! O ambiente é legal e o lugar é disputado numa sexta à noite. Pegamos uma fila de uns 30 minutos. Achei o preço salgadinho, mas como estávamos com frio e fome naquele momento, não estávamos com muito critério: €50 - 2 pizzas, vinho e sobremesa. Dia 3 Começamos o dia com uma pequena ostentação: tomar café-da-manhã no Cafe des 2 Moulins, aquele do filme Amelie Poulin. Como foi um dos presentes de casamento que ganhamos resolvemos ir lá apesar do preço salgado. Pedimos um café-da-manhã pra dois e mais 2 croissants (essa parte foi olho grande!). Saiu tudo por €28, mas ao menos foi bem servido. Partimos pro Jardin des Tuileries aproveitando que a chuva estava prometida pra um pouco mais tarde. Fica em frente ao museu do Louvre e a entrada é livre. É um lugar bem gostoso pra relaxar ou fazer um piquenique num dia de calor e sol, o que não foi o nosso caso! Estava bastante frio e a chuva já anunciava sua chegada. Seguimos pro Museu D'orsay e ainda na fila a chuva já começou a cair e o frio a apertar. Umas 3h foram suficientes pra visitação. O prédio é lindo, uma antiga estação de trem, e o museu tem um belo acervo de pinturas impressionistas e pós-impressionistas. Tem dois relógios enormes e lindos. Um deles fica restrito aos clientes de um café/restaurante que tem por lá e o outro é livre. Aproveitamos pra fazer uma pausa pra uma torta neste café. Entrada Museu D'orsay: €14 Audioguia: €5 Café: €10,70 Almoço: Bistrot Victoires - fica perto do museu do Louvre e tem um bom preço. Aconchegante, bom atendimento e ótima comida. Pedimos 2 pratos principais (steak tartare), vinho da casa e um combo de mini sobremesas francesas (uma delícia) - €39,70. Queria voltar lá pra provar o pato e o profiteroles que também estavam bem avaliados nos comentários que li. Nossa próxima parada foi o Pantheon. Dessa vez chegamos a tempo! O grande barato desse lugar é o Pêndulo de Focault, que demonstra a rotação da terra dentro do seu próprio eixo. O mais intrigante (e ousado) foi terem colocado uma experiência científica dentro de um templo religioso, em pleno século XIX! Entrada: €9 p/ pessoa. Voltando à Montmartre comemos um crepe de rua maravilhoso de banana c/ nutella (€4,50). Com certeza, um dos melhores que comemos. É tipo um quiosque que fica em frente a estação de metrô Abbesses. Fizemos umas comprinhas de souveniers ali em Montmartre que é mais barato e subimos novamente pra Sacre Coeur pra vê-la à noite. Vale a pena! É bem lindo e o clima lá em cima ao anoitecer é bem gostoso. Várias pessoas sentadas na escadaria, bebendo sua garrafa de vinho com algum músico de rua tocando ao fundo. Pena que estávamos desprevenidos! Resolvemos então sentar num bar pra beber uma cerveja e escolhemos um que o happy hour ainda estava rolando (beber cerveja em Paris é muito caro!). No happy hour pagamos €5 em um pint (500mL).
  5. Utilizo há anos esse site para pesquisar roteiros de viagens, dicas, custos e, finalmente, venho aqui dar minha contribuição. Trata-se de um relato de uma viagem de um jovem casal apaixonado, em lua de mel, que teve de enfrentar uma cotação de R$ 4,50 a R$ 5,00. Que fase! Com muito planejamento e foco conseguimos fazer uma bela viagem de 23 dias na primavera européia ❤️. Fizemos uma lista virtual de presentes, então boa parte dos passeios que fizemos ganhamos de presente dos nossos queridos amigos e familiares 🥰. Roteiro: Paris - 5 dias (26/04 - 01/05) Praga - 3 dias (01 - 04/05) Viena - 2 dias (04 - 06/05) Budapeste - 3 dias (06 - 09/05) Nápoles - 1 dia (09 - 10/05) Sorrento - 2 dias (10 - 12/05) Ilha de Capri - 1 dia (12 - 13/05) Maiori - 1 dia (13 - 14/05) Roma - 5 dias (14 - 19/05) Primeira dica: Sempre que pensar no número de dias que quer ficar num lugar acrescente mais 1, porque o dia que você chega e sai da cidade fica bastante comprometido com os deslocamentos. E às vezes algum imprevisto também pode "atrasar" seu roteiro, como um dia inteiro de chuva no dia que tinha planejado várias coisas ao ar livre. Nesse roteiro recomendaria acrescentar pelo menos mais 1 dia em Paris, Praga e Budapeste. E mais 1 em Capri se você estiver com dinheiro sobrando ou pegar um câmbio melhor, rs. Segunda dica: A primavera européia nada tem a ver com a nossa! Pegamos bastante frio, especialmente em Paris e no Leste Europeu. Importante colocar na mala uma blusa e calça térmicas e um casaco mais quentinho. Nesse lugares eu saía normalmente com uma camisa de manga curta, blusa térmica (manga comprida), uma blusa mais grossa de manga comprida, casaco e cachecol. Ah, e calça térmica por baixo da calça jeans. Paris Hospedagem: Ficamos num apartamento ótimo em Montmartre pelo Airbnb, bem equipado, com uma vista incrível da Torre Eiffel e metrô em frente (estação Pigalle). Apesar de ouvir muita gente dizer que este é um bairro mais perigoso em Paris, tenho que discordar. Havia bastante movimento nessa rua até tarde, bem iluminado, farto comércio e restaurantes na região. Nos sentimos super seguros lá, inclusive à noite. Adorei! Valor da diária c/ taxas: € 114 (casal). Link: https://www.airbnb.com.br/rooms/882192?guests=1&adults=1&sl_alternate_dates_exclusion=true&source_impression_id=p3_1559085549_zGi%2BIA2ncnTDvdEE&check_in=&check_out=&children=0&infants=0 Saindo do aeroporto Charles de Gaulle: Pegamos um trem (€ 10,30 p/ pessoa) até a estação Gare du Nord e de lá pegamos o metrô até a estação Pigalle. Transporte: Compramos o combo de 10 tickets de metrô por R$ 14,90. Vale a pena porque paga mais barato no valor unitário da passagem. No total compramos 30 tickets para os 5 dias. Gastos casal - 5 dias: Alimentação: €425 - média de €85/dia (contando mercado, restaurante, lanches etc) Atrações turísticas: €233 - média de €47/dia Transporte: €147 - média de €30/dia Paris é uma cidade bem cara. A gente comia no máximo 1 vez por dia em restaurante, almoço ou janta, e ainda assim gastamos bastante com alimentação. Pra economizar, vale a pena ir ao mercado caso tenha cozinha no seu ap. Queijos e vinhos são uma boa pedida. Compramos um ótimo vinho por menos de €5! Dia 1 Chegamos antes do horário de check-in. Então, deixamos as malas no apartamento e fomos explorar as principais atrações do bairro: Muro Je t'aime, Sacré-Coeur e Place du Tertre Muro J t'aime Sacre Croeur Vista da Sacre Croeur Almoço: Na verdade foi um lanche. Comemos baguetes num quiosque que tinha no caminho pra Sacre Croeur: 2 baguetes e 1 coca - €12,30 Seguimos para o Trocadero pra aproveitar que o dia ainda estava claro e bonito e ver a torre mais de pertinho. Lá comemos nosso primeiro crepe de rua parisiense (eu amo!) - €3,50 cada. Depois de curtirmos um pouco, caminhamos beirando o rio Sena e fomos até a Champs-Élysées e o Arco do Triunfo. Depois dessa bela caminhada voltamos pro ap pra tomar um banho quentinho e sairmos para o nosso primeiro jantar romântico da viagem. Tracadero Trocadero Champs-Élysées Arco do Triunfo Jantar romântico (um dos presentes de casamento): Restaurante Bouillon pigalle - foi um achado porque jantar em Paris sem gastar uma fortuna é uma missão difícil e o restaurante ficava praticamente do lado do nosso apartamento. 2 entradas, 2 pratos principais, 1 sobremesa e uma jarra de vinho da casa saíram por 50 euros, incluindo uma pequena gorjeta. E não é um menu não, você escolhe seus pratos individualmente. Foi um ótimo custo-benefício! Recomendo a sopa de cebola de entrada e o profiterole de sobremesa. Os pratos principais estavam bons, mas nada que chamasse a atenção. Os parisienses também curtem o local, então é bom chegar cedo porque já começa a ter fila antes das 20h e eles não fazem reserva. E pra finalizar uma foto da sacada do nosso apartamento com uma bela vista da Torre Eiffel. Era incrível acordar e dormir com essa vista!
×
×
  • Criar Novo...