Ir para conteúdo

pavan

Membros
  • Total de itens

    100
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre pavan

  • Data de Nascimento 21-10-1980

Outras informações

  1. Relato tão bom que deu vontade de correr pra Rússia agora. Parabéns!!!
  2. Menjoni, Não é possível pegar ônibus ou qualquer outro meio de transporte público entre Peulla e Bariloche. Isso porque a estrada que atravessa a fronteira está numa área privada, pertenecente a empresa que faz o cruce. Meu conselho: faça o passeio no Lago de Todos los Santos, volte pra P. Varas; no dia seguinte pela manhã, pegue um ônibus até Bariloche. Em Bariloche, faça o passeio pelo braço Blest até o lago Frias, na fronteira. Não vai perder nada em relação ao cruce e vai custar 1/4 do preço! abraço,
  3. pavan

    Santiago

    Ainda sobre a comida no Chile. Gosto muito dos frutos do mar: centolla, locos, machas... a merluza negra também é ótima. Gosto especialmente do "chupe", que é uma espécie de sopa, normalmente de camarões, centolla, locos ou outros mariscos. Fora isso realmente é complicado, não gostei da carne, das massas, e muito menos dos lanches com palta (argh!). O mote com huesillos é aceitável, rs.
  4. Viajei de Spanair em janeiro passado e foi tudo bem. Check-in tranquilo, pontualidade, avião meio velho mas arrumadinho, serviço de bordo pago. A vantagem é que permite acumular milhas no TAM Fidelidade, já que a Spanair é integrante da StarAlliance.
  5. Giacomo, Sim, a Vueling voa de El Prat até Barajas e é bem mais em conta do que o AVE, só observe os valores para check-in no aerporto, limites de bagagem etc. que podem encarecer (e muito) sua viagem. A SpanAir deve custar pouco a mais, mas permite uma peça bagagem de até 23kg e não vai ter cobrar por check-in no aerporto, marcação de assento e essas outras coisas que as LC-LF cobram. Outra coisa a se considerar é o deslocamento aeroporto-centro. Estando de mochila, tanto em MAD quanto BCN dá pra usar o metrô fácil! Douglas, Vai de trem rápido, que leva pouco mais de 1
  6. Eu trocaria o dia em Villa General Belgrano por La Cumbrecita. Vai ter que passar por Belgrano de qq jeito... Achei La Cumbrecita tão legal que nem vi o tempo passar e acabei perdendo o ônibus das 17h, o único que permite conectar com o que volta pra Córdoba! Tive que dormir em Villa Gen. Belgrano, rs.
  7. Manzali, É possível sim fazer um passeio com ida aos saltos, lago e Peulla, mas de lá você deve voltar a Puerto Varas pra pegar o ônibus pra Bariloche. E acho que não dá pra fazer tudo isso num dia só não, tem que pegar o ônibus no dia seguinte... A estrada entre Peulla e Bariloche está situada numa área particular e nela só circulam os automóveis da empresa que faz o Cruce. abraço,
  8. A Embaixada do Egito é um bocado atrapalhada. No fim do ano passado deixei pessoalmente meu passaporte e os da minha família e, 3 dias depois, quando fui buscar o visto, eles haviam extraviado o passaporte da minha mãe. Entregaram pra outra pessoa, que também não conferiu e o documento acabou indo parar no Maranhão. Foi uma tremenda dor de cabeça (idas e vindas na PF, correios, ligações pra todo lado) para conseguir recuperar o documento em tempo hábil para a viagem. Deu tudo certo no final, mas fica aqui o alerta: verifique se é possível tirar o visto na chegada ao aeroporto do Cairo (vi vári
  9. pavan

    Santiago

    Chegar no Monumento Natural El Morado de transporte público é uma epopéia, são algumas horas. Sugiro contratar uma excursão em agências de viagem ou ir de carro, se preferir alugar um. Eu prefiro ir de ônibus. É mais barato e traz menos preocupações. Mas se você quiser conhecer toda a região e não só as partes centrais de Viña e Valpo, aí vale alugar um carro.
  10. ale_d_mais, Você vai visitar o parque nacional no dia do mini-trekking, então não precisa separar outro dia só pra isso. E, pelo que eu entendi, vai fazer a navegação pelos glaciares num outro dia, certo? Dois dias são o suficiente, então, em El Calafate. Não é preciso carro em El Calafate, muito menos em El Chaltén. Para viajar entre as duas cidades, acho que é mais barato e fácil ir de ônibus. Não fui pra El Chaltén, mas pelo que o pessoal comenta aqui, 2 dias ainda é pouco. Entretanto, no seu lugar, eu iria num dia de manhã e voltaria no outro à tarde. Acho que dá pra fazer umas du
  11. pavan

    Pucón

    Milla, Fiz Bariloche - Pucón em janeiro comprando um ticket só em uma única empresa: Tas Choapa. O serviço foi bom e comprei com atencedência de um dia só, no guichê da rodoviário de Bariloche. A viagem dura umas 10h, é feita de dia, tem "conexão" em Osorno e uma parada em Valdívia. Não se preocupe com os sites da empresas de ônibus, que nem sempre funcionam bem. Muitas nem têm site, rs. Vai tranquila e compra com uns poucos dias de antecedência que dá certo (a não ser que tenha algum grande feriado que atrapalhe tudo). abraço,
  12. O Cruce de Lagos é monopolizado, por isso o preço tão alto. Acho que existe um desconto para brasileiros, mas ainda sim fica perto dos USD 200,00 por cabeça. A "travessia de ônibus" é pela estrada (viagem bem bonita!) e não é possível fazer o mesmo percurso do Cruce de maneira independente, já que uma parte do caminho está em área privada. Eu fiz dos dois jeitos. O Cruce é realmente muito bonito, vale à pena, mas é caro. Acho que dá pra ter praticamente a mesma experiência fazendo: - Passeio aos saltos de Petrohue e Lago de Todos Los Santos, indo até Peulla se quiser. Peulla é bonitinha,
  13. Tiago, As distâncias na Patagônia são grandes. Acho que vale à pena gastar um pouco mais com avião pra não perder tempo. No começo desse ano consegui uma passagem AEP-USH-FTE por uns USD 200,00 apenas. Dei uma olhada no kayak.com e a Aerolineas tem passagem GIG-BUE-FTE-USH-GIG em julho por aproximadamente USD 700,00, o que eu considero um preço razoável pela viagem. Dá uma olhada uns 3,4 meses antes da sua viagem e consulte também a LAN (não tem os preços ainda para julho). Não tenho certeza se é possível fazer o trekking no Perito Moreno durante o inverno. Consulte a Hielo y Aventur
  14. Augusto, Eu costumo comprar passagens com um ou dois dias de antecedência e sempre dá certo. E outra, uma vez no Chile ou Argentina, você pode ir na rodoviária e já comprar praticamente todos os trechos de que precisa. Por exemplo,eu quis ir de Pucón a Santiago num ônibus leito. Não tendo certeza se conseguiria a passagem facilmente, preferi comprá-la na Tur-Bus em Osorno, antes mesmo de chegar a Pucón. Fa, Acho que fica mais fácil mesmo contratar uma excursão desde Punta Arenas. Saindo de Calafate vc tem que atravessar a fronteira, o que demora bastante. Agora, se você tiver t
  15. Augusto, O jeito mais fácil de ir de Puerto Montt ao TDP é de avião até Punta Arenas. De lá, são umas 3-4 horas de viagem até Puerto Natales. De Natales você pode chegar no parque em cerca de 2 horas de ônibus. Não vai custar muito barato não. O jeito mais legal é fazer o cruzeiro da Navimag. São quatro dias nos canais da patagônia chilena, com a vista constante de fiordes, montanhas e geleiras. Muito bacana, mas não mto barato e exige tempo. Sei lá, acho que fica fora de mão ir pra TDP nesse seu roteiro. Eu deixaria para uma próxima viagem pela patagônia e terra do fogo. Incluiria
×
×
  • Criar Novo...