Ir para conteúdo

Adriana T-Tresch

Membros de Honra
  • Total de itens

    846
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Adriana T-Tresch venceu a última vez em Novembro 22 2019

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

147 Excelente

3 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Olá Pedro, não se preocupe vc não está ilegal e vc pode viajar dentro do espaço schengen sem problemas. Um novo período de 180 dias começou no dia seguinte ao término do anterior. Ou seja, vc está numa nova era, em que pode ficar outros 90 dias no espaço schengen. PORÉM, e MUITO IMPORTANTE: vc não pode ficar mais de 90 dias consecutivos, assim que não faz muita diferença, neste momento, que dia exatamente aconteceu essa virada de 180 dias, entende? O importante para vc agora é não ficar mais de 90 dias consecutivos no espaço schengen. Então como vc está no espaço desde o dia 10 de novembro, tem que somar 90 dias (incluindo o dia 10/11 e o dia da saída) para ver a data máxima que vc deve sair. Notei que a primeira conta que vc fez está equivocada: Na verdade vc ficou 16 dias, porque vc estava no espaço schengen tanto no dia 10 de junho como no dia 25, esse período corresponde a 16 dias. Então conte 90 dias, incluindo o dia 10 de novembro, e terá a data máxima que vc pode ficar no espaço Schengen. Depois de passados 90 dias vc poderá voltar outra vez ao espaço, para aproveitar os dias que restam antes do final desse período aí que vc está (que vai fechar em algum dia de junho, vou deixar para vc fazer as contas que dia será). Para ficar mais tranquilo, recomendo vc ler as regras na fonte oficial - aqui neste outro post deixei link dos textos da UE para um outro viajante. Mas não se preocupe, vc não está ilegal e pode ficar no espaço schengen até algum dia no começo de fevereiro, vou deixar para vc fazer as contas, ok. Boa viagem!
  2. Sim, pode - mas também pode ser só os funcionários fazendo o trabalho deles. Responder perguntas e mostrar documentos são procedimentos normais que acontecem nas fronteiras. Quem viaja bastante provavelmente vai acabar respondendo uma ou outra pergunta algum dia. Até mesmo quem tem passaporte europeu acaba respondendo perguntas. Nos últimos 20 anos tenho entrado e saído da área schengen várias vezes por ano, na fila UE - sempre com passaporte europeu, e já me fizeram perguntas sim (pouquíssimas vezes em aeroportos, mas já me aconteceu). Será que eu estava com "o perfil / comportamento equivocado" naquele dia? Não, são apenas funcionários mostrando serviço. Meu marido detesta voar e nesses anos todos temos viajado bastante de carro. E já respondi uma ou outra pergunta nessas situações também. Mais comum é ter que sair do carro, abrir o bagageiro, conversar sobre as coisas que estão ali dentro etc, faz parte. Graziela, como vc já teve problema uma vez, o melhor que você pode fazer é simplesmente estar com toda a documentação, caso pedirem. Comprovante de vínculo com o Brasil inclusive. Leve os documentos e vai dar tudo certo.
  3. Olá Graziela, lamento que isso tenha acontecido com você, que experiência desagradável. Repara bem na foto: embaixo do carimbo tem a anotação "E". Isso significa que o funcionário negou sua entrada pelo seguinte motivo: "falta de documentação válida que comprove finalidade e condições da estadia". Isso está explicado no Código de Fronteiras Schengen https://eur-lex.europa.eu/legal-content/en/TXT/?uri=CELEX:32016R0399 (está na parte B de algum dos anexos) Então eu te pergunto se te pediram comprovante de acomodação em Madrid? Capacidade de comprovar que você tinha condições financeira para se manter durante os dias de viagem? Por curiosidade, você recebeu algum formulário junto com a negativa de entrada? Provavelmente ali tenha mais info sobre a negativa. Quanto a informação ficar ou não no sistema: faz anos que a UE está prometendo um novo sistema "EES" que manterá todas as informações sobre os viajantes no banco de dados, enquanto isso não for implementado acredito que essa info não seja compartilhada. Mas mesmo que seja compartilhada, não vejo maiores problemas. O próximo funcionário vai ver que vc teve entrada negada pela justificativa "E", e vai conferir a documentação. Então esteja preparada com seus comprovantes (caso seja perguntada, esteja pronta para mostrar fundos para se manter, comprovante de acomodação, planos de viagem, motivos para voltar ao Brasil - comprovante de estudos ou vínculo de trabalho, enfim as coisas de sempre). Gostei da sugestão que te deram de entrar por Portugal, onde você poderá se explicar melhor ao funcionário, caso te façam mais perguntas. E principalmente dê atenção especial a sua documentação, boa sorte!
  4. Olá Rafael, não assisti o seu video, vou apenas responder o que você escreveu: A possibilidade de se emocionar com o mundo ainda existe, incluindo lugares famosos e conhecidos. Recomendo você dar uma olhada nos relatos de viagens aqui no mochileiros, tem muita gente se emocionando pelo Brasil e pelo mundo. Vc é português? Tem gente se emocionando com algo que pra você talvez seja extremamente corriqueiro: conhecer Lisboa e outros lugares em Portugal. No fim de outubro visitei a praia da falésia (albufeira), que talvez seja extremamente corriqueira e nada emocionante para você, mas eu gostei tanto que fui ficando e fui ficando... foram 15 dias fenomenais. Eu nunca nem tinha visto foto da praia da falésia antes e não sabia o que esperar. Adorei. Você menciona emoçoes que não consegue ter, e que estão irremediavelmente perdidas. E também menciona que: "somos influenciados pelo que vemos, somos movidos pela aceitação de terceiros e pelo bem-estar que isso nos proporciona" Lendo isso que você escreveu fico com vontade de te dar uma sugestão, por favor não leve a mal: que tal tirar umas férias disso tudo? Um meses atrás li um livro muito interessante sobre minimalismo digital, em que o autor sugere um "detox digital" o mais abrangente possível, inclusive ficar um mês SEM redes sociais. Se afastando das redes você terá claridade para colocar tudo sob perspectiva e repensar o quanto de importância você dá para tudo isso: https://www.goodreads.com/book/show/40672036-digital-minimalism Quanto à questão ecológica concordo com você, é muito trágico isso de lugares que uma vez recebiam pouquíssimas pessoas por ano e agora estão recebendo verdadeiras tsunamis de visitantes. Acho que cabe a cada um fazer a sua parte, quando visitamos um lugar remoto e desconhecido não precisamos ir correndo no youtube ou instagram divulgar esta info, não é mesmo? Sei que isso vai contra a filosofia aqui do site mochileiros, de divulgar o máximo de infos, mas me pergunto até que ponto isso é saudável para o planeta.
  5. @LucaSantos Olá Luciana, não entendi porque você me contatou por mensagem privada sobre meu post sobre o Airbnb, de qualquer forma pra quem não leu, aqui estão minhas experiências com a plataforma: Mas o que as minhas experiências tem a ver com o enfoque da sua pesquisa? Bom, talvez eu não tenha entendido o enfoque da sua pesquisa... Deixei de usar AIRBNB por ter tido várias experiências negativas e Airbnb ter me deixado na mão MAIS DE UMA VEZ, sendo que o serviço de atenção ao cliente é uma b*sta, tremenda perda de tempo. Como é um post num fórum aberto, fique a vontade para usar minhas experiências como quiser na sua pesquisa. Não há necessidade de mudar meu nome, assino embaixo de tudo o que escrevi ali.
  6. @Marasantos Olá Mara, quais seriam essas desvantagens que estão te fazendo desanimar? Agora em 2019 eu fiz uma viagem de MH pelo interior da Europa (França, Espanha e Portugal). Foram 6 meses e foi o suficiente para eu me apaixonar total por esse estilo de viajar. Temos montes de dicas sobre viajar de MH aqui no fórum, joga motorhome no campo de busca que você vai encontrar vários relatos. Se precisar de dicas estou a disposição, mas ainda não estive de mh na Itália... em 2020 quem sabe!
  7. Parabéns pela viagem. Obrigada por compartilhar, infelizmente não consegui ver as fotos mas gostei muito de ler o relato dessa BAITA aventura de vocês. Deve ser fenomenal subir a serra do rio do rastro a pé. Totalmente de acordo, é verdadeiramente sensacional. Adoro começar a pedalar ou caminhar debaixo de um céu estrelado e experimentar a alvorada na trilha/estrada/caminho, com o despertar da passarada, mudança de cores no céu... um espetáculo que se repete todos os dias. Se lembro bem agora no mês de novembro o Casal100 passa a ser 120, è isso mesmo? Feliz aniversário de 60 pra a grande caminhante da dupla! desejando vida longa, saudável e com muitas outras aventuras. Um abraço!
  8. O único canal que eu sigo que está de alguma forma relacionado com o assunto viagens é "cheapRVliving". https://www.youtube.com/channel/UCAj7O3LCDbkIR54hAn6Zz7A/featured É mantido por um americano que vive numa van, viajando os eua. Mas ele não menciona destinos turísticos. Prefere dar ênfase nos aspectos práticos de viver na estrada e também publica entrevistas com outras pessoas que vivem em todo o tipo de veículos: vans, motorhomes, trailer, carros, tem de tudo até combinação motocicleta + barraca. Alguns vivem sobre rodas para poder viajar bastante e realizar o sonho de visitar todos os parques nacionais americanos, enquanto outros estão nessa vida por falta de opção mesmo. É um canal fascinante para ver o lado prático e menos glamour da #vanlife. O apresentador é um sujeito simpático que sempre conversa com seus entrevistados com curiosidade, muita empatia e sem julgamentos. Recomendo para quem tem qualquer interesse na vida sobre rodas. Cheguei no cheapRVliving depois de assistir um documentário : "without bound - perspectives on mobile living" (a música de fundo é horrorosa mas o conteúdo foi bem interessante). https://www.youtube.com/watch?v=Lg37Cbx-kak
  9. Atenção viajantes! Nas 4 primeiras páginas deste tópico há montes de dicas preciosas de como planejar uma viagem - vale a pena dar uma conferida
  10. Olá Alessandra, bem vinda ao fórum. Eu acho super prático viajar com essa combinação mala de rodinha + bolsa, ainda mais considerando que sua viagem será toda urbana. Quanto a ser inverno e viajar apenas com bagagem de mão: acho ótimo também. A verdade é que odeio despachar mala, esperar por mala e arrastar mala pesada. Moro na Europa e meu método de me vestir no inverno é o mesmo do outono, a única diferença é que adiciono casacão por cima (+gorro + luvas). Mas não me importo de usar o mesmo casacão todos os dias, nem de lavar roupa no banheiro e secá-la sobre o radiator ou pendurá-la num cabide (viajo com roupas de secagem rápida). Uso o mesmo calçado (impermeável) a viagem toda, enfim acho bem tranquilo mesmo. Mas tem gente que gosta de trocar de casaco, trocar de calçado, gosta de lavar roupa em lavanderia, daí fica mais complicado. Faça o que ficar melhor para você. Aqui no fórum temos um tópico excelente que reúne dúvidas recorrentes de viagens a Europa: O tópico é de 2012 mas as dicas ainda são SUPER válidas, vale a pena ler as contribuições de Paulorco e MarcosPereira (primeiras 4 páginas principalmente). Vale a pena também ler os relatos do MarcosPereira, ele e a esposa conseguiram isso que você pelo jeito gostaria de fazer: viajar vários países com certa flexibilidade. E como ele fizeram isso? Escolheram países próximos e viajaram de trem. Já uma viagem saltitando entre cidades distantes como você escolheu pode ser bem divertida também, mas fica meio engessada, né mesmo? Vc meio que se obriga a viajar de avião. E seria loucura deixar pra comprar "lá na hora" a passagem de avião entre Barcelona e Paris (por exemplo), comprando na última hora é tudo muito mais caro... e ainda mais com feriados de Natal e Ano Novo no meio da sua viagem. Então se vc quer visitar todas essas cidades aí a solução é decidir as datas antes e já deixar tudo comprado. Outra opção é reduzir os países, por exemplo você poderia fazer Portugal e Itália. Você já tem passagem do Brasil para Lisboa e voltando de Roma para o Brasil. Só faltaria comprar uma passagem entre os dois países, por exemplo entre Porto e Veneza. Fazendo assim vc poderia ter alguns ou vários dias para viajar com flexibilidade em Portugal.. e depois você terias vários dias para desfrutar de Itália, com calma e sem ficar tudo tão engessado. Você que sabe qual estilo de viajar te agrada mais, tudo é válido. Temos um tópico bem interessante aqui no fórum sobre essa questão do planejamento excessivo e como isso deixa as viagens engessadas (ou não, tem gente que pelo jeito não se importa): Boas pesquisas e boa viagem!
  11. ola Aline, vcs já conhecem o sul da Espanha? Málaga é um excelente destino que não custa um rim. Temperatura agradável (considerando que é inverno), povo festeiro e animado, comida e bebida em conta. A cidade por si só é bem simpatica mas há outros lugares pela volta para vcs conhecerem: Caminito del Rey, Ronda, etc
×
×
  • Criar Novo...