Ir para conteúdo

mipocione

Colaboradores
  • Total de itens

    383
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que mipocione postou

  1. dhiancs, A Clarissa já respondeu as suas questões no outro tópico e concordo com ela Além de Tulum, que ela indicou, também conheço amigos que se hospedaram em Akumal e gostaram bastante, mas o passeio de um dia já é suficiente pra conhecer os lugares. Se seu foco não é baladas, fique mesmo em Playa, a cidade é um charme, acesso as praias é melhor e você não precisa se preocupar com locomoção, como é em Cancún. Abs
  2. Não conheço nenhuma que faça o trajeto internacional, só locais e de Montevidéu e Colônia del Sacramento. As empresas Chadre, Norteño e Nunez tem ônibus pra lá. Não sei se de trechos mais próximos com a fronteira, como Chuy tem trajetos direto pra Salto.
  3. Lucas, este tópico é, como o título indica, sobre Bares, Baladas e Casas de Shows. Para saber sobre alberges, veja o tópico específico. Boa viagem!
  4. Oi Alê, A melhor área pra ficar mais perto da agitação é Pocitos!
  5. Obrigada TMarino! Em dezembro, principalmente na época do Reveillon, as praias uruguaias bombam e existe sim outras atrações além das praias, mas a oferta não é tão vasta. É interessante ir viajando pela costa uruguaia e pelas diversas cidades além de Punta, nem sempre tão mencionadas como La Paloma, La Pedrera, Punta del Diablo, Cabo Polônio, Valizas... O Uruguai é um país mais "calmo" que a Argentina, mas você encontra muita gente e baladas por lá sim, principalmente nos balneários. A Argentina anda bastante cara mesmo e o Uruguai nunca foi barato, então, como vc mesmo indicou os preços por lá estão "normais". Sou super entusiasta do Uruguai e bastante suspeita pra falar o que eu acho mais vantagem. Mas se você vai viajar 10 dias, divida seu tempo entre Buenos Aires e outras cidades do Uruguai. Super vale a pena!!
  6. Gabimab, de sightseeing não. Mas city tour tem vários. Abs
  7. ReBio, Por escolha eu prefiro o do centro. Acho mais "tradicional", e acho uma delícia ficar sentado do lado de fora na ruazinha onde ele fica vendo o movimento e bebendo uma cervejinha. O de Pocitos acho mais "chiquetoso". Abs
  8. Oi Tadeu. É, esquece Uyuni e foca só no Peru. Missão impossível você querer fazer tudo isso e ainda incluir Uyuni. Não entendi o que vc escrevey sobre San Blas. O bom de pernoitar em Águas Calientes é que vc já sobre pra MP de manhãzinha, evitando aquela muvucona de turista e consegue aproveitar mais. Mas saindo de Cuzco pra MP não rola. É mais fácil pernoitar mais perto, em AC mesmo ou até mesmo Ollantaytambo, de onde vc pode pegar o trem e chegar rapinho em AC. Pra retornar pra Cuzco vc não vai ter problemas. Sempre tem vários táxis esperando e vc fecha a tarifa com outros passageiros e não fica caro. Vc tbm não vai conseguir fazer tudo o que vc quer aí. Acho que Cuzco e região (o que inclui o Valle Sagrado + MP) devem consumir de 4 a 5 dias, aí vc vai ter que escolher onde quer ir depois, Titicaca ou Nazca pq o tempo de descolamento é grande. Se vc pretende ir pra Uyuni um dia, deixa o Titicaca pra ver pelo lado boliviano, que é bem mais bonito!! E não se preocupe, vc faz amizade fácil fácil. Esse é um dos maiores baratos de viajar assim Abs
  9. oi Marina! em tese, outubro é temporadam de furacões no Caribe, maaaaaas pelo que tinha pesquisado, a região do Golfo do México quase não tem incidência de furacão em terra. É bom pq o clima não muda quase nada (calor, calor e calor) e vc vai pegar preços mais em conta. Pesquisei Aeroméxico com voo direto de SP, TAM até Cidade do México e depois Aeroméxico até Cancún e Lan via Santiago. De todas, optei pela Lan tanto pelo preço que estava mais em conta, quanto pelo serviço que é ótimo! Tem também a Taca via Lima ou Panamá. Beijos
  10. Ai, a gente vem aqui interromper seu relato chiquillina! Aaai, mais que saudade que dá relendo isso!! cês são tudo uns lindos! cês sabem né? aguardando o final...
  11. gabriekk, Vc vai descer na rodoviária de punta e de lá ir para o seu hostel. Dá pra ir a pé, pq é super pertinho, só olhar no mapa como faz. Abs
  12. Oi morganarupp, Fui com o visto eletrônico e não tive nenhum problema. Na chegada ao México eles viram meus documentos 2x, mas não fizeram nenhuma pergunta e já carimbaram o passaporte. Não vi em nenhum lugar a necessidade da apresentação do certificado de vacina. Não levei a minha e não me pediram. Abs
  13. Eu fiz isso ano passado no trecho Santiago - Calama e comprei antecipadamente, pela internet com bandeira chilena. Não tive problema nenhuma pra embarcar, não pediram documento chileno, só apresentei o passaporte e pronto. Além de comprar na bandeira chilena no site, comprei ida e volta, mesmo não usando a volta, pq saiu ainda mais barato.
  14. Carl!!!! Tô pensando em ir pra Los Roques, Panamá e Costa Rica nas próximas férias. Booooora??
  15. Minha previsão inicial era gastar cerca de 1700, então não fugi muito disso. Só dei uma apertada nos custos mesmo. E deu pra aproveitar muito sim!!! Foi óótemo!!!!
  16. Oi rogerio.oliveira23 Eu tbm tive pouco tempo e gostei de todos os passeios que eu fiz. Com seu tempo, acho que dá pra fazer os mesmos que eu relatei, cortando talvez a ida para Cozumel. Mas é só vc se programar direitinho pq todos eles valem muito a pena!!
  17. amiga, esses detalhes constrangedores a gente deixa de lado... não carece de atenção hahaha
  18. Valeu Marina!! A gente troca, minha próxima vai ser parecida com a sua do ano passado!! rs
  19. Oi wjsuellen, Não vi em nenhuma casa de câmbio troca em real. Não cheguei a perguntar, pode ser que eles troquem, mas não esteja anunciado. Eu não arriscaria. O dólar quando sai, estava entre 13,20 a 13,50 pesos. Abs
  20. Valeu Paulera!! É tudo de bom mesmo!! Tô querendo visitar uns países da América Central na próxima e já peguei várias infos no seu relato
  21. Essa viagem foi planejada em tempo recorde, pois não estava nos meus planos. Foram nove dias entre Cancún e Riviera Maya. Sai de Guarulhos dia 23/12, parando em Buenos Aires, Santiago e finalmente Cancún. Quando você chega ao aeroporto de Cancún, é possível pegar uma van (150 pesos) ou ir de ônibus até o centro da cidade. O guichê da ADO, a empresa de ônibus que faz o trajeto fica no final do aeroporto (só ir seguindo a calçada a direita). O bilhete custa 48 pesos. Depois, quando se chega ao centro, só pegar o ônibus R1, que passa por toda a zona hoteleira e custa 8,50 pesos. Em Cancún, ficamos no Hostal Mayapan, (http://www.hostalmayapan.com/) que fica na zona hoteleira da cidade. A localização é muito boa, dá pra fazer tudo a pé. Existem inúmeras atrações pra se fazer. É possível explorar toda a região a partir de Cancún, mas dividimos e deixamos alguns para fazer por Playa del Carmen, por uma questão de proximidade. Por Cancún, visitamos Chichén Itzá, que é uma das 7 maravilhas do mundo moderno e Isla Mujeres. A partir de Playa, visitamos Tulum, Akumal e Cozumel. A cidade Eu imaginei uma Cancún diferente, muito mais luxuosa e cara. Fui surpreendida positivamente. É uma cidade simpática, não tão cara quanto imaginei e gostosa de passear. Tem de tudo na zona hoteleira e qualquer coisa que você queira fazer mais longe, é só pegar um ônibus, com uma freqüência ótima. De todas as vezes que precisei pegar, nunca esperei mais de um minuto para pegar algum. Não visitei muito o centro da cidade, mas o pouco que vi agradou. É como se a zona hoteleira fosse o litoral norte de São Paulo e o centro fosse o litoral sul, a título de comparação. Passeios Isla Mujeres: de ônibus até Playa Tortugas, onde pegamos um ferry (17 USD ida e volta). Em menos de 30 minutos chegamos. Alugamos um carrinho de golfe para visitar passear pela ilha toda (550 pesos pelo dia todo, tendo que devolver as 17h00). O lugar é bem charmoso e vale a visita de um dia. Chichén Itzá (se pronuncia itsrá): Fechamos o tour por 40 USD. Não consigo lembrar o nome da empresa, mas eles ficam no pátio do Plaza Forum by the Sea, onde fica a Hard Rock Café. Saimos por volta das 08h00. Fomos para um cenote, onde deu pra mergulhar e depois fomos para um vilarejo maia onde tem uma feirinha pra comprar artesanato e fomos almoçar em um restaurante nesse mesmo local. Muita gente comenta que o tour ficou horas parado nesse lugar, não tivemos problemas com isso. Depois seguimos para a pirâmide maia. Foi um passeio guiado de aproximadamente uma hora de duração, depois ficamos livres para andar pelo sítio e tirar fotos. Chegamos em Cancún por volta das 19h30. Noitadas Por uma restrição orçamentária, acabei não indo a alguns lugares que gostaria de conhecer, como a The City. Cocobongo e Congo: das quatro noites em Cancún, três delas terminaram lá. No primeiro dia foi 55 USD, com open bar. Depois negociamos com um dos promotores da Congo, que é um bar da Cocobongo e pagamos 15 USD open bar lá e depois só a entrada cortesia no Cocobongo. Señor Frogs: foi 35 USD open bar. Mas não achei que a balada em si vale a pena. Miou muito cedo. Mandala: foi 25 USD open bar. Balada legal. Vale indicar que estávamos em um grupo grande, então era mais fácil negociar preço. Seguimos para Playa del Carmen na manhã do dia 29 por 45 pesos, também com a ADO. Por um problema técnico, a reserva que eu fiz no Playa Hostel (http://www.hostelplaya.com/)foi cancelada. Fiquei um dia no Hostel Tres Mundos por 250 pesos e os outros feito nômade, com amigas no Rio Playa e no próprio Playa Hostel. A Cidade Playa del Carmen é realmente tudo isso que as pessoas falam. O clima é completamente diferente de Cancún. Meio hippie, meio chique, meio Punta, meio Búzios, enfim... Um charme. Teria ficado mais dias tranquilamente. Dá pra fazer tudo a pé. Em teoria, é muito fácil se localizar, pois as ruas tem números na frente e são divididas por Avenidas que sobem de cinco em cinco (Avenida 5, Avenida 10, Avenida 15 etc.) e Ruas que sobem de dois em dois (Rua 2, Rua 4, Rua 6, Rua 8 etc.) Mas eu sempre me perdia de qualquer forma até entender definitivamente esse padrão. Passeios Akumal e Tulum: Pagamos 20 pesos no ônibus que nos deixou pertinho de Akumal. Fomos andando até a praia. Depois, nossa intenção era pegar uma van até Tulum, mas o motorista nos ofereceu um passeio pelo Cenote Dos Ojos, ida a Tulum, a Playa Paraiso mais o retorno a Playa del Carmen por 400 pesos cada um. O cenote é lindíssimo e muita gente faz mergulho com cilindro por lá. É bastante fundo mesmo. Se chama “Dos Ojos” porque existem duas cavernas com entradas separadas, mas quem faz mergulho pode chegar ao outro lado de forma subterrânea. Muito legal. Tulum é outro sítio arqueológico maia que se estende por um trecho do mar caribenho. Lugar lindíssimo. Não fizemos o tour guiado. O ingresso é de 51 pesos. A visão do mar do Caribe pelas ruínas é lindíssmo. É uma daquelas imagens de cartão postal. Vale a pena a visita! Cozumel: queria ir pra Cozumel com o único intuito de mergulhar. Minha ideia inicial era de fazer com cilindro, mas fiquei com receio e fiz com snorkel mesmo e valeu muito a pena. Do porto de Playa del Carmen, pegamos uma lancha (312 pesos ida e volta) e chegamos em 45 minutos. A ilha é muito charmosa e interessante. A impressão que tive é que tudo se multiplica em Playa, comparando a Cancún. Fechamos o Snorkel por 15 USD em um quiosque no começo do calçadão na frente do porto. Incluia todo o equipamento, 2h30 de passeio e bebidas no barco. Nunca tinha mergulhado antes e achei incrível. Quero fazer muitas outras vezes. Noitada Diferente de Cancún, as pessoas ficam nas ruas e deixa tudo com um clima bem diferente. Não sai muito aqui, mas não paguei nenhuma entrada, até mesmo na Cocobongo de Playa, as meninas não pagaram pra entrar. No réveillon, tinha um DJ na rua e muita gente, mas muita gente mesmo ficou perambulando. Os restaurantes e baladas tem um valor especial pra festa em geral com open bar e Buffet, pelo que pude ver, mas ficamos na rua mesmo. Comida Sim, é uma loucura como as coisas são apimentadas. Até a Ruffles vem com pimenta, mas é só você prestar atenção antes de comprar ou perguntar por algo não picante. Dos restaurantes os quais me lembro o nome, o Mextreme de Cancún tem um café da manhã bom e barato. O Campinero, também em Cancún, é de comida mexicana e também é bastante bom, comi lá três vezes. Além disso, barraquinhas de pizza por 45 pesos e supermercado devem ser utilizados algumas vezes para poder manter uma economia razoável. Curiosidade Mexicano é um povo que adora uma gorjeta (propina). Em todos os lugares tem sempre uma cestinha, até no banheiro das baladas, é impressionante. Caso no restaurante que você esteja o serviço não esteja incluso, tente deixar 10% do valor, como fazemos por aqui. Por conta de um problemaço que minha amiga e eu tivemos logo que chegamos, dei uma restringida boa nos gastos. Pros nove dias, gastei R$ 1200 e até comprei algumas lembrancinhas. Foram mil em dinheiro e 200 reais no cartão.
  22. URUGUAI E ARGENTINA Uruguai, Montevidéu - The Sims 2 - Vida de Apartamento Uruguai, Colonia del Sacramento - Calle de San Pedro Uruguai, Punta del Este - Porto Argentina, Buenos Aires - Cemitério da Recoleta
×
×
  • Criar Novo...