Ir para conteúdo

henriquefranke

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

5 Neutra

Sobre henriquefranke

  • Data de Nascimento 08-03-1989

Bio

  • Ocupação
    Engenheiro Ambiental e Montanhista

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Argentina/Nepal ou o que abrir primeiro!!

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Escalo em rocha de 2012 e iniciei em 2015. Se considerar tempo, era pouca, mas nesse tempo consegui fazer um bom volume de montanhas, que entendo ser o principal requisito... principalmente citaria 3 montanhas com mais de 6500 e 3 expedições autônomas na Argentina em montanhas de 5000...
  2. @Rafael_Salvador apesar da hiper comercialização que tu citaste concordo que continua não sendo para amadores. Eu sempre tive como premissa, e é o que tento passar a quem me pergunta sobre os passos para ir ao Everest, que para uma montanha dessas você deve ter um mínimo de autonomia em relação a procedimentos de segurança e, minimamente, auto resgate. Mas é verdade que vemos diversas pessoas totalmente dependentes dos sherpas! Porém gostaria de fazer um contraponto: 350 pessoas, 700 com os sherpas, é bastante gente, mas não é isso que causa os congestionamentos.. o que causa os congestio
  3. @Renato Santini é isso aí mesmo! A logística envolvida acaba por ser muito cara, e como já citado por outros, algumas economias podem se mostrar escolhas caras no final, como a necessidade de abortar a expedição por um erro de estratégia! Se tu tiver muita experiência de montanha e se sentir confortável em tomar decisões em condições muito adversas daí sim pode abdicar de alguns itens, como mais sherpas ou mais garrafas de oxigênio! O ideal é ter feito quantas montanhas com mais de 6000 quanto possível! Eu não fiz nenhuma montanha no Nepal antes do Everest, mas tinha uma boa bagagem
×
×
  • Criar Novo...