Ir para conteúdo

Adriana T-Tresch

Membros de Honra
  • Total de itens

    829
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Adriana T-Tresch venceu a última vez em Janeiro 7 2018

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

123 Excelente

3 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Olá @VagnerRicardoGodoi moro na Espanha, adoro os pirineus e já estive em várias épocas do ano inclusive inverno. Sempre aproveito bastante. Não sei esquiar e não faço questão de aprender, gosto de fazer trilhas. Dependendo de como está a neve dá pra usar raquetes de neve. Achei bem interessante esse video onde o rapaz não apenas demonstra a utilidade das raquetes de neve, mas também menciona todas as roupas que está usando: É importante se agasalhar bem no inverno com roupas que "respiram", para não ficar todo suado/molhado enquanto estiver caminhando. Você encontra montes de rotas no wikiloc. Mas o melhor é escolher uma base (por ex Torla para Ordesa ou Vielha para Aiguestortes, só exemplos, há outras) e usar o bom senso e o centro de info turística para saber como está a situação lá na hora e escolher trilhas dentro das suas habilidades. Nessas bases você sempre vai encontrar lojas esportivas para alugar raquetes de neve, bastões etc. Se vc não tem grande experiência em trilhas: escolha uma trilha bem fácil, faça meia volta bem antes, enfim use o bom senso. Não há necessidade de fazer nada muito épico para curtir os pirineus, aliás nem precisa fazer trilhas, só passear por lá já vale a pena (alugue um carro pra facilitar sua vida). Lembrando que na neve sempre dá pra se divertir com trenó básico (a venda por 10 euros na decathlon ou alugue lá em alguma loja). Entre esses 3 destinos que vc menciona: Andorra é um bom lugar para quem quer esquiar, mas para fazer trilhas ou admirar a natureza melhor ir para os parques nacionais que vc citou. Já visitei Andorra umas 3 vezes, na última agora em agosto, e Andorra continua sendo o lugar mais concretado e (na minha opinião) o lugar mais sem graça que você poderia visitar nos Pirineus. Já o Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido é um verdadeiro paraíso, vale muito a pena conhecer! Aiguestortes ainda não fui; está na lista, o problema é que tenho meus lugares preferidos que acabo sempre voltando. Mas já vi fotos e é um lugar fenomenal, excelente escolha. Boa viagem.
  2. Vale muito a pena conhecer Fernando, e é de bem fácil acesso. Se não quer ir de carro (estrada um pouco esburacada) é bem tranquilo ir de ônibus (expresso palmares). Dá pra pedir pra descer na Talhamar e caminhar até o parque (acho que são apenas 2.5km da BR até o parque), enfim super fácil e tranquilo. Sendo que o pessoal que mora lá é super camarada e solidário, enquanto eu caminhava pela Talhamar observando aves ganhei ofertas de carona, sem nem pedir. Na volta quando já estava cansada peguei uma carona por um trecho, poupei uns 15km.
  3. Olá, um tempo atrás eu tinha lido as aventuras de um indiano que tinha feito o contrário (da India à Tailandia). Não encontro mais o relato dele, mas encontrei o relato dessa garota que fez o que vc quer fazer: http://the-shooting-star.com/2019/03/03/epic-land-journey-thailand-myanmar-india/ Myanmar é um país que tem focos de distúrbios civis e conflitos armados, então é prudente saber que áreas evitar. Vou deixar um link para o site do governo britânico com conselhos aos seus cidadãos a respeito: http://www.gov.uk/foreign-travel-advice/myanmar
  4. Olá, bem-vinda ao fórum. Para verificar se o seu nome foi parar no sistema (= banco de dados da área Schengen = Schengen Information System = SIS) vc pode escrever para a autoridade portuguesa. Na página da "Comissão nacional de proteção de dados" vc encontra um modelo (minuta de pedido de acesso ao SIS II) basta preencher o formulário (lembrar que apelido em Portugal significa sobrenome), anexar uma cópia autenticada do passaporte e mandar pelo correio para o endereço no website: http://www.cnpd.pt/bin/direitos/schengen.htm Para trocar seu nome de usuária (ao invés de ter seu email exposto desta maneira) é bem fácil: http://www.mochileiros.com/topic/88530-como-mudar-seu-nome-de-usu%C3%A1rio/
  5. Olá Sílvio, quero te agradecer mais uma vez pelo relato e também pelo mapa que vc colocou aqui. Imagina que fazia ANOS que eu queria ir pra região e lendo o teu relato me dei conta que era tudo tão mais fácil do que eu imaginava. Estive agora em setembro em Porto Alegre visitando os parentes e aproveitei para pegar um ônibus para Tavares. Foi fenomenal! Como estava sozinha achei mais prudente ficar em pousada, encontrei uma bem pertinho do P.N Lagoa do Peixe (a 6km de onde a Talhamar chega "na faixa"). Seu mapinha foi super útil pra me situar. Deu tudo super certo e apesar de ter ficado apenas 2 noites lavei a alma caminhando pela Talhamar e depois pela beira mar até o Farol. A parte que eu mais gostei foi justamente dentro do P.N. e a quantidade de aves que se vê por ali. Recomendo a todos a visita ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe, um paraíso entre o mar e a Lagoa dos Patos.
  6. olá Cláudia, se o foco principal é passar dia 13 de maio em Fátima, talvez você queira chegar na véspera, já que na noite do dia 12 acontece uma procissão das velas, talvez seja interessante para você. Não sei qual a idade da sua filha, ou se vocês como família gostam de caminhar ou não, mas de qualquer forma, já que Fátima é o foco da sua viagem, vou comentar que muitos caminhos levam a Fátima! Todos os anos milhares de pessoas fazem uma peregrinação a pé até o local. Muitos seguem pelas estradas, mas há caminhos para peregrinos, o mais curtinho sai de Tomar (que por si só parece ser um destino muito bacana, ainda não conheço). Alguns links que talvez sejam do seu interesse: Associação dos Amigos Caminhos de Fátima: http://www.caminho.com.pt Página do Santuário de Fátima explicando como funciona o alojamento disponível para quem chega em Fatima a pé: http://www.fatima.pt/pt/pages/indicacoes-para-a-peregrinacao-a-pe Pessoalmente eu ficaria os 10 dias apenas em Portugal, já que entre Fátima, Lisboa, Tomar, Sintra e outros lugares pela volta você terá muito para ver, talvez até falte tempo? Eu deixaria Barcelona para uma próxima oportunidade. Uma ótima viagem pra vocês!
  7. Dica anotada, obrigada por compartilhar - ótimo preço para Amsterdam.
  8. Olá, se você quer evitar frio e chuva: que tal visitar lugares com mais quentes e mais secos? Eu moro no sul da Espanha e no mês de março a temperatura está super agradável (de já começar a usar roupas mais leves, as vezes já estou de manga curta em março). Então dá pra fazer um roteiro bem interessante passando por Lisboa, Málaga, Ronda, Córdoba, Sevilha, Granada... Roma também tem clima bem melhor que Paris ou Amsterdam. Em março na Europa: quanto mais ao sul, mais agradável a temperatura. Aliás seria a melhor época para visitar a Andalucia, já que no verão é o oposto: calor demais. Você pode jogar esses destinos no google e comparar a temperatura média e dias de chuva no mês de março.
  9. Relativamente perto de Nantes está o Mont Saint Michel, que é uma dos destinos mais visitados da França, talvez seja do seu interesse? Há muito que ver na volta do Mont Saint Michel, aqui pelo fórum você encontra dicas em tópicos da Bretanha e Normandia. Talvez valesse a pena explorar destinos mais próximos de Nantes e esses outros que vc escolheu do que adicionar outros países no roteiro...ou não, vc que sabe. Boa viagem!
  10. Não se preocupe Casal100! Moro numa região mega turística (sul da Espanha), com hoteis e campings ao meu redor. A maioria (99.999999999%) dos meus hóspedes até hoje eram europeus com condições de pagar camping. Tenho certeza que todos os brasileiros que chegam até aqui de bicicleta conseguem pagar o camping também. Mas se os cicloturistas gastaram muito na passagem de avião/ bici/ alforges/ garmin/ strava premium/ iphone/plano de dados etc e não sobrou para o camping? Aqui na Espanha é muito tranquilo, seguro e perfeitamente legal praticar a "acampada livre". Ou seja: vc pode armar sua barraca num campo/matinho/praia deserta e ninguém vai te importunar. Eu já fiz isso pela europa sem qualquer problema. Viajar de bicicleta por aqui é a coisa mais barata e tranquila que alguém pode fazer. Enfim, eu não estava providenciando nenhum serviço indispensável no meio do nada, era apenas uma gentileza que eu fazia com o intuito de conhecer e socializar com pessoas com os mesmos interesses. E realmente conheci gente super bacana, inclusive um dos meus hóspedes de 2005 se tornou um grande amigo, em 2009 estive na África para o seu casamento, ano passado ele esteve aqui na Espanha me visitando com sua esposa e filhas, pessoas assim fazem tudo valer a pena. Mas ultimamente aconteceu de abrir a porta da casa para cicloturistas que na verdade só queriam toda a comodidade que eu estava oferecendo + a senha do wifi. A interação comigo foi praticamente zero, não vi sentido nenhum nisso. Cansei e mudei meu perfil: agora estou indisponível até novembro de 2020. Estou precisando tirar férias disso tudo. Faz mais de 15 anos que recebo estranhos na minha casa (não apenas no warmshowers, já fui anfitriã no HC também) - muita água já rolou por baixo da ponte. Mas chega de falar das minhas experiências, me contem de vcs? Casal 100, sempre leio os relatos mas ainda não gravei os nomes de vcs, diz aí vcs também costumam receber desconhecidos em casa? E vc @Cleber Vieira qual tem sido sua experiência como anfitrião no warmshowers? Quais critérios vc usa para receber pessoas, ou todo mundo é bem vindo mesmo sem pestanejar (já que a esmagadora maioria é gente super boa)? Para mim o ponto alto de fazer cicloturismo é sempre o contato humano, quando viajamos de bicicleta a recepção é geralmente positiva, a bicicleta vai abrindo portas e desarmando as pessoas.. né mesmo? talvez por ser um veículo tão inofensivo, desperta a simpatia e curiosidade. Então Cleber, fique a vontade para nos contar mais dessas interações que vc teve ao longo do caminho. Achei interessante isso que vc escreveu sobre aniversários. Sabe, eu não me ligava muito para aniversários, até que uns anos atrás faleceu uma amiga muito querida e bem mais jovem que eu. Passei a ver a vida (não só os aniversários, mas a vida toda, inclusive o processo de envelhecimento) como um imenso PRESENTE, que nem garantido não é, então temos mais é que comemorar cada dia mesmo! Que bom que vc teve um aniversário especial pelo caminho. Durante sua viagem vc deve ter passado por lugares sensacionais. É possível também adicionar fotos nos relatos, se vc tem alguma que queira nos mostrar.
  11. Parabéns pela aventura e que legal saber que vc teve experiências positivas no warmshowers. Faz anos e anos que eu participo como anfitriã e estou quase desistindo pelas experiências negativas que tive recentemente. Totalmente de acordo!
  12. Parabéns pelo passeio! Como nosso país é lindo. Fiquei impressionada com a mudança radical de Chapecó a Maceió! Que corra tudo as mil maravilhas nessa nova aventura!
  13. Olá Rafael, vou comentar só sobre Keukenhof. Isso que vc escreveu "Tirar essa cidade do roteiro" não faz muito sentido. Keukenhof não é uma cidade, é um parque/jardim privado, no meio do nada, com horário de abertura. Vc encontra as infos no site, incluindo datas e horários de abertura: http://keukenhof.nl/en/ Não há porque visitar Keukenhof fora das datas de visitação, já que os portões estarão fechados, ok? Se mudar a data da viagem e pegar Keukenhof aberto: eu fiquei ali 4 horas (e isso que adoro flores). Já 2 dias acho meio exagerado, mas claro que vai do gosto de cada um. Pelo país há parques nacionais, se vc tem vontade de experimentar a natureza é uma opção para vc já que são públicos e abertos em qualquer horário / epoca do ano (e gratuitos) aqui uma lista: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_national_parks_of_the_Netherlands Eu visitei um parque nacional perto de Haarlem: http://www.np-zuidkennemerland.nl/299/national-park-zuidkennemerland é um parque bem pequeno e deu pra visitar tudo de bicicleta, num único dia. Adoro fazer pedaladas na natureza e pra mim valeu muito a pena.
  14. Olá @Nena Reimberg, no seu lugar talvez eu também ficasse preocupada. Mas por sorte a sua preocupação é relativamente fácil de resolver: como sua viagem é só em agosto vc tem mais de 3 meses para aprender inglês. Bons estudos e boa viagem!
  15. Tem também o site do governo britânico: http://www.gov.uk/foreign-travel-advice
×
×
  • Criar Novo...