Ir para conteúdo

alexrosa

Membros
  • Total de itens

    28
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre alexrosa

  • Data de Nascimento 15-12-1977

Bio

  • Ocupação
    Produtor musical
  1. Grande Marcos Eu baixei o novo Orux e percebi que ele mesmo anda baixando os mapas offline sem precisar mais do Atlas Creator. É isso mesmo ou to fazendo besteira? rs Consegui baixar e deixar offline boa parte dos mapas do Earth de TIradentes MG e acessei totalmente offline, carregou. Se for assim mesmo, ficou muito bom do jeito que está!
  2. magina, véio...nao tem pq se desculpar..teparece! apenas complementei o teu parecer..afinal, experiencias mais recentes tornam a info mais confiavel.. relax, mano O bom deste fórum é o respeito e a educação dos membros! Quem tem contato com a natureza desenvolve um espírito mais saudável mesmo, aqui isso é visivel! Eu agradeço tanto o Anselmo e ao Jorge por sua prontidão em tirar minhas dúvidas. Eu tive muita sorte até hoje, nunca sofri assalto em trilhas, mas tem que sempre ficar atento, isso em todos os lugares. O único lugar que eu tive total tranquilidade foi no meio da Chapada Diamantina, perto do Morro do Camelo pois ali era coisa de 15 km de cada lado pra ter civilização. De resto, sempre bom ficar atento. Eu gosto de saber isso pois carrego material fotográfico que se roubado vai me dar um certo rombo no orçamento, então é sempre bom saber! Agradeço novamente, vou colocar essa caminhada na minha lista!
  3. Baixa sim, tenho usado com esse objetivo e me atende muitíssimo bem. Saudações, Que maravilha hein! Achei um tutorial na net explicando usando um tal de MOBILE ATLAS CREATOR - é este que você usou pra baixar as fotos do satétlico pro Orux, Marcos?
  4. Eu já usei do jeito que o Crazy Guy fez....no cache....problema do Google Maps do Android é que ele não aceita tracks como o Google Earth (meu samsung é o galaxy 5 e não tem google earth para esse modelo)...Alguém saberia me dizer que se o ORUX MAPS baixa os mapas do Google earth com as fotos do Satelite? seria bem interessante usar as fotos de satelite no matagal. Abraços
  5. Oi Anselmo, acabei pulando seu relato, me desculpe! ãã2::'> Eu gosto de camping selvagem, mas às vezes um camping é até melhor por ter pelo menos um chuveiro já que andar na praia deixa a coisa meio "melada"..rs....eu sempre tive vontade de fazer essa travessia por ser toda pela praia e ter belas paisagens....obrigado pela informação!
  6. O relato é de 2002...me parece que a coisa mudou de figura por lá - anda rolando assaltos, algo assim...alguém foi pra lá estes tempos pra poder dizer alguma coisa? em 10 anos MUITA coisa muda. Eu vi esse relato inicialmente numa revista ECO da antiga Terra, uma edição especial só com trilhas e tal...infelizmente esta foi a última edição e depois nunca mais. Acredito que não seja mais TAO seguro fazer sozinho e acampar na praia como a trilha sugere..uma pena
  7. Pois é Davi, Monte Verde trata o turista com respeito, sabem converter isso para benefício deles mesmos....o município ganha, o turista ganha, todo mundo ganha. Meu amigo foi pra Monteiro Lobato e me disse que a cidade é meio abandonada, tudo meio perdido, sem informações e até mesmo o povo de lá diz que é uma cidade "que só tem bêbado na praça". Que tristeza. Um país com vocação ao turismo jogando tudo no lixo por causa de má vontade política.
  8. Joanópolis é uma simpática e adorável cidade limítrofe entre SP e MG, aproximadamente uns 115 Km da capital. Conheci a "Estância Turística" em 2010, no feriado de 7 de setembro. Berço da Cachoeira dos Pretos, uma das maiores do ESTADO DE SÃO PAULO. A cidade parece não gostar muito ou não estar nem aí para o posto de ESTÃNCIA TURÍSTICA. O posto de informações ao turista está sendo "construido" faz quase 3 anos. No centro você não encontrada nada, informação alguma, exceto uma placa indicando o caminho para a cachoeira. Só. Quando fui em 2010 a 'empresa' de ônibus atendia a linha até a cachoeira diariamente. Mesmo que o horário não colaborasse (eles partiam somente às 16 horas, você passava a tarde toda moscando pela cidade) pelo menos era um apoio pro turista que não tem ou não quer ir dirigindo até lá. Numa segunda vez, fui informado que as linhas estavam atendendo somente 2 dias da semana: às sextas e terças. Neste caso eu fiquei no camping o final de semana todo e tive que matar a segunda feira. E acreditem, o ônibus da terça-feira NÃO PASSOU. Consegui uma carona e me safei. Quando voltei pra SP postei uma denûncia enorme no mural da página do Facebook da Cidade e até me responderam, dizendo que estava estudando os horários, demanda etc e que tudo se resolveira. Legal! Em dezembro decidi ir pra lá passar meu aniversário acampando. Liguei para a prefeitura e pedi informações sobre as linhas, a garota pelo telefone me deu os horários. Saí na fé. Esperei até mais ou menos a hora da saída e quando cheguei no ponto, um senhor pasteleiro que já me conhecia de tanto ir pra lá veio me dizendo "tu vai pra onde? "vou pra cachoeira" - "mas hoje não tem onibus". Então fiquei pensando - o pasteleiro deve estar enganado. PIOR QUE NÃO! Esperei até a hora marcada e não existia o tal ônibus! Fui pessoalmente na prefeitura e fui atendido por alguém que me disse que tinha o "papel errado" e ligou pra "empresa" de õnibus perguntando da tal linha. O tal atendente da empresa "trollou" a menina da prefeitura falando que tinha, mas quando eu voltei pro ponto e esperei mais meia hora, liguei EU MESMO pra empresa e o atendente, um homem extremamente rude e sem educação me disse "Hoje não tem onibus não, vai de a pé". (SIC). Voltei na prefeitura, contei o ocorrido e então com cara de tacho, a garota me disse "Sabe o que é, a gente não controla isso, o ônibus não é nosso, a gente sõ faz propaganda". É pra rir! Duas casa abaixo, uma delegacia. Entrei e conversei com o delegado que me deu um puta apoio, criatura educada, prestastiva e mesmo estando perto do horário de ir embora me ajudou e fez meu B.O. e ainda me explicou como podia fazer pra voltar pra SP ainda aquele dia pois eu perdi tanto tempo indo pra cima e pra baixo que não tinha mais onibus pra SP. Agora, caros amigos viajantes, como uma cidade que se diz "ESTÂNCIA TURÍSTICA" não tem dinheiro pra manter UMA BENDITA LINHA DE ÔNIBUS? E a tal conversinha de "sustentabilidade"? Pra viajar eu sou obrigado a ir de carro? O turista "POBRE" ou que não gosta de dirigir ou simplesmente NÃO QUER, NAO CONSEGUE VISITAR UMA DAS MAIORES CACHOEIRAS DO ESTADO MAIS RICO DA FEDERAÇÃO? Que raio de cidade "turística" é essa que tem uma linha de ônibus que não tem fiscalização, que manda e desmanda nos horários? Pelo que sei, uma empresa só pode prestar serviços públicos se passarem por licitação e se não cumprirem certos "requisitos" podem ter seu contrato cancelado. Será que a prefeitura de Joanópolis tem TANTO trabalho que não pode fiscalizar o sistema de transporte da ENORME Joanopolis? Soube, através do pasteleiro (vejam só) que existe um disputa política, alguém que é ex-prefeito que é dono da empresa de transporte e coisa pior. Imaginem que baderna que este povo faz com o NOSSO dinheiro pelas cidades do interior pelo nosso estado e país? Agora, na vizinha Monte Verde a coisa é diferente: ônibus quase de hora em hora, mapas, placas, passeios auto-guiados......será que é falta de vontade política, safadeza ou falta alguém reclamar? Triste, pois a cidade é encantadora, a cachoeira é fabulosa e pessoal da APA são gentis assim como o povo do camping do Zé Roque e a Cris dos Chalés. NOTA ZERO pra prefeitura de Joanópolis. NOTA ZERO pra AD-TUR, a tal "empresa" de ônibus. NOTA ZERO!
  9. Rapaz, sei que o tópico é do ano passado, mas vale a ajuda - Ir pra Cachoeira dos Pretos sem carro é um CALVÁRIO! Eu fiz o maior rebuliço ali na cidade com direito a Boletim de Ocorrência e tudo pois a companhia de ônibus manda e desmanda nos horários dos ônibus e não tá nem aí pra ninguém. Aliás vou até escrever um relato depois como denûncia pois uma cidade que se diz "Estância Turistica" ter somente UM ônibus UMA VEZ POR SEMANA pra cachoeira é o fim da picada. Ele só sai às terças-feiras (mas isso também não é regra, pois eles mudam isso de acordo com a cabeça do dono da empresa de ônibus) e deixa você na cachoeira. MAs só tem essa opção. Não adianta carona, o pessoal não costuma ir pra cachoeira então a opção é TAXI que é um roubo. MAis fácil ir de bike, são 18 KM do centro da cidade até a cachoeira, estrada asfaltada.
  10. Pois é, toda vez que combina algo com alguém a pessoa fura. Alguém aí que já fez trilha sozinho já passou alguma situação REALMENTE de perigo, de caso de quase morrer mesmo? Pois leio relatos e quase sempre são tranquilos. Acho que se alguém aparecer por aí falando o que já passou de ruim seria legal pra incentivar. Eu ainda não fiz camping selvagem sozinho mas estou acostumado a trilhar sozinho sem grilo, mas acampar sozinho e na mata ainda é uma barreira pra eu vencer.
  11. alexrosa

    Gonçalves

    Alguém sabe de camping em Gonçalves? Achei dois telefones num site mas parecia ser algo meio "velho". Pode ser meio afastadinho do centro, sem problemas, só queria saber se tem. Abraços
  12. O tópico é muito bom, aliás, ja cai nessa de sair de casa achando que ia andar feito camelo, chegou na hora com 20 quilos nas costas a coisa ficou preta. Na chapada Diamantina era 30 minutos, 30 parando com todo mundo lançando 3 metros de língua pra fora. Claro que depois de 2 dias você acaba meio que se "condicionando", mas acaba virando um martírio e não uma prática de esporte. É muito importante estar desenferrujado sim e dependendo da trilha, do percurso, bom calcular um tempo de sobra pra não achar que vai conseguir fazer 6 horas e acabar andando 4 e acordar quebrado no outro dia. Por isso não gosto de viajar com tempo "exato" pois não consigo saber como vai estar o lugar e qual a condição da trilha. Na trilha do Ouro perdi quase um dia todo pra atravessar o trecho final porque tinha chovido e aquelas pedras viram um sabão...o que no mapa era um trecho ínfimo, virou a parte mais cansativa da trilha. Condicionamento físico é essencial para uma boa trilha, assim como é para todo esporte. Exceto gamão..rs
  13. Segui a recomendação do Babunera e do Lash, fui parar na Rua do Horto para fazer a tal caminhada, mas infelizmente peguei tanto trânsito (na verdade, não confiei muito no tempo e quando abriu o céu ja era meio tarde). O acesso para a trilha da Pedra Grande fica disponivel somente até as 15 horas e paga-se 5 reais a entrada. O acesso realmente é muito fácil, no Metro Santana tem um ônibus que para bem perto, só dar um gás na primeira subida até entrada do Parque e já está lá. Comprei o guia Trilhas de São Paulo por 5 reais na entrada (vi que teve gente que comprou por 10! ) e ja li tudo. A idéia é bom, mas chamar a trilha do Pico do Jaraguá como "DIFICIL" e´complicado. Fazia a trilha do Pico quando tinha 16 anos, era mais difícil ir à quitanda que subir o Pico. Mas de qualquer forma, é válido pra incentivar o povo a conhecer SP, já que a gente está meio cercado de concreto. Por hora tive que voltar, mas dei um rolezinho naquele parque, é bem bonito e limpo. Mas queria mesmo ter subido à pedra grande...final de semana que vem eu chego mais cedo!
  14. Rapaz, engraçado quando chega uma hora que a gente se encontra sozinho no lance..rs... meus amigos todos estão casados. E pra piorar, foram pra Europa, então a galera que me acompanhava nas viagens sumiu de vez. Sobrou alguns que encaram, no máximo, ficar num chalé..barraca? Nem morto. Desde então fico procurando um pessoal pra retomar as caminhadas..este fórum me deu um pouco de esperança. Mas a verdade é que, gostaria mesmo de caminhar sozinho pra saber como é... na verdade, acredito que seja perigoso sim, afinal se vc está em 3 ou até 2, se acontecer algum acidente, tem um pra voltar e procurar ajuda. Mas ja vi muita gente que faz trilha sozinha pelo caminho e faz questão de ficar sozinho. Acho que a adrenalina é maior. Principalmente quando a noite chega..rs
  15. Pessoal, recomendo a cidade de AIURUOCA, no Vale do Matutu onde você desfruta de uma infinidade de cachoeiras e ainda a trilha que leva ao topo do Pico do Papagaio com mais de 2000 mts de altura: http://www.triptobrazil.com/viagens/aiuruoca.htm A cidade em si é uma típica cidadezinha mineira do interior, com igrejinha no centro, comércio e só! Fica perto da região de São Lourenço, próximo a Baependi e Caxambu. Alias, quem vai de SP, tem que ir até Caxambu e esperar a expresso que parte para Aiuruoca. Para quem não quer ir tão longe e mora em SP, ainda tem EXTREMA, primeira cidade de Minas para quem sai de SP pela Fernão Dias. A cidade é um pouco maior, mas tem vários mirantes de fácil acesso, saltos de Para-quedas e algumas cachoeiras, umas aliás ainda escondidas que se pode encontrar dentro da fazenda do pessoal Minas aliás é um lugar fantástico para viajar. Gosto muito desta terra!
×
×
  • Criar Novo...