Ir para conteúdo

cggaspar

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. olá bom dia.... não dei nenhum sinal daqui do Brasil, tudo foi acertado no escritório dele em cusco, porem paguei o pacote inteiro que fiz, no ato da contratação.
  2. Em lima fiz cambio em miraflores .... fiquei no hostel pariwana, perto dele tem varias casas com boas cotações. só faça no aeroporto o que for necessário pra chegar lá
  3. estive no Peru em outubro e é como todos ja disseram acima, porem peguei um contato aqui no mochileiros e contratei os passeios direto daqui pelo whatsapp, acho até que poderia ter pago mais barato mas o suporte que esse cara me deu valeu a pena, rrsr no fim ainda dei 20 soles de gorjeta. se quiserem segue o contato dele Ronald +51 97 6919696
  4. estive entre os dis 20 e 31 de outubro em cusco e lima, e minhas opinões são: 1 - Evite trocar qualquer moeda nos aeroportos(pior tx de cambio); 2 - Sempre tenha algo em dólar e um cartão de credito para alguma emergência ou coisas fora do planejado; 3 - Em cusco valia mais a pena trocar real por pesos, consegui a R$ 0,84 e US$ 3,30 4 - Em Lima melhor trocar US$, 3,31 e R$ 0,75 considerando a quanto consegui US$ no Brasil, R$4,00(c/txs) e em cusco o real direto a 0,84, valia mais a pena levar real
  5. se pretende fazer wayna...compre com bastante antencedencia pelo site.... são poucas vagas é super seguro
  6. Uma dúvida, comprei o ingresso de machu pichu na internet, chegando lá é só apresentar o passaporte e o cartão visa? sds Claudio gaspar
  7. estou indo em novembro 02 ate dia 12...se alguem tiver por lá
  8. prezado rodobastos, tenho ouvido relatos que não estão conseguindo sacar em us$ nos atm da conta do banco do Brasil, você usou essa FORMA? teve problemas? comprou em alguma loja com cartão de débito? sds Cláudio Gaspar
  9. ola os relatos aqui estao meio antigos, eu vou no final de novembro a isla margarita e queria umas dicas o cambio continua 1US$=8 bfs ? posso alugar um carro com carteira de motorista do brasil em porlamar(aeroporto) ? tenho de dormir em caracas e só estou achando hotel caro, tem alguma dica chego as 18:00 e saio no outro dia as 9:00 sds claudio gaspar
  10. Caro lojudice estive la agora em julho. Andesmar sai de BAS cerca das 18:00 e a viagem é super tranquila, nao tem um buraco na estrada. Chega por volta das 11:00 da manhã, se vc consegue dormir no onibus acho uma boa, principalmente se pegar um tipo suite a cama fica 180°. e a viagem é toda a noite, que na verdade nao vai perder muita coisa. 4 dias é suficiente, mas depende de quanto tempo queres mergulhar. reserve um dia pra o passeio da penisula valdez e um final de tarde pra doradillo, pode ser no dia que chegar. Verifique se o periodo que vai encaixa com os animais que quer olhar. Madryn é considerada a capital de mergulho da argentina. boa sorte claudio gaspar
  11. Considerações sobre a Argentina: Meu primeiro mochilão devo muito a este fórum pois depois de muito ler todos estes tópicos e me inspirar em um relato do Alexmelo, consegui realizar uma bela viagem, que posso considerar um sucesso apesar de algumas considerações. Pra começar foi eu e minha esposa, temos ambos 31 anos e não somos o típico mochileiro, pois procuramos gastar pouco mas nos damos alguns “Luxos”, do tipo querer quarto privativos com banheiros privativos, andar de táxi e comer em bons locais. Somos de São Luis-Ma e saímos pela GOL rumo a Buenos Aires e depois a Puerto Madryn via Andesmar, depois a Bariloche pela Mar e Valle, a Mendoza e a Buenos Aires pela Andesmar, foram 18 dias, com gasto médio de US$ 2.500,00 os dois, fora o trecho aéreo de São Luiz a Buenos Aires. Então vamos a algumas considerações. Ônibus - Comprar as passagens de ônibus pela Internet na andesmar é seguro fácil e um bom negocio. Só não conseguimos comprar o trecho Puerto Madryn a Bariloche por que a andesmar não faz este trecho, mas é fácil comprar na rodoviária e o preço é parecido. Dólar x Real – Muitos ficam na duvida do que levar, minha experiência mostrou que o melhor cambio é sacar direto nos caixas eletrônicos da sua conta corrente no Brasil, ex: em Bariloche o cambio de Real pra peso era 1,65 enquanto sacava a 1,78. Mas não deixe de trocar uns dólares pra ficar na mão. Por segurança. Compras no cartão de credito são uma boa opção, quando é aceito, no interior quase nunca é aceito. Albergues – O el galicho(Puerto Madryn) é muito recomendado, achei ele legal, bem localizado e limpo, mas a reserva dos passeios e estadia foi feita com o cartão, quando cheguei quis cancelar uns passeios e me disseram que não era possível, pois já estavam na “tarjeta”, só que na hora de pagar a conta tive que pagar em espécie pois a “tarjeta” era só pra reservar, Ou seja, Sacanagem pura. Em tempo o passeio da praia Doradillo (Ar$100,00) vale mais a pena ir de táxi, se conseguir 4 pra rachar melhor ainda. Em Bariloche optei por alugar um apartamento, uma ótima escolha, pois fiquei ao lado do centro cívico em um ap limpo e bonito, por um preço melhor que albergue(para um casal). 02944-15693667 ou 02944-15667346 [email protected] Em Mendoza, fala-se muito do campo base mas não tinham vagas, então ficamos no cuyum mapu www.hostelcuyummapu.com.ar, pequeno mas bem aconchegante e bem limpo alem de muito bem localizado. Em Buenos Aires o tem vários mas gostei bem do Sudamerika. Comida – Se come muito mal na Argentina a comida não tem nenhum sabor, sem tempero e sal, café da manhã é uma brincadeira. Portanto não ache que ir a um bom restaurante é sinal de satisfação, consegui comer melhor quando achei os rodízios ou quando optei pelas massas. Um detalhe se gosta de doces ai pode se esbaldar pois isso eles fazem bem. Argentinos – São educados até cordiais, mas simpatia não faz parte do vocabulário deles, portanto não espere nada mais do que o trivial deles. Sds Cláudio gaspar
×
×
  • Criar Novo...