Ir para conteúdo

Mah_Dias

Membros
  • Total de itens

    65
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Mah_Dias postou

  1. Sorry Fernanda!!! Compramos o Los AngelesGO Card, que dá acesso a inúmeras atrações em LA e Hollywood, valeu super a pena! Fizemos Museu de Cera(abrimos o museu!), Warner (agendado) e Universal no mesmo dia! Foi corrido mas aproveitamos muito o GO Card! Bjs
  2. Nossa, que viagem! Vou tentar resumir pois foram muitos momentos especiais. Las Vegas foi uma surpresa, não estava nos nossos planos mas acabamos planejando ficar 2 dos 15 dias de viagem lá, só para conhecer. Depois de conhecer alguns casinos e encontrar o MIKE TYSON no Venetian, simplesmente nos apaixonamos pela cidade. Não estendemos nossa estadia pois o hotel de Los Angeles estava reservado, foi quando decidimos riscar o grand Canyon ou yosemite, deixá-los para outra viagem, para passar mais dois dias em Vegas na hora de ir embora. Hotel: Reservamos o Westgate Resort e Casino pelo Hotwire.com (reserva de hotéis secretos, mas pelo hoteldealsrevealed.com é fácil descobrir antes de pagar), e com a taxa de resort ficou em torno de 45 dólares por noite. Super recomendamos, inclusive voltamos para passar os outros dois dias. Carro: Reservamos pelo Priceline já sabendo que seria com a Fox. Apesar de muitos relatos de experiencias ruins na internet, e alguns poucos bons no falandodeviagem, optamos pela fox pois o preço para os 15 dias era muito menor do que as outras. Não há crise, eles te oferecem seguros e assistências que você pode recusar, eles fazem um drama pra te deixar com medo e contratar produtos que na prática sairiam pelo mesmo valor de uma Hertz ou Alamo, mas é só ter sangue de barata e recusar. enfim, recomendamos, mas pra quem não quer dor de cabeça, não fala inglês muito bem, ou tem preguiça de pegar dois shuttles sob o sol de Vegas, prefira as outras que ficam no RCC e precisam de um shuttle só. Visitamos dois outlets, South (coberto, ar condicionado, menos promoções) e o North (escaldante no sol, spray de água, promoções muito melhores). Foi o único lugar onde cruzamos com brasileiros em Las Vegas, a crise tá pegando os turistas...rs Em ambos os casos acabamos comendo aquela comida chinesa sem graça, mas que é melhor do que a 20ª pizza. Entre os casinos vou destacar três experiências incríveis: Stratosphere, andar naqueles brinquedos que eu só via pela internet, ter aquela vista de Vegas, é Insano! New York New York, Andamos na montanha russa e é MUITO MASSA, fomos no Six Flags e na Universal na Califórnia, mas essa montanha russa é uma experiência muito diferente por estar numa cidade tão cheia de luz e cores. E por fim, Bellagio. Assista pelo menos 3 show, eu até chorei com "Con te Partiró", mas atenção, é só até meia noite. Além desses Visitamos Wynn, Venetian, Palazzo, MGM, Cosmopolitan, Excalibur, Mandala Bay (aquario de tubarões!), Luxor (pirâmide e esfinge), Paris (legal mas mt mina dançando por dinheiro, não curti), Planet Hollywood, e é claro, faltaram alguns essenciais que ficarão para a próxima...rs Mas é muito corrido, 4 dias é muito pouco! Foram 13 casinos, é claroque foi tudo muito corrido! Paramos em um estacionamento e visitavamos 3 ou 4 na redondeza, e um dia ainda esticamos até a Freemont Avenue, muito bacana e muita gente louca! O único lugar onde levamos puxão de orelha por beber na rua!!! Partimos para Los Angeles, onde optamos por ficar no subúrbio pra evitar o trânsito e fazer os passeios fora de LA. Nosso roteiro em dias foi: -Santa Monica e Venice Beach Usamos o Go Card para andar no pacifik park e pegar bicicletas de graça, o aquário estava fechado, mas também está incluso no LA Go Card. Aliás, compramos nosso cartão mais barato do que na internet, na Disney de Anaheim. Esse dia rende ótimos momentos e muitas fotos excelentes, recomendo muito fazer a ciclovia até Venice Beach, que a pé pode ser bem estranha, especialmente no domingo quanto tava rolando um freak show. -Hollywood Outro dia que usamos o Go Card, foi corrido pra caramba pois fizemos 3 passeios do cartão: Madame Tussauds, Warner Bros Studios (muito massa) e Universal (muito massa demais!!). O dia começou no letreiro, em seguida calçada da fama, Teatro Chinês e Madame Tussauds, depois seguimos para os Studios. Recomendo muito, com o cartão economizamos muito dinheiro! -Huntington Beach, Newport, Trestles Alternamos essas pernadas com dias de praia, pois o corpo pedia sombra e água fresca. Adorei Huntington, a vida que eu pedi a Deus, quis muito uma vida ordinária de gerente da Havaianas na beira da praia. No Walmart compramos um guarda sol, que não aguentou o vento de lá, mas ok. Delícia de praia, seguimos para Newport. Não é para mortais como nós, tudo muito lindo, muito de cinema, muito The OC. Final do dia e por do Sol em Trestles, afinal o noivo surfista tinha que conhecer esse templo das ondas perfeitas! -Six Flags O dia em que mais cansamos, em aguentamos ficar até o parque fechar, quase! Faltaram algumas montanhas russas das principais, mas o corpo pedia arrego, é muita andança, e nessa época de férias tem mais fila do que o normal, então perdíamos de 30 minutos a 1h em cada. Delícia de parque, mas depois da Universal, parece simplório, injustiça. -San Diego Que cidade! Merece 3 dias, e não apenas um bate e volta, ainda vou alugar uma das casinhas do píer e ficar uma semana..r.s Mesmo assim, valeu conhecer o agito das praias, a beleza de Blacks Beach e o por do sol em Sunset Cliffs, QUE LUGAR. Sem comentários. Não conseguimos visitar o porta aviões pois já era tarde, mas é muito recomendado por amigos que já foram. A estrada é um espetáculo a parte, vale muito conhecer. -Malibu e Outlet Camarillo Malibu é muito exclusivo, tivemos que pegar praias alternativas, e não achamos nada demais. Aproveitamos para ir ao Outlet que era lá pra cima e foi o melhor da viagem, preços bons, dia fresco, almoçamos no Johnny Rockets, muito bom. Dia de arrumar as malas e partir pra cima, para fazer a Highway 1. -Santa Barbara até Hearst Castle Santa Barbara é uma delicia, comemos o Habit Burger, maravilhoso, fizemos ótimas fotos, visitamos o prédio da Corte, sensacional. De lá seguimos a viagem pela estrada, que nesse trecho não deixa o litoral, e seguimos até Hearst Castle. Passeio muito legal, conhecemos os grandes salões e a parte exterior, que é o que o tempo permitia. Tudo muito rico e de bom gosto, com uma vista linda do mar, ainda que distante. O cara sabia viver. A piscina de Netuno estava em reforma, mas ainda assim era linda! Nosso hotel ficava em Morro Bay, opção nossa por recomendação. Cidadezinha muito aconchegante e charmosa, parece que só tem hotel, ainda assim é caro, pagamos o dobro de Vegas. Lá conhecemos a dollar tree e comemos uma boa pizza com barbecue, aceitável. Refizemos os planos e decidimos ir por dentro até San Francisco, já que a Big Sur é melhor vista e mais fácil de parar descendo do que subindo. -San Francisco até Santa Cruz Foi rápido,acordamos cedo, seguimos viagem e em 5h e estávamos lá almoçando no Bubba Gump do píer 39. De um dia ensolarado de repente o tempo fechou, chegamos na Golden Gate debaixo de uma neblina que nem nosso moleton aguentava. Foi algo do tipo: andamos e tá visto, tchau! A melhor foto dá pra ver metade da ponte...rs De lá demos uma rápida passada por Mavericks, outro templo do Surf e seguimos até Santa Cruz, cidade gostosa, mas já chegamos tão cansados que mal conhecemos a cidade. Jantamos na cidade vizinha, Capitola. -Monterey até Big Sur Dia de paisagens de tirar o fôlego. Monterey é uma delícia, e Carmel é Campos do Jordão com praia, muito luxo, muito carro chique. almoçamos no 400º Burger e seguimos a viagem pela Big Sur. Cada parada é de perder o ar, não dá pra precisar o número de vezes que paramos pois é muito lindo... Cada cm daquele lugar merece ser fotografado. Seguimos até a altura de Cambria, onde pegamos a 46 - 101 - 58 para seguir até Bakersfield, nossa intermediária no retorno à Vegas. Uma decisão muito acertada, hotel muito bom a 50 dólares a diária, Walmart tranquilo para comprar o que faltava e muita opção de comida. O Vagabond Inn (rs) tem uma cozinha no quarto, com fogão e geladeira de verdade, muito bom! Rolou o último arroz e feijão da viagem (sim, levamos feijão cozido de caixinha). Gostei de Bakersfield, cidade honesta. -Bakersfield até Vegas Rachamos até Vegas muito felizes em retornar para a cidade, mas tristes por saber que nossa aventura estava chegando ao fim, os dias voaram! Fizemos mais alguns dos casinos que listei no começo, com direito a encontrar a Fergie bêbada no MGM...kkk (meio acabada né?) Enfim, viagem dos sonhos que me rendeu uma depressão pós-viagem ferrada...tá bem difícil enfrentar a realidade, e olha que é minha 3ª vez nos EUA...rs Se precisarem de mais detalhes deixo meu blog onde coloquei inúmeras fotos: http://ahtoviajando.blogspot.com.br/ Abração e É NÓIS!
  3. Oi Cá! É sempre bom ir em tempo seco, pois a umidade prejudica a visualização, mas se tratando de deserto isso não pesa muito! O importante meeeesmo é escolher a lua nova, quando o céu fica iluminado apenas pelas estrelas! Qto a visualização, na cidade você não verá nada demais, até fiquei frustrada pois o céu de São Thomé das Letras eras mais estrelado e eu vi várias cadentes, mas no tour será mágico! E fica a dica: você vai descobrir que nasceu pra ver o céu!! Beijinhos
  4. Ai Ju! Que coisa boa!! Fico muito feliz em ter ajudado! Pretendo voltar pra fazer o tour do francês e salar de uyuni!! SPA é encontrar-se si mesmo!! Beijos!
  5. Oi Mayara! Comprei antes e me arrependi! No aeroporto saía pela metade do preço, juro! Verifique se isso ainda é possível pois agora já faz um ano... Bjss!
  6. Ai que saco Gy, fiquei muito tempo sem entrar! Gastei por volta de R$2500 com alguns luxos, como quarto duplo em hostel e tal... Espero ter ajudado...bjsss
  7. Oi Gigio, Fiz todos com a Corvatsch! Só não gostei muito do guia que fiz o vale da lua, mas era mais de um, então eu não sei!! Fiz com o cara que chegou atrasado, parece que ele sempre se atrasa. Ahh, coma o salmão no Grado 6!!! Não se esqueça desse salmão!!! Bjos
  8. Oi gigio, Se você não for fazer Uiuny, 5 dias dá tranquilo! Valle de La Luna (pode fazer tb de bike e/ou com sandboard), Lagunas Cejar e Lagunas Altiplânicas pra mim são imperdíveis. Geysers Del Tatio são bem interessantes, e tb tem o Salar de Tara, que não deu para eu fazer mas muitos lá recomendaram. O tour astronômico do Francês, na agência Space, tem que ser feito obrigatoriamente lá, genéricos são uma cilada! Veja meu tópico que tem mais indicações! Abraços!
  9. Vinicius: 195000/400 = 487,5 pesos por dolar E só pra confirmar Enazato, quando vc carrega dólar no VTM para um IOF reduzido, de 0,38%, certo?
  10. Esse dia do Geyser foi o mais cansativo sem dúvida! Na volta eu apaguei de um jeito, fiquei com um mal estar, só queria dormir e não conseguia, um cansaço, sei lá!! Mas valeu a pena, como tudo no Atacama...
  11. México Puerto Vallartas para surfar, com passeio a Isla Marietas(!!!) e depois Cancun!! =D
  12. Enazato, bom dia! Você levou o VTM carregado em dólar? Estou cogitando usar para as próximas viagens...
  13. Fala sério né? Achei que fôssemos os únicos loucos a pegar aquela estrada...rsrs Pelo menos o visual compensa!!! rsrs Boa viagem
  14. M.D.C É preciso reservar antes, no site deles você encontra essas informações e também o contato para reservar. Os tour estão disponíveis em espanhol e inglês. Abraços
  15. Então Ju, é bem frio, e como eu disse, sem aquecedor fica muuuito complicado né! rsrs Então capricha na roupa e fica perto da fogueira, tome banho antes de o sol de por e seja feliz Você vai adorarrr, é muito extremo!!! O engraçado é chegar lá e ver que a maioria lá tá de passagem, indo pra uyuni, peru, doidera total!! Fazer só atacama é fichinha, mas pra mim não foi não!! hahaha Beijoss!
  16. Oi Juliana!! Desculpe a demora =/ O Hostel é de boa sim, tem 5 banheiros, todos com chuveiro a gás, mas só dois tem vaso sanitário. Tinha um dia que o ralo do chuveiro estava estupido e o caso tb, mas no resto estava tranquilo. Eu peguei o quarto double, então foi tranquilinho, mas é beeem simples, a construção é de adobe eu acho, e o texto de sapê mas com um pano por dentro do quarto, é meio estranho mas tá valendo, não dá pra ter luxo. Pagamos por pessoa 10 mil, ou seja, 20mil a diaria desse quarto. A atmosfera do hostel é bem legal, bem colorido, fogueira com um bate papo a 5 línguas toda noite...rsrs E tem um neteook na receção pra você usar. Aliás, a internet lá é muito boa, melhor do que na minha casa...rsrs Quanto ao câmbio, é tão ruim quanto Santiago, levemente pior. Em Santiago fizemos a 213, lá estava 209. Já pelo banco Santander, saquei a 233 no aeroporto de Santiago, antes de ir a SPA. Não fiz passeios de bike, mas o hostel aluga. No centro existem lojas que alugam bikes melhores e mais novas por 3 mil pesos por meio período, enquanto no hostel custava 6 mil pra usar o dia inteiro. Tem pranchas de sandboard pra alugar lá tb, mesmo preço, 6 mil. Espero ter ajudado! Consegui colocar o resto das fotos, vivaaaa \o/ Beijos!
  17. Recomendo sim, apesar dos pesares, tem um brasileiro muito gente boa que trabalha lá! Mas na mesma rua tem outra loja de aluguel de roupas e equipamentos, chamada Esqui Rentals, mas não posso te dizer se é de qualidade e preço baixo...rsrs Nesse tópico uma pessoa colocou os valores, e ficou bem parecido: esqui-no-chile-t27790-645.html Espero que tenha ajudado!!
  18. Thawesome, Olha, acho que durou 1,5h mais ou menos. Como eu não tinha comido eu não passei mal não, e olha que eu costumo passar muito mal!! rsrs Na volta eu vim até dormindo, pq tb não tinha comido a tarde tb, estava mega cansada e o sol era absurdo, entã odeu pra dormir com a cortininha fechada, numa boa. O segredo é não estar com a barriga cheia! Abração!
  19. Oi Rafael e Rlemes, El Colorado realmente não estava com boas condições para esquiar. Estava com mais gelo do que neve, no entanto deu pra brincar.Esse preço que paguei, de 35 mil, era sem aula, mas se pegar com aula, dá pra fazer um grupo de 5 pessoas se não me engano e fica mais em conta, o problema era a enorme fila, e só tinha aula as 14h. A galera elogiou muito Vale Nevado, que estava um pouco mais caro e também Portillo. Farellones estava fechada. Quanto as cadeirinhas, lá tem cadeirinhas, várias delas, mas para a pista de iniciante só tem t-bar. Acredito que dê pra crianças se virarem bem sim, melhor do que eu! Eu ralei bastante para conseguir, mas crianças aprendem mais rápido, e lá haviam muitas, até menores do que a sua!! Um abraço, quaisquer dúvidas entrem em contato, pena que não consigo colocar as fotos!!
  20. Oi Enazato! No Atacama o negócio é cash!! Leve cash!! Cash tem desconto sempre
  21. Escrever um relato é como pagar a conta por ter encontrado tanta informação e até minhas companhias aqui. Valeu Mochileiros! *Peço desculpas mas as fotos estão pesadas e demora pra colocar, vou colocando aos poucos!! Dia 1: Vinícola Concha y Toro e Por do sol no Cerro Santa Lucia Chegamos em Santiago dia 15 de madrugada num vôo da Gol com data pra acabar, então acredito que isso justifica o atraso e o péssimo serviço, principalmente no trecho SP-Porto Alegre. Enfim, era só o começo! Ao chegar pegamos logo o serviço de táxi da Transvip, pois como estávamos em três daria o mesmo preço, 6mil pesos pra cada e nos deixava na porta do nosso albergue. Nos hospedamos no Hostel Bellavista, quarto número 1, isso mesmo, o da entrada, com janela pra calçada! O Hostel tem cheiro de mofo, é um pouco velhinho e deixou um pouco a desejar em relação a minha experiência anterior que foi o Milhouse em Buenos Aires. Acordamos um pouco tarde, e fomos logo agendando o passeio da vínícola na tentativa de encontrar uns amigos mochileiros. Fizemos o tour simples na Concha y Toro com direito a degustação de dois vinhos. O passeio é bem legal, e o dia estava lindo! Ainda flagramos um coelhinho andando pelos jardins de lá! O tour simples custa 8000 pesos, e é necessário reservar com antecedência! Saindo de lá fomos assistir ao por do sol no Cerro Santa Lucia que estava lotado, mas deu uma vista muito bonita. Depois de descermos as escadarias fomos a All to Ski alugar os equipamentos para esquiarmos no dia seguinte, já que seria feriado e quase tudo estaria fechado. Não recomendo a All to Ski. Apesar de ter um brasileiro gente boa e termos sido bem tratadas pelos funcionários, o filho do sono, o Inácio "Nacho" foi um péééé de chato! Meu cartão não passou e ele veio logo fazendo piadinhas sobre não ter dinheiro na minha conta, que quem não paga não esquia, que passar no cartão acrescentava mil pesos, uma chatice só. É um moleque irresponsável que não dá valor a loja que o pai construiu, enfim, passou! Compramos algumas comidas para lanchar no dia seguinte já que na estação de ski tudo é caro, e fomos para o albergue. Mal podia comer de tanta raiva do moleque! Dia 2: Esquiar em Colorado Esquiar em Colorado foi fantástico! No começo eu não conseguia ficar em pé, mas depois acabei me virando bem e foi muuuito legal. Foi cara a brincadeira, equipamentos, roupas, transfer e ticket saiu num total de 360 reais...mas valeu a pena o visual e os videos das quadas engraçadas! rsrs Sugiro começar pelas pistas iniciantes na parte mais baixa, e não subir até o topo da pista de iniciante como eu fiz...rsrs Roupas: 18.000 pesos Equipamentos: 18.000 pesos Transfer: 9.000 pesos Ticket de entrada: 35.000 pesos Dia 3: Cerro San Cristóbal / Casa do Neruda / Museo Historico Nacional Nesse dia acordamos cedo, compramos o ticket para a casa do Pablo Neruda e fomos ao Cerro San Cristóbal. De lá foi fácil perceber a poluição na névoa cinza que cobre a cidade, uma pena! Tiramos várias fotos, conhecemos a Capelinha da Imaculada Concepción, fizemos nossas orações e compras e por fim descemos. A casa do Neruda é um capítulo a parte: me apaixonei. Cada detalhe da casa, cada historia, cada recordação era um suspiro a mais. Enfim, recomendo muito e despertou em nós três o desespero em conhecer a casa de Valpo. Saímos de lá e fomos ao Museo, que é muito interessante e tem o cachorro do ex presidente que me deixou hipnotizada, eu não saía de lá!! rsrs Depois disso combinamos um happyhour com nossos amigos brasileiros (que acabamos não encontrando na vinícola) no Patio Bellavista. Lá tinha o backstage, jantar com show latino muito bacana. Minha escolha foi um spaghetti com molho de salmão que estava divino. Custa 5mil pesos, caro era a bebida, um pisco sour custou 2700 mas saí satisfeita com meu dinheiro bem gasto e altiiinha de dar dó! Aquela bebida sobe muito rápido!! Dia 4: Valparaíso e Viña del Mar Combinamos com nossos amigos de ir fazer o passeio no litoral. Até achei que não ia rolar depois daquele porre da noite anterior mas rolou. Sucumbimos as agenciadoras que nos encheram o saco e fechamos o tour só lá em Valpo, por 8 mil pesos. A passagem de ida por Valparaiso com volta por Viña custou 4800 pesos (num ônibus muito melhor do que o que estamos acostumados no Brasil), e no final ficou bem mais barato do que os 20mil que queriam nos cobrar. O mais de Valpo foi a Casa de Neruda, La Sebastiana, incrivelmente linda e com um tour bem organizado, com aparelhos que narram a casa em português, basta ir passando a numeração. De lá fizemos o "favela" tour...rs E não pegamos o ascensor porque a luz acabou! Ainda bem que não tínhamos entrado...rsrs Viña é linda, um clima meio californiano, um pôr do sol tão mágico da frente do cassimo que quase nos fez perder o ônibus de volta pra Santiago!! rsrs No meu roteiro tem a explicação de como fazer, ida e volta. Dia 5: Viagem para o Atacama Nesse dia eu e Bruna partiríamos para o Atacama, então não dava pra fazer muita coisa! Andamos um pouco pelo centro, vimos vitrine numa espécie de calçadão e fizemos compras de comida para levar para o Atacama, já que eu sabia que lá seria caro. Pegamos o avião pela Sky Airlines com um lanchinho maravilhoso e chegamos em Calama às 18h com o sol se pondo. A viagem de avião por si só já é incrível, e você percebe o ar seco assim que coloca os pés pra fora da aeronave. Pegamos o transfer com a Licancabur junto com mais 3 brasileiros do vôo, Fernando sozinho e Lilian com seu filho Victor de 10 anos, mulher corajosa! Chorando um pouco ficou por 10 mil pesos, aliás, tudo no Chile tem dois preços...acho que acostumaram com o choro brasileiro! rs Nos hospedamos no Hostel Mamut, que tem um cara meio chato na recepção, mas tem uma internet ótima e um preço para o quarto duplo até que bom, nos custou 10 mil pesos por pessoa por dia. Jantamos um macarrãozinho e eu fui logo dormir porque o frio estava de matar!! Dia 6: Vale da Lua Acordei cedo e fui com Fernando buscar os passeios, encontramos a Lilian e ela recomendou a Corvatsch, já tinha feito a pesquisa e economizou meu tempo!! A Corvatsch nem estava nos meus planos porque tinha um preço caro através do contato por e-mail que eu havia feito, mas acabei fechando porque o pacote ficou bom e teriamos companhia! Logo fechamos o tour astronomico com uma empresinha de esquina que não valeu a pena. Recomendo fechar o oficial com o gringo, vale mais a pena! Almoçamos um salmão ao molho roquefort no Grado 6 com uma coca lata deliciosossss, foi a redenção depois de tanto cansaço, e o total ficou em 5.500, 4.000 do prato, 1.000 da coca e 10% de propina. Preços: Pacote de passeios Vale de La Luna, Lagunas Cejar, Geyseres del Tatio, Lagunas Altiplânicas (lindas de morrer!!): 50.000 pesos (menos do que um dia de esqui, ahá!) tour astronomino genérico: 16.000 pesos depois de muito choro.. tour astronomico original: 18.000 pesos (burra né?!) O passeio do Vale da Lua é lindo, vou deixar vocês verem com os próprios olhos. E o tour astronômico não tenho foto, já no original algumas meninas aqui disseram que dá pra tirar sim. Enfim, decepção, Saturno não era tão legal quanto eu esperava, era uma manchinha branca! Dia 7: Lagunas Cejar O passeio também sai de tarde, as 15h, retorna às 19h, e é beeeem legal. Tirando o fato de que de quente a água não tem nada, o visual compensa tudo, e o super café da tarde é animador, muito pisco pra esquentar, aiaiai!!! Dia 8: Geyseres del Tatio A essa altura já tinhamos em nossa trupe o alemão Ralph. Esse dia é sofrido! Acordamos as 3h30, porque o onibus nos pegava as 4h, mas só chegou as 4h30. Depois de duas horas de viagem lá estamos nós a 4300m de altitude e -10ºC de temperatura. É um frio inimaginável!!! Desci da van, tirei fotos, tomei um cházinho que caiu da minha lua e congelou em segundos, comi um ovo cozido no geyser e...passei mal! Mas logo o enjoo passou e fui desbravar os geyseres. Tem um que é intermitente, e a cada 2 minutos começa a jorrar água por 30 segundos, e depois para! Temos então o banho numa lagoa quentinha que eu não topei não. Estava muito frio pra eu me banhar e passar frio pra colocar a roupa de novo...nananinanão!! Saindo de lá passamos em Machuca, um super povoado de 7 pessoas, onde a visita é meramente pra ajudar o pessoal de lá comprando comidinhas. O espetinho era de carne de boi viu? E mesmo assim eu não quis, passei maus bocados pra comer por lá...rsrs [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120813105954.JPG 500 375 Legenda da Foto]Alocka dos cachecóis[/picturethis] Dia 9: Lagunas altiplânicas (Flamingos, Miniques e Miscanti) Primeiro vimos os flamingos, muito legal, e de lá seguimos para as outras duas, parando na estrada para visitar essa igrejinha. Depois de fazer nós 4 subirmos, o guia nos contou que quem sobe na torre engravida no mesmo ano!! Todas nós corremos, exceto a francesa excêntrica (nem preciso dizer quem é né?) Agora as lagoas... Essas são de chorar, sem mais... Depois do passeio pelas três lagoas fomos ao povoado de Toconao, e foi o mesmo esquema, parada para comprinhas para ajudar a cidadezinha... Nesse dia a noite fomos bebemorar nossa viagem e nos despedir do Ralph, comendo no Pizza na Pedra, muito bom!! Custou 7000 pesos a pizza e no total ficou 11.000 pra nós três, mas a pizza serve bem só duas pessoas tá! Dia 10: Retornar a Santiago e compras! Esse dia acordamos cedo pra voltar pra Santiago, passar mais um dia lá e pegar o vôo pra Porto Alegre, e depois pra São Paulo. Todos atrasaram! rs Para aproveitar o dia fomos ao shopping Parque Arauco, deixamos as malas num lugar do aeroporto que nos cobrou 5 dolares por mala e pegamos o onibus até a estação de metrô mais próxima, que era Los Bajaritos, e fomos até a estação Escuela Militar. É bem perto, se tivessemos chegado de dia dava pra levar as malas com ele até o albergue tranquilamente, pois o onibus até tem espaço próprio para as malas. O shopping é incrível, varios andares, muitas lojas de marca famosas e com preços acessiveis pois estava em liquidação. Eu que estava quase falida por não ter planejado corretamente os gastos com o esqui acabei comprando só uns perfuminhos chilenos, pra trazer de lembrança. De lá a pé voltamos para a estação Escuela Militar e fomos ao supermercado OK do outro lado da avenida, comprar pisco. Foi um longo retorno de metrô...rs Até sentei porque era horário de pico, estava apertado e minha pressão caiu. Ao chegar no aeroporto arrumei a mala que passou do peso, é claro, mas passei junto com a Bruna, pra não pagar excesso. A Gol é lógico que decepcionou, era hora do checkin e não havia sequer um funcionário da companhia nos guichês, uma fila enorme se formou, o vôo atrasou é claro, mas entre mortos e feridos salvaram-se todos! Passei muito perrengue nessa viagem, banho frio, raiva do Nacho, câmbio ruim, gente que não atendia a gente direito mas ah, quantos perrengues não passamos na nossa casa, no Brasilsão, e tudo isso serve de aprendizado. Aliás, o aprendizado foi o melhor que trouxe dessa viagem. Não viajamos apenas para encontrar lugares, tirar fotos e conhecer países, viajamos para conhecer a nós mesmos. E essa missão foi cumprida com certeza Um grande beijo, espero que eu tenha ajudado e até a próxima pessoal (e que a próxima seja em breve!)
  22. Olá pessoal, Transfer: Reservei na hora com a Licancabur e a moça fez desconto, 10 mil, esse é o melhor preço que encontrei, alguns guichês estavam fechados. Ficou melhor do que reservando pela internet (12 mil). Câmbio: O câmbio estava mediocre, nada do que a gente imagina pesquisando pela internet. Como haviam muitos brasileiros eles derrubam a moeda e pasmem, as cotações do Brasil e sacando no banco Santander ficaram melhores. A melhor cotação lá gira em torno de 200, e 213 foi o máximo que encontramos. Sacando 150 mil pelo Santander, ainda que tenha a taxa de 3mil pesos, ficou um valor de 1 real para 233 pesos, não é incrível? Fui e voltei com todos os reais que levei, pois dava pra sacar no próprio aeroporto. Quanto mais sacar é melhor para diluir a taxa. Ao chegar no brasil houve ainda uma taxa de 10 reais por saque, mas ainda sim vale a pena. Quanto aos passeios no atacama: Em geral eles não gostam de receber no cartão de crédito, só dão desconto no dinheiro. Como sacando lá fica prático e sai mais baratim, recomendo levar o dinheiro sacado no aeroporto de santiago. O aeroporto de Calama não tem quase nada, e em SPA só tem caixa do Banco do Chile. Oa passeios Vale de La Luna, Lagunas Cejar, Geyseres del Tatio e Lagunas Altiplânicas (linnnnndo com neve!) ficaram por 50mil o pacote na Corvatsch. Recomendo... Um abração e quaisquer dúvidas estamos aí! Preciso montar meu relato, um dia fica pronto!
  23. Élia, achei informações mais precisas: http://www.sanpedroatacama.com/ot-transfer.htm Un Tramo (One Way) $12.000 P/P en cualquier horario Ida y vuelta (Round Trip) $20.000 P/P dentro de horario de 7:00 a 21:00 horas $24.000 P/P fuera de horario de 7:00 a 21:00 horas Abraços, Marina
  24. Vou pra lá dia 19/07, estou morreeeeendo de medo do frio. Compensa levar saco de dormir? Vou ficar no hostel mamut...
  25. Olá pessoal, Alguém já usou o Visa Travel Money? Sabe se a cotação na hora de carregar é legal? Pq o IOF é bem menor, e tem a vantagem de poder usar lá fora sem crise, sacar mediante taxinhas e recarregar a qualquer momento pela internet. Bjos
×
×
  • Criar Novo...