Ir para conteúdo

ThPM

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre ThPM

  • Data de Nascimento 03-06-1983
  1. Fala Tarcizio, eu acho que minha resposta pode estar chegando tarde, mas acabei percorrendo esse trecho por erro, ao invés de seguir direto para Anguera, fiz um trevo e peguei a BA-120 para Riachão do Jacuípe, que tem esse pequeno trecho ruim, mas logo após a estrada está boa, porém trata-se de uma rodovia estreita, sem acostamento e como passei por ela no domingo, era grande o fluxo de motocicletas. Mas no geral está boa. Trecho ruim: Restante do caminho: Na volta, peguei a BA-052, porém fazendo o caminho que deveria ter feito na ida, passando pelo anel viário de Feira de Santana e depois pelo trevo de Anguera. Apesar de passar em Feira de Santana, dá pra rodar mais tranquilo e rápido pela BR-116.
  2. Olá Alessandro, Então, na ida eu fui por Correntina, pois pelos cálculos do Google dava menos quilometragem, além disso, lá no Rosário conversei com um caminhoneiro que recomendou ir pelo Javi também, pois economizaria tempo e o asfalto lá estava muito bom. Na volta eu tive que passar em Barreiras e peguei a 242 até Luís Eduardo Magalhães e a 020 em seguida, de fato ela esta um tapete. Abs!!
  3. Fala Vinícius, cara desculpe-me pela demora em responder. Não sei se serei útil agora, mas esse caminho que fiz está com o trecho todo em ótimas condições. Se puder pegar a BR-116 até Feira de Santana, depois a BA-052/BA-233 até Itaberaba, seguir pela BR-242 até a comunidade do Javi, onde você vai pegar a BA-172 até Santa Maria da Vitória e de lá seguir pela BR-349 em direção à BR-020 passando por Correntina. Na BR-020 seguir até BSB. Abs!
  4. Fala Diego, que show de relato cara! Estou me preparando para no ano que vem cruzar a fronteira de carro pela primeira vez, penso em fazer alguma rota BR-AR-CL. Curti muito as fotos e o texto. Com certeza me deixa ainda mais motivado. Valeu por compartilhar! Tô no aguardo do relato na Bolívia. Abração!
  5. Fala Pessoal, Eu iria só fazer uma resposta a outro tópico, porém o negócio foi ficando grande e aproveitei pra criar meu primeiro tópico. Já planejado há alguns meses, eu e minha namorada resolvemos ir a Canhotinho, Pernambuco (30km de Garanhuns), no dia 28 de junho (dia de jogo do Brasil x Chile, pela Copa do Mundo) para visitarmos os pais dela. 28/06 Saímos de Brasília às 4:30 da manhã, pegamos a BR020 e tomamos café no Posto Rosário na divisa do Goiás com a Bahia por volta das 08h30 da manhã, no Posto, um caminhoneiro disse que o melhor caminho para BR242 seria a "Estrada do Javi", ele tinha passado há poucos dias por lá e estava boa. Seguimos do Rosário e 18km adiante pegamos a BR349 para Correntina, onde paramos para almoçar, já por volta das 13h. Posto Rosário Correntina em clima de Copa Como em Correntina estava naquele clima "pré-jogo-do-Brasil", a cidade estava parada, por volta das 14h botamos o pé na estrada de novo pela BR349 até Santa Maria da Vitória e depois pegamos a "Estrada do Javi", que é a BA172, até chegar na BR-242 e seguir rumo a Ibotirama, que chegamos por volta das 16h. BA172 com asfalto muito bom Atravessando o Velho Chico já em Ibotirama Quando chegamos a Ibotirama todo mundo estava na porta dos bares acompanhando os pênaltis do jogo, paramos para tomar um sorvete e começou a festa (Brasil ganhou!), até esse momento com trânsito fraco nas estradas, talvez por conta do jogo do Brasil, porém logo seguimos para Seabra por volta das 17h, onde pegamos um baita trânsito de caminhões, principalmente numas serras que tem entre as duas cidades. Chegamos a Seabra por volta das 20h e fui dormir num hotelzinho que negociamos com o atendente e acabou saindo bem em conta, só pra tomar um banho e passar a noite, sem mais nenhuma amenidade (só as dezenas de muriçocas no quarto). Entre Ibotirama e Seabra. Quase mil, também entre Ibotirama e Seabra (com o trânsito praticamente parado com as carretas sofrendo para subir uma serra.) 29/06 Já no dia 29/06 pegamos a rodovia às 04h15 e logo estávamos em Itaberaba, num posto lá, informaram que a rodovia de Ipirá-BA era melhor para Feira de Santana, economizaríamos um tempo de viagem e a encaramos. Só que seguindo pela BA120, rodovia "tapete", veio o único erro de rota, entramos num trevo, ao invés de seguirmos direto para Feira de Santana , acabei seguindo para Riachão do Jacuípe, com a rodovia em boas condições, porém num pequeno trecho de aproximadamente 3km, entre Riachão do Jacuípe e Conceição do Coité praticamente não havia asfalto, buraqueira total! Medo, vontade de voltar pra trás, mas foi só num pequeno trecho entre dois vilarejos (equeci o nome), logo o asfalto ficou bom e seguimos para Serrinha, rodovia estreita sem acostamento, porém em boas condições, cheguei em Serrinha, peguei a BR116 e segui até a cidade de Tucano-BA, onde pegamos a BR110 para Paulo Afonso. Em Paulo Afonso fizemos uma breve parada na ponte da Usina para tirarmos umas fotos e por volta das 16h seguimos para Garanhuns-PE pela BR-423, aproximadamente 190km, sem almoçar, porém decidimos comer quando chegar no destino, já que fomos com um bom estoque de lanches na bagagem, rodamos mais de 1000km por dia e por incrível que pareça, sem cansaço. Viagem com praticamente todo o trecho com asfalto de boa qualidade, poucos trechos na BR116 com alguns poucos buracos, alguns trechos de obras na BR020 e na BR116, porém sem nenhum contratempo. De lá fizemos uns bate-volta para Penaforte-CE e Maceió-AL. Depois coloco a volta, onde segui pela BR116 direto até Feira de Santana. Se alguém tiver alguma dúvida, fico à disposição. Abraços
  6. Cara, que show de relato! Tava procurando aqui no Mochileiros logo no momento em que começo a planejar a viagem para os mesmos destinos que tu fizeste. Pretendo viajar no ano que vem, mas seu relato está interessantíssimo para já começar a pensar nos detalhes da viagem. Moro em Brasília e dias atrás botei o carro na estrada e fui ao Pernambuco, com uma breve passagem pelo Ceará e Alagoas, uma viagem que me entusiasmou muito a seguir rumo ao sul. Estou no aguardo do restante do relato, já fui a Buenos Aires em 2008 de avião e segui para Mendoza de ônibus. Valeu por compartilhá-lo!
  7. Pessoal, Eu fui para Londres em agosto de 2007 e provavelmente de novo nesse ano irei para lá. Bom, no ano passado a maior dor de cabeça foi aqui no Brasil, para conseguir o passaporte (eu não tinha), devido a uma série de greves da Polícia Federal. Para a viagem eu tinha feito as seguintes coisas: - Seguro viagem (ninguém citou isso ainda), é muito importante, por causa do Acordo de Schengen, que obriga ter esse seguro. - Tinha em mãos £ 200 e 2 cartões internacionais. - Reserva do hotel para o período que eu iria ficar (14 dias) A minha entrevista, perguntaram o motivo da viagem, onde eu iria ficar. Eu mostrei a reserva do hotel, com a apólice do seguro e ele carimbou, ou seja foi muito rápido. Logo depois de passar pela imigração, conversei com uma outra brasileira que passou pela imigração e eles perguntaram as mesmas coisas e quanto de dinheiro ela tinha, ela teve que mostrar o dinheiro (não me perguntaram isso). Uma colega foi para lá e teve uma entrevista mais complicada. Pra começar ela ficou nervosa e não conseguiu falar nem entender o que o agente falava, encaminharam ela pra uma sala com um tradutor, pegaram a bagagem dela e revistaram toda, ela teve que tirar um raio-x e depois disso foi liberada. Depois disso ela disse que o pessoal ainda deu uma ajuda pra ela com informações de como pegar o metro e chegar no hotel que ela iria se hospedar. O que conta muito é fazer a entrevista com calma (o que realmente é muito difícil), falando em inglês e ir vestido com uma roupa mais social. Eu acho que fiquei calmo, por não ter pretenções de permanecer lá ilegalmente. Sendo assim, o pessoal é muito educado. Abraços!
×
×
  • Criar Novo...