Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

mipocione

Colaboradores
  • Total de itens

    383
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre mipocione

  • Data de Nascimento 24-04-1987

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Estados Unidos, México, Peru, Portugal e Uruguai.
  • Próximo Destino
    Cuba ou Panamá/Guatemala/Belize? Óh dúvida!
  • Meu Blog
  1. dhiancs, A Clarissa já respondeu as suas questões no outro tópico e concordo com ela Além de Tulum, que ela indicou, também conheço amigos que se hospedaram em Akumal e gostaram bastante, mas o passeio de um dia já é suficiente pra conhecer os lugares. Se seu foco não é baladas, fique mesmo em Playa, a cidade é um charme, acesso as praias é melhor e você não precisa se preocupar com locomoção, como é em Cancún. Abs
  2. Não conheço nenhuma que faça o trajeto internacional, só locais e de Montevidéu e Colônia del Sacramento. As empresas Chadre, Norteño e Nunez tem ônibus pra lá. Não sei se de trechos mais próximos com a fronteira, como Chuy tem trajetos direto pra Salto.
  3. Lucas, este tópico é, como o título indica, sobre Bares, Baladas e Casas de Shows. Para saber sobre alberges, veja o tópico específico. Boa viagem!
  4. Oi Alê, A melhor área pra ficar mais perto da agitação é Pocitos!
  5. Obrigada TMarino! Em dezembro, principalmente na época do Reveillon, as praias uruguaias bombam e existe sim outras atrações além das praias, mas a oferta não é tão vasta. É interessante ir viajando pela costa uruguaia e pelas diversas cidades além de Punta, nem sempre tão mencionadas como La Paloma, La Pedrera, Punta del Diablo, Cabo Polônio, Valizas... O Uruguai é um país mais "calmo" que a Argentina, mas você encontra muita gente e baladas por lá sim, principalmente nos balneários. A Argentina anda bastante cara mesmo e o Uruguai nunca foi barato, então, como vc mesmo indicou os preços por lá estão "normais". Sou super entusiasta do Uruguai e bastante suspeita pra falar o que eu acho mais vantagem. Mas se você vai viajar 10 dias, divida seu tempo entre Buenos Aires e outras cidades do Uruguai. Super vale a pena!!
  6. Gabimab, de sightseeing não. Mas city tour tem vários. Abs
  7. ReBio, Por escolha eu prefiro o do centro. Acho mais "tradicional", e acho uma delícia ficar sentado do lado de fora na ruazinha onde ele fica vendo o movimento e bebendo uma cervejinha. O de Pocitos acho mais "chiquetoso". Abs
  8. Oi Tadeu. É, esquece Uyuni e foca só no Peru. Missão impossível você querer fazer tudo isso e ainda incluir Uyuni. Não entendi o que vc escrevey sobre San Blas. O bom de pernoitar em Águas Calientes é que vc já sobre pra MP de manhãzinha, evitando aquela muvucona de turista e consegue aproveitar mais. Mas saindo de Cuzco pra MP não rola. É mais fácil pernoitar mais perto, em AC mesmo ou até mesmo Ollantaytambo, de onde vc pode pegar o trem e chegar rapinho em AC. Pra retornar pra Cuzco vc não vai ter problemas. Sempre tem vários táxis esperando e vc fecha a tarifa com outros passageiros e não fica caro. Vc tbm não vai conseguir fazer tudo o que vc quer aí. Acho que Cuzco e região (o que inclui o Valle Sagrado + MP) devem consumir de 4 a 5 dias, aí vc vai ter que escolher onde quer ir depois, Titicaca ou Nazca pq o tempo de descolamento é grande. Se vc pretende ir pra Uyuni um dia, deixa o Titicaca pra ver pelo lado boliviano, que é bem mais bonito!! E não se preocupe, vc faz amizade fácil fácil. Esse é um dos maiores baratos de viajar assim Abs
  9. Toda vez que surge aqui uma reclamação sobre o atendimento prestado por alguma seguradora, tento me eximir de comentários pq já estive dos dois lados: de quem trabalha em uma delas e sabe os processos, contratos etc e de quem precisou de atendimento médico no exterior e não foi tão bem atendido quanto deveria ser. a minha dica sempre é: ler o contrato do seguro. lendo sua reclamação chmm0410 e vendo a resposta da seguradora, vejo mais falta de pró-atividade da equipe da seguradora do que realmente má fé com o cliente. Supondo que essa situação fosse atendida por mim, quando trabalhava em seguradora, as únicas ações diferenciadas seriam (e isso digo com todos os seguros com os quais já trabalhei, que foram vários) - pedir para que fosse enviado imediatamente o relatório do atendimento médico que você teve, pois é óbvio que se houve socorro de autoridades públicas, o encaminhamento seria feito para um hospital público mais próximo. (erro da seguradora, salvo caso haja indicação expressa em contrato que esse tipo de análise não pode ser feita, o que é pouquíssimo usual) - se o relatório médico enviado fosse analisado pela área médica da empresa e considerado insatisfatório ou inadequado, haveria segunda análise médica de equipe local conveniada - poucos seguros oferecem transporte de ida e volta ao atendimento médico - havendo a indicação de que há necessidade de repatriação sanitária (o que houve na sua situação) e como o contrato previa, pelo que eu entendi, que essa prestação só era válida dentro de uma condição pré-estabelecida (somente após internação hospitalar) o que não aconteceu no seu caso a solução seria operar ainda da França, tendo o seguro custeando esse valor ou o retorno ao domicílio por sua conta, já que existia essa condição. - ofereceríamos reembolso da medicação comprada, com o envio de receita e comprovação de pagamento (novamente, salvo caso quando há indicação expressa em contrato, o que é pouco usual). Pra mim a falta de pró-atividade e análise da seguradora foi em, primeiro, pesar o que sairia mais caro: pagar sua cirurgia ou pagar o retorno ao Brasil e, segundo, como já houve a negativa de cobertura de repatriação, pelo menos auxiliar na remarcação das passagens, que, não é obrigação, mas pode ser usado como bom senso, um contraponto a negativa de cobertura. Sempre que viajo, prefiro contratar seguros que não sejam produtos direto de seguradoras, como Mapfre e Mondial (mesmo quando o atendimento é terceirizado),pois a preocupação com a contenção de despesas deixam os contratos bastante restritos e a negociação de casos como esse pior ainda (exemplo, como o que poderia ter acontecido, pesar o que seria mais caro pro seguro, a cirurgia lá, que deveria ser coberta ou o retorno pra casa, mesmo fora da cobertura contratual). Só quando a gente realmente precisa é que vai ver o contrato e pode ser deixado na mão. E ficam só as lembranças ruins... Espero que você esteja melhor!! Abs
  10. informação incorreta. já explicado como funciona na prática diversas vezes aqui neste tópico. só procurar. :'> :'>
  11. Gus, Essa informação já tem aqui neste tópico!! Cliente que compra a passagem com o cartão = seguro Visa que cobre acidentes e morte acidental. Cliente que possui direito ao Certificado Schengen = seguro de viagem com cobertura médica de 30mil euros nos países do Tratado Schengen (Europa) e 10mil USD nos demais países. Abs
  12. oi Marina! em tese, outubro é temporadam de furacões no Caribe, maaaaaas pelo que tinha pesquisado, a região do Golfo do México quase não tem incidência de furacão em terra. É bom pq o clima não muda quase nada (calor, calor e calor) e vc vai pegar preços mais em conta. Pesquisei Aeroméxico com voo direto de SP, TAM até Cidade do México e depois Aeroméxico até Cancún e Lan via Santiago. De todas, optei pela Lan tanto pelo preço que estava mais em conta, quanto pelo serviço que é ótimo! Tem também a Taca via Lima ou Panamá. Beijos
  13. Ai, a gente vem aqui interromper seu relato chiquillina! Aaai, mais que saudade que dá relendo isso!! cês são tudo uns lindos! cês sabem né? aguardando o final...
×
×
  • Criar Novo...