Ir para conteúdo

Guilherme Cavalcanti

Membros
  • Total de itens

    166
  • Registro em

  • Última visita

Posts postados por Guilherme Cavalcanti

  1. Eu tive ciência do problema e voei com a BoA. Fiz uma viagem excelente!!!

    Agora, vou atrás dos meus direitos, requerendo os danos materiais, mas, quanto aos danos morais, já não sei.

    Explico.

    Na jurisprudência brasileira, nada é certo. De cabeça de juiz e de bunda de neném, vcs já sabem o que vem, né? Já tô careca de ver gente pedindo danos morais e não conseguindo tal indenização, porque muitos juízes entendem o cancelamento prévio (com a concretização da viagem - como no meu caso) ser um mero desconforto. Por outro lado, há juízes que dão uma fortuna a título de danos morais. É meio que uma loteria. Prefiro não apostar, porque, caso você perca na parte dos danos morais, mesmo que ganhando na parte dos danos materiais, terá que pagar proporcionalmente os honorários do advogado da parte contrária.

    Como eu disse, é uma aposta, mas acho que não vou entrar nessa loteria.

     

    Abs

     

    Guilherme

  2. Eu, particularmente, não gostei da minha primeira experiência com o Visa Travel. Ele tem sim a facilidade da segurança, da boa aceitação e tudo MAS os melhores preços normalmente estão nos lugares onde não se aceita cartão. Até aí OK, você pode sacar tranquilo. O problema, na minha opinião, é a cotação. A cotação usada pelo VTM é turismo. Fiz uma compra de divisas em Dezembro/2011 e a cotação do dólar comercial ficava na faixa dos R$ 1,75 a R$ 1,80, enquanto a taxa aplicada ao turimo era de R$ 2,00 redondinhos. Não parece muito, mas aplique isso a uma quantia alta e verá a diferença. Aí você perde em flexibilidade: com dólares em mãos você tem muito mais opções de câmbio em Buenos Aires, pois considerando HOJE, na compra de 1000 dólares pelo VTM você já sairia perdendo 70 reais ou 158 pesos argentinos (e, acredite, você até faz algo com isso por lá) levando em conta que a diferença entre o Turismo e o Comercial está baixa (0,07 centavos), mas, na época (com diferença de cerca de 0,25 centavos) eu já larguei perdendo 250 reais por cada 1000 dólares, o que chegou a ser uma baita palhaçada. Cabe notar que em períodos "de férias" o dólar turismo dispara e você HOJE pegaria uma diferença baixa em relação às duas cotações, portanto, se for optar mesmo pelo VTM, compre antes da metade de junho as divisas, senão corre o risco de pagar muito caro.

     

    Isso que eu não entendo. E como vc consegue comprar um dólar comercial na praça?

  3. Vou ser bem sincero: gostaria de ter ouvido o contrário de vcs!!!!! kkkkkk

    Se minha mulher neurótica ler o comentário de vcs, eu tô frito, pq ela vai ficar buzinando na minha orelha até dizer chega!

    Mas ok, valeu pela dica!

    abs

    Guilherme

  4. Galera,

     

    Me deu um frio na barriga agora. Abri o site da Peru Rail para junho e vi que algumas passagens já estão esgotadas!!!!

    Quero fazer o esquema de descer do tour do Vale Sagrado em Olla e de lá pegar o trem para AC e fazer MP.

    Meu plano era comprar a passagem de trem logo no dia q eu chegasse em Cusco. Mas agora assustei com essa história de esgotado. Vcs acham tranquilo eu conseguir passagem comprando uns 2 dias antes?

    (obs: quero comprar a passagem para AC às 21 horas e a volta às 8 horas).

    Pânico total :shock::shock::shock:

     

    abs

     

    Guilherme

  5. Alonso,

    São duas coisas diferentes. Uma é a viagem entre La Paz e Uyuni, que não tem nada de passeio. Vc vai a noite e dormindo (pelo menos vai tentando dormir, pq a estrada é um horror). Daí chegando em Uyuni vc faz os passeios. Tem o de 1 dia, que só vai até o salar. Tem o de 3 dias, que tem o salar e a região de vulcões e lagos (Sud Lipez) e fica em San Pedro. Por fim, tem o passeio de 4 dias, que nada mais é o de 3 dias + a volta pra Uyuni.

  6. hum, Aletucs, daí eu tomaria mais cuidado. Já vi muito neguinho se arrebentar nessa história de "vou pedir danos morais".

    Se você não for viajar por causa da quebra da cia., ok, cabem danos morais. Agora se você sabe da quebra, compra passagem com outra cia, faz a viagem e ainda assim pede dano moral, daí fica clara a má-fé e o juiz pode (na verdade deve) dizer que não são cabidos danos morais, porque ausentes os danos (ora, vc viajou não foi?)

    Só dando minha visão sobre o assunto, mas sem querer polemizar, ok?

     

    abs

     

    Guilherme

  7. meurisbd,

     

    As agência de viagens (dentre elas a Submarino, a Decolar e, no meu caso, a Marsans) vão se negar a fazer o reembolso em substituição à Aerosur. Lógico. Ninguém gosta de perder dinheiro. Mas no Judiciário a gente ganha fácil essa ação (embora vai nos dar dor de cabeça para mover tudo). Eu mesmo só vou esperar voltar de viagem para entrar com uma ação contra a Marsans no juizado especial.

    Se você olhar mais acima, eu copiei umas decisões judiciais sobre o assunto.

     

    abs

     

    Guilherme

  8. Oi gente, vou tentar contribuir um pouco.

    1 Vá ao médico com antecedência (no mínimo 2 meses antes) e saiba se desmaiará por falta de ar se tentar subir o Chalkataya. (não deixe pra descobrir isso no dia)

    2 Contrate um seguro viagem, mesmo que seja só para reembolso (já viram os preços de uma diária na UTI?)

    3 Conheça o local e sobretudo conheça a si. Se vc for uma pati acostumada a passar as ferias na Disney e em Miami, pense 1287 vezes antes de ir pra Bolívia

    4 Faça previamente uma lista dos locais de apoio no país de destino (ex, saiba onde fica o consulado etc)

    5 Converse com o gerente da sua conta sobre sua viagem e pegue contatos no Brasil em caso de emergencia

    6 Quando for pesquisar aqui no mochileiros.com, tome o cuidado de não fazer da demanda do outro uma necessidade sua (esse é um segundo item do "conheça a si mesmo"). Então, não é pq alguém aqui no fórum precisou comprar a blusa y e a bota x para subir o Everest, vc tbm terá q comprar para ir no salar ou em Machu Picchu. Cada um tem uma necessidade, conheça as suas.

    7 Em falar em botas, esteja bem acostumado com o calçado q irá usar na viagem. Não adianta comprar uma bota 6 meses antes e só colocar ela no pé no dia da viagem. Tem bota q não é de couro e não laceia fácil (a minha salomon já deu amostras de q fará um buraco no meu pé antes). Se esse tbm for o seu caso, encha a bota de bolinhas de gude e a amarre bem apertado.

    Abs

    Guilherme

  9. Oi Enrico, sou eu de novo. Li pela milésima, octogésima, décima oitava vez o seu relato e vi um detalhe que ainda não tinha perguntado ::dãã2::ãã2::'>

    “Compramos a passagem pra San Pedro pela Tur Bus (12.800 pesos) pro dia seguinte 22h (todas só tem esse horário)”

    Isso significa que vc passou dois dias e uma noite em Arica? Se sim, por opção ou por falta de?

     

    abs ::otemo::

     

    Guilherme

  10. Dibú,

     

    Eu comprei na própria agência, que fica a 10 passos do meu trabalho. E mesmo assim, eu só recebi um BILLETE ELECTRÓNICO. A única diferença é que a moça que me atendeu imprimiu pra mim o bilhete e eu pedi para que ela enviasse para meu email. Ou seja, é assim mesmo, relax....

     

    abs

     

    Guilherme

  11. Outro detalhe pessoal,

     

    Eu particularmente acredito que a Aerosur não vai reembolsar, pois, quem deve 10 anos de impostos e tem 15 bilhões de dívidas, não parece ter patrimônio para fazer o reembolso.

    Todavia, acredito que a Decolar.com tenha que fazer o reembolso às próprias custas, porque agência e companhia respondem solidariamente, conforme o Código do Consumidor, por terem eles entre si contratos coligados. (desculpem o juridiquês).

     

    Há precedentes nesse sentido que foram julgados aqui em São Paulo e outros estados:

     

    "INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FIRMADO COM AGÊNCIA DE VIAGENS AQUISIÇÃO DE PACOTE TURÍSTICO DE LUA-DE-MEL INADIMPLEMENTO CONTRATUAL, COM A COMPLETA AUSÊNCIA DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS FATO INCONTROVERSO ADEQUADO JULGAMENTO ANTECIPADO DA AÇAO ART. 330, I, DO CPC - VIAGEM NÃO REALIZADA ANTE A FALÊNCIA DA OPERADORA DE TURISMO LEGITIMIDADE PASSIVA DA AGÊNCIA DE VIAGENS QUE REALIZOU A INTERMEDIAÇÃO NA VENDA DO PACOTE RESPONSABILIDADE OBJETIVA E SOLIDÁRIA NO REGIME DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR ART. 14 DENUNCIAÇÃO DA LIDE CORRETAMENTE INDEFERIDA ART. 88 DO CDC FATO DO SERVIÇO REPARAÇÃO DOS DANOS MATERIAIS CONSISTENTES NOS VALORES CUSTEADOS PARA REALIZAÇÃO DA VIAGEM - PRESUMÍVEIS DANOS MORAIS CAUSADOS PELA FRUSTRAÇÃO DE NÃO REALIZAR A VIAGEM DE LUA-DE-MEL DIMINUIÇÃO, PELA METADE, DO VALOR ARBITRADO PARA A REPARAÇÃO DOS DANOS MORAIS ALTERAÇÃO, ADEMAIS, DO TERMO INICIAL DA CORREÇÃO MONETÁRIA, NOS TERMOS DA SÚMULA 362 DO STJ."

     

    E outro:

     

    "APELAÇÃO CÍVEL - DANOS MATERIAIS E MORAIS - CANCELAMENTO DE VIAGEM ÀS VÉSPERAS DA DATA PROGRAMADA - INADIMPLÊNCIA DA EMPRESA DE TURISMO - RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA ENTRE A EMPRESA QUE VENDE O PACOTE E AQUELA QUE OFERECE O PACOTE - DANOS MATERIAIS E MORAIS CONFIGURADOS - MANUTENÇÃO DO QUANTUM INDENIZATÓRIO - SENTENÇA MANTIDA."

     

    Bem, em suma, mesmo que não recebamos da Aerosur (e eu acho muito difícil eles pagarem), ainda assim podemos obter da agência intermediadora.

     

    Abraço a todos e boa sorte a nós!

     

    Guilherme

  12. Keka,

     

    Muito legal o seu relato. Mês que vem estarei por lá.

    Agora gostaria de lhe perguntar algo sobre as compras. Eu já li aquelas 300 mil páginas do tópico Compras na Bolívia, mas vou te perguntar aqui mesmo....=)

    Vc comprou algum artigo de couro? Vc gostou? Achou bom e barato? Tem alguma loja que recomenda?

    Vc comprou calça corta vento lá? Tem boa e barata? (minha mulher, como brasileira de quadril largo, está com medo de nao achar calça pra ela lá....mulheres).

    bem, é isso aí, mas se vc lembrar mais alguma coisa sobre compras, pode me falar =)

     

    bjaum

     

    Guilherme

  13. Déia, tudo bem?

    Então, acho que eu não fui muito claro. Eu sei q ir pro Salar é lindo e um pouco perigoso. Não vou deixar de conhecê-lo por causa dos riscos.

    Mas vamos pensar numa analogia. Imagine parque de diversões. É legal? Sim. É perigoso? Também. Então temos que tomar precauções. Eu vou ao Playcenter e ao Hopi Hari mas nunca colocarei os pés nesses parques que têm na praia e no interior. Entendeu o q eu quis dizer? Se, por exemplo, me falarem que no Chile os motoristas não são alcóolatras como os bolivianos, prefiro ir por agências chilenas, mesmo que mais caras. Assim como o Hopi Hari é mais caro que esses parquinhos mequetrefes.

    Então, retomo minhas indagações:

    Primeira coisa, a segurança no salar é só quando há nevasca? ou preciso me atentar a mais coisas?

    As agências que saem de SPA são mais seguras e os motoristas chilenos menos loucos do que os bolivianos? Ou tanto faz o lado que fazemos a travessia?

    O q mais eu preciso verificar para ter uma viagem mais segura?

    abs

    Guilherme

×
×
  • Criar Novo...