Ir para conteúdo

Vinicius de Abreu

Membros
  • Total de itens

    114
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Vinicius de Abreu postou

  1. No ano passado eu ia pra Zurique visitar uma amiga que mora lá, mas eu decidi não ir mais por conta da burocracia que ela exigia no meu roteiro.
  2. Engraçado, eu acho Praga muito mais inspiradora no quesito arte.
  3. Roger, Seu roteiro está completamente inviavel. Dois dias em Berlim, dois em Roma? Ida pra Zurique? Repense isso. Pesquise sobre as cidades que você optou para saber a quantidade de dias necessários para uma estadia básica, veja o que é indispensável e o que você pode abrir mão, e também o que não complica com relação à logistica. Tenha em mente de que o que você tem de mais precioso, que é tempo, é gasto em fazer/desfazer malas, ida/volta de aeroporto, check-in/check-out, etc. 100EUR por dia acho que está mais do que bom, com menos vocês passam sossegado.
  4. Ajuda em quê? Você nem citou as cidades que planeja visitar, quantos dias tem disponível, nada. Ai fica difícil.
  5. Cara, quando estive em Viena eu fiquei 3 noites. Uma delas foi gasta no pub do Hostel (Wombats, recomendadíssimo) que por si só já rende uma boa bagunça. A outra fui em um concerto e na outra em um bar onde tocava Jazz. Coisas tem pra fazer, sempre tem, mas de repente outro lugar te oferece mais variedades de acordo com o teu perfil.
  6. Eu cortaria Zurique e Veneza, vagando 4 dias. Jogaria 1 em Berlim, 1 em Praga, 1 em Budapeste e 1 em Firenze. Se fizer questão de Veneza, ai eu cortaria Zurique e Firenze e faria o mesmo.
  7. Eu diria que depende do resto do seu roteiro (se houver o resto). Você vem de ou vai para alguma cidade grande, metropole mesmo? Então vá pra Praga. Vem de cidadezinhas medievais, coisa assim? Vá para Berlim. As duas cidades são imperdíveis, e ironicamente é uma pratica muito comum ir de uma para a outra de trem. Se você tiver tempo, pode ser uma opção. 9 dias disponíveis dá pra fazer as duas.
  8. Viena é maravilhosa, mas eu sou suspeito pra falar pois sou amante incondicional de música erudita. Se a prioridade é curtir baladas, então vá para a Cracóvia. Além de ser uma cidade belíssima, te dará mais situações nesse quadro que desejas.
  9. Oi Tatiana, Muito pelo contrário, a Polônia vale MUITO a pena! Mas infelizmente não dá pra se fazer tudo. Ano que vem irei novamente viajar, e o principal destino de todo o meu planejamento é justamente a Polonia. Eu ia sugerir trocar Praga pela Polônia, mas seu marido quer muito ver. Vocês terão que escolher, o que nunca é fácil. Mas não vale a pena fazer tudo isso rapidamente, pois vocês não irão aproveitar como se deve. E a Belgica, é essencial? De quê vocês abririam mão?
  10. Oi Tatiana, Sim, muitos lugares para poucos dias. Vou dar minha opinião com base no que você escreveu. De cara removeria Frankfurt e a Polônia. Vocês fazem questão? Frankfurt parece ter sido incluida ai simplesmente por ser incluida, Munique justifica por conta de Neuschwenstein. Com isso, vagariam 5 dias, que eu distribuiria da seguinte forma: 30/05 - Londres (RESTANTE DA TARDE) 31/05 - Londres 01/06 - Londres 02/06 - Londres 03/06 - Londres 04/06 - Paris (CHEGADA CEDO DE LONDRES) 05/06 - Paris 06/06 - Paris 07/06 - Paris 08/06 - Bruxelas (CHEGADA CEDO DE PARIS) 09/06 - Bruges (BATE E VOLTA BRUXELAS) 10/06 - Amsterdam (CHEGADA CEDO DE BRUXELAS) 11/06 - Amsterdam 12/06 - Amsterdam 13/06 - Munique (CHEGADA CEDO DE AMSTERDAM) 14/06 - Munique (PASSEIO CASTELO DE NEUSCHWANSTEIN) 15/06 - Berlim (CHEGADA CEDO DE MUNIQUE) 16/06 - Berlim 17/06 - Berlim 18/06 - Berlim 18/06 - Praga (CHEGADA CEDO DE BERLIM) 20/06 - Praga 21/06 - Praga (volta para Londres) 22/06 - Volta Brasil as 06:00 Vi que você citou Auschwitz. A questão é ir especificamente lá, ou em um campo de concentração? Campo por campo, você pode visitar Sachsenhausen, que fica em Berlim. Eu já fui e é realmente incrivel. Peguei um dia desses e coloquei em Paris, por imaginar que vocês não cogitaram fazer uma visita em Versailles. Acho que seria muito legal vocês irem pra lá. Bom, espero que tenha ajudado!
  11. Eu não incluiria, seria cansativo demais. Pense que além da locomoção, tem check-in e check-out em hoteis, fazer/desfazer malas, deslocamento para estações/aeroportos, tudo isso te toma tempo. Deixe Firenze para outra oportunidade, é a melhor coisa que você faz, até porque os dias que você tem em Veneza e em Roma já são MUITO escassos. Na próxima vez, pesquise mais antes de definir as cidades e principalmente antes de comprar passagens.
  12. Eu tiraria Lisboa e Madrid do roteiro, vagando 4 dias e distribuindo entre Barcelona e Paris da seguinte forma: Barcelona - 5 noites Paris - 7 noites Bruxelas - 1 noite Brugge - 1 noite Amsterdam - 3 noites Holanda e Belgica estão com o tempo justo, então nem mexeria.
  13. Dá uma pesquisadinha no Google Maps que você vai conseguir ver a distância exata de Orvieto, Nayhara. Inclusive, o Google Maps é uma baita ajuda nesse lance de analisar distanciar, rotas e localizações.
  14. Acho importante antes de escolher uma localização, se informar sobre a tríade facilidades, reputação e custo da região. Não vale a pena, ainda mais em uma primeira ida, se hospedar em um local distante por conta do preço, ou em uma boqueta por conta do preço, se botando em risco. Não vale a pena também se hospedar numa região muito bem-localizada mas que a diária é exorbitante. Em Paris, depois de muito pesquisar, eu decidi que uma das melhores regiões para se hospedar é o Quartier Latin: Perto de muitas atrações, perto de parques, não tão caro porém nem tão barato. Só pra constar, me hospedei no Oops! Hostel.
  15. E ai Nayhara, Fui ao Vaticano sim, deixei para ir no meu ultimo dia de estadia em Roma. Muitos dizem que é longe, mas eu fui do Yellow até o Vaticano andando, curtindo a cidada, tava um sol lindo. Fui bem de manhã, cumprindo a lei de ir na Basilica de São Pedro e na Capela Sistina. Eu tinha planejado ir até Orvieto, mas acabei nem indo. Pra lá, ia alugar um carro pois valia mais a pena. Pegando o gancho de Roma, aqui vão algumas recomendações de restaurantes e gelateria: Hostaria Isidoro http://www.hostariaisidoro.com/home.html Fica na Via di San Gionvanni in Laterano (59a - 61 - 63), aqui eu comi um gnocchi a la gorgonzolla sensacional! Recomendo, e também indico os belíssimos camarões empanados deles como secondi piatto. O dono desse restaurante já morou no Brasil, mais precisamente em Natal, e o pessoal de lá é tudo muito boa gente. Ristorante dei Musei Vaticani Na Via Santamaura, 5-5a. Peça como entrada o Faggioli, e diga aos donos do restaurante que você é brasileira, eles vão te fazer a maior festa! Heheh. Gelatteria Old Bridge Nos arredores do Vaticano. Pode perguntar pra qualquer um que irão te indicar, e aprecie os quilos de gelatto que você irá tomar. All' Orsetto Esse fica perto da Piazza del Popolo, exatamente nesse endereço (mapa): http://goo.gl/maps/1xeA Recomendo o Spaghetti Carbonara, que é sensacional (e pesadíssimo), o Fettuccine Pescatore e o sorvete de baunília deles que é sensacional! Tudo, logico, com uma garrafa de Chianti, que não é nada caro e muito bom. Bjs, Vinicius
  16. Eu me hospedei no Yellow no ano passado e gostei bastante, o hostel é bem animado, tem inclusive um bar dentro que vira um fervo. O Oops! é legal, quartos bem confortaveis e arrumados, e a localização é muito boa, bem pertinho da Place D'Italie e da estação Les Gobelins, gostei demais de lá.
  17. Eu tomaria um avião para Praga ou Budapeste. São países mais baratos, lindos, e com certeza te darão motivos de sobra pra não se arrepender :'>
  18. Fala Ju, Como eu não conheço a Croácia, posso te ajudar com a Hungria e a Alemanha: 1) Dia 12 chego em Budapeste por volta de 18h - Qual a melhor maneira de ir do aeroporto para o centro? Quanto custa? R: Quando estive lá, cheguei em Budapeste de Roma, por volta de 1 da manhã. Logo do lado de fora do aeroporto tem um guichê credenciado de taxi, onde você informa o endereço e eles já te dão um ticket com o preço da corrida, você entra no taxi e vai pagar exatamente o que foi emitido. Lembro que minha corrida deu cerca de 30 euros, convertidos em florins. Cuidado com pessoas que ficam te oferecendo taxi no aeroporto. Um camarada disse que me levava para o centro por 90EUR, que segundo ele era a média praticada por ali. Não aceite, e só tome o taxi do guichê credenciado. - Qual albergue você indica? R: Me hospedei no Paprika Hostel, perto da Hero's Square. É na verdade o apartamento (grande) da simpática Andy, uma hungara muito boa gente e super atenciosa, uma coisa linda! Gostei muito de lá, com certeza ficarei hospedado com ela novamente quando voltar a Budapeste. -Quais são os lugares imperdíveis? R: Particularmente o que mais me impressionou foi o Bastião dos Pescadores e o Parlamento. Outra atração muito bacana é o labirinto da cidade, e não deixe de passear também por Obuda que é um barato. Uma boa relaxada na beira do Danúbio é obrigatória no finalzinho da tarde também. 5) Dia 22 Dubrivnik x Berlim - É melhor ir de trem, ônibus ou avião? quanto custa? R: Pela distância, creio que avião é a melhor opção, com certeza. - Qual albergue você indica? R: Eu já me hospedei uma vez no Meininger, que fica ao lado da Berlin Hauptbahnhof, e também no The Circus, que fica próximo à estação Rosenthaler. Se fosse pra me hospedar em algum dos dois novamente, com certeza ficaria no The Circus. - O que é imperdivel? R: Além dos passeios padrões (Torre da TV, Catedral, Portão de Brandemburgo), você pode visitar o campo de concentração de Sachsenhausen. Você toma o trem sentido Oranienmburg e desce na estação final, e segue a pé para o campo. Se você curte historia e o tema da segunda-guerra, é imperdível. Espero ter ajudado!
  19. Eu não quero ser chato, mas acho que o seu roteiro está equivocado. Muitos poucos dias pra maioria dos lugares, você ainda tem que se preocupar com check-in, check-out, translados, faz/desfaz malas e outras coisas que tomam tempo. Você vai acabar só se cansando e não aproveitando direito o velho continente. Você escolheu lugares incríveis, mas lugares demais. Eu aconselho você reavaliar o roteiro, estabelecer prioridades e retirar algumas cidades.
  20. Acho seu roteiro completamente insensato e absurdo. Você tem 3 meses e vai passar 2 dias em Paris? 2 em Roma, 2 em NY, Bosnia, Marrocos, nessa correria e no inverno? Você não vai aguentar. Melhor repensar tudo, até porque é a sua primeira mochilada. Priorize os lugares que você quer ir, dê a eles o tempo necessário e com o resto veja o que pode fazer.
  21. Plzen acho que dá pra tomar como day-trip a partir de Praga, tem trens diretos da Hlavni Nadrazi. Além da cidade em si, vale a visita na fábrica da Pilsner Urquell também. Já cogitou Kutna Hora? Telc? Essa ultima fica mais perto de Brno do que de Praga, e dizem ser uma jóia tcheca.
  22. Eu passaria uma semana em Budapeste e ainda acharia pouco pra conhecer o volume de coisas que tem por lá. A bem da verdade, eu moraria lá! Hehehe.
  23. Eu recomendo 4 dias pra Budapeste para se aproveitar bem, com direito a banhos termais (que é uma tradição). Permita-me acrescentar, Marcos, Budapeste é composta também por Óbuda, que forma o distrito III-Óbuda-Békásmegyer, fazendo Budapeste ser formada na verdade por três cidades. É uma região agradabilíssima de se passear a vale a pena, mas prepare as pernas pois tem MUITA subida. Também não conheço Turim e estou curioso porque 7 dias por lá.
  24. Falo com conhecimento de causa: Se vocês estão em desacordo em algo antes da viagem, é melhor acertar isso logo. Esse ano eu viajei com um amigo de longa data, e rolou um stress FORTE por conta de divergências, mas forte MESMO.
×
×
  • Criar Novo...