Ir para conteúdo

Rodrigo e Gí

Colaboradores
  • Total de itens

    1.217
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Posts postados por Rodrigo e Gí

  1. Em 12/07/2018 em 11:15, ananda.arroyo disse:

    Já procurei e não achei nenhum review da barraca "TREKKING QUICK HIKER ULTRALIGHT 3 QUECHUA"  estou pensando em comprar uma dessas pois ela é leve e tem um espaço confortável para duas pessoas. Porem queria saber como ela é em situações de muita chuva.

    Eu tenho uma Quechua Arpenaz 3 a uns 3 anos e já peguei muita chuva com ela inclusive em situações que até o camping ficou praticamente alagado a água passava por baixo da barraca e não entrou uma gota se quer e eu nunca utilizo lona por cima ou por baixo da barraca.

    Mas rola uma duvida exatamente porque fazem anos que comprei a minha e não sei se a qualidade permanece a mesma. Alguém aqui tem essa barraca Trekking Quick Hiker Ultralight 3 ou conhece alguém que a tenha e que falou bem dela?

    Eu só to pensando em trocar a minha barraca arpenaz pois queria uma barraca mais leve e que tivesse um avance que eu pudesse cozinhar quando chover muito.

    É uma barraca de excelente custo benefício para quem faz trekking e quer um espaço maior.

    Já vi uma montada na Decathlon, ela é enorme, tanto quarto como avanço.

    O material e construção são de excepcional qualidade, com certeza não terá problema com chuva, desde que a barraca seja bem montada.

    Ouso dizer que essa linha da Quechua não fica devendo nada para marcas como Marmot e etc.

    A marca Quechua no geral está atingindo níveis de qualidade aos das grandes marcas.

    Abraço!

    Rodrigo Cavalcante

    • Obrigad@! 1
  2. @cyranodesaleh 

    Eu não usei e o piso rasgou. É muito fino, bem sensível, ônus do equipamento super leve.

    Remendei e comecei a usar um footprint improvisado. Uma lona plástica bem leve, só pra reforçar mesmo.

    O importante é não ultrapassar as dimensões da barraca, caso contrário pode acumular água entre a lona e o piso da barraca.

    Abraço!!

    Rodrigo Cavalcante

    • Gostei! 3
  3.  

    Extremamente corrido, vai apenas passar pelos lugares. Se conseguir.

    Vão passar mais tempo dirigindo do que curtindo os pontos turísticos.

    Nosso instinto é tentar conhecer o máximo de lugares que for possível, mas sempre é um tiro no pé.

    Concentre a viagem em uma única região: ou a região do lagos (Bariloche) ou norte (Atacama).

    Mesmo com vários motoristas, eu não faria um roteiro com mais de 5.000km para 16 dias.

    Abraço!

    Rodrigo Cavalcante

    • Gostei! 1
  4. Também depende dos equipamentos que vai levar.

    A tendência do iniciante é ter equipamentos mais pesados e volumosos, porque são mais baratos.

    Mas tudo está relacionado com seu nível de minimalismo.

    Uma mochila de 50l é sempre coringa para vários tipos de viagem.

    Abraço!

    Rodrigo Cavalcante

  5. Boa noite!

    Alguém sabe dizer se em junho costuma chover em Foz? Faz mto frio?

    Obrigada

     

    Lá nunca faz frio de verdade mesmo, como em São Paulo ou Curitiba.

     

    Muito pelo contrário, é uma região que faz um calor escaldante. O bom de ir em junho é que a temperatura estará mais amena.

     

    Junho não é época de chuvas em nenhum lugar do Brasil.

     

    Abraço!

     

    Rodrigo Cavalcante

  6. Pesquisando diversos tópicos aqui do fórum estou entre 2, se alguém tiver alguma outra dica, tb fique à vontade:

     

    DEUTER TRANSIT 65 - R$ 800

    ESCAPE 50L Quechua - R$ 500

     

    o que acham melhor custo/benefício? Justifica essa diferença pela litragem e marca obviamente?

     

    Eu acho a escape muito bacana, melhor custo benefício.

    Só não gostei do zíper, ele é tipo como de mochila escolar, fica na lateral e vai de ponta a ponta.

     

    Para analisar custo benefício, sempre calculo com base no salário mínimo brasileiro e europeu/EUA.

     

    Na Alemanha, por exemplo, uma mochila Deuter como essa representa menos de 10% do salário mínimo alemão.

     

    Aqui no Brasil, a mesma Deuter custa 80% de um salário mínimo brasileiro.

     

    Por isso tenho ido de Quechua.

     

    Abraço!!!

     

    Rodrigo Cavalcante

  7. Pessoal, uma dúvida: Se eu estiver numa cidade na altitude (ex: Huaraz no Peru), já aclimantado, voltar para uma cidade litorânea por uns dias (ex: Lima) e depois ir para Cuzco, eu "perco" a aclimantação? Tem prazo de validade? Rsrs.

     

    O que costumo ouvir é que a aclimatação é relativamente acumulada no decorrer da vida.

     

    Cada vez que o indivíduo tenha estado, no decorrer de sua vida, em alturas superiores a 3.000m, houve uma pequena aclimatação, e essa não se perde totalmente ao descer para altitudes menores.

     

    Mas não tenho embasamento, é só "ouvir dizer"

  8. Gente, procurei até cansar e resolvi ver se alguém aqui no fórum responde minha dúvida. ::sos::

     

    Ando bem curioso com a Quickhiker 3 (ou III, a depender do gosto do freguês) da Quechua. Andei comparando reviews e características de uma série de barracas para 2 pessoas (eu sei, essa é para 3 pessoas mas poderia também ser pra 2 pessoas espaçosas, né :D ).

     

    UbPUZBM.jpg

     

    O problema é que não encontro uma viv'alma que tenha essa barraca ou que tenha feito review. Tem review da descontinuada(?) Quickhicker 2 (ou II...), tem reviews para a quickhiker ultralight 2 o resgate e ultralight 3 o retorno, mas nadica de nada da que estou me interessando.

     

    Obviamente eu poderia simplesmente assumir os reviews (vários e bons) feitos para a quickhiker 2. Mas aí é que a coisa complica: alguns comentários avisam que o piso do quarto é bem fino, a Luiza do "fui acampar" comenta inclusive que um espinho no chão furou a lona. À parte isso, parece uma barraca de bom investimento, vem com varetas de alumínio e aquelas estacas de alumínio em "v" também. ::otemo:: Mas, piso que fura com espinho...? :shock:

     

    Ninguém tem uma dessas pra contar a história não?

     

    Apenas já vi montada.

    Achei o avanço muito pequeno para uma barraca com esse peso. Inclusive, achei muito pesada para o conceito da barraca.

     

    O piso de uma barraca de trekking costuma ser mais fino mesmo. Tem que tomar mais cuidado, é o preço da leveza.

     

    O piso da minha quickhiker UL 2 furou com um galho que nem era tão pontudo.

     

    Abraço!!

     

    Rodrigo Cavalcante

    • Gostei! 1
  9. Vou para o Peru em maio e estou pesquisando sobre qual bota comprar. Não vou fazer nenhuma trilha hard, então não quero gastar R$ 800 - 1000 numa bota. Vou andar bastante nas cidades, trilha da hidrelétrica para chegar em MP e passeio das montanhas coloridas.

     

    Quem já utilizou o modelo You Femme da Snake o que acharam?

    Bota You Femme - Snake

    http://www.snake.com.br/botas/outdoor/you-femme/

     

    Nesse caso não precisa de bota. Eu não investiria se não fosse usar.

     

    Para a sua necessidade qualquer tênis serve.

     

    Abraço!

     

    Rodrigo Cavalcante

  10. Pessoal, sofro muito com dor nas costas quando carrego mochilas em trakkings, estou saindo de uma 75 para uma 60 ou 65 e gostaria de saber se alguém sabe a diferença entre os sistemas de acolchoamento ou rede... se entre as duas posso ter mais conforto com alguma delas.

    Obrigado

     

    Suas costas não deveriam doer com mochila nenhuma, não é normal.

     

    Olha, com coluna não se brinca.

     

    Se sente dores fortes talvez nenhuma mochila seja a solução.

     

    Devidos a duas hérnias de disco de minha esposa, optamos por fazer trilhas sem pernoite e acampar somente de carro.

     

    Às vezes temos que abrir mão de algo e nos adaptar às adversidades.

     

    Abraço!!

     

    Rodrigo Cavalcante

  11. Primeiro post aqui :D

    Então pessoal, quando eu era jovem, 12 a 14 anos, meu pai costumava fazer trilhas e rapel e eu ia junto. Agora com 23 quero retomar o contato com a natureza. Pretendo começar com camping básico mas evoluir pra bushcraft, ir pro meio do mato mesmo, passar uns dias e até mochilar.

    Quero começar investindo na mochila, algo intermediário.

    O problema é que sou um homem baixo com apenas 1,65cm. E 50cm de tronco.

    As mochilas que pensei em comprar são a forclaz 50L da Quechua (talvez 60L) e uma de uma marca não tão boa, mas bem maior, a NTK Yukon 55+15 pela litragem e bolsa de ataque integrada.

     

    A Quechua 50L tem 62cm de altura, já 12cm maior que o tronco, e pelo que estudei isso pode ser desconfortável. Já a de 60l e a NTK 55+15 são 69cm.

     

    Não pretendo gastar muito mais que 500 reais, afinal, não sou o cara mais experiente e endinheirado, quero um material pra iniciar e ir trocando aos poucos.

     

    Dicas? Sugestões? Opiniões?

    Se pensarem em outros modelos, ótimo!

    Algo que gosto é que tenha abertura frontal.

     

    Já agradeço!

    Abraço!

     

    Se pretende fazer bushcraft no futuro, invista o mínimo possível.

    Afinal, o conceito de bushcraft é o faça você mesmo.

     

    Para bushcraft uma mochila de 40l é mais que suficiente.

    Inclusive resolve o problema do tamanho do torso.

    Cabe rede (não vai precisar de barraca, ou talvez nem mesmo da rede), cantil de alumínio (substitui panelas, fogareiro e combustível), roupas e kits de sobrevivência.

     

    Abraço!

     

    Rodrigo Cavalcante

  12. Galera estou com uma duvida!!

    Quero comprar uma barraca nova e estou em duvida entre três, pois, quero uma barraca que caiba um colchão de casal + 2 mochilões e minha duvida é:

     

    Azteq Katmandu 2/3

    A 1,20 L 2,05 C 2,60 (1,50 quarto + 1,10 avancé) peso: 3,250g

    *não li muitos relatos se cabe colchão + mochilas (gostaria de tirar essa duvida sobre ela)

     

    Azteq Katmandu 3/4

    A 1,40 L 2,40 C 3,30 (2,10 quarto + 1,10 avancé) peso 4kg

     

    e Nautika INDY GT 3/4

    A 1,30 L 2,05 C 4,5 (2,05 quarto + 1,55 avancé) peso 4,6g

     

    Gostaria de tirar essa duvida e em relação a qualidade delas, orbigada :D

     

    Imagino que vão acampar de carro é isso? Qualidade muito semelhante entre Azteq e Nautika^.

     

    Você já tem as medidas, basta medir o colchão para saber se cabe uai.

     

    Abraço!

     

    Rodrigo Cavalcante

  13. Peguei um China mesmo. Orçamento ta difícil e não vou para os EUA/Europa tão cedo pra comprar por lá. Preciso dele pra temporada esse ano sem sofrer com meu de 15ºC e volumoso.

     

    Acabei escolhendo o G400 da aegismax. É pena de ganso 800 fill. Ele tem gorro e é baffled. Vi review confirmando e vendedor tb. Já vi declararem conforto 3 e 0 graus. Ainda não é o ideal que to querendo, mas ta melhor que o outro sem gorro. Gostei principalmente do peso e volume fechado.

     

    Acabou saindo mais barato que o outro sem gorro, pq peguei numa promoção. Quando chegar eu posto uns comentários lá no tópico. Ai vou ver se é tudo papo furado mesmo ou se as informações batem. Vou ser a cobaia desses SD chineses.

     

    Agora é rezar para não ser taxado

  14. Pessoal, tenho planos de fazer uma viagem de alguns meses pelos EUA e Canadá, e gostaria de comprar um carro e um camper truck para isso. Usados, seriam em torno de 10.000 USD e depois da viagem ainda conseguiria vender por talvez 6 ou 7 mil e recuperar parte do dinheiro.

    Agora para isso, a dúvida. É possível estrangeiro comprar carro nos EUA?

     

    Sim, é possível. Já tenho o meu. Daqui a pouco, vou viajar para outros estados em US. ::otemo::

     

    Então conte sua experiência ... se não for residente nos USA, pelas vias legais e lícitas não, não é possível

  15. Oi galera, investiguei pelo Mochileiros e pelo google em sites estrangeiros e achei pouquíssima avaliação sobre as mochilas da NatureHike, uma marca chinesa. O preço tá bom pelo Aliexpress e como mochila de 70l geralmente é bem mais cara, tô pensando em optar por essa marca. Mas gostaria de saber se alguém tem ou sabe de indicações sobre essa marca.

     

    Mas como gosto muito da Quechua e já tenho uma de 50 litros easyfit, estou pensando na Forclaz 70l também. No caso, a minha utilização será pra trekking na Patagônia, em pleno verão. Deuter por enquanto tá fora de cogitação, apesar de ser meu sonho de consumo.

     

    Muito obrigada,

    Soraya.

     

    No próprio aliexpress são postadas avaliações de quem comprou, e as avaliações são excelentes.

     

    Considero Nature Hike uma excelente marca. Tenho rede, saco compressor, várias coisas deles.

     

    No entanto, comprar uma mochila aumenta muito a possibilidade de ser taxado.

    Vai muito da sorte, mas o tamanho do pacote chama mais atenção da receita.

     

    Para ter uma ideia, comprei um anorak da marmot em promoção por U$29,00 no ebay. Chegando ao Brasil fui taxado em mais R$ 182,00 ...

     

    Abraço!!

     

    Rodrigo Cavalcante

  16. Rodrigo, obrigado pela resposta.

     

    Realmente, achei muito caro. Lembrando que é o custo total com equipamentos, roupas e tudo mais. Vou mandar uma planilha que fiz aqui em anexo. A única vantagem é que eles resolvem tudo pra você, como hospedagem, transporte etc.

     

    Indo sozinho, sem contactar ninguém, dá pra resolver tudo lá? Como curso de escalada, boa aclimatação etc? Porque o pacote de USD 1750 do Gente de Montanha inclui o curso em glaciar (teórico e prático), subida ao cume do Chacaltaya (5400) e ao Charkini (5300) tudo visando a boa aclimatação. A cobertura o pacote é bem ampla, mas realmente tinha que ser pelo preço né.

     

    Não tenho numa prática como absolutamente nada de escalada, muito menos em gelo. Pretendo ir agora em junho ou julho pra La Paz. Chegando lá tem cursos com essa abrangência disponível? Teria que fazer todo um roteiro específico para boa aclimatação etc. Você podem me ajudar, se não for pedir muito. hahaha

    Valeu!!

     

    Os valores que as agências cobram já incluem, na maioria das vezes, todo o equipamento e também um mini curso de escalada no gelo.

    Com certeza tem essas informações neste próprio tópico, basta ler.

     

    Para chegar no cume do Chacaltaya basta pegar um táxi ... custa uns 50 bolivianos (R$ 20,00).

    Pode fazer a aclimatação por conta própria.

     

    Pesquise sobre as agências e entre em contato.

     

    Perca o medo de fazer as coisas por conta própria, pesquise antes de perguntar.

    Caso contrário, melhor contratar uma agência brasileira.

     

    Abraço!!

     

    Rodrigo Cavalcante

×
×
  • Criar Novo...