Ir para conteúdo

NMD2007

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que NMD2007 postou

  1. É mesmo, Fred. Obrigada, vou corrigir.
  2. Oi Gabriel. Eu levei dólares e cartões, (cartão de débito para pagar restaurantes, etc. para não cair nos 6% de IOF do crédito...) Fiz o câmbio na av principal (foi indicação dos mochileiros, rsrs) e de 1 a 8/7, quando estive lá, fizeram 1 U$ - 2,78 (estava invertido, fui alertada e corrigi!!), foi o melhor que consegui. Nas lojas, chegavam a pedir 1 x 2,70... mas ai eu pagava com cartão de débito (em soles, claro, pois a conversão do banco é melhor) Qto ao trem, é bonito, mais lento sim, quanto a este aspecto não discordo, apenas achei muito caro pagar U$ 80 no Vistadome para ter que andar metade do caminho num ônibus... lotado e ficar muito tempo esperando as baldiações até chegar no trem, finalmente! Abraços
  3. Oi Gente. Chegamos de Cusco terça-feira. O motivo deste não é exatamente um relato, porque acho repetitivo ficar falando o que todos já falaram. Mas como sempre utilizo o mochileiros antes de viajar, com ótimas dicas, coloco minha contribuição: Não tínhamos intenção de fazer trilha inca, ou qualquer outra: compramos as passagens de trem (vistadome) para MP e também os ingressos na internet. Deu tudo certo, nenhum contratempo, até que recebemos informação de o trem não mais sairia da estação de Poroy, ponto de onde tínhamos comprado as passagens devido a um desabamento (não sei quando, pq em Abril nos venderam sem informar nada) Pois bem, achamos que pagar U$ 80 por pessoa para andar somente a metade do caminho de trem, foi muito caro. O outro treho (inicial), tivemos que levantar às 5 da manhã para chegar às 6h na estação de trem e tomar um ônibus até o ponto onde embarcamos no trem (metade do caminho) e achei ruim por não terem sequer dado desconto, afinal, pagar U$ 80 e andar somente metade do percurso no trem, foi ruim. Na volta, idem, viagem muito cansativa e demorada. Então, não recomendamos! Melhor ir de Van mesmo, mais prático e barato. O hotel que ficamos, não teve problema algum com falta de água quente, nem para tomarmos o café da manhã antes dos passeiros,começava a ser servido às 4h da matina. Ficamos no San Agustin El Dorado - Cusco. Central, elevador sempre funcionando, atendimento cordial, toalhas e lençóis brancos e limpos, quarto silencioso. Não temos o que reclamar. Quanto a restaurantes, não recomendamos o "el sabor del Inka", demoram a servir, não aceitam cartão, comida mal feita e no nosso caso, serviram a entrada depois do prato principal, nunca tinha visto nada igual. Fica em frente ao "incanto" (este sim, maravilhoso!!!) O passeio do Vale Sagrado, contratamos um tour privado na agência Travel. Foi muito bom, nos escapamos daqueles horários cheios de turistas, que a gente sequer consegue ouvir o guia ou tirar alguma foto que não seja no meio da multidão. Valeu a pena mesmo, até pq fomos visitar um lugar onde recuperam animais e depois devolvem à natureza. Tinha condores, pumas, araras.... um lugar onde as Vans de turismo não param (acho que porque assustam os bichos se tiver muita gente).Aqui vale uma foto só para mostrar como é legal. Ah.....uma coisa que notamos foi que nos hotéis em Cusco não se tem muito o hábito de colocar folders com agências de turismo, restaurantes, então no 1 dia meio que penamos até achar um lugarzinho onde tomamos uma sopa de quinua maravilhosa. Aquela sensação da altitude e nós procurando...... Uma coisa que descobrimos (ainda bem que a tempo) foi uma apresentação de danças folclóricas na Av. do Sol, um pouco abaixo do nosso hotel, todos os dias às 18:30 (quem tem o boleto turístico está incluído), lindo, imperdível. Quanto a uso de cartões, eu acho que fiz a coisa certa: levei meu cartão de c rédito (por segurança), mas usei mesmo foi os dólares que troquei sempre nas casas de cambio da Av do Sol e paguei algumas contas como CARTÃO DE DÉBITO que levei. Da outra vez que viajei, pedia para passar na função débito meu cartão e depois vi na fatura que tudo entrava no c rédito com os 6% de iof. Então, a solução foi pedir um cartão Visa Eléctron somente para débito, assim não tinha como ter surpresas na volta...... e deu certo. O mal da altitude me pegou (razoavelmente...), mas deu para aproveitar tudo mesmo assim. Lembro que acordava no meio da noite com falta de ar. Descia e tomava chá de coca que o hotel deixava à disposição o tempo todo. Mas quando fizemos o passeio privado no vale sagrado, o guia viu como eu estava e me deu um tipo de óleo essencial para cheirar e comecei a me sentir muuuuuito melhor tempo depois. O nome da planta é munã, diz ele que se encontra nas farmácias naturais em Cusco. Pelo cheiro parecia hortelã, mas funcionou demais. Quem passar mal, quem sabe ajude também. Bom, não lembro de mais nenhuma coisa importante que não tivesse sido dito nos outros posts e fotos da paisagem não gosto de ficar postando porque tira o impacto de quem ainda não visitou, pelo menos eu penso assim.
  4. ´ Olá. Muito obrigada por responder a tempo... valeu pelas dicas, valeu mesmo. Li que vcs adoeceram, vômito, etc... isto não é sintoma da altitude né? Chegaram à conclusão do que causou, se foi comida ou água? Pensamos em não tomar nada que não seja mineral, mas também não sabemos se lá a água mineral é confiável.... mas só depois da viagem para saber, rsrsrs Na volta contamos como foi. Gr abraço e obrigada mais uma vez
  5. Oh... é mesmo,não tinha lido o relato de MP. Sou meio atrapalhada com estes posts... Olha, se não for muito incômodo, gostaria de saber como é a temperatura em Cuzco apenas, pq. só ficaremos lá, não faremos a trilha inca, iremos de trem. Assim, será que uma japona mais grossa destas que estamos acostumados a usar no Sul é suficiente? Uma outra duvida que temos: os passeios ao vale sagrado, etc (porque ingressos a MP e passagens de trem já compramos), podem ser pagos com o cartão de crédito? Não temos mtos dólares para levar Agradecemos desde já
  6. Olá. Muito legal seu relato, quase morri rindo da estória do banho, toalha na recepção.....kkk Nós estamos indo a MP agora dia 1 de julho (eu e meus dois filhos), estamos esperando ansiosamente o restante do relato, até porque só ficaremos 6 dias em Cuzco. Já temos os ingressos de trem e MP, mas o resto não e suas dicas são preciosas... Aguardamos novo capitulo, rsrs, tomara que dê tempo dos três gaúchos aqui lerem antes do embarque. Gr bj
  7. Olá Barna!!! Tudo bem? Adorei seu relato, muito esclarecedor, mas lá vão minhas perguntas.... Viajo em Julho a MP. Ficaremos 7 dias em Cuzco, hotel, ticket entrada a M Picchu e passagem de trem já comprados, mas temos duvidas: - temos que reservar os demais passeios com antecedência aqui do Brasil mesmo? - Levo cartão VISA BB para apagar o hotl ou eles cobram taxas ou não aceitam cartões de crédito VISA BB? - Se tenho que levar dólares, não é perigoso levar todo o dinheiro e andar com a quantia por lá? - Dá para sacar a moeda deles nos terminais? Agradecemos desde já. Abraço
  8. Belo relato, Lilia, creio que complementa e ajuda nas dicas aos outros mochileiros. Camila, qto às suas dúvidas, tentarei responder: - A estação onde podes brincar comos tubbing é Farellones. Apesar de serpertinho de El Colorado, não dá para passar de uma para outra a não ser que estejas de carro (mas não acho aconselhável subir aquela montanha se não dominar muito bem o caminho, cheio de curvas mto perigosas e neve na pista). O pessoal das Vans te levam e deixam na estação que escolher, marcam um ponto e horário para o retorno (não se atrase senão perde). Bom, Farellones tem os Tubbings que são estas bóias da foto, tu podes descer só ou em duas juntamente (cada um na sua bóia), custa 8000 pesos p/p e dura mais ou menos uma hora. Além disto, Farellones tem os jogos aéreos, que é uma espécie de tirolesa seguido de outras atividades (como um arvorismo, só que na neve). Também custa o mesmo valor p/p. Se quiser fazer aulas de esqui em Farellones também dá, apenas deves combinar com o pessoal (lá mesmo onde se pegam as Vans), num mínimo de 5 pessoas para fazer aula coletiva (20.000 p/p), ou então terá que fazer aula individual (30.000 e dura 1,3h). Em El Colorado tem esqui (aulas individuais e coletivas pelo mesmo preço, só que lá consegui fazer aula coletiva pois tinha muita gente e deu para fazer grupos). Além disto, adorei as silas panorâmicas, que são as mesmas que os esquiadores usam para subir a montanha, só que indicadas para quem não esquia e quer ter uma visão da estação la de cima (20.000 p/p, salgado mas compensa e muito). Pode-se descer lá, ficar o quanto quiser e depois descer de novo. É ótimo levar um lanche, ficar lá na tranquilidade e aquela visão maravilhosa...... mas tem também restaurante lá, só que não olhei os preços. Os restaurantes das estações Farellones (reservar na chegada senão não almoça) e El Colorado, para 3 pessoas paguei 30 mil pesos,nada assustador (é uma vez na vida, rsrsrs). Perguntaste do TURISTIK, ônibus que faz o City tour em Santiago. É um ônibus de dois andares, vermelho, paga-se 18.000 p/p e menor ate 12 anos não paga (meu filho tem 13 e o próprio cara que me vendeu me orientou a dizer que ele tinha 12 e não pagamos, rsrsrs). Funciona assim: tu pagas os 18mil e no dia marcado do passeio, podes subir e descer daquelas estações que indiquei (o percurso dele) sem ter que pagar mais nada, mas só naquele dia. Eles perfuram o teu igresso que tem data e então sabem que podes usar o serviço durante todo o dia. Achei muito bom, tem alguns pontos de descida obrigatória como o Morro S. Cristõvão de onde se vê toda Santiago. Tem um detalhe, não tenho certeza, mas me parece que nos dias impares (3, 5, sab) existe uma espécie le limitação para o trânsito em função da poluição, então a cordilheira aparece majestosa.......... fomos na 2 e estava tudo cinza, não conseguimos ver nada. Quando foi 3 feira o céu azul, a cordilheira linda e perguntei, ai me informaram: então, acho que melhor subir o morro nas 3, 5, sabado. Outra coisa: se der, não vá para as estações de esqui sab e domingo, uma roubada. Vimos na TV de lá, tudo engarrafado, o pessoal parado quase 1h da tarde na subida da montanha...... sem contar as filas........ melhor dia de semana. Qto a casa do artesão de lapis lazulli, achamos ótima....... vou postar aqui uma foto do colar que compramos por 29.000 (em torno de 120 reais. Olha, eu paguei tudo em cartão de crédito pq. o cambio lá era uma loucura, pediram 850 enqto que no aeroporto de SP estava 460......Outra coisa que favoreceu pq. já vi no extrato bancário foi retirar pesos nas maquinas do Banco de Chile, economizei muito). Mas os preços estavam mais ou menos assim: o colar 29mil, comprei umas pedras brutas de lapis lazuli e vulcânicas (pq. adoro) e paguei 15mil cada, mas são grandes. (dificil foi carregar....). Mas na descida do morro S.Cristõvão também tem jóias de lapis lazuli e não são tão caras, tbém dá pra encarar.
  9. Oi pessoal. Viajei pelo chile de 4 a 11/7/2011 e resolvi postar aqui as dicas que acho importante, porque aproveitei muito tudo o que li aqui antes da viagem (me livraram de muitas roubadas...) Por hora estou sem tempo de relatar toda a viagem e postar algumas imagens dos lugares mas vou adiantar uma dica que me deram (pena que para mim foi tarde) mas que creio ajuda bstante quem vai esquiar e não quer gastar muito: Aluguel de roupas de esqui achei meio caro (5000 pesos cada peça). Quem esquia ou apenas brinca na neve precisa de botas, pantalona e luvas no mínimo. Se for alugar também os óculos e japona já sai por 25000 pesos, meio caro. A DICA QUE ME DERAM [/b]foi ir de metrô até a estação La Moneda e procurar a Rua BANDEIRAS que fica atrás do Palácio. Lá se encontra todo o tipo de agasalho próprios para a neve por preços módicos. São peças usadas, mas a pessoa que comprou me disse que adquiriu japona por 3000 pesos e só o aluguel custa 5000 (também usada, e na esqui total onde aluguei estava um tanto suja...............,as luvas então dava certo receito de vestir). Uma outra coisa que fizemos e foi ótimo é não ir nas estações de esqui no sábado e domingo (muita muvuca, sofrimento total), deixar para subir de 2 a 6 feira. Quem for com crianças a dica é Farellones pq. têm brincadeira com bóias de borracha que descem as pistas em alta velocidade (8000 p/p por uma hora) e também jogo aéreos (já para adolescentes em diante). Em Colorado além do esqui há as silas panorâmicas de onde se tem uma visão belíssima da estação de esqui (custam 20.000 p/p, salgado mas vale a pena). Quando subirem o morro São Cristóvão, não deixem de visitar o Pátio Bela Vista com restaurantes excelentes, obras de arte, lindo demais. Fica bem na descida do morro, na calçada do lado esquerdo de quem volta do morro. Há, e bem pertinho dali tem uma casa do artesão de lápis lazuli com preços imperdíveis e peças maravilhosas, dpois posto o endereço completo. Depois posto as demais dicas, por hora é só. ps: quem estiver voltando de Santiago pela LAN, vá umas 4 horas antes ao aeroporto, no dia 11 só tinha UMA ATENDENTE despachado as bagagens, uma FILA ENORME na imigração e muita confusão, ninguém informava QUAL DAS FILAS tinhamos que entrar e quase perdemos o avião porque a LAN não informa, os atendentes são estúpidos e irresponsáveis (entramos em 3 filas uma atrás da outra sem direito a lugar no início....), então a dica é vá bem antes, faça o CHECK IN na internet e tente achar alguém que informe em qual FILA SE ENTRA QUEM JÁ FEZ O CHECK IN. E boa sorte. Continuando... Bom, vou colocar algumas dicas de restaurantes que visitamos e achamos dez: - No shopping Arauco - Boulevart fomos ao rest. peruano El Otro Sitio (muito dez, pedimos três pratos individuais + sucos e gastamos 50mil pesos, mas valeu muito) - No mesmo boulevart comemos também no Vendeta. A conta foi bem menor, 30 mil pesos e pedimos tbém três pratos - Restaurante giratório. Cardápio mais simples, mas excelente, foi o melhor chorizo ao ponto, muito bem atendido (reservar antes) e não foi caro, se não me engano 40 mil entre três. - Nas estações de esqui (Colorado e Farellones) almoçamos e a conta não saiu por mais de 30 mil. CAMBIO: Não fizemos cambio apesar de termos levado os reais,porque estava muito ruim. Preferimos sacar nos terminais do Banco do Chile, pagando a tarifa por saque + iof e mesmo assim ganhamos dinheiro do que trocando nas casas de câmbio. CITY TOUR Não fizemos o passeio clássico, antes disto preferimos andar o dia inteiro pela cidade no ônibus do TURISTIK que para em todos os pontos turísticos de Santiago (18.000 p/p), mas vale a pena porque se pode descer, visitar o que quiser e subir de novo nos pontos indicados no mapa (que entregam na compra). Meu filho menor de 13 anos não pagou. Este ônibus passa nos seg. pontos: 1- Plaza de Armas (Calle Monjitas frente nr. 821) 2 - Mercado Central (onde tem o rest. Donde Augusto. Não almoçamos lá, especialidade: frutos do mar) 3 - Plaza de La Constitucion 4 - Santa Lucia 5 - Providência 6 - El Golf 7 - Isidora Goyenechea 8 - Parque Arauco (Shopping) 9 - Alonso de Cordova 10- Sheraton 11 - Barrio Bellavista (onde tem o funicular que sobe morro S.Cristõvão e proximo ao Pátio Bellavista c/ótimos rest.) 12- Museo Nacional de Bellas Artes. Vina de Mal e Val Paraiso: Contratamos a mesma Turistik para fazer o passeio, (34.000 p/p), só não gostamos muito do fato de eles não terem parado num dos pontos mais bonitos de Vina Del Mar - Cassino c/praça, nos levaram para um restaurante à beira mar bonito, mas longe de tudo, o que impedia que escolhêssemos onde almoçar. Vimos que eles cobram 22.000 p/para levar ao Vale Nevado,mas nós gastamos 10mil p/p para subir (a metade), saindo da oficina da Ski Total. É só chegar lá pelas 7,30h e dá tempo de alugar a roupa e comprar o passe para subir. JOIAS COM PEDRA DE LAPISLAZULI: Compramos numa oficina Lapislazuli House, casa de artesão bem próximo ao Parque Bellavista (turistik passa lá), por preços ótimos. Qdo. fomos à Vina Del Mar, no rest. que nos levaram tinha uma loja da pedra, preços 3x mais caros. Fica na Bellavista, 04. O site deles http://www.lapislazulihouse.cl
  10. NMD2007

    Santiago

    Oi gente. Vou a Santiago em Julho 2011 - 1 quinzena. Gostaria de fazer os trakking ao pé da cordilheria, banhos em águas termais, tirolesa........... mas tenho receio de que nesta época não saiam estes passeios. Vina Del mar e Val Paraiso já fui, o que gosto mesmo é de neve e natureza, mas não queria ficar só na cidade de Santiago. Não disponho de tempo para ir para o Sul do Chile. Alguém informa alguma coisa? Desde já agradeço imensamente Att
  11. Olá. Fiz esta viagem há tempos atrás. Depois voltei a alguns lugares, mas vou te dar minha opinião: Ficamos 3 dias em Santiago, visitamos Vina Del Mar, Val Paraiso e seguimos de avião até Puerto Mont. Depois seguimos para a travessia dos lagos até Bariloche. Posso dizer com toda a certeza que foi a melhor parte da viagem. O lago Frias é particularmente lindo... a chegada em Bariloche, as gaivotas comendo na sua mão no convés.... não tem nada que substitua. Por isto, eu faria sem pestanejar a travessia dos lagos. Vale tudo o que pagares. Espero ter ajudado Abraços
  12. Eu de novo, alguém pode me socorrer (o mais rapido para que eu possa desistir caso não tenha opções) O que há para fazer em El Calafate além do passeio de barco pelos glaciais EM JULHO???????? Trekking não dá, caminhadas nos parques não tem, .............todos os passeios suspensos devido ao gelo????????????????? Álguém sabe se tem passeios de trenó, motos na vene como se acha em Ushuaia??? SOCORRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
  13. Valeu pelas informações. Quem vai para lá a primeira vez, ainda mais com crianças fica meio estressado, rsrsrsrsrsr Abr
  14. Olá. Estou indo em Julho para El Calafate/Ushuaia. Gostaria de saber algumas coisas, tipo: - O passeio incluido no meu pacote chama-se Safari Nautico Perito Moreno - será que é de barco apenas ou a gente chega nas passarelas para mirar o glacial? Pelo que vi nos sites, este passeio é de +-1h..... não é muito pouco? Será que o passeio TODOS OS GLACIARES não seria indicado? Mas não vou ver a mesma coisa? ????????? - Outra coisa: meu filho adoraria andar nos trenós puxados de cães, mas eu vi nos sites o preço de U$$150, fiquei horrorizada, para um trecho de 5km??????? Será mesmo tanto assim? - O aluguel de roupas de neve e equipamto esqui é muito caro por lá? Não queria comprar botas especiais para uma viagem só..... enfim, tantas dúvidas, Será que alguém pode me ajudar? Desde já agradeço, ABr PS: vou postar meu e-mail, caso queiram se comunciar [email protected]
  15. Valeu, gente. Vou agora em Julho para El Calafate e Ushuaia. Adorei as dicas, acho que só não vou fazer o BIG ICE, por causa do meu filho de 12 anos, ele não aguentaria tanto tempo de caminhada....... vai que se machuque e eu estrague o resto do passeio..... mas Minitrekking Glaciar P. Moreno vamos sim............vai ser lindo, mal posso esperar!!! Será que se alugam as botas/ roupas para gelo lá ou não precisa? Para esquiar eu alugaria sim, mas para o passeio Trekking P.Moreno precisa? Um abração, depois posto aviagem c/fotos
  16. Olá. Vi seu relato da ida ao Sul da Argentina. é o seguinte, quero viajar para Calafate, ver o perito moreno, etc. A viagem disponível para mim é agora em 16 janeiro 2009, só que gostaria de viajar com meus dois filhos, um menino de 11 anos e uma menina de 16. Eu tenho 40, mas aguento qualquer coisa. A duvida é se a aventura é para eles, princ. o menor, se tem caminhadas muito grandes..... coisas que eles não poderiam acompanhar e eu perderia o passeio. Isto já ocorreu em Bariloche no serro Otto, se não me engano, no esqui nórdico, não tinha esquis para o pequeno, na epoca com 9 anos. Vou pela CVC, porque de mochila com os dois não me animo, imagina uma mulher e dois.... se acontece algo, tenho um pouco de medo, então terei que optar via CVC. Mas eles não informam estas coisas, se eles podem fazerr todos os passeios interessantes, apenas vendem...... Vc poderia me ajudar? Fico desde já muito grata Informo meu e-mail também, nmd2007gmail.com
×
×
  • Criar Novo...