Ir para conteúdo

Rodrigo P.C.

Membros
  • Total de itens

    31
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Rodrigo P.C. postou

  1. @Dominique Zoboli Se você não for acampar, não vai precisar de barraca nem de saco de dormir. Neste caso, eu compraria a de 40 litros. Pode até comprar uma de 30 litros se estiver disposta a lavar roupas a cada 3 ou 4 dias. Foi o que eu fiz no Peru, passei 16 dias com uma mochila de 30 litros e não me arrependi. Quanto menos peso nas costas, melhor.
  2. @Laryssa TeodósioNa minha viagem de 16 dias pelo Peru em maio do ano passado usei essa aqui: https://www.decathlon.com.br/mochila-de-trilha-nh500-30-l-quechua/p Levei roupas para três dias e fui lavando, às vezes na pia do banheiro, às vezes em lavanderia. Dá para levar como bagagem de mão e é muito prática para o dia a dia, com vários compartimentos. Achei bem confortável. Se você for levar barraca e saco de dormir, vai precisar de uma de 50 L, e provavelmente terá que despachar. Como eu fiquei em pousadas, não precisei levar barraca nem saco. Se este será seu primeir
  3. @lleidiane Na minha opinião, a bota tem que ficar confortável logo no teste na loja. Geralmente melhora um pouco com o uso, mas uma bota desconfortável não ficará confortável depois de amaciar. Um ponto é importante: você está acostumada com botas de trilha ou será a primeira? Se for a primeira, pode ser que você estranhe mesmo.
  4. Bom dia, amigos viajantes. Estou planejando uma viagem de carro pelos três estados do Sul do Brasil com minha namorada. Vamos passar todo o mês de maio viajando em busca de trilhas. O roteiro ainda não está fechado, mas alguns locais já estão na lista, como Ilha do Mel, Urubici e São José dos Ausentes. Vamos fazer algumas trilhas guiadas e travessias nos cânions. Acontece que a viagem será longa, e ficará financeiramente inviável se contratarmos guias todos os dias. Poderiam, por favor, sugerir trilhas auto-guiadas no Sul do Brasil? De preferência trilhas de um dia.
  5. @lydiaazevedoo Qual a limitação do seu celular? O que você quer melhorar nas suas fotos, ou quais fotos você não consegue fazer hoje e gostaria de fazer? Assim fica mais fácil recomendar câmera e lentes.
  6. Boa tarde, amigos viajantes. Estou planejando uma viagem de carro pelo Sul do Brasil com minha namorada para maio de 2020. Pretendo visitar os cânions em Urubici, São José dos Ausentes e Cambará do Sul, e gostaria de fazer pequenas travessias (2 a 4 dias). Alguém pode me indicar agências ou guias? Desde já, muito obrigado.
  7. @Luana Alves de Alencar Adorei Huaraz, fiz os principais passeios de um dia em montanha. Leve água, um lanche, protetor solar e use botas confortáveis. A cidade é pequena, as pessoas são gentis e a comida é barata. Estou à disposição para tirar qualquer dúvida. Essas são minhas melhores fotos: https://www.flickr.com/photos/rodrigo_pc/albums/72157708760172108
  8. @luizh91 Não, eu falo mesmo da Trek100: https://www.decathlon.com.br/bota-masculina-de-trekking-trek100-couro/p A minha é a versão anterior, cinza com laranja. Ontem fiz mais uma trilha com ela, dessa vez em Bertioga, com bastante barro. Foi bem, como de costume. Dois anos atrás eu paguei R$400, mas hoje está mais cara, R$600.
  9. Monte Verde, MG. A trilha até a Pedra Redonda é curta, cerca de meia hora, e não é difícil. Apesar de ser íngreme, é bem demarcada e até possui degraus de madeira. A vista é simplesmente sensacional. Há outras trilhas na região, um pouco mais longas, caso você se empolgue. Segue um vídeo da vista da Pedra Redonda: https://www.youtube.com/watch?v=cK6oPkbU2Lk
  10. Nunca usei, mas não me parece uma boa ideia. O centro de gravidade da carga vai ficar muito longe das costas, deve ficar desconfortável. Alguém que já usou, entretanto, pode dar uma opinião mais fundamentada.
  11. @Onika Winchester A Laguna Parón é a mais fácil e a mais bonita, eu não perderia. A trilha da Laguna 69 é a mais longa e mais bonita, mas também a mais exigente. Se você estiver em forma, recomendo fazê-la. Eu deixaria de fazer passeios tipo Chinchero e Vale Sagrado (na verdade eu deixei mesmo, em favor das montanhas).
  12. @Davi Leichsenring Excelente! Segue um site com muitas instruções, para os falantes da língua inglesa: www.travelindependent.info/ Esse site me convenceu que é melhor viajar com uma mochila pequena em vez de uma grande.
  13. Oi, Fernanda, seja bem vinda! Sou recém chegado aqui no fórum mas já tenho algumas viagens na bagagem. Primeiro é preciso definir que tipo de viagem quer fazer: destino, duração, tipo de hospedagem, tipo de passeio etc. Não existe regra geral, cada viagem terá necessidades específicas.
  14. Se você for sair do aeroporto de Lima, cuidado com cálculo do tempo de deslocamento, porque o trânsito é muito ruim. Entre o centro histórico e o aeroporto são só 12 km, mas levei 2h de Uber no horário de pico à tarde. A consequência foi um voo perdido e uma noite no aeroporto.
  15. Obrigado, que bom que gostou das fotos. Se você estiver no Instagram, tenho fotos de mais países lá: @rodrigo_pasiani Eu fiz as duas lagunas e recomendo. Adoro esse ambiente de montanha. Não fiz o passeio do Chinchero porque não gosto muito desses passeios teatrais, prefiro andar sozinho pela cidade ou então ir pras montanhas. Eu havia planejado o passeio do Vale Sagrado (Ollanta) mas acabei cancelando. Fui de Cusco a Aguas Calientes (Machu Picchu) pela Via Hidrelétrica (van + caminhada) e voltei de trem. Recomendo se você não tiver medo de altura (tem que caminhar sobre os
  16. Fiz um roteiro parecido em maio deste ano. Na minha opinião, o passeio mais difícil foi Laguna 69, em segundo lugar Laguna Humantay e talvez em terceiro a Montanha Colorida. Fiz o city tour em Cusco com o pessoal da Free Walking Tour, que se encontra na Plaza de Armas de manhã, usando camisetas vermelhas. Recomendo, leva umas 2 horas. Sobrará tempo depois do almoço para você andar por conta. Não deixe de visitar o interior das igrejas. Tenho umas fotos da viagem aqui, se interessar: https://www.flickr.com/photos/rodrigo_pc/albums/72157708760172108 Boa viagem!
  17. Obrigado pelo relato, Taciano. Dá sim para viajar com uma mochila de 30 L. Passei 16 dias no Peru em maio, temperaturas de 5°C até 25°C, passeios urbanos e de montanha, e coube tudo em uma mochila 30 L. O segredo é lavar roupas regularmente, em vez de carregar um monte delas. Levei, além da roupa do corpo, roupa para três dias, e nenhum par de tênis adicional. Prefiro lavar roupa dia sim, dia não, do que carregar volume e peso desnecessários. Minha namorada fez o mesmo e também adorou. Abraço.
  18. Oi, Paola. Fiz uma viagem ao Peru em maio deste ano. Foram 16 dias, passando por Lima, Cusco, Machu Picchu e Huaraz. Também subi a Montanha de Colores (veja aqui: https://www.youtube.com/watch?v=CO3VrXFO2HI ). Usei uma bota Quechua Trek 100 (Decathlon) a viagem toda, não levei tênis. Fiquei muito satisfeito. Eu recomendo a Quechua Trek 100 ou então a Vento Finisterre. É importante você ter uma bota que fique confortável no seu pé, já que você vai andar bastante em terreno ligeiramente acidentado. Evite botas com solado muito rígido. Não se esqueça de levar boas meias de trekking. Na Decathlon
  19. Rodrigo P.C.

    Mochilas QUECHUA

    Em maio fui para o Peru apenas com uma mochila de 30 litros da Quechua, inclusive levei câmera fotográfica. Passei 16 dias por lá. Lavando roupa no hotel ou em lavanderias (são baratas) dá se você souber escolher as peças de roupa. Fui com um bom par de botas e não levei tênis. Peguei temperaturas entre 5°C e 25°C. Tenho 1,80 m. Veja a foto da mala: https://www.flickr.com/photos/rodrigo_pc/albums/72157708760172108
  20. Rodrigo P.C.

    Curtlo X Quechua

    Gosto da garantia da Decathlon (Quechua é marca da Decathlon). Uma mochila minha apresentou defeito depois de dois anos - a garantia é de dez - e eles trocaram sem frescura. Bastou apresentar a mochila e a nota fiscal na loja e já levei uma nova pra casa.
  21. Não sei te falar sobre ela. Minha namorada usou por um tempo a MH100 feminina e gostou bastante. Eu uso uma Trek 100 e adoro, mas é bem mais cara. Na minha opinião, um bom par de botas é essencial. Eu economizaria em tudo, exceto nas botas. De qualquer forma, gastar o dinheiro dos outros é fácil, né. Abraço e boa viagem.
  22. Eu também adoraria uma boa bota não impermeável. A única vez que lavei a minha submergindo-a, levou mais de 48 horas para secar, em um dia quente e seco. Em uso, mais cedo ou mais tarde a água vai entrar na bota, portanto acho interessante uma bota não impermeável que seque mais rápido. Infelizmente não temos opção no mercado nacional, temos que optar por um tênis ou uma bota impermeável.
  23. Se não pretende gastar muito nas botas, eu iria com uma MH100 e não levaria tênis. Na minha última viagem (ao Peru, 16 dias, somente com uma mochila de 30L) fui com um par de Quechua Trek 100 nos pés e não levei tênis. Fiz tudo de bota, cidade e montanha. Não levar um tênis extra economiza bastante espaço na mochila e alivia um pouco o peso.
  24. Também acho pouco dinheiro, mas quem sabe... Se você gosta de trilhas em montanha, posso recomendar Huaraz, no Peru. Hospedagem, comida e passeios baratos. Hotéis por menos de 100 reais a diária, refeições completas por 10 reais em restaurante e passeios de um dia inteiro na montanha, com van e guia, em torno de 40 reais.
×
×
  • Criar Novo...