Ir para conteúdo

fabriciopw

Membros
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Sobre Essaouira, de fato é um pouco cansativo fazer o bate-volta de Marrakech. NA verdade Essaouira não estava no nosso roteiro, mas como tínhamos 4 noites reservadas em Marrakech e estávamos um pouco cansados de Marrakech após percorrer medinas por 15 dias, aceitamos o passeio oferecido pelo Riad para conhecer um ponto diferente do país (especialmente pela colonização portuguesa do local). Se não tivéssemos reservado as 4 noites em Marrakech trocaria com certeza uma delas por Essaouira. De qualquer forma valeu a pena! Obrigado pelos elogios, o relato foi focado no que normalmente eu acho út
  2. Olá! Em todos os Riads em que ficamos havia WiFi. Quanto à qualidade da conexão, depende muito do que vc precisa. Em todos os lugares era o suficiente para usar aplicativos tranquilamente, enviar e-mail, etc. Tivemos apenas um pequeno problema no Riad de Merzouga, pois ficou um dia sem pegar a internet. Mas logo foi solucionado. Em Marrakesh será ainda mais fácil. Há diversos restaurantes também com WiFi. Nao acredito que internet será um problema. Espero ter ajudado.
  3. Pessoal, segue um relato resumido da viagem que fiz (2 pessoas) em 17 dias no Marrocos, de 10/11 a 26/11/2015. Acho que 17 dias foi um bom tempo para conhecer o país. Qualquer dúvida, só perguntar. DICAS GERAIS DINHEIRO É recomendado levar euros para a troca no Marrocos. Levei cerca de 1500 euros para 2 pessoas, e foi basicamente o que gastei entre transporte, eventuais passeios, hospedagem, comida, etc. A única coisa que ficou de fora do cálculo foram as compras, que depende muito de cada pessoa. O câmbio fiz no aeroporto: troquei 800 euros por Dirhams Marroquinos (MAD), o que deu
  4. Pessoal, segue o roteiro da viagem que fiz (2 pessoas) em 17 dias no Marrocos, baseado aproximadamente em um roteiro de 13 dias postado aqui de 2012. Os preços das diárias são para 2 pessoas; os preços das passagens são por cada pessoa. Aos preços das passagens de ônibus sempre deve ser acrescido 5 MAD por mochila que vai no bagageiro do ônibus. Acho que 17 dias foi um bom tempo para conhecer o país. Vou postar um relato mais detalhado na parte dos Relatos de Viagem. Qualquer dúvida, só perguntar. Todos os hotéis/Riads foram reservados pelo booking. 10/11/2015 - CASABLANCA Chegada em
  5. fabriciopw

    San Andrés

    Dúvidas: 1. Vi relatos de que há um limite de bagagem de 10kg por pessoa para Providência. Sendo assim, gostaria de deixar meus pertences no El Viajador. Vocês acham seguro? O limite de 10kg é apenas para a bagagem despachada. Na bagagem de mão dá para levar mais alguma coisa, mas eles pesam junto com você (não sei qual é o limite neste caso). Quando fui a Providência, deixei o restante da bagagem no El Viajero (que imagino seja o hostel que vocês referiu). Eu achei bem seguro, eles colocam em um depósito, identificam a mala e te dão um ticket para tu retirar depois. De qualquer forma
  6. fabriciopw

    San Andrés

    Estive em San Andres de 27/12/2014 a 4/1/2015 (sendo 3 dias em Providência). Algumas considerações: Câmbio no aeroporto de San Andres: 1 dólar = 2.000 pesos; 1 real = 700 pesos (parece que é o único lugar que troca reais). Câmbio era limitado por pessoa, pois todos do voo queriam trocar dinheiro e não tinha suficiente. Troquei apenas 50 dólares, para trocar depois o resto. Bancolômbia: 1 dólar - 2.100 pesos. Ao lado do Bancolômbia tem uma lanchonete que é só perguntar que sempre tem alguma pessoa que faz câmbio na rua. Normalmente é o mesmo preço do Banco, mas serve quando o Banco est
  7. Fiquei do dia 27/12/2014 a 4/1/2015 em San Andrés/Providência, sendo 3 dias (de 29 a 31/12) em Providência, então segue o relato com algumas dicas. O voo para providência comprei com antecedência pelo site da Satena (www.satena.com). Parece ser a única empresa que faz o trajeto de avião (os aviões são de uma empresa chamada Searca, que parece ser a mesma coisa), com exceção dos voos dos hotéis Decameron, que têm voos exclusivos para seus hóspedes. Paguei, na satena, 560.000 pesos colombianos por passagens de ida e volta para duas pessoas (cerca de US$ 280 no total, ou US$ 140 por pessoa).
×
×
  • Criar Novo...