Ir para conteúdo

Rodrigo Burle

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Rodrigo Burle venceu a última vez em Junho 26

Rodrigo Burle tinha o conteúdo mais apreciado!

Sobre Rodrigo Burle

  • Data de Nascimento 03-03-1980

Bio

  • Ocupação
    Nômade digital

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Portugal

Outras informações

Últimos Visitantes

332 visualizações

Conquistas de Rodrigo Burle

Iniciante

Iniciante (2/14)

  • Um mês de Mochileiros.com
  • Uma semana de Mochileiros.com
  • Dedicado
  • Iniciador de Conversas

Distintivos Recentes

6

Reputação

  1. Esse foi meu primeiro trekking no Brasil, Campos do Quiriri, perto da divisa entre SC e PR. Já havia visto algumas fotos, mas confesso que a beleza do lugar me surpreendeu. E tenho que dizer, não deixa nada a desejar para as montanhas da Europa (de mesma altitude), inclusive algumas partes são bem parecidas com os Pyrenees na Espanha/França. 1° dia – Subida a pedra da tartaruga- 6km (1000 metros alt.) 2° dia – Pedra da tartaruga até o marco da divisa – 13km 3° dia – Marco da divisa, pico do bradador e acampamento na lagoa 4° dia – Lagoa até o Monte Crista (cabeluda) – 10km 5° dia – Monte Crista até o estacionamento do Harry – 10km (900mts descida) Aproveitando o post, se é seu sonho viver viajando eu escrevi um livro contando tudo o que eu fiz desde que sai do Brasil quase sem grana até conquistar a minha liberdade financeira e geográfica. Acredito que vai te trazer bastante clareza para você realizar o sonho de viver viajando. Vou deixar o link aqui: https://bit.ly/liberdadenomade2021 Obrigado e gratidão! Tem mais um monte de foto desse parque no meu insta, segue lá: https://www.instagram.com/rodrigoburle/ 20210709_124751.mp4
  2. Uma trilha espetacular que atravessa Devon na Inglaterra de costa a costa, tem esse nome por atravessar Exmoor e Dartmoor, duas planícies com paisagens de tirar o fôlego. É um percurso de 164km, 9 dias caminhando, a Inglaterra não tem montanhas altas, mas esse trekking não deixa nada a desejar. A trilha começa em Ivybridge, onde encontra a cost path (outra trilha incrível toda pela costa) e termina em Lynmouth. O interior da Inglaterra é muito diferente das grandes cidades como Londres, o pessoal é bem hospitaleiro e ritmo de vida bem mais tranquilo. Se você tem a oportunidade de viajar para Inglaterra não deixe de conhecer o interior, os grandes centros são bem legais de visitar mas a cultura já se perdeu, anos e anos de imigrações acabaram moldando um identidade diferente, um mix de várias culturas. Já no interior continua tudo preservado. Eu quero muito que todo mundo saiba que é possível viver viajando e pensando nisso eu escrevi um livro contando tudo o que eu fiz desde que sai do Brasil quase sem dinheiro até me tornar nômade digital e viver exclusivamente de internet. Vou deixar o link aqui para você conhecer https://bit.ly/liberdadenomade2021 Me segue lá no Insta: https://www.instagram.com/rodrigoburle/ Obrigado!
  3. Este chalé fica em Solčava, Eslovênia (ver foto). Ele são muito populares nas áreas montanhosas, os menores são chamados de "hut" e os maiores "dom" e custam entre 17 e 30 euros, os preços variam de país para país. Eles estão espalhados por todas as montanhas da Europa, e uma coisa que quase todos os refúgios têm em comum é uma vista espetacular (como este da foto). A estrutura é muito semelhante a um hostel, eles têm quarto privado e quarto compartilhado, estão sempre cheios de montanhistas. Na maioria dos parques nacionais é proibido acampar e isso em toda Europa. A multa é salgada e os rangers ficam o dia inteiro a procura de barracas, inclusive com helicópteros. Se você vai para as montanhas tenha em mente que você terá que dormir nestas refúgios algumas vezes, pelo menos nas montanhas mais altas ou em parques nacionais. Dica para economizar Se você vai para as montanhas da Europa, não importa em qual país. Você pode se associar a ao clube de montanhismo e ganhar diversos descontos, inclusive em acomodação. O mais legal é que se tiver o selo de reciprocidade, você pode usar em qualquer país (foto 4 e 5). A maioria dos refúgios que eu fiquei custavam na faixa de 30 euros, com o cartão da associação eu pagava 15. Se você vai passar uma semana nas montanhas a 30 euros são 180, com o desconto você paga 105. São 75 euros, a anuidade varia de clube para clube (o da Eslovênia foi o mais barato que eu achei), paguei 30 euros. Você economizaria 45 euros. E quanto mais tempo maior a economia, vale a pena. Fora isso, você tem descontos em lojas de roupas e equipamentos entre outras coisas. O site para se associar a um clube de montanhismo na Eslovênia é: www.pzs.si Eu já ajudei centenas de pessoas com meu livro Liberdade Nômade, onde eu conto tudo que eu fiz e dou dicas para que você não passe nenhum tipo de aperto em suas viagens aprendendo com meus erros. Eu vou te mostrar que é possível viver viajando, independente do que você faz hoje ou sua idade. Dê o primeiro passo para a liberdade, clique no link abaixo: https://bit.ly/liberdadenomade2021 Tem um monte de fotos das minhas aventuras no instagram: https://www.instagram.com/rodrigoburle/ E não esqueça, dê o primeiro passo! Muito obrigado!
  4. Slovenska Planinska Pot, às vezes também chamada Transverzala, é uma travessia de Maribor até Ankaran. Abrange a maior parte das áreas montanhosas da Eslovênia, incluindo Pohorje, os Alpes Julianos, os Alpes Kamnik-Savinja, os Karawanks e a parte sudoeste da Eslovênia. Distância 617km com nada menos que 37.300 metros de subida acumulada. Umas das mais difíceis trilhas de longa distância que eu já fiz, porém uma das mais belas também. Oficialmente pode ser feita em 37 dias, eu demorei 42. Essa trilha passa pela montanha Triglav, símbolo nacional da Eslovênia (a montanha da bandeira nacional), 2864 metros, ponto mais alto da travessia. A Eslovênia é um país lindissímo, com montanhas por todos os lados. O povo é muito hospitaleiro, o que tornou este trekking uma aventura bastante prazerosa. Eles são simplesmente fanáticos por montanhas, é comum ver famílias inteiras escalando, desde o netinho até o avô. Existe um livro, tipo um passaporte, onde você coleta o carimbo em cada topo de montanha e é bem tradicional. Conversando com um senhor, ele me disse que praticamente todo Esloveno tem esse livro e que é uma tradição coletar todos os carimbos antes dos 50 anos. Ele também me disse que poucos conseguem, eu coletei todos em 42 dias. A maioria das pessoas não consegue não porque é difícil, mas por não ter tempo, o que me lembrou o quanto eu tenho sorte em ter liberdade geográfica e financeira. Eu comparo esse passaporte com a vida, onde cada carimbo é um sonho que você tem. Quantos carimbos você tem coletado? Comenta aí... Eu tinha várias desculpas para não realizar meus sonhos, sempre ocupado com trabalho, estudos ou qualquer outra coisa. Somente com 38 anos eu me dei conta que a vida voa e se você não sair do “automático” e começar a viver ela vai passar e você nem vai perceber. Felizmente nunca é tarde, não importa a sua idade, sua condição financeira, sua experiência, se você quer ter uma vida cheia de momentos incríveis e experiências transformadoras, vá viajar! Nada vai te proporcionar uma vida tão intensa e com propósito. Se você não sabe por onde começar eu escrevi um livro contanto tudo que eu fiz desde que sai do Brasil quase sem grana até me tornar um Nômade Digital. Acredito que vai te trazer bastante clareza de como é possível viver viajando. Vou deixar o link aqui: https://bit.ly/liberdadenomade2021 Muito Obrigado! 20200904_094216.mp4 20200906_073409.mp4 20200906_101058.mp4 20200908_130642.mp4 20200909_074100.mp4
×
×
  • Criar Novo...