Ir para conteúdo

StinkFoot

Membros
  • Total de itens

    220
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que StinkFoot postou

  1. Bom ja' que estamos todos correndo atras, deixa eu colocar uma informacao que recebi hoje. Vou fazer o ultimo trecho antes de Katmandu, a partir de Nova Delhi. Descobri que mesmo estando em transito, ha' necessidade de um visto especifico para tal (Visto de Transito, R$36,00, 3 dias uteis para ser emitido, + 20R$ se for solicitado o envio via SEDEX). Sugiro que todos verifiquem a necessidade de visto dos paises onde farao conexao, pra evitar imprevistos. O visto nepales e' bico, 35USD, no proprio aeroporto de Katmandu. Por sinal, quem quiser adiantar o servico pode baixar o formulario do
  2. Androc, Sugiro que voce faca a leitura de dois livros: "O Meu Everest" (Luciano Pires) - trekking acampando. "A Estrada do Everest" (Airton Ortiz) ou "Na morada dos Deuses"(Carlos Tramontina) - trekking "tea house style" Eles descrevem exatamente como e' um e o outro. Pelo que pude perceber, acampar so' faz sentido em algumas poucas localidades, (como no proprio Base Camp) e talvez em alguns pontos das trilhas alternativas, pois a oferta de lodges e' farta ao longo de todo o caminho. E acampar significa entre outras coisas um aumento consideravel no peso (a nao ser que voce t
  3. Androc, Estudei duas possibilidades. A de contratar um guia independente por la' ou usar uma agencia local. Eles ja' estao habituados com esse tipo de solicitacao, logo a maior parte oferece as seguintes opcoes: 1.Package Trekking 2.Guide & Porter Trekking Na primeira, tudo fica a cargo da agencia. Ela descola os trekking permits, geralmente te arranja um hotel em Katmandu, te pega no aeroporto e deixa, compra as passagens pra Lukla, Pokahara ou Jiri se for o caso; durante o trekking, tudo esta incluso, comida e lodges, com excessao de guloseimas e bebida alcoolica. Nessa op
  4. Buenas povo, É o seguinte. Falando com um pessoal que guia por lá, me avisaram que este ano a monção não foi nem de longe o dilúvio usual. Eu estou rezando pra que seja verdade, pois devo começar a trilha ainda em Setembro, um pouco por causa da minha disponibilidade, mas a verdade é que é uma tentativa de sair da altíssima temporada. Mas acho que não vou ser bem sucedido quanto a esta última. Hendrik, eu usei o perfil do terreno que está no Lonely Planet. Não tem muito erro não, o desenho dos glaciares, e principalmente a hidrografia facilitam muito a localização das cidades. Depois
  5. Uma imagem produzida no Google Earth, da Trilha partindo de Jiri ao EBC. Download Attachment: Trilha_Jiri_Kala_Pattar.jpg 166,48 KB
  6. A coisa tá esquendo né Hendrik? Não tem um consenso pra questão do tópico. A verdade é que quem fez os dois fala que o Annapurna é uma experiência até mais bonita. Mas o que atrai no EBC é justamente o objetivo. O sopé do telhado do Mundo é algo que instiga a imaginação. Taí o motivo da minha escolha também. E Setembro não chega... Quando você está indo Androc?
  7. Google Earth. Esse é o nome da brincadeira. Estou planejando uma trip pro Nepal, e cai pra trás com as possibilidades deste software. Temos o Globo todo fotografado por satélite com uma resolução absurda em alguns pontos (principalmente as grandes metrópoles). Vejo duas grandes aplicações. Pra quem vai fazer treekings e quer ter uma ideia basica do terreno, dá pra usar o comando tilt, e alterar o angulo da camera facilitando a compreensao do relevo do terreno. E nas grandes cidades a resolucao chega a ser absurda. Em Sao Paulo por exemplo da´facilmente pra localizar a sua casa. Em
  8. Adoro Fotografia e mergulho a algum tempo. Naturalmente tentei unir as duas coisas, então comprei uma câmera bem básica para fotos-sub. A MX-5 da Sea & Sea. Trata-se de um equipo bem simples, que suporta até 35m, ou seja aparentemente perfeita pra quem faz o mergulho autônomo recreacional. Agora tem muitas coisas que influenciam a foto sub. Aquelas que apreendi na marra: "Backscatter" - ou suspenção. Geralmente a primeira grande frustração de quem começa, é descobrir que muitas vezes, aquela suspenção de areia aparentemente inócua durante o mergulho, tem um efeito desatroso quanto t
  9. Fala ai Trota! Estava postando umas dúvidas no tópico de Montanhismo, parecidas com as tuas. Pilhas na Natureza... Dei uma fuçada por ai e achei esse carregador solar. Tudo bem que custa bem mais que os outros, mas em compensação a carga de um par de pilhas AA é feita em 5 horas... bem menos que as tradicionais 10-12 horas que tenho encontrado em outros produtos. http://www.gaiam.com/retail/product.asp?catalog%5Fname=gai&product%5Fid=06%2D0384 http://www.gaiam.com/retail/product.asp?catalog%5Fname=gai&product%5Fid=57154
  10. Bom topico! Gostaria de extender as reflexoes de todos a um outro aspecto da fotografia na natureza que vem me dando motivos pra cocar a cabeca. Sempre fotografei com uma velha (e otima!) Pentax Sportimatic II, e a pouco tempo comprei uma Nikon CoolPix 5700, pra me iniciar na fotografia digital. Levei-a a pouco para um viagem pela Europa e so' tive alegrias com a qualidade das imagens e a versatilidade da camera... ...so' que ha' um porem... ...baterias! Enquanto estou em ambientes urbanos esse nao chega a ser um problema, pois carrego sempre duas baterias extras, alem e' claro de cartoes d
  11. Fala Galera, Deixe de postar a alguns dias, quando os micros aos quais eu tinha cesso simplesmente não conseguiam ler o novo layout das páginas.... Ainda está um lixo mas vamos lá. Beleza Zeba? Oque eu falei do LP, é sobre aquele tom de eterno alerta que parece ecoar por todo o texto. Parece que a maior preocupação da viagem é não ser passado pra trás, como se esse fosse o objetivo de todos que cruzam o teu caminho. É evidente que um bom guia não pode deixar de dar dicas, sejam elas correlatas a segurança, ou conduta, mas as vezes parece que a orientação do texto, faz com que a cultura
  12. quote:Originally posted by rgnovelli Lá mesmo na Livraria Cultura do VillaLobos ? id="quote">id="quote"> Tranquilo Rogério? Foi lá mesmo. Alias fica a dica pra todo mundo que está caçando os guias do Lonely Planet. Eles tem uma gôndola, em estilo "totem", dedicado somente à títulos do LP, até o Trekking in the Andes (Peru,Ecuador & Bolivia), tinha por lá.
  13. Fala Rogério! Terminei o "Na Estrada do Everest" ontem. A viagem é sem dúvida oque eu gostaria de fazer, partindo de Jiri até Gorak Shep, esticando até o Campo Base e subindo o Kala Pattar. Meio manjado, mas eficiente o recurso de intercalar a narrativa da viagem com capítulos sobre as expedições ao cume do Everest. Infelizemente, não é nem de longe tão cativante quanto o "o meu Everest" do Luciano Pires. Mas o último conta com a vantagem de "ser" um personagem, além de escrever de forma adequadamente despojada e despretensiosa. Dos demais recomendados, li apenas o "Into Thin Air"
  14. É Eloir, Conforme você falou, o custo da passagem é oque salga a empreitada... ...acabei de receber a confirmação da minha agente de viagens: 2050USD+taxas fazendo o trecho: São Paulo-Joannesburgo-Bombaim-Katmandu. Isso pra Outubro de 2004. Dá pra fazer em 5x no Cartão etc e tal, mas continua sendo uma mordida astronômica. Pela média que o pessoal tem falado por ai, mesmo pechinchando horrores não devo conseguir um trecho aéreo muito mais barato. O negócio é guardar dinheiro, ou esperar a inaguração da ponte aérea São Paulo-Katmandu pela Gol. Abraços, Stink "From
  15. Rgnovelli, tudo certo? Pros interessados no assunto (Trekking ao Campo-Base), tem um tópico se desenvolvendo na sessão Montanhismo: http://mochilabrasil.uol.com.br/mochileiros/topic.asp?TOPIC_ID=6279 Também estou afim de fazer este trekking, mas de forma independente. Talvez no máximo contratando um guia em Katmandu. Devo ir provavelmente no período pós monções em 2005, ou em Abril de 2006... Ao longo do tópico tem algumas dicas de links bem legais descrevendo o circuito do Annapurna, e o trekking ao Campo Base, passando por Gokio. Um site em especial (www.yetizone.com), tem ótimas f
  16. StinkFoot

    Huaraz

    Galera, Na sessão Montanhismo, no tópico ULTIMATE TREKKING - EVEREST CAMP BASE, o Maximo sugeriu a Cordillera Blanca como alternativa para treekings menos congestionados (e mais baratos) que as trilhas tradicionais no Nepal. Esse site tem umas fotos espetaculares de um alpinista na região, falando um pouco sobre Huaraz e imediações: http://www.gdargaud.net/Climbing/Peru.html Falow! Stink "From the point of ignition To the final drive. The point of the journey is not to arrive." - Prime Mover, RUSH http://c.matarazzo.sites.uol.com.br
  17. Esse é o modelo da Butcher que eu recomendei um pouco antes: Tem o tal do Couro Hidrofugado (expressão feinha né?), que evita "alagamentos", lingua costurada até o final do cano, um solado show de bola (a aderência é realmente boa), e com uma cara apresentável em qualquer situação dá pra fazer uma trilha, "bater um pano", e sair a noite com ele*, oque pra quem está fazendo uma mochilada tem lá o seu valor. Você vai pagar na faixa de 150-180R$ por ele. Agora não se iluda bota é uma coisa de gosto e principalmente anatomia. Não convém adquirir um par só por que alguém te disse que
  18. Tá enviado. INté, Stink "Success is not the result of spontaneous combustion; you must set yourself on fire." - N.P. http://c.matarazzo.sites.uol.com.br
  19. Quem quiser tenho o Animal's Farm (Revolução dos Bichos) no original em .PDF. Show de Bola. Ah! Terminei o "A pior viagem do Mundo", sobre a 2º Expedição de Scott ao continente antártico. Como literatura, posso dizer que é ótimo pra fazer volume na prateleira. Mas pelo menos mudou minha impressão sobre o Scott. Muita gente pinta o cara como um fracassado ensandecido. Bem não dá pra falar que alguém que morre a menos de 12 milhas da sua base após ter chego "atrasado" à conquista do Polo Sul, seja um vencedor nato. Mas o dia a dia da expedição vai revelando o caracter absolutamente empr
  20. Descolei uma bota da Butcher (nacional), que estou recomendando. Já peguei chuva,pedregulho,lama e ela não arrebentou, e tampouco arrebentou meus pés. Meu único senão é quanto a impermeabilização. Apesar de ótima, ela não tem aqueles respiros em material especial, fazendo com que o pé não transpire... ...podendo deixar o pé encharcado se você não se prevenir. Por isso pra evitar problemas e bolhas eu acabo usando duas meias. Uma fininha destas de nylon, e uma de algodão/poliamida por cima. Assim se o pé transpira muito o suor passa pelo nylon é e absorvido pela meia mais grossa, deixan
  21. Fala Mário, Desculpa pela resposta tardia. Ando visitando pouco o site, o tempo na "senzala" tá sempre em falta (leiê-leiê...)... Pode mandar as tuas fotos do Itatiaia-açu pro meu e-mail: [email protected] .Ficarei bastante agradecido. Quanto a visitar o Itatiaia em Maio. Podemos agendar sim. Só tenho os finais de semana livres (quando muito), mas dependendo da data dá pra sair tranquilo daqui de Sampa numa sexta à tarde... vou te contatar por e-mail. Guilherme, Não consegui visualizar a tua página, o link tá correto? Quanto as especificações da escalada ao cume, foi
  22. Pico da Agulhas Negras Fonte: Augusto Olha em dois sites eu encontrei coisas legais a respeito de lá (a maior parte descriçòes e alguns arquivos, jpg,gtm,gtz...etc): www.trilhaecia.com.br www.eportateis.com.br/tacio (dá uma olhada na parte de viagens realizadas...acho que em 2002). Falow, Stink Ps.: Achei que o PN de Itatiaia fosse mais "chegado" da galera pelo jeito pouca gente se aventurou até o cume das Agulhas, já que o tópico tá vaziuzinho, vaziuzinho.... "Success is not the result of spontaneous combustion; you must set yourself on fire." - N.P.
  23. PARQUE NACIONAL DE ITATIAIA - RJ Mapa do Parque Fonte: www.libreria.com.br Galera, Estou pra ir voltar para Itatiaia provavelmente em Maio, e dessa vez quero conhecer a parte alta do Parque, principalemente as Prateleiras e o Pico das Agulhas Negras. Já peguei diversos croquis, cartas topográficas e até waypoints pro local, porém uma coisa me deixa receoso: a tal estória da corda pro Pico verdadeiro. Em muitos relatos que li por ai o pessoal leva o seu próprio bouldrier e eventualmente uma corda pra cruzar este trecho e assinar o livro de cume. Até que ponto isso é
  24. Valeu pela atualização Chico, vou ficar de olho. Stink "Success is not the result of spontaneous combustion; you must set yourself on fire." - N.P. http://c.matarazzo.sites.uol.com.br
  25. Já que o tópico resvalou em outras mídias, vai um toque pra quem tem AXN, em Abril fiquem espertos pois creio que vão apresentar o especial sobre o Desafio dos Vulcões 2004, que neste ano passou por Puerto Varas-San Martin de los Andes. As chamadas já estão no ar (com o Osorno e o Pontiagudo "estrelando"), só não confirmaram as datas ainda... Falow, Stink "Success is not the result of spontaneous combustion; you must set yourself on fire." - N.P. http://c.matarazzo.sites.uol.com.br
×
×
  • Criar Novo...