Ir para conteúdo

Marcelo Lopes

Membros
  • Total de itens

    268
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Marcelo Lopes postou

  1. Parabéns pelo excelente e objetivo relato! Senti falta apenas dos preços dos tours que você fez. Você tem contigo os valores?
  2. Qual seu emai? Em geral a média de gastos, considerando hotel, ficou em 180/dia. Porém não fiz esquema mochilão, acho que se vc buscar hotéis mais em conta e evitar outros luxos é possível sim.
  3. Em geral as empresas avisam que há possibilidade de fazer stopover. De qq forma, sugiro consultar através da opção multitrecho. Cota uma vez normal, com ida e volta do mesmo local e olha o preço. Depois simula colocando uma cidade a mais entre a ida e volta e vê se muda o preço.
  4. Olá!! Estou enviando a planilha pro seu email. Acho que 20-30 dias pra três capitais dá de boa. Tempo de sobra. Eu arranho francês, então sempre que dava tentava dar uma quebrada pra rolar uma empatia. Mas nas ocasiões que tive que falar inglês não houve problema. Apenas pra se fazer entender, pq em mais de uma situação o pessoal de Paris não falava inglês (!!), ao contrário de Amsterdã, onde até o funcis do supermercado falavam. abs
  5. Olá!! Estou encaminhando a planilha para o seu email. As viagens entre os países estavam inclusas no vôo intercontinental (stopovers), de modo que não precisei me preocupar com isso lá. Não saberia te dizer se era mais caro que o trem, mas de um modo geral fiquei com a impressão que não existe nenhum meio de transporte mais caro que o trem na Europa!! abs
  6. Fala amigo!! obrigado pelos elogios, quando você voltar deixa sua contribuição tb. estou enviando para seu email particular a planilha que você pediu. abs
  7. Naomi, parabéns pelo excelente e bastante aguardado relato!! Estou com uma dúvida. Terei apenas 2 dias em Maragogi, nos quais pretendo fazer o passeio às galés e no outro visitar as praias do litoral norte. Você optou por conhecer as praias de buggy, e apontou que, por não estar acordado com o bugreiro, não tinha tempo de parar e aproveitar as águas/belezas das praias. Minha dúvida é: é possível realizar esse passeio de carro? Ou seja, seguir pela estrada tradicional por todas essas praias visitadas? Caso sim, estou pensando seriamente em, ao invés de visitá-las em 2,5hr corridas, passar o dia inteiro com carro próprio por elas. o que acha?
  8. ola crisuxa, tudo bem? já que vc é de 1a viagem, aproveite esse período de pesquisas porque vc vai curtir bastante!! e descobrir que no final das contas nós fazemos 2 viagens: uma antes e outra durante!! já te enviei a planilha. fique à vontade pra tirar suas dúvidas bjs e saudações alvinegras!!
  9. Obrigado pelo feedback Sandro!! Estarei de volta à sua cidade sim, mais especificamente em fevereiro de 2014 vindo de Maceió. Dessa vez farei o que não pude fazer na ocasião: basicamente o cânion!! abs
  10. Fala Murilo, espero que tenha recebido a planilha. Tentando responder suas perguntas: sobre o site da Renfe, não é por questões de cadastro. Eles simplesmente não aceitam alguns cartões brasileiros. Consegui comprar usando um cartão de um amigo da França. Já o ingresso do Real Madrid eu compraria no site no Real Madrid, mas tem outros locais de aquisição. Mas tampouco consegui fazer a compra. Sobre os transportes, me parece que cada cidade tem a sua especificidade em termos de cartão de ônibus. A eurolines é ônibus internacional, então realmente não se aplica. Para os ônibus metropolitanos, o mais fácil é vc se informar lá na hora. Mas em geral usei muito metrô, nas cidades que fui eu achei disparado o melhor meio de transporte. E, em geral, eles tem cartões ou para turistas ou cartões que lhe dão vantagem na compra de mais bilhetes. Em Amsterdã: acho que vale muito a pena a compra do bilhete do Tram - day ticket da GVB. No caso de Madrid, utilizei o ticket de 10 unidades do metrô. Granada tem um sistema de cartão para deslocamento em ônibus, mas esse eu não usei. Em Paris, vc pode consultar o Paris pass pra saber se te dá alguma vantagem, aí tem que fazer as contas. Com relação ao Global Pass, nunca vouvi falar não. Que bom que vc tem disponibilidade de deadicionar mais 15 dias na sua viagem. Acho que encaixa melhor com suas pretensões. Abraço e estamos aí!
  11. Fala Murilo Em primeiro lugar, vc é fã do Poderoso Chefão?? Cara, pergunto isso pq sou vidrado, e logo vi Corleone no seu roteiro da Itália, o que é algo raro nos roteiros que vejo por aqui. Tenho muita vontade de passar por lá, depois deixa o seu relato com suas experiências. Sobre hotéis: eu usava o tripadvisor unicamente pra verificar a avaliação do pessoal sobre o lugar. Para reservar o hotel, usei duas estratégias: booking.com ou o site do próprio hotel. Em nenhum dos casos tive problemas. Recomendo bastante essa sistemática. Não tenho hostel para indicar pois só fiquei em hotel, e todos que eu fiquei eu recomendo pois são excelentes. E os preços, para quem quer quarto privativo nos hostels, não me parece ser muito maior que nos hotéis. No caso dos trens, só utilizei trem na Espanha. O site da Renfe é que me orientava. Tive um grande problema nele: não consegui comprar passagens daqui do Brasil com cartão de crédito, o que é algo recorrente, não foi só comigo que ocorreu (aliás, na Espanha tb não consegui comprar entradas pro jogo do Real Madrid aqui do Brasil). Tive que pedir para conhecidos que tem cartão de fora. Ônibus: cheguei a pesquisas no eurolines sim, me parece que é totalmente confiável, porém não fiz compra através dele. Aliás, não viajei de ônibus, preferi os trens, que são mais caros porém pontuais. Sobre as passagens aéreas internas, como vc deve ter percebido pelo relato, comprei tudo daqui do Brasil, num esquema sensacional que comprei com a KLM (voando Airfrance tb). Depois que viajei, nunca mais tive notícia das promoções da KLM com trecho interno. Dependendo do seu roteiro, tente procurar passagens com cias aéreas que são afiliadas – tipo KLM+AF+Alitalia – e voos do tipo stopover, às vezes o trecho interno sai bem barato. Entre as low cost, fique atento com 2 coisas: a distância dos aeroportos nos quais elas operam e o custo cobrado por bagagens, que em determinados casos são mais caros que a própria passagem. Em geral, comprar com as lowcost requer bastante planejamento para ficar algo em conta. Tanto a easyjet quanto ryanair são bem famosas, imagino que vc não terá nenhum problema em comprar no site deles. Tem um site excelente para notícias de passagens mais em conta: http://www.melhoresdestinos.com.br. Não há venda, é um blog que reúne promoções. Sobre seguro, na Europa vc é obrigado a ter um seguro de pelos menos 30 mil euros. É uma exigência legal (tratado schengen). No meu caso, o meu cartão de crédito visa forneceu o seguro, sem custo adicional algum. Paris: o passe que é julgo valer a pena NÃO É o paris pass, mas sim o paris museum pass. Ele só permite entrada em museus e alguns pontos turísticos, mas não inclui, por exemplo, o transporte, como o paris pass. Nesse caso, não tem jeito: faça um planejamento do que vc pretende visitar, os dias que ficará, alguma estimativa de deslocamentos, e faça as contas pra saber se vale a pena (compare com os preços individuais dos atrativos). No meu caso não valia a pena o paris pass, mas o museum pass foi excelente, inclusive porque fura fila em vários lugares. Segue o site dos dois, para vc ter maiores detalhes: http://www.parismuseumpass.com/ http://www.parispass.com/ Não tenho carteirinha mundial, não saberia te dizer na prática se ela foi de alguma valia. No mais, queria te dizer que seu roteiro, na minha opinião, é extremamente ambicioso. Vc está reunindo diversas capitais e cidades grandes (p.e, Barcelona), que demandam tempo para serem aproveitadas e de deslocamento. Não ache que a Europa é “pequena”, deslocar para aeroportos toma um grande tempo. Para 30 dias, sugiro que vc se concentre em 2 ou 3 países.
  12. Parabéns pelo relato!! Fiquei com uma dúvida sobre o trecho ao sul de Maragogi, que vc visitou no 6º dia: vc foi de bugre, mas esse trecho e os locais nos quais vc esteve é possível visitar de carro normal (alugado)?
×
×
  • Criar Novo...