Ir para conteúdo

Jeff19

Membros
  • Total de itens

    1
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre Jeff19

  • Data de Nascimento 14-08-1977

Bio

  • Ocupação
    Assistente Social

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Montevidéu - Uruguai
  1. Viviana, achei o máximo teu post. Como outro comentário falou, quando estamos buscando bondade parece que o universo conspira a favor. Acabei achando o teu post bem quando ando com uma ideia louca de mochilar por aí. Pode ser que seja a crise da meia-idade, considerando os meus 42 anos (mas alma extremamente jovem), ou a sensação que chegou a hora de fazer certas "loucuras" que sempre quis, mas até então nunca tive coragem de sair da zona de conforto. Sou assistente social de formação e trabalhei alguns anos em centros de antedimentos para pessoas em situação de rua moradia e albergues aqui em Porto Alegre, capital do RS. Não necessariamente todos estavam em situação de rua moradia, mas também haviam mochileiros que se utilizavam do serviço. Gente do Brasil e países vizinhos, como também da Europa e até Ásia. Isso sempre me despertou aquela vontade de colocar a mochila nas costas e sair mundo afora. Deixar as preocupações do mundo moderno de lado como: o celular novo que quero comprar (esse mal eu já consegui me livrar faz quase um ano), as faturas e todos os itens de consumo que a maioria não precisamos, porém o nosso sistema capitalista insiste em dizer o contrário. Não sei se mais gente compartilha desse mesmo sentimento, mas já estou muito de saco cheio dessa vida que temos de atender a um sistema. Acordar cedo, ir para o trabalho, cumprir horário, pagar contas, etc... Amo a liberdade, de verdade mesmo. Queria sair por aí sem rumo certo e ver onde vou parar. Talvez seja por isso que nunca consegui levar relacionamentos muito longe, ou talvez por não ter encontrado alguém que compartilhe desse mesmo pensamento que relação não é prisão, mas duas pessoas que escolhem ficar juntos porque se amam, respeitam e entendem que a individualidade de cada um é o que nos tornas seres únicos e tão especiais. E ninguém pertence a ninguém que não seja nós mesmos. Acabei por me estender demasiadamente, entretanto, não queria deixar de compartilhar como teu post reavivou de forma latente desejos que há tempos carrego: "Como eu queria sair e viver outras experiências...". Lembro que ao fazer o SENSO da pessoas em situação de rua moradia em Porto Alegre, descobri que há pessoas que escolheram deixar suas vidas e sair mundo afora. Um em particular me justificou com a seguinte frase: "O mundo é grande demais para passarmos a nossa vida inteira no mesmo lugar". Queria dizer que ajudou muito. Meu destino é o Uruguai. Há 4 anos estou amadurecendo esta ideia, pois muito me encanta. Minha intenção é partir em janeiro, quando lá é verão (o inverno é bem frio) e ter tempo de me instalar. Estou me preparando faz bastante tempo, mas o medo me impede. Concordo quando disseste que o medo nos limita. Medo de se afastar do amigos, da família (no meu caso seria mais dos amigos mesmo). Famílias as vezes tendem a ser complicadas. Gosto de estar com os amigos, mas amo ficar sozinho. Hoje trabalho a maior parte de tempo em casa como técnico de informática, assessor acadêmico, professor particular, orientador socioeducativo, mediação de conflitos, cuidador de idosos, faço um bolo. kkkk. É recompensador trabalhar em caráter interventivo e poder despertar a melhor parte das pessoas. A humildade, o minimalismo, o respeito, o amor próprio e ao próximo. Tento promover esses valores na sociedade como forma de fazer a minha parte para um mundo melhor. Confesso que muitas vezes é bem frustrante. Quero muito seguir adiante, conhecer pessoas novas, viver outras culturas. Como você mesma escreveu: "Quem quer dá um jeito, quem não quer dá desculpa!". Obrigado.
×
×
  • Criar Novo...