Ir para conteúdo

Jokinha

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra
  1. A pérola do distrito de Setúbal, a Serra da Arrábida. A Serra da Arrábida em Portugal, está integrada no Parque Natural da Arrábida, é constituída por terrenos acidentados com fortes níveis situados na margem norte do estuário do Rio Sado, no concelho de Setúbal, em Portugal, com o ponto mais alto a 501 metros de altitude. Esta é a Serra da Arrábida, a Serra-Mãe. Foi no contraste destas magníficas paisagens, que Sebastião da Gama, poeta da Arrábida, encontrou refúgio e forças para respirar o ar puro deste imenso paraíso. Entre Palmela e o Cabo Espichel a cordilheira da Arrábida estende-se por mais de 30 km. O que fazer na Serra da Arrábida? Convento da Arrábida: Numa área com 25 hectares, esse convento foi construído no século XVI, e foi divido em 2 partes: o Convento Velho que está localizado na parte mais alta da serra, com 4 capelas, o conjunto de guaritas dos mistérios da Paixão e diversas celas escavadas em rochas. E o Convento Novo, que está na meia encosta da Serra, e abrange o Jardim e o Santuário do Bom Jesus.Castelo de Palmela: Localizado no distrito de Setúbal, na Vila de Palmela, também conhecida como Costa Azul, o castelo foi construído a 240 metros acima do nível do mar, e proporciona uma vista deslumbrante, um exemplo disso é que nos dias limpos e sem nuvens é possível até avistar Lisboa através da torre. Portinho da Arrábida: É uma das praias mais bonitas de Portugal. Com areias finas e brancas e água do mar cristalina, que estão rodeados pela rica vegetação, esse lugar é perfeito para descansar, aproveitar a família e praticar mergulho. Praia da Figueirinha: Devido ao seu fácil acesso e um visual deslumbrante, com uma extensa faixa de areia branca e águas claras, essa é uma das praias mais procuradas pelos turistas. Praia de Galapos: Conhecida pelas águas calmas, tranquilas e azuis, pela sua estreita faixa de areia dourada e em volta pela rica vegetação da região. Cabo Espichel: Localizado a oeste da vila de Sesimbra, é lá o grande marco da extremidade sudoeste da península de Setúbal. No cabo está o conjunto do Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua.
  2. Viagem de 3 a 6 de Agosto de 2019. Amsterdam é uma cidade linda e vibrante. As suas pontes, os canais, as flores, as bicicletas e a arquitectura dos seus prédios dão um certo encanto a esta cidade. Por vezes o cheiro da "erva" está no ar de Amsterdam. Percorremos ruas, atravessámos pontes e o cheiro acompanha-nos. Mistura-se com os aromas culinários dos restaurantes e com o som dos cadeados das bicicletas. Amsterdam é assim, uma simbiose saudável entre coisas menos boas e outras boas. Erva, sexo a beleza dos seus canais e arquitectura dos seus prédios. Caminhar pelas inúmeras pontes e ruas ao longo dos canais, é descobrir os encantos ao virar de uma esquina de Amsterdam. O que conhecer ou fazer em Amsterdam? A Praça Dam, uma das praças principais de Amsterdam, onde a cidade começou. Nela está situado o Palácio Real, um edifício que foi construído para ser a prefeitura e assim funcionou durante muito tempo, até que foi transformado em palácio pelo Rei Louis Napoleão. Hoje em dia, os Reis da Holanda aparecem ali na varanda de vez enquanto, quando há alguma cerimonia importante e o palácio se tornou aberto a visitas. O Red Light District, Amsterdam (e a Holanda) são conhecidos pela sua tolerância. A prostituição é legalizada e considerada uma profissão na Holanda. O bairro do Red Light District é muito bonito, cheio de canais e casas antigas e é uma grande mistura. Conhecer o bairro é uma das coisas obrigatórias para se fazer em Amsterdam. Cuidado ao fazer vídeos e fotos nesta área pois não são tolerados. Museumplein ou praça dos Museus é a praça onde estão reunidos alguns dos principais museus de Amsterdam como o Rijkmuseum e o Museu Van Gogh. A famosa placa a dizer "Iamsterdam", já não se encontra nesta praça, mas sim, no exterior do aeroporto de Schiphol. A casa de Anne Frank. Era uma filha de família judia que na época da guerra recebeu uma carta para deixar o país. O seu pai decidiu continuar em Amsterdam e eles ficaram a morar escondidos num anexo da empresa do seu pai, um lugar muito pequeno e em condições muito remotas. Anne Frank ganhou um diário pouco antes do conflito e documentou todo o sofrimento da época nele. O bairro Jordaan. É um dos bairros mais charmosos de Amsterdam. Com as suas charmosas ruas e canais. Observar os seus prédios tortos é algo de encantador. Begijnhof (Jardim das Beguinas), que é um lugar encantador em Amsterdam. O Jardim das Beguinas é a praça onde estão localizadas as casas das mulheres religiosas que não fizeram votos formais, ou seja, freiras que não eram formalmente freiras. As Casa Barco e passeio de barco. Em Amsterdam há quem faça vida sob as águas dos seus encantadores canais, ou seja, barcos acostados que servem de habitação, semelhantes a pequenas casas. Os Canais de Amsterdam, apelidada de a Veneza do norte, conta com mais de 100 quilómetros de canais, cerca de 90 ilhas e 1500 pontes. Formam cinturões concêntricos ao redor da cidade. Os três principais canais, Herengracht, Prinsengracht, e Keizersgrach são um pretexto para um maravilhoso passeio de barco a não perder em Amesterdam. Outro espectáculo são as inúmeras bicicletas que circulam a alta velocidade pelas ruas de Amsterdam. Cuidado com as bicicletas! Por tudo isto, Amsterdam vale a pena visitar!
  3. Jokinha

    Vienna Cidade Imperial.

    Falar de Viena é falar de uma cidade monumental, elegante e organizada. Exibe com orgulho a herança dos Habsburgos, que governaram a cidade durante 600 anos. A sua monumentalidade charmosa está espelhada em todas as avenidas e bairros de Viena. Viena é linda, limpa. Cheia de jardins, museus e palácios. Cidade segura que recebe bem os seus visitantes com simpatia e educação. Em Viena senti a grandeza do que é ser uma cidade imperial. Cidade charmosa da música clássica, de Mozart e Johann Strauss. Limpa e clara. Os seus maravilhosos edifícios preservados, refletem um brilho que contrasta com o cobre gasto e esverdeado dos seus lindíssimos monumentos. Perdi de vista a quantidade de imponentes palácios e museus a cada paço que dava. Os cafés de Viena também são muito importantes para esta cidade. A sua estrela mais brilhante é o Café Sacher, famoso pelo sachertorte, conhecido como o melhor bolo de chocolate do mundo. Não deixem de provar! Aqui o URL do vídeo da viagem a Vienna em Março 2020.
×
×
  • Criar Novo...