Ir para conteúdo

Guimg12

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Voltando ao relato Quando falei que iria para a África do sul, todo mundo se espantava, oq irei fazer na África? Só tem fome, guerra e doenças por lá... Infelizmente por conta da ignorância muitas pessoas vincula o continente africano como se fosse apenas um pais. De fato há muitos países no continente africano que passam por esses problemas endêmicos, infelizmente. Mas é bom que pude mostrar que a África é muito mais do que isto! Minha viagem iniciou dia 01 de dezembro de 2018. Escolhi o voo da British que fazia escala em Londres onde eu teria 24h por lá. Teria né, infelizmente no final do ano passado teve um caos nos aeros por conta das chuvas que fez com que eu perdesse meu voo original e não tendo mais uma conexão longa em Londres. Londres vai ficar para a próxima. Cheguei em Cape Town dia 03, uma amiga já estava me esperando por lá no aero, alugamos um carro e fomos direto para a Garden Route. O aluguel do carro foi cerca de 600 reais com seguro total, sem o seguro total seria metade disso, lá se dirige pela direita e seria minha primeira vez que dirigiria na mão inglesa, confesso se eu estivesse sozinho teria muitaaa dificuldade de dirigir hahah, muito estranho, mas depois que vc acostuma vai fácil. Na africa do sul dizem precisar a carteira internacional de habilitação, mas nunca pediram. O que é a Garden Route? A Garden Route é um trajeto na costa da África do Sul (rodovia N2). Oficialmente, vai da cidade de Mossel Bay até Storms River, mas só esse trecho não encaixa muito bem nos roteiros de viagem. Por isso, é comum estender essa viagem da Cidade do Cabo até Port Elizabeth (ou o contrário), que são as duas que têm aeroportos. A rota oficial tem pouco mais de 200km, mas fazendo a extensão são, no mínimo 850km. A rota tem esse nome porque é uma região de vegetação abundante o ano todo, já que o clima oceânico possui verões e invernos amenos com chuvas. ------ HERMANUS Como eu já chegaria cansado de toda viagem, resolvemos fazer a primeira parada em Hermanus, foi uma cidade bem acertada, pois o percurso é cerca de 1h30m apenas. As estradas é super bem conservada, igual um tapete. A cidade em si é bem tranquila, não tinha grandes atrações, mas é bem charmosa e tem uma vista espetacular. Como estava iniciando ainda o verão, ainda ventava um pouco mas nada mas super agradável a temperatura. Entrar no mar fora de cogitação! hahah
  2. Vamos lá, mais um relato, perdi minha outra conta então vamos lá Bom, essa viagem foi decidida meio que na sorte, eu tinha alguns pontos no programa da LATAM, e como para mim é melhor viajar final do ano por conta do recesso forense. Comecei a pesquisar possíveis destinos, como eu gosto de praia e sol me restringia um pouco. No final do ano poderia ir para a região da américa central, que até então era minha primeira opção, mas estava com receio de ir sozinho por conta da “má fama” da região por ser um pouco violenta. Com isso decidi ir para a África do Sul, achei a passagem de ida por apenas 28k milhas e dei a loca de ir. Como meu inglês é bem ruim, resolvi incluir um pequeno intercâmbio na África do sul. Fechei pelo site Intercambio direto, foi a melhor cotação que achei, era o mesmo preço da escola se eu pagasse por lá. Entrei em contato com a escola para saber se realmente eles faziam parceria com o site, pois iria pagar todo curso no brasil, então não poderia correr o risco de ser falso. Tudo certo, paguei o valor de 2.600 reais para 3 semanas de aula. Se tem intenção de fazer um intercâmbio faça por mais tempo, e não sei se na África do sul é uma boa, minha sala só tinha árabes então era muito difícil entende-los, havia alguns brasileiros também por lá. qualquer coisa só chamar no insta uaiguilhermee
×
×
  • Criar Novo...