Ir para conteúdo

marcia___

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. @D FABIANO na vdd, não tenho empresa. sou freelancer e presto serviço para empresas de outros países. não sei se isso faz qq diferença. meu ponto inicial era que não tenho vínculo com uma empresa no brasil e por isso, fico com medo de passar pela imigraçào
  2. Oi pessoal, Estou planejando um mochilão pela Europa em 2020, mas estou com o maior medo de ser barrada na imigração por vários motivos. Resumo: *sou nômade digital (trabalho para empresas de outros países) *não tenho quase nenhum vínculo com o país (nada de imóveis no meu nome, ou carro, ou qq coisa) *há três anos, estou viajando pelas Américas (só passei pelo Brasil duas vezes para visitar minha família) *sou mulher solteira, 34 anos (já li que isso é algo que levanta suspeitas ao chegar a países como Espanha, por exemplo). É paranóia minha? Quais as chances de enfrentar algum perrengue mesmo tendo passagens de ida e volta, seguro, comprovante de hospedagem e dinheiro? Alguém aqui trabalha remotamente e tentou viajar para a Europa? rs, mil perguntas. Ah, sei que nômade digital é um termo bem polêmico e sei que não se deve trabalhar com visto de turismo. Mas também sei que não estou buscando uma colocação no país alheio, e sim tocando minha empresa de um quarto de hotel, antes ou depois de visitar pontos turísticos. Mas provavelmente esse raciocínio não cola no aeroporto
×
×
  • Criar Novo...