Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

schitini

Membros
  • Total de itens

    80
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

25 Excelente

Outras informações

  • Ocupação
    Relações Públicas

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Trocar lá é melhor. O dólar normalmente tem cotação melhor para troca, mas tem lugares, inclusive no taxi ezeiza (no aeroporto em Buenos Aires) que aceita real. É uma boa opção para ir ao centro. O preço da passagem é fixo e vc paga no aeroporto mesmo, e ainda em real, se quiser. Tem uma cabine logo na saída da área internacional do aeroporto Ezeiza. Mas não é a mais barata (foi a que usei pela comodidade e segurança). Não vão te pedir dólar em lugar nenhum embora, em alguns lugares no Chile, se vc pagar em dólar fica livre do imposto de 19%.
  2. Andei pesquisando os valores com as Agências de Cusco, mas estou achando os valores muito altos. Sei que não é uma viagem barata, mas se eu conseguir economizar de alguma forma já ajuda!!! É melhor eu deixar para reservar os passeios em cusco ou antecipadamente? R - Na verdade, os preços de Cusco não são tão caros. Os preços praticados na internet são caros. Lá é bem mais barato (menos da metade). O problema é quando vc quer uma data específica ou um local não tão comum. Todos os lugares que vc vai são passeios comuns em Cusco, e creio que vc não terá dificuldades de comprar lá mesmo. Eu paguei 80 soles pelo vale sagrado, incluído almoço, 90 por rainbown mountain, também com almoço, acho que foi 50 pelo city tour. Isso foi em junho de 2017. Na época o boleto turístico custava 100 soles. A empresa que contratei foi a orellana tours, e gostei dela. Muita agência apenas vendem os passeios. Esta também faz vários deles, então fica mais em contam, acho eu. É melhor eu comprar os ingressos de Machu Picchu e do trem logo, pois eu quero o primeiro horário, e tenho medo de não conseguir lá. O ingresso de Machu Picchu, se vc não for de pacote com alguma empresa. é melhor comprar aqui mesmo pela internet. Acho que lá vc paga o mesmo preço. E o trem, a Daniela já disse tudo. A subida a pé entre Águas Calientes e Machu Picchu é cansativa mesmo. E lá em MP vc ainda ainda bastante por 3 a 4 horas. Então tem que ver seu preparo físico, pois vc pode ficar cansada na subida (e descida) e depois não conseguir curtir MP. Entre os passeios que vc disse: - City tour em Cusco - passeio meio dia. Eu iria pela manhã, pois o entardecer em Cusco pode ser frio. - Lago Humantay - muito bonito. Te pegam no hotel por volta das 04.30. Tem uma passeio de 2 dias que, além do lago, sobe até o nevado salkantay. Vc passa a noite de frente para a a montanha. É realmente demais . Eu já fui até salkantay em outra excursão de 7 dias, e acho muito bonito. Mas a subida até salkantay pode ser meio puxada. - Rainbow Mountain - o mais puxado deles. O ônibus te pega no hotel lá pelas 3 ou 4 da manhã e dirige umas 3 horas até o início da trilha. Vc chega a 5100 m de altitude. Então deixa esta por último, quando sua aclimatação já estiver boa. - Sacsayhuaman, Q’Enqo, Tambomachay; Templo de Qorikancha - fazem parte do city tour - Maras e Moray - passeio de meio dia - Vale Sagrado - em relação a ruínas, com exceção de MP, o melhor deles. Domingo, terça e quinta funciona e feira em Pisac. É grande e tem muita coisa, mas os preços em Cusco são melhores. Se vc quiser ir à feira de artesanatos, escolhe seu passeio nestes dias. Eu faria nesta ordem: 01 - city tour 02 - maras moray 03 - vale sagrado 04 - lago Humantay 05 - machu picchu 06 - rainbown mountain Começaria dos mais fácies e deixarias os mais difíceis por último. Pode trocar Humantay com MP sem problemas, a não ser que queira ir até salkantay, pois aí seriam 02 puxados que te pegam muito cedo no hotel em dias consecutivos.
  3. Os ingressos para Machu Picchu podem ser comprados direito no site https://www.ingressomachupicchu.com/. Você pode ver qual o custo do ingressos que vc quer comprar. Já os passeios que eu fiz, pela internet o preço estava aproximadamente o dobro do valor cobrado no local, às vezes até mais caro. Para vc ter uma idéia, eu fiz uma reserva pela internet com a empresa alpaca expeditions para a trilha 2d/1n macchu picchu. Você vai de trem até o km 104 da ferrovia, depois desce e chega a MP andando para ver o por do sol, desce e dorme em Aguas Calientes. No dia seguinte visita MP e volta de trem para Cusco. Eu fiz pela internet porque queria subir a montanha, e se deixasse para comprar lá provavelmente não conseguiria. O preço só para poder subir a montanha que me cobraram foi de US$ 75.00 (vc paga este valor em adicional ao preço normal do passeio, já que o ingresso da entrada a MP já esta incluído no pacote). No site de MP, eu teria pagado apenas US$ 16,00. Mas não há como comprar no site de MP o ingresso apenas para a subida da montanha. E esta empresa não é a que cobra mais caro. Cheguei a ver preços até de US$ 90 adicionais só para subir a montanha. Na minha avaliação, MP ou mesmo Salkantay vc compra lá com tranquilidade (acho eu), mas se quiser subir a montanha vc tem que comprar com antecedência (foi o que ouvi falar).
  4. Com certeza é melhor deixar para comprar lá. Todos os passeios de Cusco são muito mais baratos se comprados e negociados no local. Quando vc faz Salkantay, chega em Aguas Calientes no penúltimo dia, visitando MP no dia seguinte. As agência normalmente já vendem a entrada para MP no pacote para salkantay. Se vc comprar MP com antecedência vc pode ficar limitado em relação ao dia que for sair a trilha para salkantay (se vc não achar uma agência que saia naquele dia pode perder sua entrada) e vai ter dificuldades em convencer a agência ou achar uma que não cobre a entrada de MP de vc, mesmo que vc já tenha a sua, creio eu. Agora, se vc quiser subir a montanha MP ou Huayna Picchu, vai ser melhor comprar com antecedência mesmo, pois os ingressos são limitados.
  5. Eu fiz Rainbown Mountain em 2017 pela empresa orellana tour. Não conheço empresa que faz este passeio em 4x4, mas acredito que até taxista te leva, se vc combinar, porque nos fomos até lá de ônibus. É o que tentaria fazer, se fosse lá novamente. Não precisa de guia e vc perde muito tempo esperando recolher todos os passageiros, ainda mais se for grupo grande, como o que peguei. Todas estes passeios que vc citou chegam a seu hotel por volta das 18 ou 19 horas, se nada der errado (congestionamento ou coisa parecida. O trânsito de cusco é doido). Então sair no dia seguinte às 04 pode ser realmente puxado.
  6. Tem uma empresa em Arequipa, Conresa tour (li boas coisas dela) que te pega no hotel, faz o Colca Canion 2d/1n, te leva para Puno e faz o passeio do Titicaca. Estou pensando em fazer este passeio para 2021. Em Puno vc pode pegar o ônibus turístico para Cusco. A viagem é demorada, mas vai parando em pontos turísticos. Parece legal. Em Cusco, Rainbown Mountain vale super a pena. Eu já fiz e é uma trilha de 01 dia muito bonita. Usei a empresa orellana tour. Mas, se for fazer, deixa esta trilha para o final, quando sua aclimatação já estiver boa, pois vc chega a 5100 metros.
  7. Eu tiraria o Chile deste passeio. Sair do Peru para ir a Santiago para ficar apenas 3 dias vai sair bem caro. Eu faria assim: 01 - Lima - 1 ou 2 dias - 02 - bate volta para Ica - 1 ou 2 dias - não conheço lá 03 - Arequipa de avião. - conhece Arequipa e pega um passeio que te leve até o Colca Canion e de deixe em Puno (4 ou 5 dias?) - a empresa conresa tour faz esse passeio - tem pagina na net 04 - Puno - conhece a cidade, faz os passeios e pega o ônibus turístico até cusco (1 ou 2 dias) 05 - Cusco - tem diversas coisas para se fazer em Cusco, depende da sua vontade (se vai querer fazer trilha, quais e qual duração). Cusco dá uma viagem por si só e vc pode ficar uns 20 dias lá e não fazer tudo (foi o meu caso) 06 - Avião Cusco - Lima - casa
  8. Você pode contratar direto pelas empresas dentro de torres del paine o aluguel da barraca, que já estará montada para você quando vc chegar nos campings. E realmente precisa ser be, montada, porque o vento na região é muito forte, chegando a mais de 100 km/h. Veja estas opções diretamente no site da fantastic sur e da vertice patagonia. Pode alugar deles também os demais itens, mas é meio caro. A vantagem de alugar deles é que vc não precisa carregar durante a trilha. Eu estive lá em novembro de 2018, mas só acampei um dia. Se tiver alguma pergunta específica e eu puder ajudar, é só falar. Christian
  9. Eu fui em dezembro de 2018, e achei muito bom. Em novembro (início) vc vai pegar alguns lagos ainda congelados e trilhas com neve, o que pode ser legal. Deve ser mais frio também. Mas não faz muita diferença.
  10. Eu indicaria deixar Machu Picchu para o final porque, depois de Machu Picchu, as outras atrações ficam mais sem graça. Mas, se vc quiser fazer diferente, tem a trijha inca curta, são 2 dias e 01 noite. A agência te pega em Cusco e te leva até Ollantaytambo para pegar o trem. Daí vc segue até perto de Machu Picchu, desce do trem e vai de trilha até Machu Picchu. Atravessa a cidade e pernoita em águas calientes. No dia seguinte vc visita MP e no final do dia volta de trem até Ollantaytambo. Vc pode pernoitar em Ollantaytambo e visitar a cidade no dia seguinte.
  11. - Dia 29/11: Puerto Natales Atividades do dia: Trekking até a Base de Torres del Paine. Meu objetivo principal da viagem é esse. Tenho 25 anos, forma fisica ok (sobrepeso leve) mas malho, corro constantemente, jogo bola e etc. Será que consigo fazer a trilha? Achei por 35k pesos com a Carfran. Alguem me indica outra agencia? R - o trekking não é tão puxado assim. Vi várias pessoas bem fora de forma chegarem às torres. Apenas vá no seu ritmo que chega lá. São 18 km (total ida e volta). Subida na ida, descida na volta. Tem que levar um lanche para o caminho e um pouco de água (01 garrafa de 01 litro é mais do que suficiente - tem pontos de água no caminho). Um bastão de caminhada pode ajudar bastante. Você também não precisa de agência para fazer o trecho. Se conseguir/quiser pernoitar em TDP num camping ou refúgio, vc pode acordar cedo no dia seguinte - lá pelas 05 ou 06, tomar café e fazer a trilha por conta própria, voltando em tempo de pegar o ônibus de volta. Mas se esta for sua opção, tem que ficar esperto para reservar com antecedência. -Dia 30/11: Puerto Natales Neste dia vou me deslocar até El Calafate de onibus, pela BusSur Preciso encaixar algo a tarde neste dia em El Calafate R - vc chega em el calafate lá pelas 14.00. Não tem muita coisa que possa fazer neste horário, creio eu. Pode ir à lagoa nimez (observação de pássaros), bar gelado, glaciarium, um volta pela cidade. Quando estive lá fui na agência Cal tur e achei bem boa. Tem página da internet. Ela também faz o traslado a El Chalten. Os preços são bem parecidos em todas elas. -Dia 01/12: El Calafate Atividades do Dia: Mini Trekking Perito Moreno Achei por R$ 640,00 na Brasileiro em Ushuaia. Ta caro??? Quem faz esse passeio precisa fazer o tour pelas passarelas também, ou ja está incluso nesse?? -Dia 02/12: El Calafate: Atividades do DIa: Glaciar Perito Moreno - Passarelas Achei por 250 na Brasileiros em Ushuaia. Ta caro? Consigo ir de taxi sozinho, será que fica mais barato?? R - vc pode contratar o passeio direto com a hielos y aventura, que é a única agência que faz o passeio. Todas as outras apenas vendem o passeio. Antes do mini trekking vc tem tempo de passear pelas passarelas - 01 horas mais ou menos. Um passeio exclusivo pelas passarelas deve te dar mais tempo para percorre-las. Quando vc contrata o passeio do mini trekking, vc pode contratar com ou sem transporte. Se vc arrumar uma forma de locomoção (aluguel carro, van ou coisa parecida) vc pode fazer o mini trekking e depos passear nas passarelas por conta própria (eu não fiz isso, fiz o big ice com tudo incluído, mas é uma opção). Em relação ao custo do táxi, depende do que vc conseguir combinar. O parque onde fica o perito moreno fica a 90 km de el calafate. Posso avaliar se indo e voltando por Ushuaia ficaria mais barato..nao sei se Punta Arenas é tao indispensável assim, pelo que vejo pouca gente fica, de fato, na cidade. R - para ir a TDP, vc não vai por Ushuaia. Vai por El Calafate. De Buenos Aires a El Calafate vai de aerolineas argentinas. Se vc tem planos de voltar para el calafate, certamente é uma boa opção. Em relação a valores, não sei falar muito. Em Puerto Natales a comida é barata, em El Calafate restaurante é mais caro. Mas eu fiquei num apartamento que tinha fogão e eu "cozinhava" (miojo,risoto, etc). Ficou bem barato desta forma. Não fui a Punta Arenas, então não sei falar. Puerto Natales não tem muito a se fazer. É cidade só de passagem. El Calafate tem principalmente o perito moreno, o resto é dispensável. El Chalten, que fica perto de el calafate (3 horas de ônibus) tem muita trilha boa e que se faz sozinho, sem custo algum.
  12. Eu estive em Ushuaia em 2018 e a agência que eu usei para contratar os passeios foi a brasileiros em ushuaia. O preço deles é bem nivelado com os demais (são todos meio parecidos) e o povo fala português. E ainda me deram o transfer de volta ao aeroporto de graça. Apenas 01 detalhe: não compra nada com antecedência. Os preços praticados no site deles é quase o dobro do que eles cobram na loja. Em relação a hotel, não sei dizer. Fiquei em apartamentos alugados via airbnb pois eu queria algo com cozinha. Para mim valeu a pena, ainda mais porque de noite eu podia fazer um lanche em casa mesmo e economizava uma grana. Em Ushuaia a avenida principal é a San Martin, onde ficam as lojas e as agências de turismo (inclusive a brasileiros...). Ela é plana e central, o resto tudo é morro. Então quanto mais perto vc ficar dela menos vai ter que penar na volta para casa. Em relação a dinheiro, eu calculei 30 dólares por dia por refeição, para 2 pessoas. Foi suficiente mas eu não almocei muito lá, já que estava sempre em trilhas, só tomada lanche nas trilhas. As trilhas mais legais que eu fiz são (na minha opinião): 01 - glaciar vinciguerra - nem todas agências oferecem e acontece apenas 01 vez por semana nas que oferecem (na brasileiros é na terça) - são um 25 km ida e volta, mas é tranquilo; 02 - laguna esmeralda - são 14 km ida e volta e muito fácil. Sai todo dia. 03 - parque nacional tierra del fogo - tem diversas trilhas lá dentro. Com certeza não precisa de guias, pois são bem sinalizadas. Pega o transfer na área do porto (tem horário certo de saída e retorno). Tem um restaurante com preço e comida boa lá. Tem ainda o passeio de barco no canal beagle que é legal, para quem gosta, tem o passeio de trem até o parque TDF, que deve ser até legal, mas eu não fui porque é bem caro. Tem o que eles chamam de circuito dos lagos, que na verdade é um passeio de 4x4 até o lago fagnano onde vc desce e faz churrasco. É até legal, mas eu não iria novamente. Foi o que eu fiz. Lá tem um free shop que, para as coisas que eu comprei, tem prçeo melhores do que o de buenos aires,q ue eu achei bem caro. se tiver mais perguntas Christian
  13. Eu fiz o W em 2018 com minha esposa, e acho um bom começo, devido a falta de preparo do seu marido. O problema de TDP é que precisa de reservar com muita antecedência e, após isso, seu roteiro fica travado. Mesmo cansada ou com chuva ou neve, você tem quer ir de qualquer maneira, ou fica sem lugar para dormir e seu cronograma já era. O problema do O (se não estou enganado) é que você necessariamente precisa levar alimentação para a parte de cima do circuito, pois os campings/refúgio que não fazem parte do W (creio) não oferecem comida. Então a mochila fica bem pesada. Se isso não for problema... Não precisa tanta experiência, pelo que vi lá, mas precisa de mais preparo. Em outubro abre as trilhas. Pode ser que alguma parte esteja fechada por causa de neve. O site do parque publica (ou publicava) um jornal diário falando sobre as condições da trilha. Dá um olhada nas publicações antigas que pode dar uma ideia. É seguro fazer trilha por lá. Os caminhos são bem demarcados, há pontos de água por toda trilha praticamente, e vc sempre passa por pessoas (ou é ultrapassado) fazendo o percusso, sendo no sentido que vc escolher ir ou no sentido contrário (o w vc pode escolher sentido horário ou anti-horário, o O tem sentido único). As trilhas são bonitas e agradáveis, e razoavelmente tranquilas (eu achei). O desafio é o clima e o peso da mochila. A primeira coisa que vc tem que decidir é que tipo de hospedagem vão querer: (camping, refúgio e/ou alguns dias de hotel para dar uma descansada). Os hotéis são bem caros, mas dormir num quarto com cama e banheiro próprio ajuda bastante a descansar. Uma coisa a prestar atenção é na reserva: cada parte do circuito abre a reserva em data diferente: nos hotéis você pode reservar a qualquer tempo (se tiver vaga), a vertice patagonia em 2018 abriu a reserva em junho, a fantastic sur em julho (e 3 dias após estar aberto, já não tinha vaga para 2 pessoas em alguns refúgios e cabanas, apenas camping). E, quando a vertice abriu a reserva, os hotéis já estavam com lotação quase total e nao tinham mais vagas, então tive que adaptar meu roteiro. Vc tem que entrar no site deles todo dia para ver se já abriu - normalmente em junho ou julho. Se você for de camping, há a opção de alugar a barraca das empresas em TDP (vertice patagonia e fantastic sur) pois, além de eles montarem a barraca para vc (e tem que estar bem montada, porque o vento é MUITO forte às vezes - mais de 100 km/h nós pegamos), sua mochila fica mais leve. Os refúgios, em sua maioria, são quartos compartilhados, com 3 beliches (6 pessoas) por quarto. No setor los cuernos vc tem a opção de ficar numa cabana de madeira, com cama, lareira e banheiro compartilhado apenas pelo pessoal das cabanas (eu fiquei, e é legal, mas saiba que os banheiros ficam a uns 500 m da cabana então, se estiver chovendo, à noite, dar uma saída pode ser bem chato). Outra opção que vc tem que decidir é se vai levar sua comida ou vai reservar a deles. Eu fiz a opção de reservar junto com os alojamentos, pois assim a mochila fica mais leve. Você pode chegar a Puerto Natales (cidade base para o início da trlha) a partir do Chile (Punta Arenas) ou Argentina (El Calafate). Se vc tiver tempo disponível, depois de TDP vá a El Chalten, que fica a 3 horas de ônibus de El Calafate. Tem diversas trilhas de diferentes graus de dificuldade e muito bonitas. Se tiver alguma pergunta, pode falar. Christian
  14. Existem várias formas de se chegar a Machu Picchu, mas todas (ou quase) partem de Cusco. Sem saber seus planos ou disponibilidade de tempo, ou mesmo que tipo de viagem vc quer fazer (se mais econômica ou com um pouco mais de conforto, se trilha ou apenas bate e volta a Machu Picchu), eu recomendo fazer uma boa aclimatação, que é item básico no Peru, em virtude da altitude. Seria ideal passar uns 3 dias em Cusco antes de começar uma trilha para Machu Picchu, mas se vc quiser fazer apenas um bate e volta, vc pode ir de trem no dia seguinte ao que chegar (Machu Picchu fica a 2800 m acima do nível do mar, enquanto que Cusco fica a 3400). Se quiser ir de trilha, tem a trilha inca clássica, que são normalmente 3 dias e 4 noites, ou tem a trilha por salkantay, a qual que eu fiz), que são 5 dias e 6 noites e vai pelas montanhas (muito bonita). Tem ainda a trilha inca curta de 2 dias e uma noite, onde se pega um trem em ollaytatambo, segue até o km 104 da ferrovia e aí desce e inicia a parte final para chegar a pé em Machu Picchu, no final da tarde, fazendo a visita guiada no dia seguinte. Neste opção vc passaria 01 noite em Águas Calientes. Tem muitas opções. Dá uma olhada no site Machu Picchu Brasil e tira umas idéias (ou mesmo pesquisa aqui no fórum, tem coisa demais). Depois de ter uma ideia do que quer, fica mais fácil de te ajudar. De qualquer forma, eu aconselharia um roteiro a partir de Cusco mais ou mesmo assim: dia 01 - chega em Cusco e passeia pela cidade para começar a aclimatação dia 02 - faz o city tour em Cusco, por agência ou outro meio dia 03 - faz o passeio Moray e salineira de Maras dia 04 - faz o passeio do vale sagrado dia 05 - parte para Machu Picchu Assim vc conhece o que a região de Cusco tem a oferecer , se aclimata, e depois parte para Machu Picchu. A dica que eu dou é deixar Machu Picchu por último, como se fosse a cereja do bolo pois, se vc for lá primeiro, ou demais passeios meio que ficam sem graça. Em Cusco tem um monte de agência oferecendo todos os passeios e vc pode contratar tudo lá mesmo. A exceção é se, em Machu Picchu, vc queira subir uma das montanhas de lá (Huayna Picchu ou montanha Machu Picchu) pois os ingressos das montanhas são limitados a 80 por dia e podem acabar. Então, neste caso, seria melhor contratar com antecedência. Eu subi a montanha Huayna Picchu, e acho que vale muito a pena, mas é meio cansativo, e tem gente que acha que não vale a pena. O melhor em relação aos passeios, financeiramente falando, é comprar em Cusco mesmo, pois o preço lá é muito menor do que aparace na internet (menos da metade do preço). Após visitar Machu Picchu, se tiver disponibilidade, dá uma olhada no passeio à rainbown mountain. A empresa que vc contratar de pega no seu hotel às 03 da manhã e te leva de ônibus por umas 3 horas. Vc para para tomar um lanche e depois segue para a subida, onde vc chega até os 5100 m. É muito bonito. Deixa esse passeio, se vc for fazer, por último, porque sua aclimatação já estará completa. Em Cusco eu fiz os passeios pela empresa orellana tour. Não seu o endereço, mas ele tem site na internet. Se for fazer o passeio do vale sagrado com eles, tenha certeza de que o almoço está incluído no preço ou não, porque o lugar que eles te deixamn para almoçar é bem caro (eu paguei 80 pesos por pessoa em 2017, com almoço incluído - só o almoço, se não estivesse incluído, seria 50 pesos no local onde paramos). Por último, uma aclimatação mal feita PODE atrapalhar muito seu passeio. Quando fui eu vi pessoas vomitando no meio da rua por causa disso, precisando de balão de oxigênio ou sentindo muita dor de cabeça. Não significa que vc vai sentir isso. Cada pessoa é diferente e reage diferente, mas o ideal é se preparar para não ter chance de acontecer. Toma bastante líquido e mastiga as folhas de coca (ou toma chá) que se encontram em abundancia por lá. E só começa a fazer esforço mais forte após uns 3 dias se aclimatando. Se tiver alguma dúvida e precisar de mais ajuda, é só falar. Christian
  15. Quando vc compra sua passagem de avião com cartão de crédito, normalmente vc ganha o seguro da operadora (visa ou mastercard). O seguro é bom e de graça. Eu cheguei a fazer seguro pela mondial travel, que achei com preço bom, mas depois que descobri esta do cartão de crédito eu o cancelei, por isso não cheguei a usar.
×
×
  • Criar Novo...