Ir para conteúdo

MKoerich

Colaboradores
  • Total de itens

    320
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra
  1. Galera, quem precisar de hospedagem, tenho uma casa que alugo na praia dos Ingleses, bem próxima ao mar. Qualquer coisa me mandem MP que mando contato do whats, já que o local aqui não é destinado a classificados e a moderação vai me chamar atenção hehe. Abracos
  2. MKoerich

    El Chaltén

    É verdade.. e tendo somente dois dias tem que ter bastante sorte de os dois estarem bons, mas pra quem quiser correr o risco dá pra fazer..
  3. MKoerich

    El Chaltén

    Sendo dois dias de trilha da pra fazer até de tênis, vai correr o risco de ter os pés molhados se chover, claro.. outra vantagem da bota é que o cano ajuda a estabilizar o tornozelo, diminuindo a chance de torce-lo, mas sim dá pra fazer de tênis.. É importantíssimo que você já tenha caminhado bastante com o calçado pra amaciar ele e saber se ele tá "pegando" em algum lugar.. Fui uma vez pra laguna de los três com uma west coast praticamente nova, parte dos meus pés (calcanhar e dedos) chegaram em carne viva no acampamento.. mas isso também pode acontecer com uma bota cara se não estiver amaciada.. levei uma columbia em outra viagem que pegava no tornozelo, não foi de tirar a pele mas incomodou porque a bota era nova e levou um tempo pra amaciar..
  4. MKoerich

    El Chaltén

    Na minha opinião é possível se você tiver dois dias COMPLETOS, e dá pra fazer isso sem precisar dormir nos campings. Isso seria fazendo Laguna de los Três e seguindo para a Laguna Torre pela trilha das lagunas Madre y Hija no primeiro dia (retornando a vila no final do dia), e deixar a Pliegue Tumbado pro segundo. É cansativo e precisa torcer para que os dois dias estejam bons. Leve em consideração também que você precisaria sair bem cedo e chegar tarde no primeiro dia, além de ter uma bota muito confortável previamente testada e amaciada para que seus pés tenham condições de caminhar as outras 8h do segundo dia.
  5. MKoerich

    Ushuaia

    Fala Angelo, Nunca fiz o procedimento de pegar o IVA de votla na Argentina.. mas segundo consta é preciso guardar os tickets de compras e depois apresentar na AFIP (receita federal Argentina). No mês passado peguei um apartemento pelo AirBNB, como paguei em real não deu pra saber como ficou a questão do IVA.. Apesar do tópico ser sobre Ushuaia, se você gosta de comida de rua, recomendo que procure em Puerto Natales o corrinho do Viejo Lobo.. é excelente
  6. Só um ponto sobre o metrô, Recoleta é um bairro mau servido nesse quesito, a estação Callao já é praticamente barrio San Nicolás. A área perto dessa estação é bacana também, mas ja é mais deslocado no centrinho da Recoleta. Como falei é questão de gosto mesmo, Recoleta é show, mas tenho evitado por estar sempre cheio de brasileiros..
  7. Fala Nathan, depende do seu estilo e do que te agrada. Palermo tem restaurantes, parques, ruas organizadas e a sensação de segurança é bastante alta. O centro é aquele movimento durante o dia, barulho, e há que se ter cuidado de noite.. mas fica perto de muitos pontos turísticos, pode ser bom pra quem tem pouco tempo na cidade e está indo pela primeira vez. San Telmo eu conheço o bairro mas nunca quis pernoitar por lá, não me parece seguro a noite.. há quem goste mas depois de ter ficado em Palermo não troco!
  8. MKoerich

    Ushuaia

    Fala Angelo, ainda existe sim o câmbio paralelo, mas sem aquela diferença absurda que víamos em relação ao oficial . Mês passado estive em Buenos Aires e a diferença era de cerca de 30 centavos de peso. Acabei trocando no oficial pra não precisar ir até o centro, calle Florida etc.. troquei dólares, não sei a diferença que está dando pra real. TravelMoney em geral não vale a pena pois paga-se caro demais pelo dólar, não ser que você já tenha um crédito aí e queira queimar.. Se já tem experiência levando grana viva, acho melhor opção, Argentina em geral é muito mais seguro que aqui, tendo os devidos cuidados, claro. Sobre trekking nas redondezas de Buenos Aires, já estive lá seis vezes e nunca ouví falar, se você por acaso achar um me avise também! Sobre o seu roteiro, parece que tu curte trekking, então eu tiraria uma noite de El Calafate e adicionaria em El Chaltén. Não entendi a parte de Puerto Natales, vocês vão ficar seis noites lá e passar só um dia em TDP?
  9. MKoerich

    El Chaltén

    Fala Alexandre, Se você for primeiro ao campamento Poincenot pra depois ir até o Piedra del Fraile e depois ir ao De Agostini vai acabar fazendo duas vezes o trecho Poincenot/Piedral del Fraile (contando a ida e a volta). Talvez otimizaria seu tempo se você fosse direto a Piedra del Fraile, depois Poincenot, depois de Agostini. Quanto a Loma del Pliegue Tumbado são 4h só de ida. Considere deixar um ou dois dias sobrandro, sem agenda. Vai ser útil se chover em algum dia ou se o tempo estiver muito encoberto, ou ainda se você estiver muito cansado ou com muitas bolhas no pé depois de um dia de caminhada.
  10. MKoerich

    Ushuaia

    Fala Angelo1, na patagônia e na tierra del fuego ví em poucos lugares o desconto para estudantes, e teria que ver se considerariam nesse desconto os estudantes de outros países. Há, em alguns casos, valores diferenciados para turistas do mercosul, como no glaciar Perito Moreno, por exemplo. Em todo caso você pode entrar no site dos principais parques nacionais ou museus que pretende visitar, em muitos deles já constam os valores de entrada e os casos em que se concede desconto.
  11. Se você tiver um pouco de milhas ou pontuação no cartão, talvez consiga abaixar o valor. Viajei há duas semanas pra Buenos Aires e as passagens estavam R$1250 com taxas, saindo de Florianópolis. Com somente 2250 milhas por passagem eu consegui baixar o valor para R$850 cada, pelo site da Smiles. Tem que procurar bem porque tem muita furada nesse site, muitas vezes te cobram o valor normal do site da gol MAIS as milhas.. mas garimpando as vezes é possível conseguir um desconto!
  12. MKoerich

    Ushuaia

    Dar palpite quanto a gasto médio é complicado, tudo depende do seu estilo de viagem. Recomendo pegar informações recentes pois a inflação por lá foi altíssima nos últimos 12 meses. Esses US$100 por dia que seria a sua média foi mais que suficiente (sobrou pra continuação da viagem) pra mim e minha namorada em outubro do ano passado, incluindo hospedagem e alimentação. Mas como falei, os valores do ano passado não contam mais. Estive em Buenos Aires semana passada e a diferença foi considerável.
  13. Pessoal, o número do David (taxista) é 54 9 11 6513-1985. Quem quiser outras referências é só colocar David Transfer Taxi no Tripadvisor ou no facebook. Bastante confiável.
  14. Comprar pesos no Brasil é péssimo. Trocar reais só é vantajoso em Buenos Aires, na patagônia o interessante é levar dólares. Se você for pro centro de Buenos Aires pode ser interessante trocar por lá..
  15. MKoerich

    El Chaltén

    No verão o que é mais frio mesmo é o vento (durante o dia), quando você está protegido dele não sente muito frio, daí a razão pela qual o outro colega falou que utilizava somente o corta vento e a camiseta, cortar o vento geralmente é suficiente pra não sentir frio durante o dia. Já na parte da noite é interessante estar mais protegido.. em janeiro lembro de ter pegado temperaturas entre 0 e 5 graus durante a noite.. Eu levaria um fleece mais leve e outro mais denso, além dos ítens que você mencionou..
×
×
  • Criar Novo...