Ir para conteúdo

Dcassan

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

  1. Olá pessoal, adorei o depoimento. Em 2005 quando eu ainda morava em São Paulo, tive a oportunidade de fazer uma viagem de carro parecida com a que vocês fizeram: Saí de São Paulo em direção à Joinville, onde fiquei hospedada no Hotel Parthenon por dois dias, adorei a cidade, comida boa, barata, gente bonita, educada e cidade limpíssima. Saindo de Joinville segui direto para São Joaquim pela Serra do Rio do Rastro, onde vi uma das paisagens mais marcantes da minha vida, vale a pena subir por essa Serra, porque a cada curva é uma surpresa, peguei pelo caminho pequenas cachoeiras congeladas, p
  2. É isso mesmo Peter, acampamos no mesmo local, porém não na laje de pedra e sim no alto do morro. Meus amigos que quase foram arrastados pela água, acamparam em cima da laje, onde a água passa por baixo, mas na hora da chuva àquilo tudo virou uma água só. Ano que vem vou tentar ir pra Fumacinha novamente, mas pretendo ir fora do período de chuvas. Abraços
  3. Olá Caio, Três dias são suficientes para conhecer essas duas cachoeiras, porém eles serão gastos integralmente, não tente visitar uma das cachoeiras e fazer a viagem de volta para casa no mesmo dia, pois é muito desgastante. Em relação aos guias "Bicho do Mato", indico o Marconi e o Joel, farei meus contatos e conseguirei o telefone deles para você. O ideal para uma turma de 10 pessoas são 02 guias, menos que isso se torna muito complicado. Você tem a opção de fazer a trilha da fumacima em um ou dois dias, mas com um grupo grande desses, planeje dois dias e evitem levar muitas coi
  4. Olá Caio, acampamos há menos de 50 metros do local das fotos. Em relação ao tempo que a água chegou nesse patamar, não sabemos ao certo, pois atromba d'água ocorreu à noite, porém sabemos que foi muito rápido, em questão de menos de 1 hora a água já estava num nível muito alto. Essa foto foi tirada quando a água já estava começando a baixar, era a hora que estávamos indo embora, mas sabemos que durante a noite o nível estava bem mais alto e a água com muito mais força. Abraços à todos
  5. Obrigada Peter, Conseguimos tirar fotos antes e depois da tromba dágua, vou tentar postar algumas aqui. Realmente a experiência foi inusitada, mas muito legal. Acampamos exatamente onde você comentou, somente duas barracas ficaram bem próximas ao leito do rio e quase foi arrastada pela força da água. O Joel era um de nossos guias, ele e o Marconi são guias de muita raça, dedicação e comprometimento. Para quem quiser saber eu indico o "Bicho do Mato". Abraços Denise Salem
  6. Pessoal, só queria deixar registrada a minha experiência pessoal e aconselhar os mais ousados a terem cautela nas experiências na Chapada Diamantina. Fui para Ibicoara nesse último feriado de Carnaval (2009), com o intuito de conhecer a Cahoreira da Fumacinha e o Buração, meu grupo era de 13 pessoas + dois guias de Ibicoara que já eram conhecidos de nossa turma do Carnaval de 2008. Subimos a trilha rumo à Cachoeira da Fumacinha, fizemos a trilha numa boa, porém exige muito preparo físico e muita disposição, nossa intenção era dormir no acampamento e depois seguir no dia seguinte até a cachoe
×
×
  • Criar Novo...