Ir para conteúdo

Ingrid Ferreira

Membros de Honra
  • Total de itens

    391
  • Registro em

  • Última visita

Posts postados por Ingrid Ferreira

  1. Recebi o e-mail do Usuário MHansen,e vou responder por aqui:

    Olá Ingrid! Antes de mais nada, parabéns pelo relato da sua viagem para

    Portugal. Estou planejando viajar p/ lá tb, em 2013, e gostaria de saber

    quais foram as exigências na alfândega. Lí, aqui msm no Mochileiros, que é

    necessário comprovar vínculo empregatício no Brasil, c/ firma reconhecida e

    carimbo do consulado português. É verdade? Bom, desde já agradeço a

    colaboração.

     

    MHansen, minha imigração foi por Madrid / Espanha, então não sei como é a imigração portuguesa. Peguei um vôo regular de Madrid pra Lisboa, utilizei a saída "normal" do aeroporto e não passei novamente por imigração.

     

    Eu levei um monte de documentos e nem precisei apresentar! :wink:

    É sempre bom levar comprovante de vínculo permanente com o Brasil, e o empregatício é importante sim. Eu levei uma declaração da empresa (em inglês) com o carimbo do ministério das relações exteriores. Mas sinceramente, isso não quer dizer muita coisa para os agentes da imigração... O "reconhecimento de firma" brasileiro não vale nada no exterior.

     

    Eu sugiro que você dê uma pesquisada no forum de Portugal, nos tópicos abaixo:

    :arrow:Portugal - Formalidades de Entrada - Perguntas e Respostas

    :arrow:Europa Schengen - Formalidades de Entrada - Perguntas e Respostas

     

    Boa viagem! ::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'>

  2. Olá Frida_ssa, tudo bem?

     

    De forma alguma eu acho que a chuva seja uma coisa ruim! Aliás, muito pelo contrário!

    Optamos em seguir para Brasília, pois queríamos conhecer a cidade, visitar a catedral e outros pontos da capital federal. O que infelizmente não foi possível, pois chovia muito na cidade e o ônibus que nos levaria a esses pontos não funcionou naquele dia.

     

    Não sei se você já foi para Brasilia, mas taxis são extremamente caros e não seria agradável fazer esse passeio a pé, além de ser muito longo, tínhamos as mochila e entrar encharcadas nos monumentos não nos pareceu muito legal.

     

    De qualquer forma, obrigada ela aula sobre a chuva, com certeza a informação será útil para alguém! :)

  3. [align=justify][t3]Dicas Gerais[/t3]

     

    :arrow: Se optar em ficar em Alto Paraíso e for possível, alugue um carro. Vale a pena, pois o deslocamento entre Alto Paraíso e Vila São Jorge é de aproximadamente 35 Km.

    :arrow: Se for visitar o Parque Nacional, monte um grupo de no máximo 6 pessoas. Grupos extensos geram atraso e desentendimentos, principalmente se não forem de conhecidos.

    :arrow: Leve sempre água suficiente para as trilhas, frutas e alimentos que não azedem. Leve SEMPRE o seu lixo de volta, nunca o abandone na trilha.

    :arrow: Pechinche preço em pousada, você sempre consegue um descontinho camarada.[/align]

     

    [t3]Mapa:[/t3]

    Mapa%2520Chapada%2520dos%2520Veadeiros.jpg

     

    [t3]Pousadas e Hotéis[/t3]

    Pousadas%2520Chapada.png

  4. [t3]Despesas de Viagem[/t3]

     

    Orçamento básico - Ingrid Ferreira:

     

    :arrow:Passagens Aéreas: R$ 290,00 ida + volta para Brasília (Ida Avianca - Volta Webjet);

    :arrow:Hostel Brasília: R$ 52,00 primeira noite de chegada;

    :arrow:Gasolina: R$ 50,00 ida e volta, este valor é a minha parte da divisão para quatro pessoa;

    :arrow:Pousada em Alto Paraíso de Goiás: R$ 120,00, sendo que foi R$ 40,00 a diária por pessoa em quarto para quatro pessoas;

    :arrow:Guia: R$ 17,00, sendo que o valor total do Guia é R$ 100,00, porém dividimos em 6 pessoas;

    :arrow:Passeios: R$ 35,00, Cachoeiras, Vale da Lua e Termas.

    :arrow:Refeições + baladinhas: R$ 180,00, contando com compras em supermercado também.

     

    Em média R$ 750,00.

  5. [align=justify][t3]4º Dia: Tudo bem chuva?[/t3]

     

    Tivemos realmente sorte. Não tinha chovido durante a maior parte do tempo da viagem, céu super azul e muito calor.

    A região da Chapada dos Veadeiros é famosa pela chuva, conheço gente que foi e choveu o tempo todo.

     

    Pois é, terça-feira amanheceu com uma chuva só, forte e insistente. Era dia de ir embora, então optamos em seguir viagem para Brasília e tentar conhecer um pouco da capital.

     

    Não deu muito certo, porque choveu tanto em Brasília, que nem o ônibus turístico funcionou :(.

     

    Infelizmente foi um dia perdido. Almoçamos e fomos para o aeroporto, aguardar nosso vôo de volta à São Paulo![/align]

  6. [align=justify][t3]3º Dia: Vale da Lua e Termas[/t3]

     

    Lembro que o Xaliba me disse para ir ao Vale da Lua sem muitas expectativas, porque eu poderia não curtir muito. Que eram formações geológicas e que ele (como biólogo) tinha adorado, mas que eu poderia não achar tão legal.

     

    Cheguei lá e pensei: “Como eu poderia não gostar disso?????”. É um lugar lindo, que demorou muitos anos pra ser daquele jeito! Fiquei imaginando aquele lugar inundado e depois secando... pensar nisso é triste, mas o visual de hoje é fantástico.

     

    Não precisa de guia, é tranqüilo e bem sinalizado. Como é um lugar repleto de formações rochosas, os banhos são monitorados e somente nos locais onde os bombeiros estipulam, pois um simples mergulho pode ser perigoso, por causa das rochas.

     

    Passamos muito tempo no Vale da Lua, o tempo estava ótimo e as piscinas naturais ótimas!

     

    Seguimos para Vila São Jorge para comprar lembrancinhas, almoçamos tarde e novamente no Restaurante da Nenzinha. Ficamos um pouco na vila e depois seguimos para as Águas Termais.

     

    Aqui sim, não espere encontrar Caldas Novas no meio da Chapada! A temperatura da água é quente e confortável. Porém as piscinas naturais são lotadas de gente.

     

    Logo começou a chover e dispersar um pouco de pessoas, como a água era bem quentinha, ficamos lá até anoitecer, mesmo embaixo de uma chuvinha chata.

     

    Fim do dia: Descanso e baladinha no centro de Alto Paraíso. :)[/align]

     

    IMG_0950.JPG

    IMG_0968.JPG

     

    ::lol3:: Rimos demais dessa placa!

    IMG_0969.JPG

     

    IMG_0975.JPG

    IMG_0983.JPG

    IMG_1005.JPG

    IMG_5580.jpg

  7. [align=justify][t3]2º Dia: Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros[/t3]

     

    Marcamos de nos encontrar com a nossa guia turística na entrada do Parque Nacional as 08h.

     

    Para ter acesso ao Parque Nacional, obrigatoriamente deve ser acompanhado por um guia habilitado pela secretaria de turismo da região. O custo do guia é de R$ 100,00 e pode levar até 10 pessoas.

     

    Estávamos em quatro pessoas, porém aceitamos mais um casal que estavam sem guia. O grupo que está em maior quantidade escolhe a trilha a ser feita, optamos pela trilha dos Canyons.

     

    Importante dizer que levamos lanche (sanduíches), sucos, água e fruta para a trilha, pois não tem como fazer outro tipo de refeição durante o passeio.

     

    Essa trilha tem extensão de 5,2 Km (ida), nível médio de dificuldade e dura aproximadamente 2 horas para cada trecho, a ida foi tranqüila, já na volta eu estava muito cansada e tropecei algumas vezes, :lol:

     

    Maravilhoso! O cerrado é incrível! Paisagens muito diferentes do que estamos acostumadas nas trilhas aqui do sudeste. No ano anterior (2010) houve um incêndio que queimou mais de 50% da área do parque, durante a trilha, você consegue ver a vegetação ainda em recuperação.

     

    Nessa trilha, os guias nos levam para visitar os Canyons (óbvio, :twisted:), a cachoeira das Cariocas e mais uma que me fugiu o nome. Um passeio que vale muito a pena!

     

    No final da trilha, todo o grupo fomos comer no Restaurante de Nenzinha, na Vila São Jorge. O famoso almojanta é muito bem servido, comida deliciosa e a preço justíssimo! Recomendo.

     

    Final do dia: Descanso e comemos uma pizza no finalzão da noite.[/align]

     

    IMG_0864.JPG

    IMG_0875.JPG

    IMG_0884.JPG

    IMG_0888.JPG

    IMG_0893.JPG

    IMG_0907.JPG

    IMG_0919.JPG

  8. [align=justify][t3]1º Dia: Alto Paraíso de Goiás[/t3]

     

    Chegamos a Alto Paraíso e ficamos hospedados no Hotel e Pousada Europa.

     

    Optamos pela hospedagem em Alto Paraíso (ao invés da Vila São Jorge) porque estávamos de carro, e isso facilita e muito todo o deslocamento para conhecer os pontos principais.

     

    Fomos até o CAT – Centro de Atendimento ao Turismo, que fica na Av. Ari Ribeiro Valadão Filho, para pegar informações turísticas, mapas e conseguir um guia.

     

    Decidimos fazer os passeios mais tranqüilos no primeiro dia e seguimos para a Chácara São Bento, onde tem as cachoeiras São Bento e Almécegas I e II.

     

    Optamos por almoçar no restaurante da chácara, deixamos reservado nosso almoço e o horário que voltaríamos para comer. Comida caseira e deliciosa vale a pena, se o seu orçamento cabendo extravagâncias, pois é um pouco caro. Média de R$ 30,00 por pessoa.

     

    No retorno ao Hotel fechamos com uma guia turística para fazermos a trilha do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros no dia seguinte[/align]

     

    IMG_0701.JPG

    Cachoeira São Bento

     

    IMG_0709.JPG

    IMG_0750.JPG

    Cachoeira Almecégas I

     

    IMG_0782.JPG

    IMG_0759.JPG

    Cachoeira Almécegas I

     

    IMG_0820.JPG

    Cachoeira Almécegas II

     

    IMG_0835.JPG

    Cachoeira Almécegas II

     

    IMG_0848.JPG

  9. [align=justify][t3]Brasólia[/t3]

     

    Chegamos ao final da sexta-feira em Brasília e ficamos hospedadas no único hostel da cidade, pois partiríamos para Alto Paraíso de Goiás na manhã do dia seguinte.

     

    O hostel é bacaninha, mas fica extremamente longe de qualquer lugar, não recomendo para quem quer sair e conhecer um pouco a noite da cidade.

     

    Hostel: Brasilia Hostel

    $$ Noite: R$ 52,00 com café da manhã.

    Disponibilizam cobertores, lençóis e toalhas.[/align]

     

    IMG_0664.JPG

  10. [align=justify][t3]Características da Viagem:[/t3]

     

    :arrow: Foram 04 dias de viagem, aproveitamos o feriado de 15 de Novembro de 2011;

    :arrow: Meus companheiros de viagem foram: Mi_GR e dois amigos brasilienses que nos encontrariam no aeroporto de Brasília.

    :arrow: Viagem totalmente baixo custo e compatível com o bolso de qualquer mochileiro! No final do relato vou deixar os custos da viagem.[/align]

     

    ::otemo::

  11. Ola gente!

    Vou vazer uma trip europa e no meu roteiro inclui 2 dias em Porto, 1 dia em Aveiro (so de passagem), 3 dias e 4 noites em Lisboa.

    Ja dei uma olhada nos topicos do forum...

    queria fazer Sintra e Cascais no mesmo dia e separar 2 dias livres p Lisboa, para conhecer o centro historico e parque das nacoes/Oceanario!

    Sera que eh suficiente, levando em conta que gostaria de ir a torre de Belem??

    Obrigada!

    Olá Janine, tudo bem?

    O tempo de Lisboa está ótimo! Fiquei 4 dias por lá e um dia é suficiente para Sintra e Cascais. Como eu estava sozinha, optei pelo ônibus turísticos que fazia esse roteiro. Dá pra comprar na Praça do Comércio em Lisboa ::cool:::'>

  12. Ingrid,

    Parabéns pelo relato. Estou indo sozinha agora em fevereiro de 2012 para o mesmo roteiro que vc fez, acrescido de Toledo. Foi um alivio ler sua história. Apesar do frio na barriga que deu o de Paris.....

    Acho que sua aventura merece se tornar um livro! Quantas pessoas, principalmente mulheres, querem viajar sozinha e tem medo.

    Abraços

    Simone

     

    Obrigada Simone!

    Fico feliz que você tenha gostado do relato. Se tiver alguma dúvida, é só postar por aqui ::cool:::'>

    Abraços.

  13. [align=justify][t3]O que eu aprendi na Espanha:[/t3]

     

    espanha.gif

     

    :arrow: Achei a receptividade um pouco parecida com a brasileira, onde eu ia, sempre tinha alguém tentando falar comigo em portunhol!

    :arrow: Aprendi que os brasileiros e italianos superlotam Barcelona! Acredite!

    :arrow: É um povo que luta por seus ideais, os jovens manifestam-se contra a corrupção e contra o governo! Havia discussões acaloradas na Puerta del Sol, todas sendo realizadas por jovens.

    :arrow: A siesta existe e é realmente realizada! No centro de Madrid não há fechamento de comércio, mas se você for mais aos bairros verá que a hora da siesta é sagrada![/align]

  14. [align=justify][t1]Madrid[/t1]

     

    [googlemap]http://maps.google.com.br/maps/ms?msid=205949875367738071448.0004b2565d666bcea38c1&msa=0&ll=40.41526,-3.703208&spn=0.017677,0.038581[/googlemap]

     

    [t3]Dia 17 e 19: La Revolución será Feminista.[/t3]

     

    Cheguei a Madrid no dia anterior a noite e foi bem fácil seguir de metrô até o apartamento do meu host. Aliás, andar de metrô em Madrid é tão fácil e rápido, impressionante!

     

    [li=DICA]Existe a opção de comprar um bilhete de metrô com 10 viagens, NÃO COMPRE. Andar a pé no centro de Madrid é muito fácil, dá pra andar o dia inteiro e usar o metro poucas vezes. Acho desperdício comprar o ticket adiantado! Pode ser que você nem use todos.[/li]

     

    Vou relatar dois dias em Madrid em um único post. Era final de viagem e eu não tive muito tempo pra conhecer a cidade. Eram dias chuvosos e eu tinha uma bela bolha no pé, nem tênis e nem sandália aliviou meu incômodo.

     

    No dia 17, acordei um pouco tarde e segui para a Plaza Mayor para pegar o Guide Tour SANDMANS New Europe (já indiquei esse guide tour no relato de Paris!). O passeio foi bem legal, peguei o guide em inglês, que teve uma duração de 3 horas ao redor do centro de Madrid.

     

    Durante o guide tour passamos pela Puerta Del Sol, uma praça onde estava tendo manifestação dos espanhóis contra o governo, crise financeira, desemprego dos jovens, etc.

     

    Na parte da tarde (após o guide), segui para o Museu del Prado, que era um dos museus que eu queria muuuuuito visitar! Passei uma tarde inteira andando e vendo as obras e esculturas que me deixou de boca aberta! Vale muito a pena uma visita de um dia completo! Não consegui ver tudo o que queria!

     

    No período da noite eu fui encontrar com um amigo que me deu uma carona de Madrid para Lisboa, pois meu vôo de volta para o Brasil partiria de Lisboa e faria conexão em Madrid, então optei pela carona e pela experiência de rodar de carro de um país ao outro, por este motivo perdi um dia em Madrid (usei este dia para descansar, arrumar mochila), mas tive a oportunidade de jantar em Segóvia e conhecer um pouquinho da cidade.

     

    No dia 19, durante a minha conexão de 9 horas, voltei para o apartamento do meu host e fomos fazer um picnic no Jardim Botânico de Madrid, que fica no Passeo Del Prado. Tem um setor de plantação de rosas, lindas, de todas as cores. Vale um passeio! :)

     

    Ao final do dia, que foi extremamente agradável e leve. Segui para o Aeroporto de Barajas, era hora de voltar pra casa!

     

    Despesas dos dias:

    Guide Tour: 5€

    Museo del Prado: 8€

     

    DSC04038.JPG

    DSC04044.JPG

    DSC04047.JPG

    DSC04058.JPG

    DSC04059.JPG

    DSC04061.JPG

    DSC04071.JPG

    DSC04083.JPG

    DSC04110.JPG

    DSC04117.JPG[/align]

  15. [align=justify][t3]Dia 16: Adéu de Barcelona.[/t3]

     

    Último dia em Barcelona, com o dia inteiro pela frente.

     

    Saí do hostel perto da hora do almoço, fiz chech-out e deixei minha mochila no locker do hostel. Não tinha muito tempo, então resolvi conhecer o L’Aquarium de Barcelona.

     

    Antes andei pela La Rampla denovo (adorei esse lugar). O aquário é legal, mas não super legal... É interessante andar pelo túnel que te dá uma visão 360º e passa “pór baixo” do aquário. Mas fora isso, não vale os 17,75€.

     

    Depois sentei para almoçar na região do Port Vell e fiquei de bobeira perto da Rambla Del Mar, andei pelos cais, tirei algumas fotos e perdi o resto da tarde de bobeira mesmo.

     

    O clima de primavera estava maravilhoso, um sol gostoso e a cidade é realmente maravilhosa.

     

    Segui para o Aeroporto no final da tarde, peguei o metrô na estação Clot em direção ao aeroporto, custa 3€.

     

    Despesas do dia:

    Locker do hostel: 3€

    L’Aquarium: 17,75€

    Almoço: 12€

     

    DSC04002.JPG

    DSC04003.JPG

    DSC04012.JPG

    DSC04015.JPG[/align]

  16. [align=justify][t3]Dia 15: La sangría.[/t3]

     

    Nada de bus turístico, o metrô me espera!

     

    Não lembro quanto custa o ticket de metrô, vou ficar devendo.

     

    Desci na estação Passeig da Gracía e segui para a Casa Batlló e achei um absurdo o valor do ticket de entrada: 18€ com áudio guia (que é obrigatório). Por sorte tem áudio guia em Português de Portugal.

     

    A arquitetura é impressionante mesmo! Tenho certeza que para quem é arquiteto de formação, conhecer as obras de Gaudí deve ser emocionante, e o áudio guia valeu a pena mesmo.

     

    Fui para o La Pedrera, outra obra arquitetônica de Gaudí, não fiquei com vontade de entrar pra conhecer. Barcelona respira obras do Gaudí e achei que podia ficar sem essa! O preço era exorbitante (23€).

     

    [li=DESABAFO]Achei os preços dos pontos turísticos extremamente caros! Na minha humilde opinião não havia necessidade de ser tão caro! Até os pontos turísticos de Paris eram mais baratos, enfim.[/li]

     

    La Rambla é tudo de bom! Eu andei por lá em câmera lentíssima, tem de tudo, artistas, floristas, comida, artesanato, tudo. Fiz uma paradinha no La Boquería e sinceramente eu curto muito mais o Mercado Municipal de São Paulo!

     

    Para o almoço eu queria algo especial, parei em um restaurante bem pequeno na própria La Rambla e pedi uma paella para uma pessoa (que parecia para duas!) e uma jarra de sangria. Fiquei por ali mais de uma hora! Saboreando a paella e tomei duas jarras de sangria! A recepção do garçon foi ótima, como eu estava sozinha ele vinha falar comigo toda hora, arranhava um português e me atendeu super bem!

     

    Depois de duas jarras de sangria, eu sai sem pegar o cartão do restaurante! E por isso vou ficar devendo essa informação também!

     

    Fui para a região do Port Vell onde fica o aquário de Barcelona, sentei em um dos passeios da marina e descansei depois do almoço.

     

    No meio da tarde eu fui para a Ciutat Vella, me perdi pelas ruelas até achar o Museo Picasso. Vale uma visita! De lá dei um pulo na Catedral de Barcelona.

    Fim do dia andando lavando roupa no hostel e extremamente cansada.

     

    Despesas do dia:

    Casa Batlló: 18€

    Almoço: 21€

    Museu Picasso: 10€

    Lavagem + secagem de roupa: 6€

     

    DSC03952.JPG

    DSC03976.JPG

    DSC03994.JPG

    DSC03956.JPG

    DSC03957.JPGDSC03959.JPG

    DSC03965.JPG

    DSC03968.JPG[/align]

  17. [align=justify][t1]Espanha[/t1]

    [t1]Barcelona[/t1]

    [googlemap]http://maps.google.com.br/maps/ms?msid=205949875367738071448.0004a161ea2e1231359a2&msa=0&ll=41.345887,2.175293&spn=0.139439,0.308647[/googlemap]

     

    [t3]Dia 14: Sozinha em Barcelona.[/t3]

     

    Hora de ficar sozinha novamente! Cheguei a Barcelona e logo tive uma ótima impressão da cidade, e pensar que eu cogitei em não ir pra lá!

    Consegui me virar bem com o portunhol bem básico, apesar de o catalão ser bem diferente do espanhol e geralmente não dá pra entender muito. Na hora do aperto, gaste o seu inglês.

     

    Sozinha, resolvi pegar um bus turístico pra ter uma idéia de localização, peguei um folhetinho do bus no hostel e dei uma olhada nos itinerários, vi que valia a pena, principalmente estando sozinha.

     

    Existem diversos pontos de ônibus turísticos pela cidade (tinha um pertinho do hostel), em cada parada você pode compra os tickets direto com o motorista, entra e sai no destino que quiser durante o dia inteiro. O valor do ticket para um dia é de 23€, existem mais de um tipo de bus, eu peguei o Barcelona City Tour (http://www.barcelonacitytuor.cat).

     

    Primeira para foi na Sagrada Família. Fiquei hipnotizada por ela e desci do bus sem perceber! Magnífica! Mesmo estando em construção ainda. O ticket combinado da Sagrada Família + Casa Museu Gaudí custou 14,50€.

     

    Fiquei boa parte da manhã pela Sagrada Família, é linda demais! Eu não comprei o áudio tour, mas tinha um professor levando seus alunos e eu fiquei por perto pra escutar as explicações. Deu pra pegar bastante coisa e simplesmente adorei o lugar!

     

    Do lado de fora tem um centro de informações turísticas onde eu peguei o mapa do metrô e comprei um mapa oficial da cidade por 1€, acho que valeu a pena, pois tinha os nomes das ruas e as linhas de metrô e tal.

     

    Segui com o Bus Turístico até a Plaza Catalunya, mas não desci, resolvi seguir para o Parc Güell porque é lá que fica a Casa Museu Gaudí. O Parc é muito legal e tem uma visão animal da cidade de Barcelona.

     

    O museu da casa de Gaudí é médio, simples e nada de muuuuito interessante. É o lugar onde ele viveu e tal.

     

    Fiquei no parque um tempão, gostei de lá! Almocei um lanche qualquer e segui de bus novamente para conhecer os outros pontos da cidade.

     

    Fechei o dia jantando em um restaurante próximo do hostel, em uma espécie de centro comercial.

     

    Despesas do dia:

    Barcelona City Tour: 23€

    Sagrada Família + Museu Casa Gaudí: 14,50€

    Mapa da Cidade: 1€

    Almoço + água + petiscos: 12€

    Jantar: 13€

     

    DSC03880.JPGDSC03883.JPG

    DSC03886.JPG

    DSC03903.JPG

    DSC03907.JPG

    DSC03916.JPG

    DSC03929.JPG

    DSC03937.JPG

    DSC03941.JPG

    DSC03943.JPG

    DSC03947.JPG[/align]

  18. é possível participar dos encontros, city tour (como o que vc fez no Porto) e baladas com o pessoal do couchsurfing

    Com certeza Juliana! É só acessar os grupos regionais e pegar informações de encontros! É como acontece aqui no Brasil! Pode ir sem medo. ::otemo::

     

    Vc dorme muito morena. Gostei do teu relato.

    Durmo o suficiente Maurão! ::mmm: Tem coisas que não precisa ir pro relato! ::xiu:: Bjos.

  19. [align=justify][t3]O que eu aprendi na França:[/t3]

     

    bandeira_franca.gif

     

    :arrow: Os franceses são realmente nacionalistas, valorizam sua cultura e a sua língua. Conseguir informação em inglês em Paris não foi muito fácil, tenho que confessar que se não estivesse com a minha amiga que arranhava o francês e tinha um inglês perfeito, talvez eu tivesse odiado a cidade. DICA: Aprenda um pouco de francês antes de visitar a França ou Paris.

    :arrow: A higiene francesa é um pouco suspeita (generalizando). Realmente guardanapos são raros e eu sempre tinha alguns na minha mochila, just in case. Nos picnics raramente eu via uma toalha forrada na grama e as baguetes que estavam em contato com a grama do jardim, iam direto para o estomago dos franceses!

    :arrow: Se você não aprecia museus, arte, etc, não vá para a capital francesa! Ali você respira cultura e arte! Na minha opinião, mesmo que você não goste muito, vai sair de lá apaixonado por Monet!

    :arrow: Valorize os raios de sol, saia para caminhar no final da tarde, simplesmente pare e observe o mundo a sua volta. Fazer isso na capital francesa é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!

    :arrow: Acostume-se com o sacarmos francês, caso contrário, você vai achar que todos estão sendo mal educados com você!

    :arrow: Viva Paris! É realmente uma cidade encatadora![/align]

  20. Olá walkiemelo!

     

    Eu peguei o ônibus executivo na estação do Arco do Triunfo, mas dá pegar em outros lugares. Quando você chegar, pegue um mapa turístico no aeroporto ou no hotel, nos mapas constam onde você pode pegar esses ônibus e também os horários.

     

    Do Arco do Triunfo sai ônibus executivos para todos os aeroportos, por isso é vantagem pegar lá mesmo.

     

    Abraços.

  21. Oi MaryJane_RJ! Tudo bem?

    Sou suspeita em falar, mas adorei Portugal! Acho que vale muito a pena conhecer sim. Você acaba descobrindo lugares lindos que você nem imaginava.

     

    Vou atualizar minha planilha neste final de semana e assim que tiver pronta vou postá-la aqui no relato.

     

    Meu roteiro foi: Lisboa, Sintra, Porto (Portugal), Paris e Versailles (França), Barcelona e Madrid (Espanha).

     

    Beijos.

×
×
  • Criar Novo...